Archive for the ‘noticias’ Category

Samu oferece instruções em primeiros socorros

sexta-feira, janeiro 23rd, 2015

primeirosocorros (2)

A Prefeitura de Manaus disponibiliza o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192) para oferecer instrução em primeiros socorros para grupos de profissionais que buscam qualificação na área, sejam de instituições públicas ou privadas. Em 2014, 328 pessoas passaram pelo treinamento, que é coordenado pelo Núcleo de Educação Permanente de Urgência do Samu. Entre elas, membros da Guarda Civil Metropolitana, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, escolas e creches.

A primeira atividade de instrução oferecida em 2015, realizada durante esta semana, foi para uma turma de 28 alunos da Escola da Polícia Militar em que especialistas do Samu abordaram temas como desmaio, convulsão, asfixia por engasgo, parada cardiorrespiratória, ferimentos, hemorragias, queimaduras, entorses, distensão, luxações, fraturas e imobilizações, além de procedimentos corretos a serem adotados em acidentes com vítimas e que podem ser aplicados por qualquer cidadão treinado adequadamente.

“As instruções não são somente sobre como socorrer a vítima, mas como agir para evitar agravamento da situação, já que muitas vezes uma pessoa quer ajudar, mas acaba prejudicando o atendimento”, alertou o gerente do Samu, o médico Ruy Jorge Abrahim Lima. Os alunos também receberam informações sobre a atuação do Samu, de conscientização das pessoas para o correto uso do serviço e de combate aos trotes.

O gerente explicou ainda que o serviço é ofertado para atender a demanda de diferentes instituições como parte da rotina do Núcleo de Educação Permanente de Urgência do Samu, ressaltando que a capacitação também é realizada para profissionais da própria Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O serviço de instrução em primeiros socorros pode ser solicitado junto à Semsa, por intermédio da direção do Samu, com a especificação de público-alvo e quantidade de participantes. As atividades são agendadas de acordo com a disponibilidade do serviço.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Assessoria de comunicação

Estudantes de medicina exploram cotidiano de UBSs em busca de aprimoramento na formação acadêmica

quinta-feira, janeiro 22nd, 2015

intprofsemsa (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) ampliaram cooperação técnica para proporcionar aos estudantes de medicina uma experiência mais próxima da realidade da atuação profissional nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A parceria também se firma como uma preparação dos alunos para o estágio de Internato Rural, a ser desenvolvido nos municípios do interior do Estado do Amazonas, em que o contato com os usuários permite a observação do atendimento humanizado oferecido nas unidades.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que a parceria foi estabelecida para atender uma demanda da Coordenação do Internato do Curso de Medicina da Ufam. As ações começaram no segundo semestre do ano passado, para a inserção de 46 alunos do módulo de Medicina Preventiva e Social/Internato Rural nas UBSs da rede municipal.

“Esse é um momento de preparação dos alunos de medicina para o estágio a ser desenvolvido nos municípios do interior do Estado. Além disso, é uma forma da Semsa contribuir para a formação de profissionais de forma adequada às necessidades sociais e sanitárias da população de Manaus”, destacou Homero de Miranda Leão.

A primeira turma formada por 46 estudantes foi inserida durante 45 dias na rotina diária de atendimento das Unidades Básicas de Saúde da Família. O trabalho foi coordenado pela Gerência de Gestão da Educação na Saúde (Gesau), que promoveu a integração entre os estudantes e profissionais das UBSs.

Nas Unidades de Saúde, os estudantes de medicina tiveram a oportunidade de manter o contato direto com as ações desenvolvidas na Atenção Primária à Saúde, acompanhando médicos e enfermeiros nas visitas domiciliares, conhecendo as diretrizes da Estratégia Saúde da Família e os serviços disponibilizados para a população. “Muitos desses alunos, depois de formados, poderão atuar na rede municipal de saúde e é importante que a Semsa exerça o seu papel na formação de um profissional médico que possa atender às reais demandas na área da saúde, compreendendo a importância da Atenção Primária, que tem a capacidade de resolver até 80% dos problemas de saúde da população”, destacou a gerente de Gestão da Educação na Saúde da Semsa, Ademarina Cardoso.

A gerente explica ainda que a cooperação técnica entre a Semsa e a Ufam estabelece um regime de colaboração para a realização de atividades práticas e estágio curricular dos cursos de graduação e pós-graduação.

A Semsa vai dar continuidade à parceria com a Ufam com duas novas turmas de alunos, que serão inseridos nas UBSs a partir dos dias 26 de janeiro e 09 de março.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Assessoria/ Semsa

UBS Vicente Pallotti ganha estrutura ampla para atender demanda da zona Sul

quinta-feira, janeiro 22nd, 2015

A Unidade Básica de Saúde (UBS) Vicente Pallotti vai passar a oferecer atendimento em prédio localizado na rua Apurinã, 279, bairro Praça 14 de Janeiro. A mudança do mobiliário da unidade para a nova estrutura começou na quarta-feira, 21 de janeiro. O espaço de 1.180 metros quadrados, sendo 689,58 metros quadrados de área construída, vai abrigar o atendimento à população em ambiente mais amplo que o anterior.

A UBS suspendeu temporariamente o atendimento até que trabalho de adequação ao novo prédio seja finalizado. A direção da UBS prevê que a retomada da oferta de alguns serviços se dê a partir da próxima quarta-feira, dia 28. Os pacientes estão sendo orientados a procurar atendimento em outras UBSs do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul). Essas unidades já foram informadas da necessidade de atender demanda excedente.

A UBS Vicente Pallotti oferece atendimento em Atenção Primária à Saúde com consulta médica com quatro clínicos gerais, dois pediatras e um ginecologista, além de consulta de enfermagem, de serviço social e odontologia, e serviços de imunização, farmácia, curativo e inalação.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerência de Jornalismo, Mídias Sociais, Publicidade e Propaganda Lívia Nadjanara

Primeiro LIRAa de 2015 avaliará mais de 26 mil imóveis em Manaus

quinta-feira, janeiro 22nd, 2015

comdengue2

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai vistoriar 26.919 imóveis selecionados por amostragem para identificar o índice de infestação do mosquito transmissor da dengue e da febre chikungunya durante o Levantamento do Índice Rápido de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa), iniciado na última terça-feira, 20.

O LIRAa é realizado três vezes ao ano como um instrumento fundamental para orientar as ações de controle do Aedes aegypti, permitindo aos gestores de saúde a antecipação das atividades de prevenção. O resultado vai determinar o grau de risco para as duas doenças no município de Manaus. “O levantamento colabora nas ações de identificação dos bairros onde há maior concentração de focos de reprodução do mosquito, além de classificar os principais tipos de criadouros. São informações que irão auxiliar na elaboração de estratégias de atuação que possam ter um impacto real no controle das duas doenças nos próximos meses”, informou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

O primeiro LIRAa de 2015 será executado por 273 agentes de endemias que vistoriam os imóveis, identificando e eliminando os criadouros, verificando o grau de infestação do mosquito e com ações de orientação aos moradores sobre os cuidados necessários ao combate e à transmissão das doenças. A previsão é de que os trabalhos desta primeira etapa sejam concluídos no dia 30 de janeiro. A Semsa já programou os outros dois levantamentos para os meses de abril e outubro deste ano.

Risco

De acordo com os parâmetros aferidos pelo LIRAa, os municípios podem ser classificados como: em alto risco, quando apresentam larvas do mosquito em mais de 3,9% dos imóveis pesquisados; estado de alerta, quando menos de 3,9% dos imóveis pesquisados apresentam larvas do mosquito; e satisfatório, quando o índice está abaixo de 1% de larvas do Aedes aegypti.

O último LIRAa em Manaus foi realizado em novembro de 2014 e o resultado manteve o município na classificação de estado de alerta, com o resultado de 2,9% das residências pesquisadas com incidência de larvas. Neste resultado, com a avaliação por zona, foi indicada como ponto de maior cautela a zona Leste, que apresentou uma infestação de 5,1%. Já as zonas Norte (2,9%), Sul (1,9%) e Oeste (1,6%) mantiveram também o estado de alerta para a doença.

“A partir desse resultado, a Semsa realizou um trabalho intensivo nos locais considerados prioritários para o combate à dengue e à febre chikungunya, promovendo ações de educação em saúde e eliminando criadouros, sem deixar de atender os locais de menor risco”, informou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

Casos

Em Manaus, de janeiro a dezembro de 2014, foram notificados 4.240 casos suspeitos de Dengue, uma redução de 74,5% em relação ao mesmo período de 2013, quando foram notificados 16.634 casos. Houve também uma redução de 88,9% no número de casos confirmados, passando de 13.495 casos em 2013 para 1.489 casos em 2014.

Em relação à febre chikungunya, o município de Manaus, desde outubro de 2014, registrou a notificação de 22 casos suspeitos. Desse total, quatro foram confirmados por critério laboratorial e identificados em pessoas provenientes de outros países, especialmente Guiana Inglesa e Venezuela. Dos demais casos, 12 foram descartados e seis ainda permanecem em análise laboratorial pelo Instituto Evandro Chagas, em Belém (PA).

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Prefeitura e Fundação Alfredo da Matta discutem parceria para ações na área da dermatologia sanitária

segunda-feira, janeiro 19th, 2015

semsaealfmata (2)

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, e o diretor-presidente da Fundação Alfredo da Mata, Helder Cavalcante, estiveram reunidos na sexta-feira, 16, discutindo ações para fortalecer a parceria entre as duas instituições e estabelecer novas estratégias para qualificar o atendimento à população na área de dermatologia sanitária, incluindo a hanseníase.

Homero de Miranda Leão explicou que a Fundação Alfredo da Matta é uma instituição que presta serviços de saúde e tem reconhecimento nacional e internacional, já mantendo uma forte parceria com a rede municipal de saúde na execução de ações na Atenção Primária. “A nossa intenção é estreitar ainda mais a relação entre as duas instituições e seus respectivos quadros técnicos, tendo como objetivo garantir o melhor atendimento possível para os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS)”, reforçou Homero de Miranda Leão.

Durante a reunião, Helder Cavalcante explicou que a Semsa e a Fundação Alfredo da Matta estão planejando promover um encontro do corpo técnico das duas instituições para discutir as estratégias de ação, incluindo questões que envolvam treinamentos e capacitação dos profissionais. “Entre os estados brasileiros, na década de 80, o Amazonas já foi o 1º do ranking com o maior número de casos novos de hanseníase. Atualmente, o Estado ocupa a 17ª posição. E o fortalecimento do trabalho por meio de parceria entre a Semsa e a Fundação Alfredo da Matta é uma das estratégias para o combate à hanseníase”, explicou Helder Cavalcante.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

 

Prefeitura oferece atendimento para recém-nascido de alto risco

sexta-feira, janeiro 16th, 2015

A Prefeitura de Manaus está oferecendo acompanhamento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para bebês que nascem prematuros ou apresentam alguma situação de alto risco à saúde e precisam de cuidados intensivos na maternidade. O acompanhamento é realizado em nove UBSs da rede municipal de saúde, distribuídas nas zonas Norte, Leste, Oeste e Sul, onde foram instalados Ambulatórios de Seguimento de Bebês de Cuidados Especiais.

O público-alvo são bebês de alto risco que foram atendidos em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal, em Unidades de Cuidado Intermediário Convencional Neonatal e em Unidades de Cuidado Intermediário Canguru Neonatal nas maternidades de Manaus.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que o acompanhamento começa ainda dentro da maternidade, quando a criança e seus pais estão sendo preparados para a alta hospitalar.

“O atendimento especializado ao recém-nascido de risco é uma determinação do prefeito Arthur Virgílio Neto, que prioriza a saúde da criança. O trabalho é realizado em equipe e envolve todos os profissionais que trabalham na maternidade. O acompanhamento tem continuidade em um dos nove Ambulatórios de Seguimento, que estão vinculados a uma maternidade”, explica o secretário.

A enfermeira Mara Varela, do Núcleo de Saúde da Criança e Adolescente da Semsa, destaca que dados do Sistema de Informação de Nascidos Vivos (Sinasc/Semsa) mostram que, em média, 7% a 8% das crianças que nascem são bebês de risco. “Para atender esse público na Atenção Primária, a Semsa capacitou equipes multiprofissionais formadas por médico pediatra, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social e psicólogo para atendimento nos Ambulatórios de Seguimento”, informa Mara Valera.

O acompanhamento de bebês prematuros nos Ambulatórios de Seguimento deve ser realizado por um período de dois a três anos, quando as possíveis sequelas graves do desenvolvimento já terão sido detectadas pelos profissionais de saúde, proporcionando os cuidados necessários para garantir uma melhor qualidade de vida à criança.

Mara Varela ressalta ainda que o acompanhamento também tem o objetivo de reforçar a relação pais/bebê, fragilizada pelo medo que os pais sentem, muitas vezes de forma inconscientemente, ao estabelecer uma ligação com uma criança que corre um maior risco de morrer. “Após a alta da maternidade, o trabalho de promoção da ligação entre os pais e a criança deverá ser continuado. O momento da primeira consulta na Unidade de Saúde é importante porque os pais estão inseguros, com muitas dúvidas e preocupados com todos os cuidados que seus bebês necessitam quando nascem prematuros”, explica a enfermeira.

Além do apoio à família, a equipe do Ambulatório de Seguimento deve dar continuidade ao tratamento iniciado na UTI Neonatal, reavaliando as medicações, reforçando as orientações, revendo os exames e encaminhando ao médico especialista quando há necessidade. Também é feito o acompanhamento para avaliar o desenvolvimento neuropsicomotor da criança.

AMBULATÓRIOS DE SEGUIMENTO DE BEBÊS DE CUIDADOS ESPECIAIS

Unidade de Saúde

Endereço

01

UBS Armando Mendes Rua 05, SN, Conj. Manôa Cidade Nova

02

UBS Augias Gadelha Rua A, nº 15, Cidade Nova I

03

UBS Sálvio Belota Rua das Samambaias, 786, Santa Etelvina

04

UBS São Francisco Rua Rodolfo Monteiso, SN, São Francisco

05

UBS Lourenço Borghi TV S 6, SN, Japiim

06

UBS Amazonas Palhano Rua Antonio Matias, S/N, São José II

07

UBS Geraldo Magela Rua I, S/N, Armando Mendes

08

UBS Deodato de Miranda Leão Av. Presidente Dutra, S/N, Glória

09

UBS Leonor de Freitas Av. Brasil, S/N, Compensa II

 

Texto: Eurivânia Galúcio

Unidades Móveis retomam atendimento nos bairros Alvorada I, Terra Nova e Praça 14

quarta-feira, janeiro 14th, 2015

unidmoveissaude (2)

Após um período de 20 dias para manutenção preventiva e corretiva e higienização das Unidades Móveis de Saúde, a Prefeitura de Manaus retoma nesta quarta-feira, dia 14, a oferta do serviço para a população.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, a rede municipal de saúde vai retomar o atendimento nos bairros Alvorada I, Terra Nova e Praça 14. Nos três bairros, haverá a oferta de serviços com Unidades Móveis de Saúde da Mulher, de Saúde Odontológica e Médico-Laboratorial.

No bairro Alvorada I, as Unidades Móveis estão estacionadas no pátio da Igreja Católica Nossa Senhora Auxiliadora (avenida C, esquina com a rua 08, próximo à agência dos Correios). Elas ficarão no local até o dia 13 de fevereiro.

Já no bairro Terra Nova, o atendimento acontece na comunidade América do Sul, no pátio da Escola Estadual Ana Lúcia de Morais (rua Parintins, s/n), também até o dia 13 de fevereiro.

As Unidades Móveis estacionadas no bairro Praça 14 estão atendendo no pátio da igreja Assembleia de Deus Tradicional, na rua Duque de Caxias, seguindo até o dia 30 de janeiro.

As Unidades Móveis de Saúde da Mulher oferecem exames de mamografias e de ultrassonografia (abdominal total; abdominal superior; transvaginal; pélvica; obstétrica; vias urinárias; tireoide; e mamas).

As Unidades de Saúde Odontológicas disponibilizam serviços  odontológicos ambulatoriais. Nas Unidades Móveis Médico-Laboratoriais a população tem acesso a consultas com médico clínico geral e pediatra, além de exames preventivos (papanicolau),  serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia.

A lista com a programação completa das Unidades Móveis pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Conselho Municipal de Saúde convoca para a eleição de representantes

quarta-feira, janeiro 14th, 2015

eleicaoconsmun (2)

O Conselho Municipal de Saúde de Manaus (CMS/MAO) vai realizar a eleição dos conselheiros municipais de saúde representantes das zonas Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural, incluindo as áreas terrestre e ribeirinha. O edital referente à eleição foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) de 29 de dezembro de 2014 e convoca os órgãos ou entidades que compõem o CMS/MAO, representantes dos segmentos de gestores, prestadores de serviço, trabalhadores da saúde e de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) para a renovação dos membros conselheiros.

O secretário municipal de Saúde e presidente do CMS, Homero de Miranda Leão, explica que o Conselho Municipal de Saúde, instituído nos termos da Lei n° 066, de 11 de junho de 1991, é um órgão colegiado, de caráter permanente, deliberativo, consultivo, normativo e fiscalizador do SUS. “Os conselheiros atuam no controle social do SUS, colaborando na construção de políticas públicas em saúde e contribuindo para a melhoria dos serviços oferecidos à população”.

O prazo de inscrição dos candidatos que concorrerão como conselheiros representantes zonais, incluindo a área rural terrestre e ribeirinha, é de 02 a 06 de fevereiro. O prazo para o cadastramento e recadastramento das entidades para a eleição de representantes ocorrerá no período de 09 a 20 de fevereiro. De 02 a 13 de março é o prazo para indicação dos representantes das entidades.  A eleição para conselheiros zonais de saúde está marcada para o dia 14 de março, em local ainda a ser divulgado pela Comissão Eleitoral. A eleição é válida para o período de abril de 2015 a março de 2018.

O CMS/MAO é composto por 32 membros titulares e seus respectivos suplentes, sendo 25% escolhidos entre representantes do governo, entidades prestadoras de serviços de saúde e aparelho formador; 25% escolhidos entre representantes de trabalhadores de saúde e 50% de representantes de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Maiores informações podem ser obtidas junto a comissão eleitoral, constituída pela Resolução nº 076/14 CMS/MAO de 16 de dezembro de 2014, na sede do CMS/MAO, rua Comandante Paulo Lasmar, s/n, Conjunto Santos Dumont, bairro da Paz.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Assessoria/Semsa

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

LOCALIZAÇÃO DAS UNIDADES MÓVEIS DE SAÚDE

quarta-feira, janeiro 14th, 2015

Família de amazonense encontrada em Boa Vista é localizada por equipe da Semsa em Manaus

segunda-feira, dezembro 29th, 2014

Funcionários da rede municipal de saúde de Manaus ajudaram a encontrar a família de uma paciente amazonense que está em Boa Vista (RR). Maria Luciene da Silva, 36, está na localidade desde o dia 4 de dezembro, atendida por equipe de assistentes sociais do Hospital Geral da Cidade. Ela foi encontrada na rodoviária de Boa Vista em estado de confusão mental e levada para o Hospital Geral.

Com a paciente em atendimento, a assistente social Suzana dos Santos Costa, de Roraima, passou a buscar informações em Manaus, por meio de contato feito com profissionais de Assistência Social do Sistema Único de Saúde (SUS). O caso também foi registrado no Polícia Civil para investigação.

Na capital do Amazonas, a assistente social Maria do Socorro Fernandes de Sousa, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) resolveu realizar o cruzamento de dados de atendimentos feitos em Unidades Básicas de Saúde (UBS), utilizando o cartão do SUS, um dos documentos que estavam com Maria Luciene. A partir daí, foi possível descobrir que ela havia recebido atendimento na UBS 54, no bairro João Paulo, zona Leste de Manaus. No prontuário, estava o endereço da família que foi localizada.

“Quando chegamos à casa da família de Maria Luciene, todos estavam  apreensivos com o desaparecimento. O alívio por saberem que ela estava bem, em Boa Vista, foi imediato. Agora, todos estão envolvidos em conseguir as passagens para ir buscá-la na capital de Roraima”, disse o conselheiro de saúde Ivan Damasceno. Segundo a família, Maria Luciene sofre de transtornos mentais.

Cartão Nacional de Saúde

O Cartão Nacional de Saúde é um instrumento que possibilita a vinculação dos procedimentos executados no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) ao usuário, ao profissional que os realizou e também à unidade de saúde onde foram realizados. Para tanto, é necessária a construção de cadastros de usuários, de profissionais de saúde e de unidades de saúde. A partir desses cadastros, os usuários do SUS e os profissionais de saúde recebem um número nacional de identificação. Esses dados foram fundamentais para rastreamento dos atendimentos recebidos pela paciente em Manaus e a localização da família.

Cadastramento na CNS

O cadastramento consiste no processo por meio do qual são identificados os usuários do Sistema Único de Saúde e seus domicílios de residência. Por meio do cadastro é possível a emissão do Cartão Nacional de Saúde para os usuários e a vinculação de cada usuário ao domicílio de residência, permitindo uma maior eficiência na realização das ações de natureza individual e coletiva desenvolvidas nas áreas de abrangência dos serviços de saúde. O cadastramento permite ainda a construção de um banco de dados para diagnóstico, avaliação, planejamento e programação das ações de saúde.

A realização de um cadastramento domiciliar de base nacional, aliado à possibilidade de manutenção dessa base cadastral atualizada, pode permitir aos gestores do SUS a construção de políticas sociais integradas e intersetoriais (educação, trabalho, assistência social, tributos etc.) nos diversos níveis do governo.

O Cadastro Nacional de Usuários é o primeiro passo para a implantação do Cartão Nacional de Saúde em todo território nacional, sendo uma ferramenta importante para a consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS), facilitando a gestão do sistema e contribuindo para o aumento da eficiência no atendimento direto ao usuário.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Semsa realiza Natal Solidário na Comunidade Pau Rosa

segunda-feira, dezembro 29th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizou na sexta-feira, 20, o Natal Solidário do Distrito de Saúde Rural (Disa Rural), na comunidade Pau Rosa, localizada no Km 21 da BR-174 (Manaus-Boa Vista). Cerca de 400 crianças participaram de gincanas com animadores e palhaços e receberam presentes do Papai Noel.

A subsecretária municipal de Saúde, Lubélia de Sá Freire, destacou a integração dos servidores para a idealização do projeto solidário. “Estamos vendo aqui a união de servidores e colaboradores para a realização deste Natal Solidário. Acho muito importante essa integração e solidariedade da nossa equipe de trabalho com as comunidades”, ressaltou.

O projeto Natal Solidário é uma iniciativa do Distrito de Saúde Rural que envolve servidores e colaboradores. De acordo com o diretor do Disa Rural, Elson de Paula, a participação dos servidores tem sido  fundamental para a realização do projeto.

“A união tem sido a nossa grande força. O projeto começou no ano passado na área fluvial e este ano escolhemos a área terrestre. Começamos desde julho os preparativos”, destacou.

A diretora da Unidade Básica de Saúde (UBS) Pau Rosa, Circe Margareth, festejou a iniciativa dos servidores da Semsa. “Nós temos 1300 famílias carentes na comunidade do Pau Rosa e nunca eles participaram de uma festa como esta com doações de ranchos e brinquedos. No dia 21, serão entregues roupas e calçados. Eu estou muito feliz pela confraternização e quero agradecer a todos pela iniciativa”, finalizou.

A dona de casa, Alciane Correa dos Anjos, 21 anos, grávida de oitos meses, levou as duas filhas, Kemily Victória de cinco anos e Stefany de dois anos, ao encontro do Papai Noel. “Estou muito feliz porque trouxe as meninas para conhecer o Papai Noel e elas estão saindo daqui com presentes. Eu não tinha como comprar presentes para elas e esse já será o de Natal”, disse emocionada.

Uma das mais animadas da festa era a doméstica Maria Marcilene Alves, 27 anos, que levou os filhos Lana Victória, de sete anos e Renzo Jardel, de quatro anos. Ela afirmou que a comunidade nunca realizou uma festa natalina. “Eu moro na comunidade há bastante tempo e nunca tinha visto isso aqui. As crianças gostaram muito das brincadeiras e estamos voltando para casa muito felizes”.

Reportagem: Vanessa Leocádio

Prefeitura oferece atendimento odontológico especializado às pessoas com deficiência

segunda-feira, dezembro 29th, 2014

A Prefeitura de Manaus, por meio do Centro de Especialidades Odontológicas da Zona Norte (CEO-Norte), da Secretaria Municipal da Saúde (Semsa), está realizando atendimento especializado às pessoas com deficiência, adotando todos os procedimentos necessários para a qualidade e atenção à saúde bucal dos pacientes que precisam de um tratamento diferenciado.

“O prefeito Arthur Virgílio Neto determinou a universalização e acessibilidade à pessoa com deficiência, seja cadeirante, deficiente visual ou auditivo. Todos têm direito a uma boa saúde bucal, não importando se têm ou não alguma deficiência. Estamos buscando diminuir barreiras para um bom atendimento”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A diretora do CEO Norte, Fabíola Abreu, disse que o responsável pelo paciente com deficiência pode ir ao CEO Norte, com o encaminhamento e documentos pessoais em mãos, que imediatamente é agendado pra o tratamento. “Com exceção do tratamento endodôntico, onde há uma triagem mensal, sempre na última sexta-feira útil do mês”, afirmou.

Os principais atendimentos são restaurações, extrações e tratamento periodontal. Atualmente, o CEO possui cirurgião dentista Especialista em Atendimento a Pacientes Especiais.

O CEO Norte realiza cerca de 50 atendimentos por mês. Os pacientes que não permitirem o atendimento odontológico no CEO são avaliados e encaminhados para a atendimento odontológico com Óxido Nitroso no Núcleo de Atendimento Odontológico à Pessoa com Deficiência (NAOPE/CEO UEA), fruto de parceria da Semsa com a Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Após a finalização do tratamento, estes pacientes continuam sendo monitorados, através de consultas periódicas para a manutenção da saúde bucal.

O CEO dispõe de sete cadeiras odontológicas e atende às especialidades de cirurgia oral, cirurgias de lesões com potencial de malignização, biópsias e remoção de dentes inclusos. Para esta especialidade, existem três cirurgiões – dentistas, especialistas em cirurgia e traumatologia bucomaxilo Facial. São feitos, aproximadamente, 300 atendimentos por mês.

Na Periodontia ocorre a cirurgia dos tecidos de sustentação do dente (osso, gengiva e periodonto). São dois cirurgiões-dentistas, especialistas na área, com, aproximadamente, 200 atendimentos por mês.

Na Endodontia são realizados tratamento e retratamento de canal, com a atuação de três cirurgiões-dentistas, especialistas em Endodontia (a partir de janeiro serão quatro profissionais). São 120 atendimentos por mês.

Na Odontopediatria são feitas restaurações, extrações e tratamento periodontal em crianças de até cinco anos de idade, que não puderam ser atendidas na Atenção Básica. É feito também tratamento endodôntico em dentes decíduos (tratamento de canal em dentes de leite). Para esta especialidade, dois cirurgiões – dentistas, especialistas em Odontopediatria, realizam os atendimentos. São, aproximadamente, 120 atendimentos por mês. Em breve serão incluídas as Especialidades de Prótese Total e Ortodontia Preventiva.

O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) Dr. Rubim Sá está situado na Rua 77, nº 26, Qd. 240, Núcleo 11, Cidade Nova 2, zona Norte da cidade. O atendimento é realizado de segunda a sexta, das 7h às 17h, mediante encaminhamento padrão, obrigatoriamente preenchido, carimbado e assinado pelo cirurgião dentista da rede de Atenção Básica, de acordo com a especialidade indicada.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Prefeitura forma a primeira turma de Médicos da Família e Comunidade

segunda-feira, dezembro 29th, 2014

A Prefeitura de Manaus certificou, no dia 15, a primeira turma de Residência em Medicina da Família e Comunidade (MFC). A solenidade ocorreu no auditório Senador João Bosco Ramos de Lima, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), onde os novos especialistas apresentaram resultados de suas monografias.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, disse que a prefeitura estava aberta à implantação dos trabalhos apresentados. “Para nós, gestores da saúde, e para o prefeito Arthur Virgílio Neto, é um momento de reconhecimento pelo esforço desses profissionais. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está aberta para receber as sugestões dessa formação. Vimos aqui trabalhos que podemos colocar em prática na Atenção Primária”, avaliou, ao destacar que os mesmos trataram do cuidado com a pessoa, da preocupação não só com a doença, mas com o indivíduo, a essência da estratégia Saúde da Família.

Para o coordenador da Comissão de Residência Médica da Semsa, Mauro Magaldi Lins, essa especialidade quebra paradigmas. “Ao contrário da medicina que aprendemos na universidade, focada apenas na doença, esta está centrada no doente como um todo. Isto com certeza irá refletir positivamente no binômio saúde-doença. O ideal, para o futuro, será termos na Atenção Primária mais médicos especialistas em MFC”, ressaltou.

Homero de Miranda Leão adiantou que para os próximos concursos da Semsa, além das vagas para estes especialistas já previstas, será contemplada, também, a carga horária de 40h, de acordo com o Plano de Cargos, Carreiras e Salário.

Sobre o Programa

A Residência em MFC iniciou em 2012, com oito vagas credenciadas pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC). Durante dois anos, os residentes se especializam em questões intimamente ligadas a abordagem, diagnóstico e tratamento de pacientes dentro dos programas e estratégias de saúde da família.

As inscrições do processo seletivo para a próxima turma encerraram no dia 22 e foram efetuadas na sala da Comissão de Residência Médica (Coreme) do Hospital Universitário Getúlio Vargas, localizado na rua Santos Dumont, Edifício Luiza Melo, 3o andar, no 218, Centro. Informações: (92) 3305-4708, 8412-3458, 8143-7978 e no site www.netium.com.br/cermam.

Coordenado pela Comissão Estadual de Residência Médica do Amazonas (Cerman), o certame terá prova escrita e análise curricular. Para participar, o candidato deve ter concluído (ou irá finalizar até a matrícula – 11 e 12 de fevereiro de 2015) o curso de graduação em medicina devidamente credenciado pelo Ministério da Educação ou obter a revalidação de diploma seguindo as leis vigentes.

Reportagem: Cleamy Albuquerque

Visa Manaus interdita três academias de ginástica em Manaus

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

Três academias foram interditadas na sexta-feira, 12, em Manaus, em blitz realizada pelos fiscais da Vigilância Sanitária do Município (Visa Manaus), em parceria com o Conselho Regional de Educação Física do Amazonas – Cref 8ª Região. Entre as irregularidades encontradas estão aparelhos enferrujados, falta de licença sanitária, ausência de registro e do profissional de Educação Física e até águas paradas com larvas do mosquito Aedes Aegypti na garagem da Style Academia, localizada na rua Barão de Jaceguai, 757, no Parque das Laranjeiras.

As outras duas academias interditadas foram a Castro Academia, no São Jorge, zona Oeste, e a Ciborg, na Cidade Nova, zona Norte. A quarta academia visitada, a Atlética Maciel, na Avenida Timbiras, Cidade Nova, obteve prazo para providenciar a regularização das pendências. Segundo os fiscais, as outras três academias de ginástica e musculação eram reincidentes nas irregularidades encontradas durante a vistoria e terão que se regularizar junto a Visa Manaus e ao Cref para que voltem a funcionar normalmente com suas atividades.

“O objetivo dessas nossas ações é identificar as academias que estariam funcionando sem registro formal, conforme exigido pela legislação brasileira, e alvará sanitário. Ainda foram investigadas as condições de higiene, equipamentos obsoletos, problemas estruturais, ausência de kit incêndio exigido pelo Corpo de Bombeiros, falta de higiene em todo o estabelecimento, problemas nos contratos com estagiários e os possíveis desvios de função”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Além das infrações constatadas nas academias, como mofo e infiltrações nas paredes, a academia Style foi autuada pelo criadouro do mosquito Aedes Aegypti, que pode causar tanto a dengue como a Febre Chikungunya. “Pela constatação do mosquito em suas dependências, a Style academia foi enquadrada no artigo 567 (Capítulo VI) do Código Sanitário de Manaus”, disse o fiscal de saúde da Visa Manaus, Pedro Contente.

Ao lado de um velho caminhão na garagem, os mosquitos estavam em latas e isoladores elétricos quebrados com água armazenada pela chuva dos últimos dias em Manaus. Irritada com a fiscalização, a representante da Style Academia, Eliete Pereira de Souza, se recusou a assinar a notificação expedida pelos fiscais.

Na Castro Academia foram constatadas irregularidades como falta de registro e de profissional responsável para funcionamento das atividades no estabelecimento, além de mofo nas paredes e a existência de apenas um banheiro em péssimas condições de higiene. Os autos de infrações expedidos têm como base o artigo 210, que trata da necessidade do profissional no local, e o Artigo 64 da Lei Estadual Complementar 70/2009 (Código de Saúde).

Reportagem: Wilson Reis

Vacinação contra a Paralisia Infantil terminou na sexta-feira

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite encerrou na sexta-feira, 12, na capital. Manaus ultrapassou a meta de vacinação e já imunizou 100,41% do público previsto, protegendo 161.503 crianças contra a paralisia infantil. A da tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) ficou com 65,39%, com 91.714 crianças imunizadas. As unidades ainda continuarão vacinando até completar a meta.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) alerta que como houve a interrupção de duas semanas da vacinação contra o sarampo, devido à problemas com alergia à lactose, os pais que ainda não levaram as crianças, podem procurar uma unidade de saúde para proteger os filhos contra a doença. “Não podemos deixar que o sarampo chegue a Manaus. No Ceará já são  573 casos de sarampo, onde muitos amazonenses vão passar férias. Por isso, é importante que nossas crianças estejam protegidas contra esta doença. Mesmo com o encerramento da campanha, temos diariamente a vacina nas nossas unidades”, salientou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Os casos confirmados da doença no Ceará estão distribuídos em 25 municípios. Fortaleza concentra a maioria, com 227 confirmações. Conforme o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, foram confirmados casos da doença no mês de novembro em Fortaleza e Maranguape. Atualmente, há casos notificados da doença em oito municípios da localidade: Senador Sá, Fortaleza, Granja, Caucaia, Pacajus, Alcântaras, Maracanaú e Sobral.

Além do Ceará, que concentra 93% de todos os casos de sarampo confirmados no Brasil desde dezembro de 2013, também foram registrados 24 casos em Pernambuco, sete em São Paulo e dois no Rio de Janeiro. O Ministério da Saúde considera que há surto de sarampo no Ceará.

Devem tomar a vacina contra o sarampo as crianças que tenham de um a quatro anos, 11 meses e 29 dias. A imunização havia sido interrompida pelo Governo do Estado e Município depois que algumas crianças apresentaram reação alérgica.  A Semsa orientou, por meio de nota técnica, todas as equipes de vacinação para que não aplicassem as doses em crianças com histórico de alergia à proteína do leite, com a vacina fornecida pelo laboratório Serum Institutte of India Ltd.

A vacinação para quem não tem alergia é realizada em todas as Unidades Básicas de Saúde convencionais e Policlínicas, das 8h às 17h, menos nas da Estratégia Saúde da Família. Equipes da rede municipal de saúde estão preparadas para fazer a triagem com os pais e responsáveis sobre qualquer histórico de alergia que a criança tenha apresentado ao tomar leite de vaca, como urticária generalizada, edema labial, problema respiratório, estado de choque, entre outros.

Se for identificada alguma criança que tenha alergia à proteína do leite ou qualquer contraindicação à vacina, os pais serão encaminhados para levar o menor para tomar vacina em uma das oito unidades de Saúde que a prefeitura colocou com equipes preparadas para imunizar estas crianças alérgicas, com lote de outro laboratório: UBS Alfredo Campos (Zumbi), UBS Leonor Brilhante (Tancredo Neves), UBS Balbina Mestrinho (Cidade Nova), UBS Armando Mendes (Manoa), UBS Lindalva Damasceno (Tarumã), UBS Leonor de Freitas (Compensa), UBS José Rayol dos Santos (Chapada) e UBS Morro da Liberdade (Morro da Liberdade).

Prefeito sanciona leis voltadas para a promoção da saúde em Manaus

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, sancionou dois projetos de lei, aprovados pela Câmara Municipal de Manaus (CMM), que instituem no Calendário Oficial do Município datas alusivas às ações de promoção em saúde.

O primeiro institui o ‘Novembro Azul’, voltado para a prevenção do câncer de próstata. A Lei, de número 1.940, foi publicada no Diário Oficial do Município (DOM), na última terça-feira, 9, e, entre outras atribuições, visa promover palestras, seminários, campanhas, mobilizações e outras atividades que estimulem a sensibilização da população masculina acerca da importância de medidas preventivas para a proteção da saúde.

“Temos o dever de combater esse mal que acomete cada vez mais homens em nossa cidade. A ideia é orientá-los e sensibilizá-los para que busquem os serviços de saúde e os programas direcionados ao homem”, afirmou o autor do projeto, vereador Luis Augusto Mitoso Júnior (PSD).

Este ano, a Prefeitura de Manaus disponibilizou, durante todo o mês de novembro, uma Unidade Móvel Médico-Laboratorial instalada na Praça da Matriz, no Centro, para atender exclusivamente o público masculino.

 

SAF

Já a Lei 1.943, publicada no DOM do último dia 10, institui o Dia Municipal de Prevenção e Conscientização da Síndrome Alcoólica Fetal (SAF) a ser referenciado, anualmente, no dia 9 de setembro. A síndrome, ainda pouco estudada, é ocasionada pelo uso de bebidas alcoólicas durante a gestação e pode acarretar problemas de déficit de crescimento, alterações em características faciais e atraso no desenvolvimento neuropsicomotor.

A autora da proposta, vereadora Jaqueline Coelho Pinheiro (PPS), explica que a meta é promover ações que possam alertar sobre e tema, trabalhando conjuntamente o problema da gravidez precoce e o alcoolismo entre adolescentes.

“Temos outro projeto em tramitação que objetiva levar essa problemática para a sala de aula, trabalhando a questão de forma transversal, assim como é feito com a Aids, entre os alunos do Ensino Fundamental II, que abrange justamente a idade em que os jovens estão se descobrindo”, explicou a vereadora professora Jaqueline.

Projeto que busca evitar acidentes de trânsito reúne parceiros em Manaus

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

Uma oficina de trabalho reuniu na quinta-feira, 11, na Escola da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), instituições e órgãos envolvidos direta ou indiretamente com a mobilidade urbana em Manaus. O evento faz parte do projeto Vida no Trânsito, do Ministério da Saúde, coordenado em Manaus pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Além de representantes da rede municipal de saúde, participaram da programação a Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), o Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans), a Polícia Rodoviária Federal, o Instituto Médico Legal, a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS) e a Polícia Militar.

A chefe do Núcleo de Prevenção a Riscos à Saúde por Causas Externas da Semsa, Ana Carolina Leão, explica que o intuito da reunião foi a consolidação do projeto Vida no Trânsito na capital. “O setor ‘saúde’ acaba absorvendo as vítimas do trânsito, contabilizando os custos finais, mas sozinho não consegue resolver o problema, pois acidentes de trânsito envolvem diversos fatores”, esclareceu.

Para o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, um dos ganhos do projeto é a análise qualitativa dos dados. “Com base em informações de diferentes órgãos ligados à saúde, educação, trânsito, segurança pública, planejamento urbano e vários outros parceiros municipais, estaduais e federais, podemos, juntos, analisar dados de acidentes de trânsito e tentar descobrir fatores e condutas de risco que causam os mesmos. Com  esses números, podemos pensar em ações para prevenir, diminuir e, principalmente, evitar mortes”, destacou.

Na avaliação da consultora do Ministério da Saúde, Karla Livi, o encontro foi muito proveitoso. “Foi muito importante porque reuniu os parceiros, que reafirmaram o compromisso de um trabalho intersetorial, que demanda esforços de diferentes setores. Hoje, nos conseguimos olhar um pouco a estrutura de programa e projetos, discutimos a importância da análise dos acidentes em tempo real e do esforço que cada instituição terá que fazer para contribuir com essa informação”, destacou.

Sobre o Projeto Vida no Trânsito

O Vida no Trânsito, que conta com o apoio do Ministério da Saúde, tem a finalidade de fortalecer as políticas de prevenção de lesões e mortes no trânsito, com o desenvolvimento de programas e projetos de intervenção, priorizando os fatores de risco e grupos mais vulneráveis.

O projeto prevê a realização de ações integradas de áreas como Saúde, Trânsito, Transportes, Infraestrutura, Segurança Pública e outros setores, governamentais e não governamentais, subsidiando o gestor nas propostas de políticas de prevenção a acidentes de trânsito com vítimas graves e fatais.

Texto: Cleamy Albuquerque

NOTA: Samu socorre vítimas de acidente na AM 010

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa) informa que enviou três ambulâncias do Serviço de atendimento Móvel de Urgência (SAMU) para socorrer as vítimas do acidente ocorrido na quinta-feira (11), por volta das 12h, na Estrada AM-010, no KM 52. Uma ambulância da Prefeitura de Itacoatiara capotou quando trazia um paciente para Manaus. O SAMU Manaus foi acionado e enviou três ambulâncias (Uma Unidade de Suporte Avançado – USA -com UTI, e duas Unidades de Suporte Básico – USB), que fizeram os primeiros atendimentos no local e trouxeram os feridos para Manaus.

A USA levou a paciente para o Hospital João Lúcio. A USB levou para o Hospital 28 de Agosto e a terceira ambulância voltou para Manaus sem paciente.

A Prefeitura de Rio Preto da Eva também enviou duas ambulâncias que levaram os pacientes para o próprio município, mas um paciente teve que ser trazido para Manaus, e foi levado para o 28 de Agosto.

Palestra sobre Dengue e Febre Chikungunya podem ser solicitadas por 0800 do Disque Saúde

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

Mais uma estratégia foi adotada pela Prefeitura de Manaus para o combate ao Aedes Aegypti, que transmite a Dengue e a Febre ChikungunyaA Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está disponibilizando profissionais especializados para a realização de palestras sobre o contágio, sintomas, tratamento e combate ao mosquito.

Basta ligar para o 0800-280-8-280 e solicitar os profissionais com três dias de antecedência. Eles estão prontos para ir às comunidades, escolas, universidades, empresas, igreja ou associações comunitárias, entre outros locais, para tirar todas as dúvidas e fazer com que a população seja a grande parceira para evitar as doenças e os criadouros do mosquito.

“Se tiver um grupo com mais de 20 pessoas, vamos com nossas equipes para realizar palestra e divulgar todas as ações que cada um pode fazer para evitar que o Aedes se aloje em quintais, vasos, pneus, garrafas e, principalmente, em caixa de água e no lixo. Vamos vencer a guerra contra o mosquito”, apostou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

No sábado, 06, foi lançada a Campanha de Mobilização contra a Dengue e a Febre Chikungunya, com o tema “Combata um e previna dois”. Tanto a rede municipal de Saúde, como a estadual, estão com equipes diariamente nas ruas para combater o avanço das doenças e a ação fundamental é a eliminação do mosquito causador. As equipes estiveram em 400 pontos diferentes em toda a cidade.

Casos

O município de Manaus registrou de janeiro a novembro de 2013 o total de 16.113 casos notificados como suspeitos de dengue e em 2014 este número caiu para 3.985, representando uma redução de 75,3% em relação ao ano anterior.

Com relação ao número de casos confirmados da doença de janeiro a novembro de 2013, Manaus registrou 13.236. Em 2014, este número caiu para 1.392, o que representa uma redução de 89,5% na confirmação de casos.

Com relação aos óbitos em 2013, foram registrados nove. Em 2014, este número caiu para seis, o que implica também em uma redução de 33,3%.

Em relação à Chikungunya, em Manaus já são três casos confirmados da doença e cinco ainda estão em investigação, aguardando o resultado do laboratório. “Todos adquiriram a doença fora do Brasil e são considerados casos importados. Em Manaus estamos ainda em nível zero de pessoas que adquiriram a doença aqui”, ressaltou Homero.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Especializações com ênfase no SUS são encerradas com apresentações de projetos aplicativos

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

Doze projetos aplicativos foram apresentados na manhã da quarta-feira, 10, durante o encerramento dos cursos de especialização em ‘Educação em Saúde para Preceptores do SUS’, ‘Regulação em Saúde no SUS’ e ‘Gestão da Clínica nas Regiões de Saúde’. O evento, que aconteceu no auditório do Hospital da Universidade Nilton Lins, teve a presença do secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, e do secretário-adjunto de Atenção Especializada da Capital, da Susam, Wagner William de Souza.

Homero disse que a rede municipal está de portas abertas para conhecer melhor e estudar formas de aplicar essas melhorias no dia a dia das unidades de saúde. “Vou estudar todas as propostas e apresentá-las para o prefeito Arthur Virgílio Neto”.

Os cursos foram oferecidos pelo Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa, por meio de parceria com o Ministério da Saúde, com apoio do Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass), do Conselho nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Durante nove meses, técnicos e gestores do SUS trocaram experiências sobre o cotidiano e necessidades dos locais onde atuam, oferecendo suporte para a construção de projetos que poderão ser aplicados naqueles espaços.

Para a enfermeira Tereza Neuma, que trabalha em uma Unidade Básica de Saúde na zona Oeste, o curso ‘Educação para Preceptores do SUS’ trouxe um ganho para a abordagem dos usuários na sala de espera. “Escutar é mais importante que falar. Os usuários têm informações que podem e devem ser aproveitadas em rodas de conversa. O assunto flui melhor que uma palestra, por exemplo”, salientou, ao apresentar proposta de oficinas de capacitação para profissionais de saúde conhecerem metodologias ativas de ensino-aprendizagem.

Também do mesmo curso, a jornalista Anália Barbosa, que atua na Gerência de Educação na Saúde da Semsa, destacou a importância da troca de experiências. “É muito importante a aproximação entre instituições de ensino superior e instituições de saúde. A Semsa oferece hoje cerca de duas mil vagas para estágio. São estudantes que irão atuar na rede municipal, futuramente, como profissionais”, argumentou, ao apresentar o trabalho que defende a utilização de metodologias ativas para estimular o processo de ensino-aprendizagem entre profissionais e acadêmicos nas unidades de saúde.

Para a especializanda do curso Regulação em Saúde no SUS, Tai Li Marrero, ter profissionais que atuam nas unidades de saúde, como policlínicas e maternidades, e outros que trabalham na parte burocrática, como as sedes da Semsa e Susam, permitiu aplicar alguns projetos ainda durante o curso. “Se temos um problema, precisamos encontrar a solução. Quem trabalha na parte gestora nem sempre tem a real dimensão das dificuldades de quem atua na ponta. E vice-versa. Aqui, conseguimos ponderar as duas partes e encontrar soluções fáceis”, frisou, ao falar do projeto que propõe a otimização do cadastro do Cartão Nacional de Saúde, por meio da melhoria da informação aos usuários e profissionais.

Denise Amorim, técnica da Semsa e uma das sete facilitadoras dos cursos, destacou o diferencial desta especialização. “Foi uma formação para além do trabalho. Foi uma formação para a vida, na medida em que mergulhamos em dimensões que vão muito além do conhecimento. Dimensões do sentido transformador da educação e do cuidado”, ponderou, ao enfatizar o compromisso de cada um dos envolvidos para que se tenha um SUS melhor.

Texto: Cleamy Albuquerque

Manaus retoma vacinação contra o sarampo

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

A Prefeitura de Manaus retomou a vacinação contra o sarampo, rubéola e caxumba (Tríplice viral) na capital, nas crianças de um a quatro anos, 11 meses e 29 dias. A imunização havia sido interrompida pelo Governo do Estado e Município depois que algumas crianças apresentaram reação alérgica.  A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) orientou, por meio de nota técnica, todas as equipes de vacinação a não aplicarem as doses em crianças com histórico de alergia à proteína do leite, com a vacina fornecida pelo laboratório Serum Institutte of India Ltd.

A vacinação para quem não tem alergia vai ocorrer em todas as Unidades Básicas de Saúde convencionais e Policlínicas, das 8h às 17h, menos nas da Estratégia Saúde da Família. Equipes da Semsa estão preparadas para fazer a triagem com os pais e responsáveis sobre qualquer histórico de alergia que a criança tenha apresentado ao tomar leite de vaca, como urticária generalizada, edema labial, problema respiratório, estado de choque, entre outros.

“A informação é preventiva, pois foram notificados alguns casos de reações adversas em crianças que têm alergia ao leite. Vale ressaltar que todas as crianças passam bem. A cautela é redobrada e todos os funcionários de salas de vacinas estão preparados para a retomada do procedimento contra o sarampo, porque os benefícios desta vacina são enormes e muito importantes para manter o país livre dessa doença”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

Se for identificada alguma criança que tenha alergia à proteína do leite ou qualquer contraindicação à vacina, os pais serão encaminhados para levar o menor para tomar vacina em uma das oito unidades de Saúde que a Semsa colocou com equipes preparadas para imunizar estas crianças alérgicas, com lote de outro laboratório: UBS Alfredo Campos (Zumbi), UBS Leonor Brilhante (Tancredo Neves), UBS Balbina Mestrinho (Cidade Nova), UBS Armando Mendes (Manoa), UBS Lindalva Damasceno (Tarumã), UBS Leonor de Freitas (Compensa), UBS José Rayol dos Santos (Chapada) e UBS Morro da Liberdade (Morro da Liberdade).

Até o dia 9, a Semsa já tinha vacinado 91.457 crianças entre um ano e cinco anos incompletos contra o Sarampo, ou seja, 65,20% da meta.

 

Laboratório

O produtor Serum Institutte of India Ltd. é pré-qualificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e fornece, há muitos anos, vacinas para vários países do mundo, inclusive o Brasil. Como rotina para aumentar a segurança das vacinas utilizadas em nosso país, o Ministério da Saúde também testa cada lote antes do mesmo ser utilizado. Todos os lotes da vacina tríplice viral que estão em uso no país, incluindo os do Serum Institute, passaram por análise no Instituto de Qualidade em Saúde (INCQS), sendo aprovadas para uso. Desde junho deste ano, mais de 4,4 milhões de crianças já foram vacinadas com essa tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba) no país e há garantia da segurança da vacina.

Ao analisar a composição da vacina do produtor Serum, verificou-se a presença de lactoalbumina hidrolisada, produto que pode fazer parte de algumas vacinas. Embora não exista na bula nenhuma contraindicação do seu uso em pessoas que apresentam alergia ao leite de vaca, como medida de precaução, o Ministério da Saúde enviou a todas as secretarias estaduais de saúde um ofício recomendando que crianças com histórico de alergia ao leite de vaca não sejam vacinadas com a tríplice viral, do produtor Serum Institute of India Ltd.

O Ministério da Saúde está analisando, em conjunto com a Organização Pan-America de Saúde (OPAS/OMS), responsável pela aquisição deste produto, os eventos adversos registrados e sua possível associação com a vacina.

Prefeitura tem programa de assistência à saúde das crianças com deficiência

segunda-feira, dezembro 15th, 2014

Na terça-feira, 09, Dia Nacional da Criança com Deficiência, a Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), intensificou as orientações aos pais nas Unidades Básicas de Saúde, destacando que a prevenção e a identificação precoce, em muitos casos, continuam sendo os melhores aliados para a qualidade de vida, começando pela infância. Dados do último censo (2010) apontam que o Brasil tem cerca de 45 milhões pessoas com deficiência, sendo que quase quatro milhões são crianças.

Serviços de reabilitação são oferecidos pela Prefeitura de Manaus, por meio da Semsa. Para ter acesso, o usuário deve procurar uma unidade de saúde próxima à residência para avaliação. Após isto, será encaminhado a um serviço que ofereça avaliação funcional e de reabilitação, dependendo do caso.

As ações de reabilitação visam o desenvolvimento das capacidades e das habilidades, dos recursos pessoais e dos comunitários para promover o máximo de independência e a participação social das pessoas com deficiência. Podem ser realizadas em algumas policlínicas, Unidades Básicas de Saúde (UBS) e centros especializados.

A porta de entrada da pessoa com deficiência no Sistema Único de Saúde é a Atenção Primária, por meio da Estratégia Saúde da Família, que orienta práticas de forma integral e contínua, com ações de promoções, prevenção, assistência, reabilitação e manutenção da saúde.

Para o secretário municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão Neto, a prevenção é essencial. “São medidas fundamentais para a redução da incidência de deficiência e incapacidades, visto que cerca de 70% dos casos são evitáveis ou atenuáveis”, enfatizou, esclarecendo que as mesmas devem ser tomadas antes mesmo de engravidar e devem seguir nos primeiros dias, após o nascimento.

Orientações

Antes da gravidez, o casal deve procurar a assistência médica para avaliar as condições físicas da futura mãe, principalmente se esta tiver menos de 18 anos. Quando na família houver casos de deficiência, procurar também aconselhamento genético. Exames como hemograma completo, toxoplasmose, sífilis, diabetes, tipagem sanguínea, rubéola e tétano, pelo menos seis meses antes de engravidar, devem ser realizados. Doenças infecciosas e sexualmente transmissíveis devem ser prevenidas e casamento entre parentes devem ser evitados.

Já durante a gestação, devem ser realizadas pelo menos sete consultas de pré-natal, assim como os exames periódicos de controle. Não ingerir álcool e não fumar também devem fazer parte da nova rotina, além de se alimentar de forma saudável e evitar exposição à radiação (raio x).

Após o nascimento, que deve ter acompanhamento de profissionais habilitados, de preferência em um hospital/maternidade, alguns exames são indispensáveis, como o apgar e os famosos ‘testes’.

No primeiro, uma nota de 0 a 10 indica se está tudo bem ou trata-se de um bebê de médio ou alto risco; o teste do pezinho identifica alterações metabólicas, endocrinológicas e outros distúrbios genéticos e congênitos; o teste do olhinho (ou teste do reflexo vermelho) detecta possíveis problemas congênitos na visão; o teste da orelhinha aponta deficiência auditiva, uma doença encontrada com frequência no período neonatal; e o teste do coraçãozinho que ajuda a detectar, precocemente, problemas congênitos graves do coração, permitindo que o bebê passe a receber o imediato acompanhamento com cardiologista, antes mesmo de aparecerem os sintomas da doença.

Unidades que possuem ações de reabilitação:

Zona Norte:

Policlínica Dr. José Antônio Silva – Rua Arueiras, nº 55 – Monte das Oliveiras

Policlínica Anna Barreto – Av. Grande Circular, s/n – Monte Sião.

UBS Armando Mendes – Rua 05, s/n, conj. Manôa.

 

Zona Sul:

Policlínica Castelo Branco – Rua do Comércio, s/n – Parque 10.

Policlínica Antônio Reis – Rua São Lázaro, s/n – São Lázaro.

 

Zona Leste:

Policlínica Comte. Telles – Rua J, etapa B, São José III.

UBS Geraldo Magela – Rua I, s/n, Armando Mendes.

 

Zona Oeste:

UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/n – Glória.

Centro Especializado de Reabilitação – Rua Comandante Paulo Lasmar, s/n, Conj. Santos Dumont.

Prefeitura promove Dia D de mobilização contra Chikungunya e Dengue

terça-feira, dezembro 9th, 2014

A Prefeitura de Manaus realizou no sábado, dia 06, às 10h, o dia D de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor do Chikungunya e da Dengue. As ações ocorreram em 400 pontos da cidade, com o lema: “Combata um, previna dois”, orientando que combatendo o Aedes, previne-se o Chikingunya e a dengue.  A concentraçãoocorreu na sede do Distrito de Saúde Leste, na Rua das Rosas, s/nº, bairro Jorge Teixeira I, zona Leste. No local foram  distribuídos adesivos de carros, cartazes e flyers alertando a população sobre mecanismos para acabar com os criadouros do mosquito.

No mesmo dia, a prefeitura lançou uma grande campanha publicitária para orientar a população sobre as formas de prevenção à doença. O secretário Homero de Miranda Leão informa que a campanha vai orientar a população sobre as ações que podem ser executadas para evitar a doença. “Assim como o combate à dengue, a prevenção ao vírus Chikungunya exige um forte adesão da população, principalmente no que se refere à eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti nas residências. E o Dia D de mobilização é uma forma de convocar a população para iniciar uma guerra contra as duas doenças”.

A campanha publicitária vai envolver a divulgação em rádio e TV, além da distribuição de 20 mil cartazes, 100 mil flyers e cinco mil adesivos para carros. O material educativo será distribuído a partir da mobilização deste sábado, quando profissionais dos Distritos de Saúde (Disas) Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural estarão atuando em 14 bairros de Manaus alertando a população para o risco de proliferação da doença.

“O envolvimento da população é essencial porque em Manaus os principais criadouros do mosquito Aedes aegypti são encontrados no lixo acumulados no fundo dos quintais e nos depósitos de armazenamento de água para o consumo, como caixas d’água. Como o mosquito leva de sete a dez dias para nascer, a pessoas devem fazer a verificação e eliminação dos criadouros pelo menos uma vez na semana dentro de suas casas”, explica Homero de Miranda Leão.

As medidas de proteção são as mesmas para o controle da dengue, ou seja, verificar se a caixa d’ água está bem fechada; não acumular vasilhames no quintal; verificar se as calhas não estão entupidas; e colocar areia nos pratos dos vasos de planta, entre outras iniciativas do tipo.

A campanha teve a adesão também de todas as secretarias municipais, além do Governo do Estado, Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam), Forças Armadas, entre outros.

Sintomas

Os sintomas da febre Chikungunya são febre alta, dor muscular e nas articulações, cefaleia e exantema e costumam durar de três a 10 dias. A letalidade da Chikungunya, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), é rara, sendo menos frequente que nos casos de dengue.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Servidores da Semsa aderem à campanha de doação de sangue do Hemoam

terça-feira, dezembro 9th, 2014

Servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) participaram da abertura da campanha de doação para abastecer o banco de sangue da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), na quarta-feira, 3. A unidade móvel de coleta, o conhecido ‘Vampirão’, ficou disponível no estacionamento da sede, no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul, para os funcionários do local e de outros distritos de saúde.

Segundo o secretário da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto, a parceria entre os órgãos superou as expectativas. “Estamos satisfeitos com a expressiva participação dos nossos servidores neste ato nobre. Um gesto de solidariedade que pode salvar inúmeras vidas”, enfatizou.

A subgerente de coleta externa do Hemoam, Eleonora Araújo, destacou o compromisso da equipe da Semsa para que a ação acontecesse. “Graças à mobilização interna, conseguimos coletar 81 bolsas. Temos esta parceria há anos com a Prefeitura de Manaus, mas nunca alcançamos esta marca”, comemorou.

O analista de sistemas Flávio Barros, 40, doou pela primeira vez. Ele conta que recentemente o pai precisou receber sangue e, a partir de então, entendeu a importância dessa prática. Agora quer se tornar um doador assíduo e motivar outras pessoas a fazer o mesmo. “Não dói nada. A equipe é atenciosa, carismática. Incentiva e tira todas as dúvidas”, enfatizou ao lembrar que durante a coleta o sentimento de ajudar o próximo o deixou muito feliz.

O economista Alberto Carlos, 48, doador desde a época em que prestou o serviço militar, destacou a comodidade da coleta acontecer no ambiente de trabalho. “Foi muito bom. Não precisei me deslocar até a fundação Hemoam desta vez e nem vou precisar ir até lá para pegar o resultado dos exames que foram feitos, pois virão para cá. Espero que a gente tenha outras oportunidades como esta”, disse.

Sobre a doação

Doar é simples e não afeta a saúde do doador. É um ato altruísta e voluntário, que salva vidas de pessoas que precisam de transfusão.

Qualquer pessoa com boa saúde, com idade entre 18 e 65 anos e peso a partir de 50 quilos pode doar. O candidato à doação deve estar bem alimentado e munido de documento de identidade.

Em Manaus, existem dois pontos de coleta: o do Hemoam, aberto de segunda a sábado, das 7h30 às 18h, localizado na avenida Constantino Nery, 4397, Chapada (ao lado da Arena da Amazônia) e o da Maternidade Estadual Ana Braga, que funciona de segunda a sexta, das 8h às 18h, na Alameda Cosme Ferreira, São José 1 (em frente ao Shopping Uai São José). Empresas e instituições que queiram a presença da unidade móvel de coleta devem entrar em contato com o setor Captação de Doadores da Fundação (92 3655-0166/0167).

Texto: Cleamy Albuquerque

Fotos: Rodemarques Abreu

Nota – Secretaria Municipal de Saúde

terça-feira, dezembro 9th, 2014

A respeito da morte de uma estudante de 18 anos, nesta terça-feira, 3, na Fundação de Medicina Tropical Doutor Heitor Vieira Dourado, com suspeita de meningite meningocócica, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) tem a informar que:

 

  • Não há surto de meningite em Manaus.
  • Todas as medidas foram adotadas pela Semsa, como a visita às famílias, escola, amigos, e realização de palestra de educação em Saúde, para tranquilizar alunos e professores.
  • Houve diminuição de casos de meningite em relação ao ano passado. De janeiro a novembro de 2013 foram 160 casos registrados. Em 2014, no mesmo período, foram 136 casos, uma diminuição de 15%.
  • O número de óbitos também diminuiu em relação a 2013. No ano passado foram 17 mortes pela doença e, este ano, foram 13, uma diminuição de 23,5%.
  • Os sintomas de meningite são dor de cabeça, vômito, febre alta, manchas na pele, pescoço endurecido (rigidez de nuca), sonolência e convulsões. Crianças menores de um ano de idade podem apresentar vômitos, sonolência, irritabilidade aumentada, convulsões, abaulamento da fontanela (uma curva suave para fora – externa – da moleira de um bebê), fontanelas afundadas, acompanhado ou não de exantema petequea (erupção cutânea).
  • Caso haja esses sintomas, é necessária a hospitalização imediata, realização de punção lombar (antes da introdução de antibióticos) e coleta de sangue, para esclarecimento do diagnóstico.
  • A Semsa notifica e investiga imediatamente o caso preenchendo corretamente todos os campos da ficha de investigação e verifica qual a etiologia da Meningite. Casos de doença Meningocócica e Meningite por Haemophilus influenzae, exigem realização de quimioprofilaxia imediata nas pessoas que tiveram contato direto com o doente.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Prefeitura inicia nova programação com Unidades Móveis

quarta-feira, dezembro 3rd, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Programa Saúde Manaus Itinerante, iniciou atendimento na última segunda-feira, dia 1º, com Unidades Móveis de Saúde da Mulher na Vila da Prata, Boas Novas e Nova Vitória. O atendimento nesses três locais seguirá até o dia 19 de dezembro com a oferta de exames de mamografia e ultrassonografias (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mama).

Na Vila da Prata, a Unidade Móvel está localizada na rua Voluntários da Pátria, entre a quadra poliesportiva e a panificadora Companhia do Pão. Na comunidade Boas Novas, no Parque das Laranjeiras, o atendimento acontece na rua Barão Paranapiacaba, nº 05, próximo ao São Judas Tadeu. Já no Nova Vitória, a Unidade Móvel atende as mulheres em frente à associação dos moradores do bairro (na área conhecida como Pista da Raquete).

O atendimento acontece das 8h às 17h e cada Unidade Móvel de Saúde da Mulher disponibiliza 200 mamografias e 250 ultrassonografias por semana. Para realizar a mamografia é necessário apresentar RG e CPF, sendo que mulheres com mais de 40 anos não precisam apresentar requisição médica. A partir de 40 anos, a paciente também precisa apresentar a última mamografia. As mulheres interessadas em realizar os exames de ultrassonografia precisam apresentar requisição médica, RG e CPF.

Os moradores do Boas Novas e Nova Vitória também estão recebendo, até o dia 19 de dezembro, atendimento com duas Unidades Móveis de Saúde Odontológica, que realizam procedimento odontológicos ambulatoriais, e duas Unidades Móveis de Saúde Médico-Laboratorial, que oferecem consultas com médico clínico geral e pediatra, exames preventivos (papanicolau), coletas de exames de laboratório, posto de vacinação e farmácia.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos:Assessoria de comunicação

Profissionais de saúde discutem estratégias de atendimento direcionadas à população negra

quarta-feira, dezembro 3rd, 2014

O acolhimento da população negra nos serviços de saúde foi um dos temas abordados no I Seminário de Promoção à Saúde da População Negra, promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesta quarta-feira, dia 03, no miniauditório Paulo Freire, no Centro Técnico do Poder Legislativo na Assembleia Legislativa. O evento foi direcionado para 100 profissionais da Estratégia Saúde da Família.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que o seminário é mais um passo na implementação das ações da Política de Saúde da População Negra na Atenção Primária, promovendo uma reflexão e um diálogo entre profissionais de saúde, gestores e representantes do controle social na discussão das questões inerentes ao assunto.

“O Sistema Único de Saúde (SUS) preconiza a atenção às questões étnicas e a raça negra apresenta algumas peculiaridades em saúde como uma maior tendência a doenças como o glaucoma, diabetes, hipertensão e a anemia falciforme. Além disso, há as questões históricas e sociais que, infelizmente, estão relacionadas ao racismo e discriminação. E por tudo isso é importante que o profissional de saúde esteja sempre atento a todas essas questões durante o acolhimento da população negra nas unidades de saúde”, destacou Homero de Miranda Leão.

O seminário abordou o tema “Promovendo a equidade na Atenção à Saúde”, focando principalmente em Racismo Institucional e a Anemia Falciforme. Também foram realizadas palestras sobre “Triagem Neonatal”, “Tratamento odontológico em pacientes com anemia falciforme” e “Política e acompanhamento dos portadores de anemia falciforme”. As palestras foram ministradas por profissionais da Semsa, da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e da Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam).

“Além de promover uma reflexão entre os profissionais de saúde sobre a discriminação, preconceito e racismo que ainda existem, muitas vezes de forma disfarçada, o seminário é uma forma de dar visibilidade para a necessidade de se oferecer uma atenção diferenciada à população negra. Os relatórios do Ministério da Saúde mostram que as mulheres negras fazem um número menor de consultas de pré-natal do que as mulheres brancas e a mortalidade infantil é a maior entre as crianças negras. E os serviços de saúde devem levar questões como essas em consideração no momento do atendimento”, alertou a chefe do Núcleo de Saúde do Homem e Grupos Especiais da Semsa, Josilda Souza.

Um dos temas discutidos no seminário foi o Racismo Institucional, abordado pela professora e assistente social Arlete Anchieta, da Universidade Dom Bosco e representante do Fórum Permanente de Afrodescendentes do Amazonas. Segundo ela, racismo institucional é aquele que faz com que os serviços não cheguem até a população negra. “Por muito tempo se falou que brasileiro não era racista, mas a verdade é que existe sim o preconceito, muitas vezes velado e escondido. Quando esse problema se manifesta dentro de instituições que devem oferecer serviços para a população, acaba prejudicando diretamente as pessoas que mais precisam. Isso é mais preocupante dentro dos serviços de saúde, quando atinge a pessoa em um momento em que está mais fragilizada nos seus aspectos físicos e emocionais”, afirmou a professora.

Anemia Falciforme

O seminário também serviu para atualizar os profissionais sobre a Anemia Falciforme, doença genética, hereditária e crônica, que atinge de forma predominante a população negra. É uma doença hematológica com alteração da hemoglobina e não tem cura, exigindo acompanhamento médico rigoroso para evitar maiores complicações ou a morte do paciente.

O coordenador do programa de Anemia Falciforme do Hemoam, Evilásio Cardoso, promoveu uma palestra sobre a doença e informou que o Amazonas tem cadastrados no programa 260 pacientes, sendo que no Brasil o número chega a 30 mil pacientes. “Os profissionais de saúde precisam conhecer o programa que oferece tratamento a nível ambulatorial e de internação para os pacientes, por meio de uma equipe multidisciplinar formada especificamente para atendes portadores da anemia falciforme”, destacou Evilásio Cardoso.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: José Nildo/Semsa

 

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Prefeitura de Manaus ultrapassa meta da Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil

quarta-feira, dezembro 3rd, 2014

Manaus é a primeira capital do País a atingir a meta da vacinação contra a paralisia infantil. Até esta terça-feira, 02, contabilizava-se na cidade 154.664 doses aplicadas nas crianças, ou seja 96,16% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde de imunizar 95% dos menores de cinco anos na cidade. Mesmo atingindo o percentual, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) continuará com as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) vacinando até o dia 12 de dezembro.

Os números da capital amazonense estão bem acima das outras cidades brasileiras, onde a média nacional de vacinação está ainda em 74,8%. “Nossas equipes estão de parabéns, porque Manaus está bem acima no número de crianças vacinadas em relação as outras capitais do país. Vamos incentivar novamente os pais e responsáveis para que levem seus filhos até o dia 12 de dezembro na unidade de saúde mais próxima de casa para protegê-los contra a paralisia infantil. O prefeito Arthur Virgílio Neto já determinou que quer que Manaus vacine 100% das crianças da capital e vamos conseguir proteger por meio da vacina todas as nossas crianças contra esta doença, com certeza”, apostou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

A Semsa adotou algumas medidas para que todas as crianças sejam vacinadas até o dia 12 de dezembro. Entre elas, está o reforço para que os pais que trabalham fora possam levar também os filhos para vacinar contra a paralisia infantil em uma das Unidades Básicas de Saúde de horário ampliado, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 12h.

A vacinação contra a paralisia infantil foi iniciada no dia 8 de novembro com um grande esquema para alcançar as 160.807 crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), tendo como meta vacinar 95% (153.716 crianças) deste público contra a poliomielite.

No dia D da vacinação, 1.030 postos de vacinação foram colocados na cidade, com 5.384 profissionais de saúde.

 

Poliomielite

A Poliomielite é uma doença infecto contagiosa viral aguda, caracterizada por paralisia flácida de início súbito, que acomete os membros inferiores de forma assimétrica, com característica principal a flacidez muscular, com sensibilidade conservada.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstram que entre os anos de 2013 e 2014, dez países registraram casos da doença: Afeganistão, Nigéria, Paquistão, Somália, Guiné Equatorial, Iraque, Camarões, Síria, Etiópia e Kenia.

No Brasil, desde 1990, não são registrados casos de poliomielite e em 1994 o país recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) a Certificação de área livre de circulação do poliovirus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.

A recomendação é que todas as crianças na faixa etária sejam vacinadas contra a poliomielite, pois a vacina oral vale tanto para colocar em dia a vacinação atrasada como para reforço de quem está com o calendário em dia. A VIP (Vacina Inativada Poliomielite), utilizada no início de esquema de vacinação, também estará disponível para crianças com o calendário atrasado, ou seja, que não iniciaram o esquema de vacinação com as duas primeiras doses injetáveis, aos dois e quatro meses de idade.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Nota – UBS Ajuricaba

quarta-feira, dezembro 3rd, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) lamenta o incidente ocorrido nesta terça-feira, 2, por voltas das 14h na Rua Gusmânia, s/nº, no Conjunto Ajuricaba, onde os usuários da UBS Ajuricaba que aguardavam atendimento, bem como os funcionários da referida unidade, tiveram seus objetos pessoais roubados. A Semsa acionou a Polícia Militar e a empresa responsável pela segurança nas UBSs, também registrou Boletim de Ocorrência no 12º DIP e está cooperando com as investigações e acompanhando os resultados junto às autoridades competentes.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

I Corrida contra o Preconceito reuniu mais de 1.200 competidores na Ponta Negra, neste domingo

quarta-feira, dezembro 3rd, 2014

A I Corrida contra o Preconceito, realizada pela Prefeitura de Manaus reuniu mais de 1.200 competidores no circuito de quatro quilômetros, montado na Ponta Negra. A largada foi dada às 16h00, com a presença de atletas de alta performance e amadores. A iniciativa apoiada também pela Secretaria Municipal de Saúde tem como objetivo mobilizar a sociedade para o combate a qualquer tipo de preconceito e discriminação, principalmente contra pessoas vivendo com HIV/Aids.

O prefeito de Manaus, Arthur Neto, foi representado pela primeira-dama e Secretária Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, Goreth Garcia. “É uma iniciativa muito importante e que sempre dá certo: unir esporte com a consciência de que é preciso afastar qualquer preconceito presente na sociedade. A corrida vem de encontro com o que a Prefeitura de Manaus preconiza para uma Manaus cada vez melhor, destacou Goreth.

A competição foi idealizada como forma de marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, 1º de dezembro, chamando a atenção da sociedade para o combate ao preconceito contra pessoas que vivem com a doença. A procura por participação na corrida foi muito grande e as vagas foram preenchidas praticamente em um único dia.

O custo da inscrição foi de dois quilos de alimentos não perecíveis, exceto sal e açúcar, que serão doados às pessoas de baixa renda vivendo com HIV, atendidos nos Serviços de Atendimentos Especializados em DST/AIDS. Os dois quilos de alimentos foram entregues para a coordenação do evento no momento do recebimento do Kit de participação, composto por camisa, número de identificação, boné, pin, folder, e mapa geral do percurso e instalações. “A maior prova de que estamos no caminho certo, é a motivação das pessoas em participar da corrida. Nós tivemos aqui cerca de 1.200 pessoas correndo e afastando o preconceito do convívio delas”, disse o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A prova, para grande parte dos competidores, durou cerca de 30 minutos e, para todos que completaram a corrida, a medalha de participação, além de hidratação e um lanche para garantir a nutrição depois da corrida, em tarde ensolarada e dia quente em Manaus. “Tudo ocorreu como programamos. Esta é só a primeira edição e, certamente, outras virão com o mesmo sucesso”, disse a chefe do núcleo de DST/Aids da Semsa, Adriana Sousa.

Vencedores

Os vencedores da I Corrida contra o preconceito exaltaram o espírito da prova. Em primeiro lugar no feminino, a atleta Willy Nascimento é conhecida nas corridas de rua. “Além de promover o esporte e ajudar a gente a treinar para provas mais longas, esta corrida é importantíssima para afastar das pessoas o preconceito”, disse a atleta.

No masculino, Juscelino Castro mostrou que está em excelente fase e chegou em primeiro. “Muito feliz em ganhar, mas feliz também em poder contribuir com a intenção de combater o preconceito”, completou Juscelino.

Estrutura e Saúde

Uma ambulância e duas motolâncias do SAMU estiveram estacionadas próximas do local da chegada para qualquer eventualidade. Um espaço kids animou a criançada durante o evento e, uma parceira com a editora Abril levou para o calçadão uma máquina fotográfica com impressora onde os atletas puderam registrar a participação no evento.

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Manaus prorroga a Campanha de Vacinação contra a Paralisia Infantil até o dia 12

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

A Prefeitura de Manaus já aplicou 149.280 doses de vacina contra a paralisia infantil nas crianças menores de 5 anos na capital, atingindo o percentual de 92,81%, faltando apenas 2,19% para chegar aos 95% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde. Os números da capital amazonense estão bem acima das outras cidades brasileiras, onde a média nacional de vacinação está ainda em 74,8%. Para chegar à reta final, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai prorrogar a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite até o dia 12 de dezembro, em todas as unidades básicas de saúde da capital.

“Nossas equipes estão de parabéns, porque Manaus está bem acima em número de crianças vacinadas em relação às outras capitais do País. Vamos incentivar novamente os pais e responsáveis para que levem seus filhos até o dia 12 de dezembro na unidade de saúde mais próxima de casa para protegê-los contra a paralisia infantil. O prefeito Arthur Virgílio Neto já determinou que quer que Manaus chegue aos 100% de todas as crianças da capital e não apenas 95% como estipula o Ministério da Saúde. Vamos conseguir proteger por meio da vacina todas as nossas crianças contra esta doença, com certeza”, apostou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

A Semsa adotou algumas medidas para que todas as crianças sejam vacinadas até o dia 12 de dezembro. Entre elas, está o reforço para que os pais que trabalham fora possam levar também os filhos para vacinar contra a paralisia infantil em uma das Unidades Básicas de Saúde de horário ampliado, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 12h.

A vacinação contra a paralisia infantil foi iniciada no dia 8 de novembro. A Prefeitura de Manaus montou um grande esquema para alcançar as 160.807 crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), tendo como meta vacinar 95% (153.716 crianças) deste público contra a poliomielite.

No dia D da vacinação, 1.030 postos de vacinação foram colocados na cidade, com 5.384 profissionais de saúde.

Poliomielite

A Poliomielite é uma doença infecto contagiosa viral aguda, caracterizada por paralisia flácida de início súbito, que acomete os membros inferiores de forma assimétrica, com característica principal a flacidez muscular, com sensibilidade conservada.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) demonstram que entre os anos de 2013 e 2014 dez países registraram casos da doença: Afeganistão, Nigéria, Paquistão, Somália, Guiné Equatorial, Iraque, Camarões, Síria, Etiópia e Kenia.

No Brasil, desde 1990, não são registrados casos de poliomielite e em 1994 o país recebeu da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) a Certificação de área livre de circulação do poliovirus selvagem do seu território, juntamente com os demais países das Américas.

A recomendação é que todas as crianças na faixa etária sejam vacinadas contra a poliomielite, pois a vacina oral vale tanto para colocar em dia a vacinação atrasada como para reforço de quem está com o calendário em dia. A VIP (Vacina Inativada Poliomielite), utilizada no início de esquema de vacinação, também estará disponível para crianças com o calendário atrasado, ou seja, que não iniciaram o esquema de vacinação com as duas primeiras doses injetáveis, aos dois e quatro meses de idade.

 

Corrida contra o Preconceito teve sua primeira edição no domingo, 30

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

A 1ª Corrida contra o Preconceito aconteceu no domingo, 30,às 16h, com largada e chegada na Ponta Negra. Para o circuito de 4 km, a Prefeitura de Manaus recebeu 1,2 mil participantes que se inscreveram e receberma os kits com camisa, número de identificação, boné, pin, folder, e mapa geral do percurso e instalações.

Os 1.200 kits dos atletas foram entregues na Fundação Vila Olímpica de Manaus, na Avenida Pedro Teixeira, nº 400, zona Centro-Oeste, desde quinta-feira, 27, e seguiu até  sábado, 29.

Concentração

Na Ponta Negra, as ações irão iniciaram às 15h, com o aquecimento dos atletas . Durante a corrida foram programadas várias atividades para todos as idades: ações lúdicas, grafitagem, orientações de prevenção às DST/AIDS, exposição dos trabalhos das ONGs que militam na área das DST/Aids e Hepatites Virais. Houve também um totem para tirar foto como lembrança do evento (cortesia da Editora Abril – São Paulo). Após a corrida, foi ofertado teste rápido para HIV. Bandas também se apresentaram no anfiteatro da Ponta Negra. Entre elas, a Impakto e Johnny Jack Mesclado. Os adolescentes do Projeto Galera Nota 10 fizera  uma apresentação de Hip Hop.

Mobilização

A corrida tem a intenção de mobilizar a sociedade para o combate a qualquer tipo de preconceito e discriminação, principalmente contra pessoas com HIV/Aids. “A competição foi idealizada como forma de marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, dia 1º de dezembro, chamando a atenção da sociedade para o combate ao preconceito contra pessoas que vivem com a doença”, ressaltou o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão.

Apoio

A corrida tem o apoio do Ministério da Saúde, de Organizações da Sociedade Civil (OSC/HIV/Aids), Coordenação Estadual das DST/Aids/HIV e Hepatites Virais, Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb),  Samu e Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Trabalhos sobre amamentação foram premiados durante o encerramento do Enam/Enacs

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

O XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e o III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs), iniciados na segunda-feira, dia 24, foram encerrados na sexta-feira, dia 28, com a premiação dos trabalhos científicos nas categorias de Comunicação Coordenada e Pôster.

A cerimônia de encerramento aconteceu no Studio 5 Centro de Convenções, onde durante três dias mais de duas mil pessoas de todo o Brasil participaram de debates sobre o tema “Qualidade de vida: amamentação e alimentação complementar em redes – uma visão a partir da Amazônia”. A pediatra Adriana de Miranda Leão representou no evento o prefeito Arthur Virgílio Neto e o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

A presidente do Enam/Enacs e chefe do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente da Semsa, Ivone Amazonas, destacou o esforço conjunto da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e das mais de 20 instituições, públicas e privadas, que ajudaram a realizar o evento em Manaus. “Houve um esforço conjunto para que fosse possível receber profissionais de outros estados brasileiros e de outros países para promover a troca de experiências de profissionais de saúde em busca do fortalecimento das ações de promoção ao aleitamento materno e à alimentação complementar apropriada para crianças”, destacou Ivone Amazonas.

O Enam/Enacs reuniu 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster. Desse total, foram premiados o primeiro lugar na categoria Pôster e os três primeiros colocados na categoria Comunicação Coordenada.

Os trabalhos premiados foram: Prevalência de doação de leite humano ordenhado e Fatores associados entre nutrizes assistidas em Unidades Básicas de Saúde da cidade do Rio de Janeiro (Primeiro Lugar Categoria Pôster); Prevalência de Aleitamento cruzado, motivos alegados para a prática e fatores associados (Primeiro Lugar Categoria Comunicação Coordenada); Práticas apoiadoras paternas à amamentação na visão das mulheres (Segundo Lugar Categoria Comunicação Coordenada); Apoio à mulher trabalhadora que amamenta: relato de experiência em hospital filantrópico do nordeste do Brasil e Influência da pasteurização em microvesículas de amostras de leite materno humano (Terceiro Lugar Categoria Comunicação Coordenada).

A autoria do trabalho premiado em primeiro lugar na categoria Comunicação Coordenada, Mariana Seehausen, formada em Biomedicina e mestranda em saúde coletiva pela Universidade Federal Fluminense, em Niterói (Rio de Janeiro), explicou que o trabalho científico aprovado teve como objetivo pesquisar a prática do aleitamento cruzado, quando uma mulher amamenta um bebê que não é seu ou que teve seu bebê amamentado por outra mulher, prática contraindicada pelo Ministério da Saúde pelo risco de transmissão de doenças como o HIV. Pela pesquisa, cerca de 30% das mulheres entrevistadas, em um universo de 695 mães, já praticaram o aleitamento cruzado. “É uma prática contraindicada pelo Ministério da Saúde, mas pouco monitorada e ainda culturalmente aceita. O objetivo da pesquisa foi chamar a atenção da sociedade para essa prática para que se possa estabelecer ações para reduzir os riscos existentes”, informou Mariana Seehausen.

Durante o encerramento do evento, foi definido que o próximo XIV Encontro Nacional de Aleitamento Materno e o IV Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável serão realizados em 2016, em Florianópolis (SC), com o tema “A magia da amamentação na Terra do Sol e do Mar”.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Visa Manaus interditou duas drogarias na zona Oeste

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

Fiscais da Vigilância Sanitária do Município (Visa Manaus), da Prefeitura de Manaus, interditaram na sexta-feira, 28, as drogarias Sofia e Lobo, ambas localizadas no bairro da Compensa 2, zona Oeste. A blitz, que teve a parceria do Conselho Regional de Farmácia do Amazonas (CRF/AM) encontrou várias irregularidades como falta de licença sanitária, ausência do profissional farmacêutico, produtos sem acondicionamento adequado e venda de medicamento de distribuição gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Após a interdição das duas primeiras drogarias, os fiscais encontraram o terceiro estabelecimento comercial, a drogaria André Lucas, de portas fechadas. “Isso sempre acontece. Enquanto realizamos nosso serviço em uma drogaria, alguém avisa as demais nas proximidades e elas fecham as portas”, esclareceu o fiscal, da Visa Manaus, Wallace Benjamin.

O número de drogarias e farmácias que atuam de forma clandestina na cidade de Manaus ainda é grande, por isso as blitze serão intensificadas pela Visa Manaus. De acordo com a fiscal do CRF/AM, Rafaela Neves, cerca de 300 estabelecimentos continuam funcionando sem a documentação necessária exigida por lei. Ela explica que contribuem para a formação desse número, além de drogarias e farmácias, os laboratórios de análises clínicas e postos de coletas de exames. “Essas irregularidades também estão no foco de nossas ações”, completou.

Segundo a fiscal, a situação encontrada nas drogarias fiscalizadas coloca em risco a saúde da população. Na Drogaria Lobo, por exemplo, o estabelecimento funcionava sem o ar condicionado e apresentava ainda problemas de infiltração nas paredes e buracos no forro plástico. Segundo a Visa Manaus, com o forte calor existente na cidade, até mesmo no período chuvoso, torna-se pré-requisito indispensável o uso do ar para garantir a refrigeração necessária aos medicamentos expostos nas prateleiras da loja, sob pena de comprometer sua eficácia no combate às doenças.

Infrações

As duas drogarias foram interditadas e tiveram suas portas fechadas. O retorno às atividades comerciais fica condicionado à regularização das pendências registradas nos autos de infrações expedidos pelos fiscais. Os estabelecimentos tiveram os autos de infrações expedidos com base no Código Sanitário da cidade de Manaus, formado pela Lei 392/97 e Decreto 3.910/97.

Após a notificação e interdição dos estabelecimentos, os proprietários tiveram o prazo de 72 horas para procurar a Visa Manaus (Rua Comandante Paulo Lasmar, s/n, conjunto Santos Dumont, no Distrito de Saúde Oeste) para apresentar suas razões. Diz o artigo 4º do Código:”As infrações serão apuradas em processo administrativo e, a critério da autoridade sanitária, classificadas em leves, graves ou gravíssimas”.

Reportagem: Wilson Reis

Fotos: Rodemarques Abreu

Kits da 1ª Corrida contra o Preconceito são entregues na Vila Olímpica

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

Os 1.200 kits dos atletas da 1ª Corrida Contra o Preconceito, que ocorreu no domingo, 30, foram entregues na Fundação Vila Olímpica de Manaus, na avenida Pedro Teixeira, nº 400, Dom Pedro, zona Centro-Oeste, nos dias 27, 28 e 29 de novembro.

A corrida, teve largada e chegada na Ponta Negra em um circuito de quatro quilômetros, tem a intenção de mobilizar a sociedade para o combate a qualquer tipo de preconceito e discriminação, principalmente contra pessoas com HIV/Aids. “A competição foi idealizada como forma de marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, dia 1º de dezembro, chamando a atenção da sociedade para o combate ao preconceito contra pessoas que vivem com a doença”, ressaltou o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão.

A procura pela participação na corrida foi muito grande e as vagas foram preenchidas em um único dia. Dois quilos de alimentos deverão ser entregues para a coordenação do evento no momento do recebimento do kit de participação, composto por camisa, número de identificação, boné, pin, folder, e mapa geral do percurso e instalações.

Além dos dois quilos de alimentos, os participantes precisaram apresentar documento de identidade original e com foto. “Os inscritos devem ficar atentos aos prazos e regras da corrida por meio do regulamento já disponível no site semsa.manaus.am.gov.br”, alerta a chefe do Núcleo de Controle das DSTs/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Souza.

Inédito

A concentração para a corrida foi marcada para as 15h. O evento é inédito em Manaus e conta com o apoio do Ministério da Saúde, de Organizações da Sociedade Civil (OSC/HIV/Aids), Coordenação Estadual das DST/Aids/HIV e Hepatites Virais, Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semjel), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb),  Samu e Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas.

Texto: Agnaldo Oliveira Júnior

Prefeitura encerrou na sexta-feira o Encontro Nacional de Aleitamento Materno

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou na sexta-feira, 28, a cerimônia de encerramento do XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e do III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs). Durante a cerimônia, haverá a premiação dos trabalhos científicos na categoria Pôster e de Comunicação Oral. O Enam/Enacs reuniu 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster.

O ponto alto do Enam, destaca o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, foi o grande “mamaço” que houve na Ponta Negra, no dia 25 de novembro, com mil mães amamentando seus filhos como forma de mostrar a importância do aleitamento para o desenvolvimento saudável da criança.

No dia 26, a Semsa realizou a cerimônia oficial de abertura do Enam e do Enacs no Studio 5 Centro de Convenções, com a participação de mais de duas mil pessoas de todo o Brasil para discutir o tema “Qualidade de vida: amamentação e alimentação complementar em redes – uma visão a partir da Amazônia”.

Os dois encontros tiveram continuidade até a sexta-feira, 28, com uma série de mesas-redondas, oficinas, exposições e apresentação dos 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e dos 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster.

Durante a abertura dos dois encontros, foi realizada uma conferência sobre o tema “A política nacional de atenção integral à saúde da criança e o aleitamento materno”, tendo como conferencista o coordenador geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha, que lembrou os avanços no Aleitamento Materno do Brasil nas últimas décadas.

Homero ressaltou também que o trabalho executado pela Semsa na área do aleitamento materno é de vanguarda e serviu de exemplo para os outros municípios. “Eventos como o Enam/Enacs são uma forma de compartilharmos as experiências bem sucedidas nas unidades de saúde e os profissionais estão de parabéns por encontrarem tempo, dentro de sua rotina diária, para produzirem trabalhos científicos que possam ser divulgados para todo o Brasil”, destacou Homero de Miranda Leão.

“Foi um grande evento, no qual reunimos especialistas do país inteiro. Encontros como esses são formas de valorizar o trabalho dos profissionais de saúde para o fortalecimento das ações de promoção ao aleitamento materno e à alimentação complementar saudável”, salientou Homero.

No município de Manaus, o índice de aleitamento materno exclusivo na faixa etária de zero até seis meses é de 53,14% de crianças, índice acima da média nacional de 41%.

O estado do Amazonas teve 53 trabalhos científicos aprovados para o evento, sendo que oito trabalhos aprovados são de autoria de profissionais da Semsa. Os trabalhos da Semsa foram selecionados de acordo com os eixos: Alimentação complementar da criança; Amamentação; Mulher, criança e família – aspectos do cuidado alimentar e nutricional da gestação à criança pequena; e Segurança alimentar e nutricional na criança.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Semsa e CMS reuniram conselheiros locais de saúde da zona Oeste

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

Conselheiros locais de saúde do Distrito de Saúde Oeste (Disa Oeste) participaram na quinta-feira, 27, do I Encontro de Conselheiros Locais de Saúde. O evento foi na Escola Municipal Cândido Honório Soares Ferreira, no bairro Alvorada, e foi promovido pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e Conselho Municipal de Saúde (CMS/MAO).

O público-alvo do evento foram 171 conselheiros locais de saúde do Disa Oeste, representando 16 Conselhos Locais de Saúde (CLSs). Cada conselho local é formado por representantes dos segmentos de gestores, de trabalhadores e de usuários de saúde.

O secretário municipal de Saúde e presidente do CMS/MAO, Homero de Miranda Leão, explicou que o objetivo do evento é o fortalecimento dos Conselhos Locais de Saúde, capacitando os conselheiros para o exercício do controle social no Sistema Único de Saúde (SUS). “O controle social vem sendo fortalecido a cada ano e o gestor precisa valorizar o papel dos conselheiros e ficar atento às demandas que esse grupo de pessoas apresenta no dia a dia das unidades de saúde”, destacou Homero de Miranda Leão.

Durante o encontro, gestores do Disa Oeste informaram aos conselheiros sobre a estrutura e funcionamento da rede assistencial de saúde existente na área de abrangência da zona Oeste. Foi realizada ainda a avaliação das ações desenvolvidas pelos CLS’s em 2014 através dos relatórios anuais e os participantes foram incentivados a planejar as ações para 2015.

A programação também incluiu a divulgação de experiências exitosas desenvolvidas pelos CLSs das UBS Luiz Montenegro (Lírio do Vale) e Rayol dos Santos (São Jorge). O presidente do CLS da UBS Rayol dos Santos, Pablo Martins dos Santos, ressaltou a importância da participação social junto à gestão da Unidade de Saúde, colaborando para a melhoria dos serviços e da saúde da população.

“O CLS da UBS Rayol dos Santos existe desde 2009 e vem conseguindo evoluir a cada ano para a melhoria da saúde de toda a comunidade. Uma das prioridades é estabelecer parceria com segmentos como a educação, criando redes sociais de apoio que possam contribuir para a saúde integral das pessoas. São estratégias que ajudam na gestão da Unidade de Saúde na execução dos serviços”, informa Pablo Martins.

Conselhos Locais

O município de Manaus possui 57 Conselhos Locais de Saúde e cada um está ligado a uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Ao todo, são 630 conselheiros locais, entre representantes de trabalhadores, de gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Reportagem: Eurivânia Galúcio

NOTA SEMSA – Samu atuou na remoção de dois feridos em explosão

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informa que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) realizou a remoção de dois feridos na explosão que ocorreu em uma balsa no rio Negro, na área do Distrito Industrial, na manhã da quinta-feira, dia 27.

As duas vítimas foram atendidas na Base Sul do Samu, localizada na Bola da Suframa, onde receberam os primeiros atendimentos e foram estabilizadas. Após o primeiro atendimento, as duas vítimas, uma em estado grave, foram encaminhadas ao Hospital e Pronto-socorro 28 de Agosto, na zona Centro-Sul da cidade.

O Samu enviou três ambulâncias e duas motolâncias até o local próximo do acidente, mas não foi realizada a remoção de outros feridos. Na Base Sul, o Samu mobilizou 20 profissionais de saúde para atendimento aos dois feridos.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Profissionais de saúde apresentaram trabalhos sobre Aleitamento Materno e Alimentação Saudável

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

A cerimônia oficial de abertura do XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e do III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs) aconteceu na quarta-feira, 26, no Studio 5 Centro de Convenções, com a participação de mais de duas mil pessoas de todo o Brasil para a discussão do tema “Qualidade de vida: amamentação e alimentação complementar em redes – uma visão a partir da Amazônia”.

Os dois encontros tiveram continuidade até sexta-feira, 28, com uma série de mesas-redondas, oficinas, exposições e apresentação dos 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e dos 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, destacou a importância dos encontros como forma de valorizar o trabalho dos profissionais de saúde para o fortalecimento das ações de promoção ao aleitamento materno e à alimentação complementar saudável.

“O trabalho executado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) na área do aleitamento materno é de vanguarda e pode servir de exemplo para os outros municípios. Eventos como o Enam/Enacs são uma forma de compartilharmos as experiências bem sucedias nas unidades de saúde. Os profissionais estão de parabéns por encontrarem tempo, dentro de suas rotinas diárias, para a produção de trabalhos científicos que podem  ser divulgados para todo o Brasil”, destacou Homero de Miranda Leão.

Durante a abertura dos dois encontros, foi realizada uma conferência sobre o tema “A política nacional de atenção integral à saúde da criança e o aleitamento materno”, tendo como conferencista o coordenador geral de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha, que lembrou os avanços no Aleitamento Materno no Brasil nas últimas décadas.

“Na década de 1970, o aleitamento materno exclusivo até os seis meses de vida era quase uma prática extinta no país, com um índice de apenas 3,5%. Um esforço conjunto do poder público, das secretarias de saúde e de entidades da sociedade civil organizada vem conseguindo aumentar o índice de forma significativa, e, hoje, já atinge 41%. Apesar de ainda estar longe do ideal de 90%, existe uma mobilização contínua para apoiar e garantir o direito das mães e crianças ao aleitamento materno”, informa Paulo Bonilha.

No município de Manaus, o índice de aleitamento materno exclusivo na faixa etária de zero até seis meses é de 53,14% de crianças, índice acima da média nacional de 41%.

O estado do Amazonas teve 53 trabalhos científicos aprovados para o evento, sendo que oito trabalhos aprovados são de autoria de profissionais da Semsa. Os trabalhos da Semsa foram selecionados de acordo com os eixos: Alimentação complementar da criança; Amamentação; Mulher, criança e família – aspectos do cuidado alimentar e nutricional da gestação à criança pequena; e Segurança alimentar e nutricional na criança.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos:Rodemarques Abreu

Prefeitura reuniu mil mães amamentando na Ponta Negra

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

Em continuidade ao XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e ao III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs), a Prefeitura de Manaus reuniu, na tarde de terça-feira, 25, mais de 1 mil mães – todas amamentando – na Ponta Negra. A intenção do projeto é incentivar o ato para todas as mães que possuem filhos com até dois anos. A idade é considerada o limite para a amamentação. Até os seis meses, é o limite mínimo para que as crianças recebam o leite materno.

Presente ao encontro das mães, o prefeito Arthur Virgílio Neto reforçou a importância do leite materno e exaltou todas as campanhas feitas com a participação das três esferas de Governo e lembrou que a Prefeitura de Manaus tem estado presente em todas as atitudes que demonstrem a preocupação com o ato da amamentação. “Hoje, a informação nos ajuda a não esquecer o quanto é importante este ato. Há incentivos de várias partes e não era assim no passado quando nossas mães tinham, apenas, a demonstração de amor. Portanto, que o amor de sempre aliado às informações do presente possam pulverizar de boas atitudes todas nossas mães que estão em processo de amamentação”, ressaltou o prefeito.

A extensa programação do XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e do III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs) teve início na segunda-feira, 24, na Universidade Paulista (Unip), com a realização de 15 cursos abordando os temas Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável.

“Os dois eventos tiveram continuidade até o dia 28, reunindo mais de dois mil participantes, profissionais de saúde, palestrantes e acadêmicos de diversos estados brasileiros”, informou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão. Sobre o projeto Mil Mães, o secretário disse que não há ato mais importante nos primeiros meses de vida. “É a partir deste ato, tão importante, que se tem a primeira certeza de que os próximos meses e até anos serão de vida saudável para o bebê”, completou Homero.

Mil Mães Amamentando

A iniciativa da Amamentação reunindo mil mães teve início nos Estados Unidos, em 2002. No Brasil, é realizado a cada dois anos em diferentes cidades, tendo o objetivo de agregar mães em um ato coletivo de amamentação, compartilhando saberes, práticas e experiências positivas e incentivando o aleitamento materno. “Viemos de Fortaleza, no último evento, passamos agora por Manaus e daqui a dois anos vamos para Florianópolis. Sempre com a intenção de estarmos agregados ao Encontro Nacional de Aleitamento Materno, discutindo, incentivando e buscando melhorias de abordagem sobre o assunto”, destacou a coordenadora nacional da saúde da criança e aleitamento materno, Fernanda Monteiro.

Abertura oficial

O Enam/Enacs são dois eventos realizados por iniciativa da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (Rede IBFAN Brasil), em parceria com o Ministério da Saúde (MS). Este ano, os dois eventos estão abordando o tema “Qualidade de vida: amamentação e alimentação complementar em redes – uma visão a partir da Amazônia”.

A abertura oficial do Enam/Enacs foi realizada na quarta-feira, 26 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções, 8h, com uma conferência abordando o tema “A política nacional de atenção integral à saúde da criança e o aleitamento materno”, tendo como conferencista Paulo Vicente Bonilha de Almeida, representante do Ministério da Saúde. A programação oficial do Enam/Enacs seguiu até o dia 28 de novembro com uma série de mesas-redondas, oficinas, exposições e apresentação dos 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e dos 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: Mário Oliveira

Campanha contra o HIV/Aids tem como foco o combate ao preconceito

segunda-feira, dezembro 1st, 2014

O município de Manaus registrou este ano, de janeiro a novembro, 1.102 casos de HIV/Aids. O número já é maior do que o registrado em 2013, quando foram diagnosticados 1.092 novos casos de HIV, representando um aumento de 31,4% em relação ao ano de 2012.

Os dados são da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que iniciou semana passada uma série de ações da Campanha de Combate ao HIV/Aids, referente ao Dia Mundial de Luta contra a Aids (1º de dezembro). A data foi instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção à doença e reforçar a solidariedade, a tolerância e a compreensão em relação às pessoas que vivem com o HIV/Aids.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que a data foi instituída também como uma tentativa de superar o preconceito e a discriminação contra pessoas que vivem com Aids. “O preconceito contra a doença é um dos fatores que dificultam as ações de prevenção e de diagnóstico precoce, consequentemente aumentando as chances de transmissão da doença” informa Homero de Miranda Leão.

A chefe do Núcleo de Controle das DSTs/Aids e Hepatites Virais da Semsa, enfermeira Adriana Souza, explica que o aumento de registro de casos não significa necessariamente que houve um aumento no índice de transmissão da doença, já que a Prefeitura de Manaus, a partir de 2013, passou a ampliar as ações de diagnóstico precoce da doença, implantando o teste rápido para HIV em 57 Unidades Básicas de Saúde (UBSs). Em janeiro de 2013, apenas três UBSs ofereciam o teste rápido.

“Aumentando a rede de diagnóstico é possível detectar precocemente a doença, iniciar o tratamento de forma imediata e quebrar a cadeia de transmissão. É importante ressaltar ainda que, até o ano de 2013, eram registrados apenas os casos de Aids, quando os sintomas da doença já estão se manifestando. Em 2014,  passou-se a registrar os casos de HIV positivo, o que permite um melhor estudo sobre a epidemia, mas também produz um maior registro no número de casos”, informa Adriana Souza.

Campanha

Um dos focos das ações da Campanha de Prevenção é o combate ao preconceito das pessoas que vivem com o HIV, assim como a discriminação contra gays, travestis e transexuais, estigmatizados como os responsáveis pela transmissão e infecção pelo HIV.

“É necessário orientar a população de que a Aids é a ‘doença de todos’ e que, dependendo do comportamento de risco assumido, qualquer indivíduo pode ser infectado pelo vírus. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a categoria de maior exposição é de pessoas heterossexuais”, explica Adriana Souza.

A faixa etária com maior número de casos registrados continua sendo a população jovem e economicamente ativa, entre 20 e 34 anos (59,4%), porém há registro de aumento na faixa etária de 15 a 19 anos. O sexo masculino ainda é o mais acometido (75,2%).

Em Manaus, foram registrados em 2014, de janeiro a novembro, 16 casos de Aids em crianças menores de cinco anos, aumento de 58,7% em relação a 2013 (sendo necessários até 18 meses para fechar o diagnóstico em crianças), e 132 casos de gestante com HIV, com redução de 46% em relação ao mesmo período de 2013 (janeiro a novembro).

As atividades da Campanha seguirão até o dia 1º de dezembro. Durante esse período, as Unidades de Saúde da rede municipal estarão realizando atividades de prevenção com palestras, rodas de conversa, distribuição de insumos de prevenção (preservativos masculinos e femininos, gel lubrificante) e ampliação da oferta de teste rápido para detecção do HIV.

A Semsa promoveu a I Corrida contra o Preconceito, no dia 30 de novembro, às 16 horas, na Ponta Negra. Foram inscritos 1.200 competidores. Durante o evento, houve a disponibilização de serviços de educação em saúde, promoção de hábitos de vida saudável, atividades físicas, atividades lúdicas (para as crianças), ações voltadas aos jovens (grafitagem, roda de conversa) e oferta do teste rápido para o HIV, trabalhando a prevenção dos vários agravos e o diagnóstico precoce.

A programação foi realizada em parceria com instituições como Fórum ONG/Aids, Projeto Galera Nota 10, Associação Garotos da Noite, Associação Orquídeas, Aliança LGBT, APGAY, Rede Nacional de Adolescentes e Jovens Vivendo com HIV/Aids, RNP+ AM, Coordenação Estadual de DST/Aids/HIV, Departamento Nacional de DST/Aids/HIV, Semjel, Semed, Manauscult, Manaustrans, I, Polícia Militar do Amazonas, SAMU, Fundação Vila Olímpica do Amazonas, Semulsp, Federação Amazonense de Atletismo, Editora Abril.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: Departamento de comunicação

Prefeitura estará com Mil Mães Amamentando na Ponta Negra

terça-feira, novembro 25th, 2014

mamaco (2)

A Ponta Negra será palco nesta terça-feira, 25, de um grande “mamaço”, a partir das 16h, do projeto Mil Mães Amamentando. A ideia é reunir mais de mil mulheres em fase de aleitamento materno e seus respectivos bebês. O evento, organizado pela Prefeitura de Manaus, faz parte do XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e do III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs), que será realizado pela primeira vez na capital do Amazonas.

A programação dos dois encontros teve início nesta segunda-feira,  24, na Universidade Paulista (Unip), com a realização de 15 cursos abordando os temas Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável. “Os dois eventos terão continuidade até a próxima sexta-feira, 28, reunindo quase três mil participantes, profissionais de saúde, palestrantes e acadêmicos, de diversos estados brasileiros”, informa o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

O secretário alerta ainda para a importância da participação das mulheres durante o Mil Mães Amamentando, iniciativa que teve início nos Estados Unidos, em 2002, e que no Brasil é realizado a cada dois anos em diferentes cidade, tendo o objetivo de agregar mães em um ato coletivo de amamentação, compartilhando saberes, práticas e experiências positivas e incentivando o aleitamento materno. “O projeto também é uma forma de chamar a atenção de toda a sociedade sobre a importância da amamentação para a saúde da criança”, explica.

O Enam/Enacs são dois eventos realizados por iniciativa da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (Rede IBFAN Brasil), em parceria com o Ministério da Saúde (MS). Este ano, os dois eventos estão abordando o tema “Qualidade de vida: amamentação e alimentação complementar em redes – uma visão a partir da Amazônia”.

A coordenadora da Rede IBFAN Brasil, Rosana Divitiis, explica que a intenção é reunir profissionais de saúde, acadêmicos e representantes de entidades de apoio à amamentação para discutir a importância das ações de apoio, promoção e proteção ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses. “Os cursos e palestras que serão realizados durante o Enam/Enacs estão voltados para garantir o direito à amamentação para as mães e as crianças. Um dos focos é a capacitação em manejo clínico da amamentação para que os profissionais estejam preparados para oferecer apoio qualificado às mães no momento da amamentação”, informa Rosana Divitiis.

Uma das participantes é a enfermeira Ilda Ribeiro, do município de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, que veio a Manaus para participar de toda a programação do Enam/Enacs, com o objetivo de aprimorar o conhecimento sobre amamentação e alimentação complementar saudável. “Além disso, aqui em Manaus existe uma variedade riquíssima de alimentos regionais que eu nunca ouvi falar e que é importante para os profissionais de saúde conhecerem. Atendo na minha cidade mães de várias regiões do país, inclusive da região Norte, e que muitas vezes querem esclarecimentos sobre se podem oferecer alguma alimento de origem amazônica para a criança depois dos seis meses de vida. Por não conhecer esses alimentos, não tenho como orientar essa mulher e por isso é importante que exista esse intercâmbio entre profissionais de todo o Brasil”, destaca Ilda Ribeiro.

A abertura oficial do Enam/Enacs será realizada no dia 26 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções, a partir das 8h, com uma conferência abordando o tema “A política nacional de atenção integral à saúde da criança e o aleitamento materno”, tendo como conferencista Paulo Vicente Bonilha de Almeida, representante do Ministério da Saúde. A programação oficial do Enam/Enacs segue até o dia 28 de novembro com uma série de mesas-redondas, oficinas, exposições e apresentação dos 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e dos 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster.

Fotos: Rodemarques Abreu

Dia da Consciência Negra é marcado na Rede Municipal de Saúde com palestras de conscientização

quarta-feira, novembro 19th, 2014

DiaConsciNegra (2)

A Rede Municipal de Saúde promoveu na quarta-feira, 19, ações em cinco Unidades Básicas para marcar o Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro. Na Unidade Básica de Saúde Vicente Palotti, na Praça 14, os usuários receberam informações sobre a importância da data para o serviço público de saúde.

A assistente social Shirley dos Santos, que atente na UBS Vicente Palotti, explicou o significado do Dia da Consciência Negra, escolhido para coincidir com a data da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695, e sobre os serviços de atenção integral à saúde na área. “A UBS Vicente Palotti atende a comunidade do bairro Praça 14 de Janeiro, local que pode ser considerado um berço da cultura negra em Manaus, com população também formada por descentes de quilombolas. Por isso, é importante reforçar as ações de conscientização no que se refere à saúde integral da população”, destaca Shiley dos Santos.

Além da UBS Vicente Palotti, as ações foram executadas pelos Distritos de Saúde na UBS Frei Valério (Novo Israel), na UBS Leonor Brilhante (Tancredo Neves), na UBS Rayol dos Santos (São Jorge) e na UBS Efigênio Sales (Km 45 – BR 174).

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, o objetivo das ações foi esclarecer a população sobre a importância da data e informar sobre a Política de Saúde da População Negra, instituída no ano de 2009 para ser utilizada como um instrumento no combate a discriminação étnico-racial nos serviços e atendimentos oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS).

Seminário

A Semsa também está organizando um seminário abordando o tema Saúde da População Negra, com a realização de palestras sobre Racismo Institucional e Doença Falciforme.

A chefe do Núcleo de Saúde do Homem e Grupos Especiais da Semsa, Josilda Souza, explica que o seminário faz parte da programação desenvolvida para também marcar o Dia da Consciência Negra e vai envolver a participação de 100 profissionais que atuam na Estratégia Saúde da Família da Rede Municipal.

O evento vai acontecer no dia 03 de dezembro, às 8h, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam).

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Encontros de Aleitamento Materno e de Alimentação vão reunir mais de 2,4 mil

quarta-feira, novembro 19th, 2014

cursaleitmatalim (2)

O XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e o III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs), que terão início na próxima segunda-feira, dia 24, irão reunir mais de 2,4 mil participantes de todo o Brasil, além de 185 palestrantes. Entre os palestrantes, 118 são especialistas de outros estados brasileiros ou convidados internacionais.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que o Enam/Enacs vai ser realizado de forma inédita no município de Manaus, mostrando o compromisso das instituições locais para o fortalecimento das ações de promoção ao aleitamento materno. A proposta é incentivar o debate amplo sobre a amamentação e a alimentação complementar apropriada, contribuindo para o fortalecimento das  ações das equipes de saúde em todo o Brasil.

“O Brasil tem avançado no desafio de garantir o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida e estimular a alimentação complementar saudável. Atualmente, o índice de aleitamento materno exclusivo na faixa etária de zero até seis meses em Manaus é de 53,14% de crianças, índice acima da média nacional de 41%. O índice vem aumentando na capital amazonense ao longo dos anos. Em 1999, 24,4% dos bebês até quatro meses encontravam-se em aleitamento materno exclusivo e em 2008 este número aumentou para 41% até seis meses”, destaca o secretário.

O Enam/Enacs são dois eventos realizados por iniciativa da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (Rede IBFAN Brasil), em parceria com o Ministério da Saúde (MS). Em Manaus, a coordenação está sob a responsabilidade daSecretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (Susam), contando ainda com a parceria de 22 instituições públicas, municipais e estaduais, e entidades privadas, abordando o tema “Qualidade de vida: amamentação e alimentação complementar em redes – uma visão a partir da Amazônia”.

Pré-Encontro

A presidente do Enam/Enacs e chefe do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente da Semsa, Ivone Amazonas, informa que a programação do Enam/Enacs é extensa e iniciará na próxima segunda-feira, dia 24, com o chamado Pré-Encontro, que envolve a realização de 19 cursos voltados para a capacitação em Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável. Os cursos acontecerão nos dias 24, das 8h às 17h, e 25 de novembro, das 8h às 12h, no campus da Universidade Paulista (Unip), na avenida Mário Ypiranga, 4390, Parque 10 de Novembro.

A abertura oficial do Enam/Enacs será realizada no dia 26 de novembro, no Studio 5 Centro de Convenções, a partir das 8h, com uma conferência abordando o tema “A política nacional de atenção integral à saúde da criança e o aleitamento materno”. A programação oficial do Enam/Enacs segue até o dia 28 de novembro com uma série de mesas-redondas, oficinas, exposições e apresentação dos 36 trabalhos científicos aprovados na categoria de Comunicação Coordenada e dos 313 trabalhos aprovados na categoria Pôster.

Ao todo, o estado do Amazonas teve 53 trabalhos científicos aprovados para o evento, sendo que oito trabalhos aprovados são de autoria de profissionais da rede municipal de saúde. Os trabalhos da Semsa foram selecionados de acordo com os eixos: Alimentação complementar da criança; Amamentação; Mulher, criança e família – aspectos do cuidado alimentar e nutricional da gestação à criança pequena; e Segurança alimentar e nutricional na criança. “São trabalhos executados nas Unidades de Saúde e que destacam a iniciativa dos profissionais na realização de ações que possam contribuir para a alimentação saudável e o aleitamento materno”, ressalta Ivone Amazonas.

Os palestrantes do evento foram selecionados entre profissionais especializados na área em diferentes estados brasileiros, além de profissionais de outros países. O público-alvo do evento são profissionais de saúde e grupos comunitários que trabalham com a saúde de lactentes e de crianças na primeira fase da infância e mulheres, incluindo professores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós- graduação, além de fiscais da Vigilância Sanitária, gestores e técnicos municipais de saúde, profissionais de órgãos de Defesa do Consumidor, integrantes dos Conselhos Tutelares e Conselhos de Segurança Alimentar.

Mil Mães

A programação do Enam/Enacs também vai incluir o projeto Mil Mães Amamentando, que tem o objetivo de agregar mães em um ato coletivo de amamentação, compartilhando saberes, experiências positivas e incentivando esta prática. Em Manaus, a ação vai acontecer no anfiteatro da Ponta Negra, dia 25 de novembro, no Anfiteatro da Ponta Negra, 16h.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Rede municipal de saúde prepara ações em alusão ao Dia da Consciência Negra

terça-feira, novembro 18th, 2014

Cada Distrito de Saúde da Prefeitura de Manaus realizou na quarta-feira, 19, em uma unidade de saúde de referência, atividades para marcar o Dia da Consciência Negra, comemorado no dia 20 de novembro. Nos locais foram realizadas palestras com distribuição de material educativo e roda de conversas com profissionais de saúde.

O Disa Norte realizou a programação na UBS Frei Valério (Novo Israel), o Disa Sul programou a ação na UBS Vicente Palotti (Praça 14 de Janeiro), o Disa Leste selecionou a UBS Leonor Brilhante (Tancredo Neves), o Disa Oeste selecionou a UBS Rayol dos Santos (São Jorge) e o Disa Rural realizou a ação na UBS Efigênio Sales (Km 45 – BR 174).

Na quinta-feira, 20, organizações do Movimento Negro em todos os Estados brasileiros realizaram uma série de ações para evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade. O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, disse que a Prefeitura de Manaus desenvolveu ações de acordo com a Política de Saúde da População Negra, instituída como um instrumento que tem por objetivo combater a discriminação étnico-racial nos serviços e atendimentos oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS), bem como promover a equidade em saúde da população negra.

“A Semsa promoverá junto aos Distritos de Saúde (Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural) palestras públicas e institucionais focadas no enfrentamento do racismo institucional no Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo é buscar identificar as necessidades de saúde da população negra e utilizá-las como critério de planejamento e definição de prioridades”, informa o secretário.

Em alusão também à data, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa)  vai realizar, no dia 03 de dezembro, o Seminário Saúde da População Negra, abordando temas como Racismo Institucional e Doença Falciforme. O evento acontecerá na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), a partir das 8h, e será direcionado para 100 profissionais que atuam na Estratégia Saúde da Família da Rede Municipal.

A chefe do Núcleo de Saúde do Homem e Grupos Especiais da Semsa, Josilda Souza, explica que o seminário faz parte da programação desenvolvida para marcar também o Dia da Consciência Negra, data instituída na década de 1960, escolhida para coincidir com o dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. “A programação da data tem sido ampliada nos últimos anos, buscando fortalecer reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira”, informa Josilda Souza.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Corrida contra o Preconceito vai reunir 1,2 mil participantes

terça-feira, novembro 18th, 2014

Todas as 1,2 mil vagas para a I Corrida contra o Preconceito, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) no dia 30 de novembro, já foram preenchidas. A prova será na avenida Coronel Teixeira, na Ponta Negra, e visa mobilizar a sociedade para o combate a qualquer tipo de preconceito e discriminação, principalmente contra pessoas com HIV/Aids.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que a competição foi idealizada para marcar o Dia Mundial de Combate à Aids, 1º de dezembro, chamando a atenção da sociedade para o combate ao preconceito contra pessoas que vivem com a doença. “A procura por participação na corrida foi muito grande e as vagas foram preenchidas praticamente em um único dia”, informou.

O custo da inscrição foi de dois quilos de alimentos não perecíveis, exceto sal e açúcar, que serão doados às pessoas de baixa renda que vivem com HIV e são atendidas nos Serviços de Atendimento Especializados em DST/AIDS. Os dois quilos de alimentos deverão ser entregues para a coordenação do evento no momento do recebimento do Kit de participação, composto por camisa, número de identificação, boné, pin, folder, e mapa geral do percurso e instalações.

A chefe do Núcleo de Controle das DSTs/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Souza, disse que os inscritos receberão kits nos dias 27 e 28 de novembro (das 8h às 12h e das 14h às 17h) e dia 29 de novembro (das 8h às 12h), na Fundação Vila Olímpica do Amazonas (avenida Pedro Teixeira, 400, Dom Pedro). Além dos dois quilos de alimentos, os participantes precisam apresentar documento de identidade original e com foto. “Os inscritos devem ficar atentos aos prazos e regras da corrida por meio do regulamento já disponível no site semsa.manaus.am.gov.br”, alerta Adriana Souza.

A corrida contará com um percurso de 4 km. O ponto de largada e de chegada será o anfiteatro da Ponta Negra, com a concentração marcada para às 15h. A I Corrida contra o Preconceito é um evento inédito em Manaus e conta com o apoio do Ministério da Saúde, de Organizações da Sociedade Civil (OSC/HIV/AIDS), Coordenação Estadual das DST/AIDS/HIV e Hepatites Virais, Comando Geral da Polícia Militar do Amazonas, Secretaria Municipal de Juventude, Esporte e Lazer (Semjel), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização de Trânsito (Manaustrans), Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Instituto Municipal de Ordem Social e Planejamento Urbano (Implurb),  Samu e Federação Desportiva de Atletismo do Estado do Amazonas.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Prefeitura inaugura a 21ª Unidade Básica de Saúde

segunda-feira, novembro 17th, 2014

UBSCompensa (2)

O prefeito Arthur Virgílio Neto e o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, inauguraram na tarde da segunda-feira (17) a Unidade Básica de Saúde (UBS) O 22, no bairro da Compensa 2, zona Oeste de Manaus – a 21ª unidade de saúde desta gestão.

Uma das áreas mais populosas da cidade, a Compensa já possui 11 unidades da Rede Municipal de Saúde, além da Maternidade Moura Tapajoz, atendendo a quase 70% da população da região.

“Inauguramos a 21ª Unidade Básica de Saúde (UBS) em 22 meses de governo. Desde o início falamos que reforçaríamos a Atenção Primária nos bairros, fazendo com que os grandes hospitais ficassem menos lotados. Recebendo atenção perto de casa, muitas pessoas deixam de ir aos hospitais de grande complexidade, melhorando a qualidade dos atendimentos. Com eficiência nesse sistema, conseguimos resolver 80% dos casos nos bairros”, ressaltou o prefeito.

A nova UBS da Compensa terá uma equipe de Saúde de Família, composta por um médico generalista, enfermeiro, técnico de enfermagem e sete agentes comunitários de saúde, além de cirurgião-dentista generalista e um atendente de consultório dentário. “Ainda temos muito trabalho pela frente, mas as bases estão ficando cada vez mais sólidas”, completou o prefeito.

O secretário Homero de Miranda Leão também destacou a importância do atendimento primário. “Nossas UBSs estão preparadas para dar a atenção rápida a males que podem ser solucionados aqui mesmo, perto de casa, sem que a população lote os hospitais que estão preparados para atender a casos mais complexos”, disse Homero.

A UBS O22 oferece atendimento médico assistencial, a pequenas emergências e focará, principalmente, na prevenção e controle de doenças crônicas como diabetes e hipertensão arterial.

Durante a inauguração, o prefeito Arthur Neto garantiu que nos primeiros meses de 2015 todas as Unidades da Zona Rural serão visitadas. “Nós vamos realizar um grande monitoramento para melhorarmos o atendimento nesses locais também, para que todas as nossas unidades de saúde sejam reestruturadas e ofereçam um melhor atendimento à população”, concluiu.

Texto: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: José Nildo

Manaus já vacinou 67,11% crianças contra a paralisia infantil

sexta-feira, novembro 14th, 2014

vacinacaoubsampliada (2)

Até a sexta-feira (14), Manaus havia aplicado 107.943 doses contra a paralisia infantil, o que corresponde a 67,11% da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que é  vacinar 153.716 crianças na Campanha Nacional contra a Paralisia Infantil e o Sarampo. Os números, até agora, deixam a cidade em uma posição de maior avanço frente as demais capitais.

Além da paralisia infantil, foram aplicadas 77.657 doses contra o sarampo, o que corresponde a 55,36% da meta. A campanha começou no último sábado, 8 de novembro.

A Prefeitura de Manaus adotou algumas medidas para que todas as crianças sejam vacinadas até o dia 28 de novembro, data do término da campanha. Entre elas, está o reforço para que os pais que trabalham fora possam levar também os filhos para vacinar contra a paralisia infantil e sarampo em uma das Unidades Básicas de Saúde de horário ampliado, que funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 12h.

“Nosso índice mantém Manaus como a capital que mais vacinou até agora contra a Poliomielite. Os pais ainda têm tempo e, além de terem como opção levar seus filhos em qualquer uma das unidades de saúde da capital, podem também levar nas unidades de saúde da prefeitura de horário ampliado, para que não precisem faltar ao trabalho. Não deixem de proteger seus filhos contra a paralisia infantil e sarampo”, alertou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

 

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

“Educar para prevenir” é tema da Campanha de Combate ao Diabetes

sexta-feira, novembro 14th, 2014

prevdiabetes (2)

Com o tema “Educar para prevenir”, foi lançada na sexta-feira, 14, na Unidade Básica de Saúde (UBS) Balbina Mestrinho, na Cidade Nova, zona Norte, a Campanha de Combate ao Diabetes. A mobilização será executada em todas as unidades de saúde da rede municipal até o dia 21 de novembro e visa reforçar junto à população a importância de uma alimentação saudável e da prática de atividade física para a prevenção ao diabetes, doença que não tem cura e atinge 400 milhões de pessoas no mundo, sendo 14 milhões no Brasil. A estimativa é de que 500 novos casos sejam diagnosticados por dia em todo o mundo.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, informa que o município de Manaus registra atualmente 74.017 pessoas com diabetes e que são acompanhadas nas unidades de saúde. “É uma doença metabólica caracterizada pelo aumento anormal de glicose (açúcar) no sangue, e que, caso não seja controlada, acaba evoluindo para complicações severas como insuficiência renal, doenças do coração e amputações, podendo ocasionar a morte do paciente. É um tipo de doença crônica, ou seja, o paciente vai precisar conviver com o diabetes por toda a vida. Por isso, é tão importante prevenir a doença”, destaca Homero de Miranda Leão.

Durante a campanha, os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estarão reforçando as ações de educação em saúde, informando sobre a prevenção, os fatores de risco, os sintomas da doença, diagnóstico e tratamento.

De acordo com a chefe do Núcleo de Controle da Hipertensão e Diabetes Mellitus da Semsa, Yeda Lopes Abitbol, é possível prevenir o diabetes tipo 2, que pode ser adquirido ao longo da vida e é responsável por mais de 90% dos casos da doença. “Uma dieta balanceada, a manutenção de peso adequado, evitar fumar, praticar exercícios físicos pelo menos três vezes na semana, controlar a pressão arterial e evitar o consumo excessivo de álcool, são medidas simples que podem ajudar a prevenir esse tipo de diabetes”, alerta Yeda Abitbol.

O aposentado Tobias Rodrigues Lima, 78 anos, foi diagnosticado com diabetes há dez anos e faz o acompanhamento médico na UBS Balbina Mestrinho, onde recebe o medicamento e o aparelho glicosímetro, utilizado para medir a concentração de glicose no sangue para o controle da doença. “A principal dificuldade tem sido a restrição alimentar. Gosto muito de sal e de açúcar, mas preciso controlar o consumo dos dois, mesmo o café tem que ser com o adoçante. Também tomo três comprimidos ao dia de medicamentos e faço o acompanhamento mensal com o médico”, explica Tobias Lima.

A recomendação é para que todas as pessoas procurem uma unidade de saúde periodicamente para realizar os exames de rotina que possam diagnosticar a doença, principalmente quem apresenta os seguintes sintomas: urina abundante, principalmente à noite; sede excessiva e boca seca; aumento do apetite; perda ou ganho de peso recente; cansaço e falta de energia; formigamento, dores ou adormecimento em mãos e pés; visão embaçada; infecções urinárias frequentes; e feridas de difícil cicatrização.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Alta demanda do Novembro Azul amplia o número de atendimentos no Centro

sexta-feira, novembro 14th, 2014

novazulampliado (2)

Os homens estão atendendo ao chamado da Prefeitura de Manaus no Novembro Azul e lotando a Praça da Matriz, no Centro, em busca de consultas e exames para os cuidados necessários com a saúde. Inicialmente, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) colocou uma Unidade Móvel Médico Laboratorial realizando 32 consultas para homens por dia e 50 ultrassons. Com a alta procura, todo o atendimento teve que ser ampliado. Agora, são 100 ultrassonografias e 120 consultas por dia.

“Os homens não precisam se preocupar porque se não conseguem vaga para consulta no mesmo dia. Nossos técnicos marcam a consulta para o dia seguinte. Além disso, nossas unidades móveis estarão na Praça da Matriz até o dia 28 de novembro. Temos também nossas policlínicas que tem ultrassom, marcada pelo Sistema Nacional de Regulação, o Sisreg. Então não é somente no Novembro Azul que os homens podem cuidar da sua saúde, mas sim todos os dias do ano nas nossas unidades de Saúde. Esse mutirão de atendimento na Praça da Matriz está nos rendendo bons resultados porque a alta procura é um sinal de que os homens atenderam ao nosso chamado para cuidar da sua saúde”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

Homero lembrou que a Semsa também colocou no local uma médica para fazer exame de toque retal, caso seja diagnosticado durante a ultrassom algum homem com indícios de problemas na próstata.

As Unidades Móveis estão disponibilizando consultas médicas com clínico geral, exames de ultrassonografia (abdominal total, abdominal superior, vias urinárias e próstata) e coleta de material para exames laboratoriais. Para a consulta médica é necessário apresentar RG e CPF, ou certidão de nascimento para menores de idade. Para a ultrassonografia, é necessário requisição médica, RG e CPF. A Unidade Móvel também funciona aos sábados, das 8h às 12h.

Além do atendimento exclusivo para homens com uma Unidade Móvel, a Semsa está mantendo na Praça da Matriz atendimento com duas Unidades Móveis de Saúde da Mulher com serviços de mamografia e preventivo.

Segundo a médica Eliângela Laboissiere, o crescimento do número de homens que resolvem seguir no tratamento é grande. “Todos os dias, a gente nota que eles chegam trazidos pelos amigos que já passaram por aqui, ou mesmo pelo noticiário. O importante é que eles completem o processo de acompanhamento dos resultados dos exames e tratamento”, afirmou.

A programação de todas as Unidades Móveis de Saúde pode ser acessada no site: semsa.manaus.am.gov.br.

Fotos: Tácio Melo/Semcom

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 8842-8370