Archive for the ‘noticias’ Category

Manaus registra redução de 68% dos casos de malária nos cinco primeiros meses do ano

sexta-feira, junho 24th, 2016

O número de casos de malária na cidade de Manaus apresentou redução de 68% nos cinco primeiros meses deste ano. De acordo o Núcleo de Controle da Malária, vinculado à Gerência de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em janeiro foram registrados 1.337 casos contra 514 casos notificados em maio, revelando uma curva descendente de notificações no período.

“Dados do Sistema Nacional de Vigilância Epidemiológica (Sivep Malária), do Ministério da Saúde, mostram que entre janeiro e maio a redução de casos de malária na capital foi sistemática e acentuada”, destaca o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto. Em fevereiro, os números caíram para 928 casos; em março, para 704 casos; e em abril, para 613 casos.

A redução também foi verificada em relação à malária falciparum, considerada a forma mais grave de malária, embora de menor incidência. Até maio, também de acordo com o Sivep, houve apenas dois casos deste tipo de malária, o que significa uma redução de 83% na comparação com o mesmo período do ano passado.

O secretário aponta que a redução no número de adoecimentos por malária na capital se deve à ampliação de medidas preventivas e a mudanças de estratégias definidas pelo Plano de Intensificação das Ações de Vigilância e Controle da Malária para 2016, colocado em prática a partir de outubro do ano passado.

“Entre as novidades do Plano, está a implantação de um protocolo de ações para os casos notificados do tipo falciparum, a centralização da coordenação de medidas de prevenção executadas nos cinco distritos de saúde de Manaus e o reforço das estruturas de controle”, explica o secretário.

Segundo Homero, o programa municipal de controle da malária recebeu, há dois meses, 24 caminhonetes e dez motofogs (motocicletas especialmente adaptadas com equipamento que utiliza tecnologia norte-americana para fazer a borrifação de inseticida) que servem atualmente aos distritos Leste, Oeste e Rural, ao Laboratório Central de Controle de Qualidade do Diagnóstico da Malária, ao Núcleo de Entomologia e ao Núcleo Central de Controle da Malária. “Além disso, colocamos em funcionamento duas unidades móveis para o diagnóstico da malária e da leishmaniose, que foram integradas ao conjunto de estratégias de controle de endemias para ampliar o acesso da população aos exames e garantir diagnóstico e tratamento precoces”, diz.

De acordo com o secretário, as unidades beneficiam principalmente moradores de comunidades onde ainda não há laboratórios tradicionais.

Com a criação do Plano de Intensificação, a Semsa estabeleceu a meta de reduzir em 30% o número de casos de malária em Manaus até o final deste ano. “Apesar de um aumento global em relação ao mesmo período do ano passado, a redução mensal dos registros nos primeiros meses desde ano indica que estamos avançando para alcançar a meta estabelecida, invertendo a curva epidemiológica, que se mantém descendente desde fevereiro”, avalia Homero.

O secretário explica que controle da malária é um desafio de múltiplas frentes. “Depende de ações do setor Saúde, mas fatores externos contribuem de forma decisiva para a transmissão da doença, por exemplo, os relacionados à mobilidade da população e à ocupação desordenada de espaços”, diz, destacando que a Secretaria tem buscado o trabalho integrado com os setores envolvidos com a questão, ao mesmo tempo em que intensifica suas próprias ações.

Atualmente, Manaus possui 1.023 localidades cadastradas no Programa de Controle da Malária e em 400 delas houve registro de casos de malária em 2016.

Notificações

Relatório sobre a situação epidemiológica da doença em Manaus, produzido por técnicos da Semsa, mostra que a região geográfica com maior participação no número de notificações da doença é o distrito rural, que respondeu este ano por 51% do total registrado.

O documento revela também que apenas cinco localidades de Manaus concentraram 21,5% do total de registros da doença: a Estrada do Brasileirinho e o Acampamento Coliseu, na zona Leste, a Comunidade Nossa Senhora de Fátima, Comunidade do Abelha e Ramal do Pau Rosa (Distrito de Saúde Rural).

Outras 28 localidades concentram 50% da transmissão de malária, das quais 14 na zona Leste, 13 no distrito rural e uma na zona Oeste.

Fotos: Assessoria/Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370/ 98842-6135

Melhores práticas para o parto e nascimento são discutidas em Manaus

quinta-feira, junho 23rd, 2016

seminpartonasc (2)

Debater estratégias e experiências de enfrentamento às dificuldades provenientes de um modelo de atenção caracterizado pelo uso excessivo de medicalização, práticas invasivas e pouca participação da rede de apoio da parturiente. Esse é o objetivo do “Seminário Norte sobre Parto e Nascimento” que acontece até esta sexta-feira, 24, na sede da Fiocruz-Amazônia, zona Centro-Sul da capital.

O evento, que é promovido pela Universidade do Estado do Amazonas, em parceria com o Instituto Leônidas e Maria Deane/Fiocruz, reúne gestores e trabalhadores da saúde, estudantes de graduação e pós-graduação da área. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) também contribui com as discussões por meio de palestrantes.

O secretário da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto, participou da abertura dos trabalhos e destacou que 100% das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) realizam o pré-natal. Mesmo assim, é algo que ainda precisa ser reforçado, pois não se trata apenas da oferta, mas da procura por esse serviço.

“Infelizmente temos casos de mães muito jovens em que esta prática é esquecida e até negligenciada. Hoje nossa cobertura é de 47%, no ano passado foi 46%. Um ponto percentual pode parecer pouco, mas é um aumento importante”, informou o secretário.

Ainda segundo Homero, o pré-natal está sendo reforçado na Atenção Básica. “Estamos ampliando o pré-natal com a participação do clínico geral e não apenas do ginecologista-obstetra. A ideia é buscar a proteção da criança e da mãe no pré-natal, evitando que doenças mais graves surjam depois do nascimento”, enfatizou.

Referência

A chefe do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente, Ivone Amazonas, destacou, ainda, o trabalho desenvolvido na Maternidade Moura Tapajóz, da rede municipal de saúde. A unidade tem o título de Hospital Amigo da Criança e é reconhecida pelas boas práticas do parto e nascimento.

Em dezembro de 2015, a Moura Tapajós registrou o índice de 69% de partos normais, superando a meta estabelecida para o ano, que era de 55%. O resultado deriva de diversas ações implementadas pela Semsa, que envolveram sensibilização, conscientização e incentivo do corpo clínico.

Entre as diretrizes adotadas está a definição de protocolos a serem seguidos pelos ginecologistas-obstetras, utilização dos manuais do Ministério da Saúde e da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia, realização de cursos de atualização e aperfeiçoamento de todos os profissionais.

O diretor da unidade, Geraldo Felipe Barbosa, explica que foi instituída a obrigatoriedade da inclusão, no prontuário das pacientes, do Consentimento Livre e Informado e a abertura do Partograma – representação gráfica da evolução do trabalho de parto, além da sensibilização de todos os profissionais das vantagens do parto normal. Também foram instituídas as discussões de casos clínicos e análises de condutas adotadas por amostragem.

“A Organização Mundial de Saúde tem como índices ideais a serem atingidos, em maternidades de baixa e média complexidade, entre 15 a 16% de cesáreas. As dificuldades em atingir essas recomendações estão relacionadas a fatores como idade da paciente – cujos extremos representam um maior índice de complicações, qualidade do pré-natal – incluindo as comorbidades detectadas e o início tardio do mesmo, além das condutas pré-concepcionais”, avaliou Barbosa.

Na maternidade, existem visitas de vinculação, semanalmente agendadas. As pacientes, que são encaminhadas pelas unidades de saúde, fazem uma visita tutorial aos setores, participam de palestras que orientam sobre a postura durante o trabalho de parto, sobre direitos reprodutivos, normas e comportamento enquanto durar a internação e sobre protocolos assistenciais e cuidados com os recém-nascidos.

Vantagens do parto normal

O parto normal é a via natural de nascimento. Entre as vantagens estão a diminuição de riscos que todo procedimento cirúrgico pode trazer como infecções, cicatrizes não estéticas, aderências pélvicas, lesões de vísceras, propagação endometriótica, além da retirada de feto imaturo.

Traz vantagens tanto para a mãe como para o recém-nascido. A mãe libera mais rapidamente os compostos do leite materno, contribuindo para o sucesso do aleitamento. Tem uma recuperação mais rápida, podendo voltar para as atividades rotineiras. Já o recém-nascido passa por um processo de adequação melhor à vida extrauterina durante o trabalho de parto. Estudos recentes apontam a diminuição de casos de asma em crianças nascidas por essa via de parto.

Fotos: Assessoria Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Programa de Saúde Itinerante terá nova estrutura de atendimento

quinta-feira, junho 23rd, 2016

progsauditin (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está incrementando o Programa Saúde Manaus Itinerante, responsável por levar atendimento médico e odontológico para bairros e comunidades de Manaus, por meio de estruturas móveis, preparadas para consultas e exames básicos e de média complexidade. As 11 unidades do programa estão em processo de substituição para oferecer mais segurança e comodidade aos usuários, com espaços ampliados e mais modernos.

As duas primeiras unidades do novo padrão, voltadas exclusivamente para a saúde da mulher, já estão em funcionamento. Duas outras deverão ser incorporadas dentro dos próximos meses, assim como as demais unidades que atenderão às outras linhas assistenciais da saúde itinerante. Quatro serão destinadas à saúde odontológica e três à assistência médico-laboratorial.  .

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que o programa beneficia as populações que moram em áreas mais afastadas ou de alta demanda por serviços específicos. Com o programa, esse público tem mais facilidade de acesso e maior agilidade no atendimento e na realização de exames e diagnósticos.

“As unidades móveis nos permitem uma mobilidade que é essencial para o atendimento pontual de determinadas regiões geográficas e para a assistência de grupos populacionais específicos, como é o caso das mulheres e das crianças”, garante o secretário.

Ainda segundo Homero, o Saúde Manaus Itinerante oferece atendimento de qualidade, contando com materiais e equipamentos iguais ao da rede fixa de assistência. “A equipe profissional, que inclui médicos, odontólogos, enfermeiros e técnicos, é muito bem qualificada e específica para o atendimento itinerante”, reforça.

O gerente do Programa Manaus Saúde Itinerante, William Terra, explica, ainda, que entre as novidades da nova estrutura estão recepção maior e totalmente climatizada, banheiro adicional e sala específica para coleta de exame preventivo, além das salas para realização de ultrassonografia, mamografia e duas tendas, ampliando a área de recepção que passará a contar com mais funcionários para acolhimento e informações dos usuários. As novas unidades, no futuro, também contarão com sistema integrado para cadastro dos pacientes.

Locais de atendimento das novas unidades

De acordo com o chefe da Divisão Técnica do Programa Manaus Saúde itinerante, Márcio Martins, as primeiras localidades beneficiadas com as novas unidades móveis de Saúde da Mulher são as comunidades Nossa Senhora de Fátima 2 e Parque São Pedro, ambas no bairro Tarumã, zona Oeste da capital. As unidades já estão atendendo, respectivamente, em frente à Escola Nestor Soeiro do Nascimento, próximo à Bemol, até o dia 23 de junho, e em frente à Unidade Básica de Saúde N-06, próximo à Eucatur, até o dia 24.

Diariamente, são oferecidas 40 mamografias e 50 ultrassonografias, dentre as quais a abdominal total e superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, próstata via abdominal, tireoide e mamas. Os homens também terão atendimento nessas unidades para a realização de ultrassonografias. Para isso, devem procurar a unidade que estará no Parque São Pedro, no dia 23, e a de Nossa Senhora de Fátima, nos dias 23 e 24.

As demais unidades do programa seguem a programação de rotina. No momento, os serviços de Saúde Odontológica e Médico Laboratorial estão sendo oferecidos no estacionamento do Sest/Senat, na avenida Autaz Mirim, bairro Jorge Teixeira, zona Leste. Essa última oferece consultas generalistas e pediátricas, exames preventivos (Papanicolau), além de possuir posto de coleta de material para exames laboratoriais e farmácia. No local, os usuários podem contar com os serviços até o dia 8 de julho.

Cada zona geográfica da cidade possui uma unidade de referência para a entrega dos resultados dos exames. Na zona Norte, o usuário deve procurar a UBS Balbina Mestrinho; na zona Leste, a UBS Leonor Brilhante; na Oeste, a UBS Leonor de Freitas; e na zona Sul, a UBS Vicente Pallotti. Os prazos de entrega são de 15 dias para mamografia, de cinco dias para exames laboratoriais e 60 dias para o preventivo de colo de útero. O resultado das mamografias é entregue na hora, na própria unidade móvel.

Documentos

Para as consultas com o clínico geral ou com o pediatra, é necessário que o usuário apresente documento de identidade e CPF ou a certidão de nascimento, no caso dos menores de idade. Para os exames laboratoriais deve ser apresentada a requisição médica. Para o exame preventivo (Papanicolau) as mulheres devem apresentar apenas a carteira de identidade e o CPF.

Fotos: Assessoria Semsa

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Bebê nasce com microcefalia em Manaus e Semsa investiga possível relação com zika

quarta-feira, junho 22nd, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está aguardando o resultado do Laboratório Central de Saúde Pública do Amazonas (Lacen), do Governo do Estado, para confirmar se a microcefalia do bebê do sexo feminino, que nasceu no último dia 20 de junho na Maternidade Balbina Mestrinho, tem relação com o zika vírus. A mãe contraiu zika durante a gravidez e foi acompanhada na Unidade Básica de Saúde Nilton Lins, no Parque das Laranjeiras, que é o Serviço de Referência Obstétrica da Prefeitura de Manaus para gestantes que tiveram a doença.

A mãe tem 21 anos, mora no bairro Zumbi (zona Leste) e teve o bebê prematuro, com 29 semanas. “Durante a gravidez, na ultrassom já foi detectada a microcefalia por profissionais de saúde e a mãe teve todo o acompanhamento com pré-natal, psicólogos e assistente social, e orientação com equipe multiprofissional sobre parto, nascimento, puerpério e puericultura, assistência psicossocial com ênfase para a estimulação desta detecção precoce da microcefalia e a possível relação com o zika, já que a doença foi confirmada na mãe”, explicou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A gestante continuará sendo acompanhada no puerpério (durante 45 dias após o parto) com os profissionais da UBS Nilton Lins. O bebê será assistido também nos espaços exclusivos que a prefeitura criou para o acolhimento nos Ambulatórios de Seguimento do Bebê de Alto Risco, com pediatras e enfermeiros, agendamento de consultas e exames especializados, com prioridade.

Os ambulatórios realizam entre seis a 18 consultas por mês, nas nove unidades disponíveis. São duas na zona Leste – as UBSs Amazonas Palhano e Geraldo Magela -; três na zona Norte – UBSs Armando Mendes, Áugias Gadelha e Sálvio Belota -; duas na zona Oeste – UBSs Deodato de Miranda Leão e Leonor de Freitas -; e duas na zona Sul – UBSs São Francisco e Lourenço Borghi.

O Informe Epidemiológico do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), divulgado nesta quarta-feira, 22, pela Semsa, apontou que Manaus tem 4.904 casos notificados de zika vírus, com 1.669 confirmados, 2.485 descartados e 750 permanecem em investigação. Grávidas são 963 notificadas, com 288 confirmações e 516 com a doença descartada e 159 estão em investigação. Dezenove bebês foram notificados com microcefalia em Manaus, com um caso confirmado por infecção por zika, quatro que não têm relação com a doença, quatro casos descartados e dez em investigação.

O número de denúncias do Disque Saúde (0800 280 8 290) chegou a 4.893, sendo que 4.519 locais já foram vistoriados. A Semsa já inspecionou também, por meio da Vigilância Sanitária do Município (Visa Manaus), 1.426 locais, dos quais 111 foram autuados. A Semsa também implantou 1.689 Brigadas de Combate ao Aedes, com 8.902 pessoas capacitadas.

Protocolo de atendimento

Homero disse que o prefeito Arthur Neto determinou que fosse feito um protocolo de atendimento e acompanhamento de todos os casos suspeitos de zika. Mesmo sem a confirmação da doença, cada caso em Manaus está sendo acompanhado individualmente pelos profissionais de saúde. “O objetivo é evitar o avanço da doença, enfocando principalmente na prevenção à infecção pelo zika vírus em grávidas”, afirmou.

A meta, segundo Homero, é permitir que os pacientes, principalmente mulheres grávidas, recebam atendimento médico e laboratorial o mais rápido possível, além de possibilitar o início imediato das ações dos agentes de endemias na eliminação de focos do mosquito na área onde o caso foi notificado.

De acordo com o fluxograma da Semsa, as gestantes que forem atendidas nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) ou em Unidades Básicas de Saúde (UBSs), e que apresentarem sintomas para a doença, serão encaminhadas a UBS Nilton Lins.

Logo após o primeiro atendimento médico em qualquer Unidade Básica de Saúde ou nas unidades da rede privada, o profissional de saúde deve realizar de forma imediata a notificação do caso ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), que inicia os procedimentos para investigação epidemiológica e bloqueio mecânico/químico, que consiste na eliminação de locais criadouros do mosquito Aedes aegypti num raio de 300 metros em torno do local onde houve registro de casos suspeitos, associados à aplicação de inseticida para eliminação do mosquito na fase alada.

“A Vigilância também realiza a investigação de cada caso notificado com uma equipe de profissionais que acompanha o paciente em sua residência para verificar o fluxo de atendimento e os possíveis riscos existentes”, informou o secretário de saúde.

Texto: Cláudia Barbosa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Recursos federais são insuficientes para expansão da rede de saúde na Atenção Primária, diz Homero

quarta-feira, junho 22nd, 2016

O Ministério Público Federal no Amazonas (MPF-AM) e o Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) promoveram uma audiência pública para debater questões atuais relacionadas aos serviços de saúde oferecidos pelo município de Manaus. O evento, realizado no auditório do MPE, foi aberto ao público em geral e visou discutir o tema com a sociedade.

Durante a audiência, ocorrida na última terça-feira, 21, o secretário municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão, disse que o aporte de recursos do Governo Federal que vinha sendo destinado ao Município era insuficiente para as ações de promoção à saúde e a expansão da Rede de Atenção Primária voltada ao atendimento da população na capital amazonense, fazendo com que a prefeitura tivesse que arcar com a maior parte dos investimentos.

“Dos R$ 831 milhões do orçamento municipal destinados à Saúde, o Governo Federal repassou a quantia de R$ 180 milhões e a prefeitura custeou os demais R$ 651 milhões. Ou seja, apenas 21,75% dos recursos que compõem o orçamento, contra 78,25% investidos por Manaus”, expôs o secretário, acrescentando que a Semsa tem o segundo maior orçamento do Município. Contudo, os recursos federais continuam insuficientes para implementar a expansão dos serviços na Atenção Primária.

Ainda conforme Homero, mesmo com as dificuldades, a prefeitura entregou 48 obras na área de saúde e tem mantido o crescimento de todos os serviços. “A Semsa não tem condição de absorver de forma imediata a demanda dos CAICs e SPAs. É uma preocupação muito grande e temos discutido isso em relação ao que pode vir para a rede municipal de saúde”, explicou.

Hoje a Rede de Atenção Básica trabalha em sua capacidade máxima. Segundo a Semsa, o aumento do desemprego e a crise econômica gerou um incremento de 30% no consumo de medicamentos nos últimos 90 dias. “Esse é um dado importante, então, esse reordenamento, se for acontecer, que aconteça gradualmente, que seja algo para o futuro”, ressaltou Homero.

A Audiência Pública foi aberta pelo procurador-chefe do MPE-AM, Fábio Monteiro, para uma plateia composta de diretores, técnicos em saúde e organizações dos movimentos sociais. Coube ao secretário de Estado do Planejamento, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Seplancti), Thomaz Nogueira, a apresentação do quadro da situação da economia amazonense no marco geral da crise brasileira.

O secretário de estado da Saúde (Susam), Pedro Elias, também expôs as ações e medidas adotadas no reordenamento da rede estadual – que atua na média e alta complexidade dos serviços de saúde disponibilizados à população – como forma aplicável de racionalizar o custeio da saúde sem deixar de manter os atuais serviços, e inclusive, promover a otimização de novos.

Texto: Wilson Reis / Fotos: José Nildo

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde – Decom Semsa – (92) 3236-8315

LOCALIZAÇÃO DAS UNIDADES MÓVEIS DE SAÚDE

segunda-feira, junho 20th, 2016

Informações sobre a localização das Unidades Móveis de Saúde: (92) 3236-9631
.

Visa Manaus faz nova inspeção a restaurantes em flutuantes no rio Negro

sábado, junho 18th, 2016

fiscvisarest (2)

Fiscais da Vigilância Sanitária (Visa Manaus) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) voltaram, na sexta-feira, 17, a inspecionar os restaurantes flutuantes “Peixe Boi” e “Doró” localizados nos rios Tarumã e Tarumã-Açu, zona rural de Manaus.

De propriedade da empresária Ana Maria Sconamiglio, o “Peixe Boi”, após uma semana da primeira inspeção, ainda apresentou algumas irregularidades, como a falta de acondicionamento adequado de alguns alimentos, o que levou à inutilização imediata dos mesmos. Contudo, foi inegável, na avaliação dos fiscais da Visa Manaus, a melhoria e adequação à legislação prevista no Código Sanitário de Manaus (Lei 392/97) no que se refere ao item higiene do estabelecimento.

No restaurante da “Doró”, também ocorreu o descarte de alimentos in natura por falta de acondicionamento adequado no freezer, além da ausência da mesa de inox para manipulação dos alimentos na cozinha. Após a inspeção, foi expedido o auto de infração pelos fiscais e garantidos mais 15 dias para que as pendências possam ser sanadas pelo proprietário que, no ato, não se encontrava no local.

“Nosso trabalho está voltado à orientação de empregados e proprietários com vista à melhoria na manipulação e acondicionamento adequado dos alimentos. Buscamos melhorar a qualidade de produtos e serviços a fim de garantir a segurança alimentar da população que frequenta esses restaurantes na orla fluvial do rio Negro”, salienta Ingrid Corrêa, gerente de Vigilância em Serviços, da Visa Manaus.

Para o proprietário do flutuante Sun Paradise, Ronaldo Chlamtac, a melhoria dos serviços e a oferta do alimento sem risco à saúde humana são pré-requisitos para que os estabelecimentos possam sair do amadorismo e oferecer qualidade às pessoas que querem conhecer Manaus. “O público está cada dia mais exigente e os estabelecimentos devem melhorar sua infraestrutura e qualificar a mão de obra”, assinala.

Eliminar Riscos

“É uma das preocupações do prefeito Arthur Neto que, não só os visitantes, mas também moradores da cidade tenham serviços de qualidade e alimentação segura, preparada dentro das normas sanitárias. A orientação é eliminarmos os riscos e é isso que nossos fiscais estão fazendo nessa ação”, explicou o secretário da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto.

A ação para elaboração do Atesto, documento que assegura que os restaurantes, bares e similares inspecionados estão dentro dos padrões sanitários, compreende a avaliação de itens que compõem um check-list da Visa Manaus, com a finalidade de evitar os riscos à saúde da população da região e visitantes que estarão na cidade de Manaus para assistir às competições previstas no calendário da Olimpíada 2016.

Texto: Wilson Reis

Fotos: José Nildo

Semsa divulga novo Informe Epidemiológico sobre o zika vírus em Manaus

quinta-feira, junho 16th, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou nesta quinta-feira, 16, os números do 46º Informe Epidemiológico, com a atualização dos dados sobre o vírus zika em Manaus. De acordo com o documento, foram notificados até o último dia 14 de junho, 1.512 casos confirmados da doença e descartados 2.354 casos suspeitos. Outros 950 casos encontram-se em investigação no momento.

O informe mostra ainda que, entre as mulheres grávidas, que representam um grupo de atenção prioritária por conta do risco de microcefalia em bebês cujas mães foram expostas ao vírus, o número de casos suspeitos de zika chega a 937. Deste total, 257 foram confirmados, 481 foram descartados e 199 ainda estão em investigação.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, destaca que a vigilância em relação às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, principalmente a infecção por zika, são feitas de modo permanente. “Continuamos em alerta, colocando em prática estratégias de prevenção, diagnóstico precoce e acompanhamento epidemiológico, com a meta de reduzir os riscos, o adoecimento e as consequências mais graves que, no caso do zika vírus, referem-se à ocorrência de microcefalia”.

Manaus tem atualmente 18 casos suspeitos de microcefalia. Apenas um dos casos teve relação confirmada com o zika vírus, sendo o de um bebê cuja mãe relatou ter adquirido a doença em Boa Vista (RR). Dos demais casos suspeitos registrados pela Semsa, quatro não têm relação com o zika, quatro foram descartados e nove permanecem em investigação.

Até o momento, a secretaria recebeu 4.893 denúncias de focos do mosquito por meio do Disque Saúde (0800 280 8 280) e 4.519 locais já foram vistoriados pelos agentes de endemias e pelos drones, equipamento de sobrevoo usado para identificar remotamente locais considerados de risco.

Para auxiliar o poder público nas ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, chinkungunya e zika vírus, 1.689 brigadas contra o mosquito já foram implantadas, com a formação de 8.902 voluntários contra o mosquito. “A formação de ‘brigadistas’ contra a dengue viabiliza a participação ativa e qualificada da população nas ações de controle do Aedes em bairros, no interior das casas e nos locais de trabalho, incluindo o serviço público, a indústria e o comércio”, diz o secretário, ressaltando que as denúncias de locais com acúmulo de água, potenciais criadouros do mosquito vetor, feitas pelo 0800, têm sido um importante norteador de ações pontuais das equipes de vigilância. “A população tem ajudado a secretaria a reduzir as condições favoráveis à proliferação do Aedes”, acrescentou.

A Vigilância Sanitária e os fiscais do órgão já inspecionaram 1.386 locais e autuaram 111 imóveis e terrenos com alto risco de criadouros.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

SAMU vai apoiar atividades da passagem da Tocha Olímpica em Manaus

quinta-feira, junho 16th, 2016

samupastocha (2)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU-192) vai atuar na passagem da Tocha Olímpica em Manaus com o apoio ao chamado “comboio” da tocha por todo o percurso que será realizado na cidade, por vias terrestre e fluvial.

No domingo, 19, uma Unidade de Suporte Avançado (USA), com médico e enfermeiro, fará o acompanhamento do percurso em todas as etapas, desde a chegada (no Aeroporto Eduardo Gomes) até a programação no Complexo Turístico Ponta Negra.

Na segunda-feira, 20, o percurso será realizado nas águas do rio Negro e contará com o apoio da equipe da Unidades de Suporte Avançado Fluvial, a “Ambulancha”, completando o roteiro de passagem da chama olímpica pela capital amazonense.

Fotos: Karla Vieira

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Visa Manaus realiza visitas de monitoramento para a Olimpíada

quinta-feira, junho 16th, 2016

visamanmonit (2)

Os fiscais da Vigilância Sanitária de Manaus (Visa Manaus) voltam, nesta quinta e sexta, 16 e 17, às visitas a hotéis, motéis, restaurantes, bares, pontos de venda de açaí e cafés da manhã, dando continuidade à Avaliação e Monitoramento para o Atesto Sanitário. A ação faz parte dos preparativos para a Olimpíada Rio 2016.

“Este acompanhamento dos pontos comerciais integra as ações de preparação de Manaus para bem atender moradores e turistas no período das Olimpíadas, garantindo bons serviços e produtos de qualidade”, explicou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

O secretário informou, ainda, que até o final de julho serão oito etapas de vistoria de monitoramento realizadas pelo órgão em 90 estabelecimentos alvos da ação.

Para esta etapa, os fiscais foram divididos em oito equipes com três profissionais entre nutricionista, engenheiro e veterinários. Eles são responsáveis por aplicar o checklist das exigências básicas para melhoria nos padrões de serviço. “Cada visita é um inspeção nova. Semanalmente, a equipe irá verificar se as condições anteriores, consideradas regulares, foram adequadas para bom ou ótimo”, explicou.

Ainda segundo o diretor, ao final das oito inspeções programadas, será feita uma avaliação da melhoria nas condições dos estabelecimentos. Em caso de não adequação, o ponto comercial será penalizado, podendo ser autuado, e não receberá o Atesto Sanitário para as Olimpíadas.

Branco orienta os proprietários a receber os fiscais e contribuir para a inspeção. “É importante entender o objetivo do trabalho, que é melhorar o estabelecimento a cada semana, justamente para oferecer à população e aos turistas qualidade nos serviços e produtos”, frisou.

Checklist

Durante as inspeções de Atesto Sanitário, 14 itens básicos são observados. São eles, a vistoria de piso, parede e teto; utensílios, móveis, geladeiras e freezers, colchões, lençóis e rouparia; condições sanitárias pessoais dos manipuladores; documentos pertinentes apostos e válidos; aplicação dos serviços de controle de pragas; banheiros higienizados e equipados com água, sabão líquido e toalhas adequadas em número suficientes para ambos os sexos; ciclo de monitoramento dos resíduos, coleta, segregação e destinações adequadas; acondicionamento adequado dos alimentos; controle de água de consumo e serviços; integridade dos alimentos em relação à qualidade, validade e exposição.

Também são verificados itens voltados para atividade funcional do estabelecimento como planilha de treinamento dos funcionários sobre higienização das mãos; apresentação dos atestados de saúde; e uniforme completo, incluindo equipamentos de proteção individual.

Fotos: José Nildo / Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Semana alerta para violência praticada contra idosos

quarta-feira, junho 15th, 2016

vioidososem (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Núcleo de Saúde do Idoso, em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, 15 de junho, definiu uma semana de atividades junto às Unidades Básicas de Saúde (UBS) e comunidades. O objetivo é alertar profissionais e a sociedade sobre a violência praticada contra o idoso nos dias atuais.

“Consideramos a violência um problema de saúde pública”, destaca o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, informando que ao longo do ano, a Secretaria realiza ações variadas com foco na prevenção da violência contra grupos populacionais específicos, dentre os quais os idosos. “A prevenção, a conscientização e a informação técnica relacionada aos casos de violência estão dentre as nossas prioridades por todos os motivos sociais e humanos e também porque a violência tem grande impacto na qualidade da saúde física e mental do cidadão e nas rotinas da assistência em saúde”, ressalta.

“A população idosa se torna vulnerável em função da idade e das alterações funcionais próprias dessa faixa etária. A fragilidade e a vulnerabilidade fisiológica do idoso o tornam vítima em potencial dos vários tipos de violência”, afirma Maria Eliny da Rocha, chefe do Núcleo de Saúde do Idoso da Semsa.

As atividades programadas incluem palestras educativas e rodas de conversas nas salas de espera das Unidades Básicas de Saúde e m espaços comunitários em todas as zonas geográficas da capital e área rural do município. Entre os temas a serem abordados estão Violência contra a Pessoa Idosa, A Importância da Família no processo de cuidar da Pessoa Idosa e o Estatuto do Idoso.

“É importante que os idosos mantenham-se ativos e independentes. A família pode estimular a participação deles em atividades socioculturais e educativas em sua comunidade, em grupos e no diálogo familiar”, explica Maria Eliny.

As atividades relativas à Semana do Idoso serão desenvolvidas com a participação do Núcleo de Prevenção a Riscos a Saúde por Causas Externas, Núcleo de Educação em Saúde e Distritos de Saúde Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural.

Histórico

A Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa declararam o dia 15 de junho como o Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, tendo sido celebrado pela primeira vez em 2006, com realização de campanhas por todo o mundo. A violência contra a pessoa idosa é e deve ser entendida como uma grave violação aos Direitos Humanos.

Foto: Assessoria/Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Puraquequara ganha UBS para atendimento de mais de 3,7 mil pessoas

quarta-feira, junho 15th, 2016

ubspuraq (2)

Localizado na zona Leste de Manaus, o bairro Puraquequara recebeu nesta quarta-feira, 15, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Platão Araújo. Essa é a 48ª obra na área da Saúde entregue na gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto.

“Enquanto muitos se curvam, nós enfrentamos a crise e entregamos mais essa obra em um momento, financeiramente, ruim para o Brasil, mas não podemos ser omissos e deixar de fazer o que Manaus precisa”, disse o prefeito.

A UBS Platão Araújo funciona na rua Barroso e dispõe de estrutura com, aproximadamente, 416 metros quadrados de área construída, para atendimento de 3.788 pessoas da comunidade.

O horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h, com equipe de saúde composta por cirurgião dentista, farmacêutico, médico, clínico, enfermeiro, auxiliar de enfermagem, Agentes Comunitários de Saúde (ACSs), atendente de consultório dentário, técnicos em enfermagem e auxiliares de serviços gerais.

A aposentada Maria Xavier, de 67 anos, mora no bairro desde criança. Usuária dos serviços de saúde do Município, ela gostou das novas instalações da UBS. “Está muito bonita, mais ampla. Agora, vai ficar muito melhor para nossa comunidade receber atendimento”, disse.

Já para Tereza Cerdeira, 83, participante do grupo de idosos do Puraquequara, a reforma do espaço era esperada há mais de dez anos. “Já ouvimos muita promessa e dessa vez aconteceu. Está maior, mais bonita e amanhã mesmo já venho pegar meus remédios na farmácia”, comemorou.

A carteira de serviços em Atenção Primária da unidade entregue inclui: consulta médica, consulta de enfermagem, serviço odontológico, vacinação, posto de coleta itinerante, baciloscopia (TB), diagnóstico de malária, testagem rápida (HIV/Sífilis e Hepatites), curativo, inalação, farmácia gratuita, abordagem sindrômica das DSTs, administração de medicamentos, aferição de pressão arterial, exame citopatológico e inspeção das mamas, visita domiciliar, agendamento do SISREG, atendimento de puericultura, além do Programa Saúde na Escola, atividades de promoção e prevenção à saúde e acompanhamento de programas de saúde e sociais.

“Também contamos com uma base do Samu e a inauguração traz esse reforço para a Atenção Básica, pois todos os serviços passam a ser concentrados aqui. É uma conquista da comunidade e um grande esforço da prefeitura”, destacou o secretário municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão.

De acordo com a projeção IBGE 2013, o bairro tem uma população de 6.451 habitantes e a cobertura populacional no bairro ultrapassou 155% em abril deste ano.

Texto: Mário Marinho

Fotos: Alex Pazuello/Semcom

Prefeitura de Manaus inicia processo seletivo para vacinador

segunda-feira, junho 13th, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou a etapa de recebimento dos documentos do Processo Seletivo Simplificado para Vacinador. Os candidatos, já inscritos pela internet, têm até a próxima sexta-feira, 17, para entregar as cópias e apresentar os originais, bem como a ficha de inscrição impressa. O atendimento está sendo realizado no auditório da Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério (DDPM), localizada na avenida Maceió, 2.000, Adrianópolis, zona Centro-Sul.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, o edital do Processo foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) na última quinta-feira, 09, e irá selecionar 200 vacinadores/registradores, com Ensino Fundamental, para a Campanha de Vacinação Antirrábica. O contrato será de 45 dias, entre 12 de setembro e 26 de outubro deste ano, com remuneração de R$ 880,00 e jornada de trabalho de 44 horas semanais, de segunda a sábado. Os interessados no processo seletivo devem fazer a inscrição pela internet, na página da Semsa (http://semsa.manaus.am.gov.br).

A diretora do Departamento de Gestão do Trabalho, Mircleide Silva,  explica que foi montada uma estrutura para receber os candidatos, das 9h às 12h, com agilidade. “Estamos preparados, com uma equipe de 25 pessoas. Sabemos que o desemprego está grande e por isso estimamos que a demanda supere os 2,7 mil inscritos do ano passado”, afirmou.

Mircleide alerta os candidatos a ler todo o edital e comparecer no DDPM com todas as cópias e originais exigidos. “O candidato deve apresentar original e cópia da Carteira de Identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF), certificado do Ensino Fundamental, comprovante de experiência na função (quando houver), comprovante de residência (água, energia ou telefone) e Curriculum Vitae”, informou, ressaltando que na falta de algum desses não será efetivada a inscrição.

Critérios

Como critério de pontuação será considerada a experiência profissional, comprovada por meio de documentos como Certidão de Tempo de Serviço ou Declaração de Órgão Público competente (ou empresa contratante) em vacinação antirrábica de cães e gatos; Carteira de Trabalho e Previdência Social com registro do respectivo contrato de trabalho com a empresa contratante que comprove experiência na área.

Outro documento apresentado para fins de comprovação de experiência profissional deverá conter a data de início e de término do contrato de trabalho realizado. “Isto não impede, porém, que pessoas sem experiência participem do processo, pois haverá treinamento para estes selecionados”, explicou o diretor do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), José Horácio.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Restaurantes de flutuantes da orla de Manaus recebem ação da Visa Manaus

sábado, junho 11th, 2016

restflutuantes (2)

Fiscais da Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizaram, na tarde de sexta-feira, 10, uma ação de inspeção em quatro restaurantes de flutuantes localizados nos rios Tarumã e Tarumã-Açu, zona rural de Manaus.

O trabalho compreende a avaliação de itens que compõem um check-list, que integra as atividades de rotina realizadas pela Visa Manaus, com a finalidade de assegurar as condições sanitárias exigidas pela legislação brasileira às populações da região e aos visitantes que estarão na cidade participando das competições e jogos previstos no calendário da Olimpíada 2016.

“É uma das preocupações do prefeito Arthur Neto que, não só os visitantes, mas também moradores da cidade tenham serviços de qualidade e alimentação segura, preparada dentro das normas sanitárias. A orientação é eliminarmos os riscos e é isso que nossos fiscais estão fazendo nessa ação”, explicou o titular da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto.

A empresária Ana Maria Sconamiglio, proprietária de um flutuante no rio Tarumã-Açu, elogiou a iniciativa da prefeitura porque, como ressaltou, é uma ação preventiva. “Acho importante. Além de estarmos sempre lidando com o público e trabalhando com alimentos, temos que estar preparados para receber o maior número de pessoas, principalmente estrangeiros, que vão divulgar o nome do nosso País lá fora. Nós, empresários do ramo de alimentação, acabamos por fazer as coisas achando que estamos fazendo o melhor, só que nem sempre ‘o melhor’ é o correto. Então, essas orientações que estamos recebendo são de extrema valia para nosso serviço”, assegurou.

De acordo com a gerente de fiscalização em serviços da Visa Manaus, Ingrid Correa, a iniciativa tem sido bem aceita pelos empresários e a resposta à ação, no geral, é positiva. “Inicia com o monitoramento, orientação e posteriormente a gente verifica as irregularidades, lavra-se o auto de infração e o termo de infração, concedendo prazo para que eles possam se adequar de acordo com a legislação sanitária”, ressaltou Ingrid.

A gerente explicou, ainda, que normalmente ocorre essa adequação e que, em alguns casos, dependendo da irregularidade, esse prazo inicial de 30 dias pode ser estendido por mais 30 dias.

Atesto Sanitário

As ações acontecem de forma simultânea, em várias partes da cidade. Cinco equipes com quatro fiscais cada uma estão realizando, nos turnos da manhã e tarde, a fiscalização de hotéis, motéis, restaurantes, bares, pontos de venda de açaí e cafés da manhã.

São alvos de avaliação nos estabelecimentos, a vistoria de piso, parede e teto; utensílios, móveis, geladeiras e freezers, colchões, lençóis e rouparia íntegros; uniforme completo dos funcionários e EPIs (Equipamentos de Proteção Individual); condições sanitárias pessoais dos manipuladores; documentos pertinentes a licença em local visível e válido; aplicação dos serviços de controle de pragas; banheiros higienizados e equipados com água, sabão líquido e toalhas adequadas em número suficientes para ambos os sexos.

Também é exigida a apresentação de planilha de treinamento dos funcionários sobre higienização das mãos; atestados de saúde dos funcionários; ciclo de monitoramento dos resíduos, coleta, segregação e destinações adequadas; acondicionamento adequado dos alimentos; controle de água de consumo e serviços; integridade dos alimentos em relação à qualidade, validade e exposição.

Uma das novidades nesta inspeção é que o resultado fornecido no mesmo dia, uma vez que cada grupo de fiscais está utilizando um tablet para o envio das informações online.

 

Texto: Sandra Monteiro

Fotos: Márcio James/Semcom

Prefeitura capacita profissionais de saúde para o diagnóstico precoce da microcefalia

sábado, junho 11th, 2016

capacmicrocef (2)

O especialista em Medicina Fetal, o médico Heron Werner Júnior, realizou curso de capacitação teórica e prática aos servidores da rede municipal de saúde com o objetivo de facilitar, por meio do uso de imagens, o diagnóstico precoce da microcefalia e outras doenças fetais em mulheres grávidas.

A atividade foi desenvolvida na última sexta-feira, 10, e sábado, 11, no auditório da Unidade Básica de Saúde (UBS) Nilton Lins, bairro de Flores, e está voltada para a melhoria do atendimento às gestantes com suspeitas ou confirmação de ter contraído o vírus zika, prestado pelo Serviço de Referência Obstétrica e o Ambulatório de Seguimento de Bebê de Risco da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Heron Werner, médico brasileiro que atua no Rio de Janeiro, tem atuação internacional com pesquisas e estudos relacionados à radiologia e medicina fetal. Em Manaus, ele mostrou a importância do diagnóstico com o uso de imagem na identificação precoce da microcefalia, apresentando as principais descobertas sobre a doença, associada à infecção pelo zika.

“Cerca de 80% dos casos comprovados de infecção pelo vírus não apresentam sintomas no início. No exame realizado por imagem é possível a identificação mais rápida da microcefalia”, afirmou.

Em trabalho desenvolvido com a participação de outros pesquisadores, intitulado “Infecção pelo Zika Vírus e Microcefalia: correlação das Imagens Pré-Natais, Pós-Natais e Modelo Físico”, o médico Heron Werner, relata a experiência de uma mãe que apresentava sintomas da zika. Nesse trabalho ele comparou as imagens pré-natais com moldes físicos de crânios impressos em 3D, o que facilitou a compreensão e o esclarecimento da patologia aos pais e profissionais de saúde.

No auditório da UBS Nilton Lins, de posse de duas miniaturas de moldes de crânios de bebês – um microcéfalo e outro com circunferência normal – o médico Heron Werner mostrou diferenças no desenvolvimento do cérebro e as características dessa patologia fetal. As informações repassadas sobre a doença contribuirão ao aconselhamento realizado pelas equipes multiprofissionais de saúde nos casos de infecção intrauterina por vírus zika e microcefalia.

O médico infectologista Sílvio Fragoso, representante da Fundação de Medicina Tropical, também participou como palestrante do curso de capacitação. Ele apresentou o quadro da situação da doença no Amazonas, com abordagem clínica da infecção de gestantes pelo vírus zika no Estado.

 

Texto: Wilson Reis

Fotos: José Nildo

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa):92 3236-8315

Conselho Municipal de Saúde celebra 25 anos e encerra debate sobre a humanização do SUS

sexta-feira, junho 10th, 2016

debatenchuman (2)

Um almoço marcou as comemorações dos 25 anos do Conselho Municipal de Saúde de Manaus (CMS/MAO). O evento aconteceu na Universidade Paulista (Unip), na zona Centro-Sul, onde 400 pessoas já participavam do encerramento da 11ª edição da Semana do Controle Social, iniciada na segunda-feira (6), com o objetivo de debater sobre a humanização do Sistema Único de Saúde (SUS).

“O conselho representa a população na gestão do SUS. Esta é uma data para comemorar, se orgulhar, para querer construir mais, com mais eficiência e qualidade. Na gestão do prefeito Arthur Neto, o controle social estará sempre presente e valorizado”, declarou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Na avaliação do presidente do CMS, Gilson Aguiar, o balanço desses 25 anos de atuação é positivo. “Hoje, o conselho tem uma nova formatação. Temos uma sede que oferece condições de trabalho aos conselheiros, temos transporte e, principalmente, um orçamento definido em lei e assegurado pela Prefeitura de Manaus, por meio do orçamento consignado à saúde”, informou.

Ainda segundo Aguiar, graças a este orçamento, que atualmente é de R$ 1,2 milhão, o CMS consegue investir, por exemplo, em capacitações, na humanização dos servidores, acompanhar ações em outros Estados, pagar veículos, alugar motos para distribuir as pautas e providenciar fotocópias. O presidente destaca que o orçamento em outros municípios é um gargalo para que os conselhos desempenhem funções para as quais foram criados.

Conselho Municipal

O Conselho Municipal de Saúde de Manaus foi instituído pela Lei nº 066 de 11/06/91 e regulamentado pelo Decreto nº 1.056 de 01.04.92, que também instituiu o Regimento Interno. É composto por 32 membros titulares e respectivos suplentes, sendo 25% escolhidos entre representantes do governo, entidades prestadoras de serviços de saúde e aparelho formador; 25% escolhidos entre representantes de trabalhadores de saúde; e 50% entre representantes de usuários do SUS.

Fotos: Assessoria/Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Prefeitura abre processo seletivo para contratação de 200 vacinadores

sexta-feira, junho 10th, 2016

A Prefeitura de Manaus irá realizar processo seletivo simplificado para contratação temporária de 200 vacinadores/registradores. O edital foi publicado no Diário Oficial do Município (DOM) nesta quinta-feira,09, e irá selecionar profissionais com Ensino Fundamental para a Campanha de Vacinação Antirrábica Animal da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). O contrato será de 45 dias, entre 12 de setembro e 26 de outubro, com remuneração de R$ 888,00 e jornada de trabalho de 44 horas semanais, de segunda a sábado.

O interessado deverá se inscrever de 13 a 17 de junho, pela internet, na página da Semsa (http://semsa.manaus.am.gov.br). Após preenchimento da ficha de inscrição, o candidato deverá imprimir o comprovante e comparecer à Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério, localizada na Avenida Maceió, 2.000, no bairro Adrianópolis, para efetivar a inscrição.

Neste atendimento, que será realizado até o dia 17 de junho de 2016, das 9h às 12h, o candidato deve apresentar original e cópia da Carteira de Identidade, Cadastro de Pessoa Física (CPF), certificado do Ensino Fundamental, comprovante de experiência na função (quando houver), comprovante de residência (água, energia ou telefone) e Curriculum Vitae.

Como critério de pontuação, o Processo Seletivo irá considerar a experiência profissional. Esta deve ser comprovada por meio de documentos como Certidão de Tempo de Serviço ou Declaração de Órgão Público competente (ou empresa contratante) em vacinação antirrábica de cães e gatos; Carteira de Trabalho e Previdência Social com registro do respectivo contrato de trabalho com a empresa contratante que comprove experiência na área; ou outro documento apresentado para fins de comprovação de experiência profissional deverá conter a data de início e de término do contrato de trabalho realizado.

Para contratação, o aprovado no Processo deve preencher requisitos como ser brasileiro nato, ou naturalizado (processo concluído), ou português amparado pela reciprocidade de direitos advindos de legislação específica; estar em dia com as obrigações militares (se do sexo masculino) e com as obrigações eleitorais; ter 18 anos de idade (completos na data de contratação); ter aptidão física e mental para o exercício das atribuições da função, constatado por Atestado Médico; apresentar os documentos necessários e compatíveis com o exercício da função, por ocasião da contratação; cumprir as determinações do edital; e estar em pleno exercício de seus direitos civis e políticos.

O selecionado não pode ter sido aposentado por invalidez ou estar recebendo auxílio-doença; não ter sofrido, no exercício da função ou do cargo público, penalidade incompatível com a contratação, tais como advertência, repreensão, suspensão, demissão ou dispensa por descumprimento imotivado de seus deveres.

A lista de candidatos constantes na homologação do resultado final do Processo Seletivo Simplificado será publicada no DOM, em jornais locais de grande circulação e no site da Semsa. Os convocados, com estrita observância da ordem de classificação, deverão realizar os Exames Médicos e procedimentos pré-admissionais, todos de caráter eliminatório, no prazo de 15 dias úteis, a contar da data da publicação no Diário Oficial do Município.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Visa Manaus orienta estabelecimentos comerciais para funcionamento nas Olimpíadas

quinta-feira, junho 9th, 2016

visafuncolimp (2)

Fiscais do Departamento Vigilância Sanitária (Visa) da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) visitaram na manhã desta quinta-feira, 9, dez estabelecimentos comerciais da capital para verificação do cumprimento das normas de vigilância relativas a serviços e produtos oferecidos ao consumidor. As visitas fazem parte da atividade de Avaliação e Monitoramento para o Atesto Sanitário de estabelecimentos do setor hoteleiro e alimentício e integram as ações da Prefeitura de Manaus para a preparação da cidade para os jogos olímpicos.

De acordo com o titular da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto, as visitas de inspeção têm o objetivo de avaliar as condições de funcionamento e a qualidade dos produtos e serviços oferecidos pelos estabelecimentos que farão o atendimento de moradores e turistas no período de realização dos jogos em Manaus. “Estamos priorizando os pontos comerciais mais próximos da Arena da Amazônia e os que se encontram em áreas de maior movimento turístico, mas todas as regiões da cidade continuam com as inspeções de rotina”.

Segundo o secretário, as vistoriais servem inicialmente para identificar possíveis desacordos com o código sanitário, orientar para a solução dos problemas e, diante do não cumprimento de prazos e normas, aplicar medidas como multas e interdição.

Em um dos estabelecimentos visitados, localizado na avenida Tancredo Neves, Parque Dez de Novembro, a fiscalização constatou a existência de paredes com infiltração no depósito de alimentos e bebidas, falta de limpeza dos exaustores e a necessidade de melhoria na estrutura em algumas áreas internas do estabelecimento. Em outro, localizado na rotatória do Eldorado, zona Centro-Sul, foram encontrados utensílios em mau estado de conservação, prateleiras enferrujadas e paredes com infiltração.

“Nossa inspeção a esses estabelecimentos têm o caráter de orientação e função educativa. Eles não foram multados ou notificados. Vamos voltar a inspecioná-los na próxima semana para verificar se as medidas de solução aos problemas identificados foram adotadas pelos proprietários”, explicou Luciana Fares, fiscal nutricionista da Visa Manaus.

A fiscal destaca que as inspeções têm como finalidade melhorar a prestação dos serviços e o controle de produtos de hotéis, motéis, restaurantes, bares, pontos de venda de açaí e cafés da manhã.

A ação dessa quinta-feira contou também com a participação dos técnicos e especialistas da Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Vigilância Sanitária, para avaliação da qualidade da água utilizada pelos estabelecimentos. Outra equipe de técnicos, do Laboratório da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) esteve responsável pela inspeção e controle de produtos.

Inspeções chegam ao Rio Negro

Nesta sexta-feira (10), às 15h, a inspeção sanitária está prevista para ser realizada nos bares e restaurantes de flutuantes, localizados às margens do rio Negro. Duas embarcações serão deslocadas ao Porto da Marina do David, após a área do Tropical Hotel Manaus, para o transporte dos técnicos e profissionais da imprensa.

 

Texto: Wilson Reis

Fotos: José Nildo

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Casos confirmados de zika vírus em Manaus chegam a mais de 1,4 mil

quinta-feira, junho 9th, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) de Manaus divulgou nesta quarta-feira, 8, os números do 45º Informe Epidemiológico sobre o zika vírus em Manaus. A capital do Amazonas já notificou, até agora, 4.767 casos suspeitos da doença, dos quais 1.478 casos foram confirmados, 2.135 descartados e 1.154 continuam em investigação.

Entre as mulheres grávidas, o número de casos de zika suspeitos chega a 921, com 255 confirmações, 439 casos descartados e 227 ainda em investigação.

Manaus tem atualmente 18 casos suspeitos de microcefalia, com apenas um bebê confirmado por transmissão por zika, mas a mãe relatou que adquiriu a doença em Boa Vista, capital do Estado do Roraima, durante a gestação e veio grávida para cidade. Os números definem quatro casos de microcefalia não relacionados com o zika, quatro casos descartados e nove em investigação.

A Semsa já recebeu 4.854 denúncias de focos do mosquito por meio do Disque Saúde (0800 280 8 280) e que 4.387 locais já foram vistoriados pelos agentes de endemias e pelos drones, equipamento de sobrevoo usado pela secretaria para identificar remotamente locais considerados de risco.

Atualmente as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chinkungunya e zika vírus contam com 1.687 brigadas já implantadas, que formaram 8.876 voluntários contra o mosquito.

“Aqueles que tiverem interesse em participar da formação de brigadas para nos ajudar a eliminar os focos podem ligar para o Disque Saúde”, salientou o secretário de Saúde, Homero de Miranda Leão, acrescentando que a Vigilância Sanitária (Visa Manaus) também está em alerta e já inspecionou 1.307 locais e autuou 111 imóveis e terrenos com alto risco de criadouros.

Texto: Wilson Reis

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Visa Manaus inicia megaoperação sanitária em preparação para as Olimpíadas

quarta-feira, junho 8th, 2016

O Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus) inicia nesta quinta-feira, 9, atividades de inspeção em 90 estabelecimentos comerciais, tendo em vista a realização dos Jogos Olímpicos na capital. O chamado Atesto Sanitário acontecerá de maneira simultânea, em várias partes da cidade, com cinco equipes compostas por quatro fiscais cada.

Serão foco do Visa Manaus, órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), hotéis, motéis, restaurantes, bares, pontos de venda de açaí e cafés da manhã. As fiscalizações irão ocorrer nos turnos da manhã e da tarde.

A ação compreende o check-list que integra as atividades de inspeção de rotina realizada pelo Visa Manaus, com a finalidade de assegurar as condições sanitárias exigidas pela legislação brasileira às populações da Região e aos visitantes que estarão na cidade participando das competições previstas no calendário das Olimpíadas 2016.

“Os estabelecimentos comerciais serão vistoriados progressivamente até o início das Olimpíadas. Nossa ação alcançará, inclusive, restaurantes localizados na orla do rio Negro”, explica Fernando Branco, diretor do Visa Manaus. Os resultados produzidos pelas equipes serão fornecidos no mesmo dia, uma vez que cada grupo de fiscais utilizará tablets com internet para o envio das informações.

Check-List

Entre os itens observados na fiscalização estão: vistoria de piso, parede e teto; utensílios, móveis, geladeiras e freezers; colchões, lençóis e rouparia íntegros; uniforme completo dos funcionários, incluindo Equipamentos de Proteção Individual (EPIs); condições sanitárias pessoais dos manipuladores; documentos pertinentes à licença; aplicação dos serviços de controle de pragas; banheiros higienizados e equipados com água, sabão líquido e toalhas adequadas em número suficientes para ambos os sexos; apresentação de planilha de treinamento dos funcionários sobre higienização das mãos; apresentação dos atestados de saúde dos funcionários; ciclo de monitoramento dos resíduos, coleta, segregação e destinações adequadas; acondicionamento adequado dos alimentos; controle de água de consumo e serviços; integridade dos alimentos em relação à qualidade, validade e exposição.

O ponto de encontro será na sede do Departamento de Vigilância Sanitária, localizado na rua Coronel Paulo Lasmar, n.°10, conjunto Santos Dumont, bairro da Paz, às 7h30.

Texto: Wilson Reis

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Acompanhamento de beneficiários do Bolsa Família ganha reforço de equipamentos de informática

quarta-feira, junho 8th, 2016

contbolsafam (2)

A partir desta quarta-feira, 8, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) já conta com 20 computadores e no breaks para agilizar o atendimento dos beneficiários do programa Bolsa Família e dar cumprimento ao Plano Municipal do Índice de Gestão Descentralizada do Programa Bolsa Família. Os equipamentos foram entregues pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência, Social e Direitos Humanos (Semmasdh).

“Estamos seguindo a receita do prefeito Arthur Neto, ou seja, somando o menos para termos o mais. Esses equipamentos vão contribuir para o trabalho que fazemos em conjunto com a Semmasdh e resultar em um melhor serviço prestado à população”, avalia o secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A subsecretária da Semmasdh, Mônica Santaella, explica que os equipamentos são oriundos do Índice de Gestão Descentralizada Municipal, calculado com base nos resultados dos acompanhamentos nas áreas da saúde, educação e assistência social. “Esses computadores são do IGDM, assim como as vans. Vão auxiliar no atendimento aos cadastrados no Bolsa Família, que precisam manter as condicionalidades do Programa”, disse Santaella.

Acompanhamento de Saúde    

Uma dessas condições para se manter ativo no  Programa Bolsa Família (PBF) é o acompanhamento obrigatório em saúde. Até 30 de junho, crianças de até sete anos, gestantes e mulheres em idade fértil (entre 14 e 44 anos), inscritas no Programa, devem comparecer a uma Unidade Básica de Saúde (UBS) para a avaliação referente ao primeiro semestre de 2016.

Para o atendimento na UBS é necessário levar o cartão do PBF, cadernetas de vacina e da gestante, se for o caso. No local será o monitorado o desenvolvimento da criança, com atualização de vacinas se necessário, e repassadas orientações sobre planejamento reprodutivo e inserção em programas de promoção à saúde.

O não comparecimento pode gerar o cancelamento do benefício. Até o momento, apenas 36% das famílias assistidas já compareceram.

Fotos: José Nildo

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Controle Social da Saúde é debatido em Manaus

segunda-feira, junho 6th, 2016

abertsemcontsoc (2)

O Conselho Municipal de Saúde (CMS) de Manaus reúne trabalhadores, usuários e gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) na décima primeira edição da Semana do Controle Social da Saúde. O evento teve abertura nesta segunda-feira, 6, no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e segue até a próxima sexta-feira, 10.

O secretário da Semsa, Homero de Miranda Leão Neto fez a entrega de uma van aos conselheiros para auxiliá-los no desempenho das funções, com eficiência. Homero destacou ainda, que, pela primeira vez em 25 anos de história, o conselho não é presidido pelo secretário municipal de saúde.

“Isso demonstra o amadurecimento do conselho. É dessa forma que nós pensamos que deve haver o controle social: com independência e total apoio para que possa ser exercida a fiscalização, com isenção, em prol do povo”, disse.

A Semana do Controle Social de Saúde, que é promovida anualmente, marca a comemorações da criação do CMS, no dia 11 de junho. “Esta é uma oportunidade para nos aproximar cada vez mais e discutir as políticas de saúde no nosso município. O Conselho abre as portas durante uma semana para que a população possa opinar e com isso buscarmos melhorias para a saúde”, destacou o presidente do CMS, Gilson Aguiar.

Orientação

Ainda durante a abertura, o coordenador da Comissão de Comunicação e Informação em Saúde, Divulgação e Articulação do CMS, Dartanhã Gonçalves, apresentou a segunda edição da cartilha “Orientação para Conselheiros de Saúde”. Material produzido pelo Tribunal de Contas da União, com reimpressão viabilizada pela Prefeitura de Manaus, que está sendo utilizada na formação de conselheiros de saúde.

A cartilha resultou de auditorias realizadas pelo TCU para verificar a realidade dos conselheiros de saúde, em relação aos conhecimentos e deveres pertinentes ao exercício da missão. O tribunal identificou, à época, necessidade de capacitação desses agentes públicos e o significativo desconhecimento da população quanto ao poder que possui para mudar a situação da política de saúde.

O controle social é um dos fundamentos do SUS, estabelecido na Constituição de 1988. É uma forma de aumentar a participação popular no gerenciamento da saúde no país. Ao praticar o controle social, os cidadãos podem interferir no planejamento, na realização e na avaliação de algumas áreas de atividade do governo, que têm esse controle como um de seus princípios.

Programação

Os Distritos de Saúde (Disa) irão realizar, em diferentes dias, a programação da Semana. De 07 a 09 de junho, das 7h30 às 11h, os participantes irão discutir a humanização do SUS, receber informações sobre as ações de prevenção ao Zika Vírus e orientações acerca dos Conselhos Locais de Saúde.

Na terça-feira, o Centro de Educação de Tempo Integral (CETI) Elisa Bessa Freire, localizado na avenida Brasil, s/n, no bairro Compensa, recebe os participantes das zonas Leste e Rural. Na quarta e quinta, respectivamente, o CETI Elisa Bessa Freire, situado na rua Itaúba, s/n, Jorge Teixeira IV, reúne o público das zonas Leste e Norte.

O encerramento acontece na sexta (10), no auditório da Universidade Paulista (Unip). Além de discussão sobre a participação e controle social e palestra sobre o tema da Semana ‘SUS de portas abertas: a humanização do Sistema Único de Saúde’, haverá a comemoração do aniversário de 25 anos do CMS.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

AVISO

sexta-feira, junho 3rd, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) informa que a sede do Centro Integrado de Operação Conjuntas da Saúde (CIOCS) está com atividades suspensas, ainda sem previsão de retorno de funcionamento no local.

A decisão de suspender os serviços no local foi tomada após um acidente natural na tarde da última quinta-feira, 2, quando um raio atingiu a rede elétrica da vizinhança e a descarga afetou a distribuição de energia no interior do prédio do CIOCS, impossibilitando a continuação dos serviços.

Por este motivo, a Semsa aguarda a manifestação da concessionária de energia, assim como do proprietário do imóvel, para manutenção das redes elétricas e normalização do abastecimento de energia.

O serviço do Disque-Saúde (0800 280 8 280) não funcionará no período. Todos os demais serviços internos do CIOCS serão realizados pelos servidores no Complexo do Distrito de Saúde Oeste, na Rua Coronel Paulo Lasmar, 10, conjunto Santos Dumont, Bairro da Paz.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Semsa convoca beneficiários do Bolsa Família para acompanhamento obrigatório

sexta-feira, junho 3rd, 2016

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), convoca os beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF) para o acompanhamento obrigatório do primeiro semestre de 2016, que se encerra no dia 30 de junho. Crianças de até sete anos, gestantes e demais mulheres, entre 14 e 44 anos, inscritas no Programa devem comparecer, obrigatoriamente, a uma Unidade Básica de Saúde (UBS). O não comparecimento pode gerar o cancelamento do benefício.

A coordenadora das ações de Saúde Nutricional da Semsa, Tânia Batista, informa que existem 120.706 famílias cadastradas no Bolsa Família, em Manaus. A meta é atender 96.565 mil famílias até 30 de junho, que corresponde a 80% do total. Até o momento, 40.329 atendimentos já foram realizados. Dos públicos atendidos pelo programa, 62% de famílias indígenas e 71% de quilombolas já fizeram o acompanhamento obrigatório enquanto apenas 28% já cumpriram esta etapa.

No caso das gestantes, a coordenadora reforça a importância do comparecimento para garantir o direito ao ‘Benefício Variável Gestante’. “Esse benefício é voltado para auxiliar a participação da grávida nas consultas de pré-natal. É pago em nove parcelas de R$ 32,00, que correspondem ao período da gestação”, esclareceu, acrescentando que depois que o bebê nasce a mãe passa a receber o ‘Benefício Variável Nutriz’, com o mesmo valor, durante seis meses para garantir o aleitamento materno exclusivo.

Para o atendimento na UBS é necessário levar o cartão Bolsa Família, cadernetas de vacina e da gestante, se for o caso. No local será monitorado o desenvolvimento da criança com atualização de vacinas, se necessário, orientações sobre planejamento reprodutivo e inserção em programas de promoção à saúde. A coleta anual de dados é realizada desde 2006 e possibilita a elaboração de evidências científicas e que comprovam a importância do acompanhamento das condicionalidades na prevenção e na promoção da Saúde.

Bolsa Família

O Bolsa Família é um programa nacional que beneficia famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 154 mensais.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Prefeitura prorroga Situação de Emergência no combate ao zika vírus por mais 180 dias

quinta-feira, junho 2nd, 2016

Em razão da crescente incidência do vírus zika e a classificação de Manaus de médio risco para infestação do mosquito Aedes aegypti, a Prefeitura publicou o Decreto 3.331, no dia 1º de junho, prorrogando a Situação de Emergência no município de Manaus por mais 180 dias, para controle da Epidemia por Doenças Infecciosas Virais, entre elas o zika vírus.

Com o novo decreto, o prefeito Arthur Virgílio Neto amplia o prazo para manutenção das ações planejadas para o controle e combate à epidemia da febre do zika vírus em Manaus. “A intenção é dar continuidade ao que já está em prática e dando resultados excelentes para o controle da infestação do mosquito Aedes aegypti na capital”, enfatizou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

De acordo com 44º Informe Epidemiológico da Febre do Zika Vírus da Semsa, divulgado na última quarta-feira, 1º, Manaus contabiliza 1.391 casos confirmados de infecção pelo zika vírus, entre eles, 233 registrados em mulheres grávidas. A capital continua com apenas um caso de microcefalia relacionado ao vírus (adquirido em Boa Vista).

Entre as ações com manutenção garantida pelo novo decreto está o funcionamento do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde – responsável pelo comando das atividades do combate, Disque Saúde, formação de brigada de combate, entre outras atividades – além do serviço de acompanhamento de gestantes que tiveram casos confirmados de zika vírus.

O Decreto do Poder Executivo Municipal considera ainda que a situação demanda o emprego urgente de medidas de prevenção e controle que precisarão ser articuladas com outras pastas da esfera municipal, estadual e federal.

 

Foto: Assessoria/ Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Prefeitura reinaugura UBS Mansour Bulbol, na zona Oeste de Manaus

quarta-feira, junho 1st, 2016

ubsmansour (2)

Na contramão da crise, a Prefeitura de Manaus entregou na manhã desta quarta-feira, 1o de junho, a 47o obra na área de saúde da atual gestão. Trata-se da Unidade Básica de Saúde (UBS) Mansour Bulbol, localizada na avenida Desembargador João Machado, bairro Alvorada I, zona Oeste, que após ser totalmente reformada e ampliada passa a ter capacidade de atendimento para cerca de 23 mil pessoas.

No total, em 41 meses, o prefeito Arthur Virgílio Neto já conseguiu entregar à população 36 UBSs, sendo 26 unidades novas e 10 reformadas. “Trabalhamos na contramão de um país que parou, pois estamos ampliando o serviço de saúde. Eu entendo que crise se enfrenta com trabalho e com boa gestão”, disse.

O prefeito também revelou que pretende ir ao Ministério da Saúde (MS) para discutir a obrigatoriedade de transformar as pequenas casinhas de saúde, em “casonas” para recebimento de recurso do Sistema Único de Saúde (SUS), que, segundo ele, cobre apenas uma pequena parte das despesas existentes.

“Vou ter um encontro com ministro da saúde para dizer a ele que é preciso um esforço a mais para fazer justiça, senão, o ente mais pobre de todos, que é a prefeitura, fica com uma sobrecarga anormal e isso não deveria acontecer”, enfatizou o prefeito.

A nova unidade está totalmente remodelada e aparelhada para oferecer melhores serviços à população. Segundo o secretário municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão, essa priorização é constante no Município e os investimentos continuam. “Essa UBS é fruto da prioridade que se dá à saúde, tanto que ainda temos outras sete sendo totalmente recuperadas e que, brevemente, serão entregues para a população”, contou.

Estrutura

A UBS conta com quatro médicos clínicos-gerais, um pediatra, um ginecologista, dois cirurgiões dentistas, um farmacêutico, quatro enfermeiros, sete auxiliares de enfermagem, oito agentes comunitários de saúde, onze auxiliares em saúde bucal e dois técnicos de saúde bucal.

Entre os serviços oferecidos estão a sala de vacina, posto de coleta fixo e exame citopatológico e inspeção da mama, além de farmácia gratuita, triagem neonatal, testagem rápida de HIV, sífilis e hepatites, atendimento em profilaxia da raiva humana, baciloscopia de tuberculose, abordagem sindrômica de doenças sexualmente transmissíveis, administração de medicamentos, aferição de pressão arterial, acompanhamento do Bolsa Família, atividades de promoção e prevenção à saúde, Programa Saúde na Escolas, curativo e nebulização.

São, aproximadamente, 406 metros quadrados de área construída, sendo uma unidade básica de saúde de modelo tradicional com uma equipe de Estratégia de Saúde da Família inserida (UBS O-36) para atendimento de demanda espontânea e programada. O horário de funcionamento será de segunda a sexta-feira, das 7h às 17h.

Com a entrega da unidade, a cobertura populacional no bairro passa de 38,83%, calculados em abril de 2016, para uma cobertura estimada de 45,86%. A UBS Mansour Bulbol se une aos serviços das UBSs O-07 (rua H, s/n, Alvorada I); UBS O-08 (rua Treze, s/n, Alvorada II); UBS O-09 (rua Seis, s/n, Alvorada III); UBS O-37 (rua Marechal Rondon, s/n, alvorada 1); e UBS Ajuricaba (av. Leste, s/n – conj. Ajuricaba).

Morador do Alvorada há 43 anos, José Nazareno Coutinho mostrou satisfação em visitar a nova unidade de saúde. “Hoje estamos muito satisfeitos, porque isso ficou bem mais bonito do que estava. O atendimento será melhor, trazendo benefícios tamanhos para a comunidade”, estimou.

Fotos: Alex Pazuello/Semcom

Policlínica inicia tratamento de grupo de fumantes em ambulatório inaugurado pela Semsa

quarta-feira, junho 1st, 2016

policfuman (2)

No Dia Mundial de Luta contra o Tabaco, 31 de maio, a Prefeitura de Manaus inaugurou mais um novo Ambulatório de Tratamento e Controle do Tabagismo, localizado na Policlínica Anna Barreto Pereira, na avenida Grande Circular, s/n, bairro Monte Sião, zona Norte. Nesta quarta-feira (1º) um grupo formado por 16 moradores de comunidades próximas, inicia o tratamento na unidade de saúde com o propósito de parar de fumar.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, são mais de 50 doenças relacionadas ao uso do tabaco, produzidas diretamente por pessoas que fazem uso de charutos, cigarros e cachimbos. Os usuários destes produtos, segundo dados científicos, introduzem no organismo humano mais de 4.700 substâncias tóxicas, dentre elas, a nicotina, responsável pela dependência química; o monóxido de carbono, um gás venenoso; e o alcatrão, composto por mais de 40 substâncias pré-cancerígenas.

“Para superar a dependência das substâncias tóxicas contidas no tabaco e o vício de fumar, é fundamental o apoio de uma outra pessoa ou da família. Sem isso, é muito difícil, porque encontramos pessoas esclarecidas sobre os males decorrentes do uso do tabaco, mas sem o apoio, não conseguem parar de fumar”, disse Homero.

E o apoio a que se referiu o secretário de saúde ocorreu com a costureira Raimunda Marly, 58 anos. “Fumei 40 anos da minha vida. Uma amiga de um posto de saúde me convenceu e me deu forças para fazer o tratamento. Hoje me sinto muito bem de saúde”, contou.

De acordo com a chefe do Núcleo de Promoção a Hábitos de Vida Saudável, da Gerência de Promoção à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Esterfânia Freitas, é muito importante que a decisão de parar de fumar seja uma decisão do próprio fumante. “Muitas pessoas iniciam o tratamento em nossos ambulatórios por pressão de membros da família ou de amigos. Como não se determinaram em assumir a postura de parar de fazer uso do tabaco, desistem no meio do tratamento”, relatou.

As ações de combate ao tabagismo são oferecidas gratuitamente na rede de saúde do município. Atualmente o tratamento está sendo disponibilizado por 19 ambulatórios, localizados nas Unidades de Saúde, nas quatro zonas de Manaus e conta com equipes multidisciplinares formadas por profissionais psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, médicos, enfermeiros e fisioterapeutas.

A inauguração da unidade ambulatorial faz parte das atividades da Campanha Municipal Sem Tabaco 2016. As pessoas interessadas em saber como parar de fumar, podem obter outras informações por meio da central 0800 280 8 280. A ligação é gratuita.

Texto: Wilson Reis

Fotos: José Nildo

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Semsa promove capacitação de servidores em parceria com o TCE

terça-feira, maio 31st, 2016

semsaparctce (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com o Tribunal de Contas do Estado (TCE-AM), realiza a capacitação em ‘Fiscalização de Contratos Administrativos’, com o objetivo de qualificar os funcionários do órgão para essa atividade. Com duração de 20 horas, a primeira turma começou o curso na manhã de hoje, 31, e segue com as aulas até a próxima sexta-feira, 3, na Escola de Contas Públicas do TCE-AM. Oitenta servidores da participam da capacitação.

O secretário de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que a qualificação é uma ação preventiva. De acordo com ele, a ideia é aprender com a experiência da Escola de Contas Públicas do TCE, para que os fiscais de contrato conheçam melhor ainda as normas e façam o trabalho com maior conhecimento do assunto, o que ajuda a otimizar a gestão pública.

“Quando temos técnicos bem treinados, o serviço é melhor prestado, chega à ponta com mais qualidade. Nesse caso, especificamente, faz com que nós tenhamos mais eficiência na elaboração e fiscalização de contratos”, disse o secretário, destacando que os servidores da Semsa terão mais condições de obter melhores resultados em relação à prestação de serviço público à população.

Para a gerente da Rede de Atenção Psicossocial da Semsa, Efthimia Haidos, a capacitação oferecida nessa área é bem oportuna. “Agregar conhecimentos para melhor fiscalização dos contratos” é a expectativa dela ao final do curso, que terá uma segunda turma entre os dias 20 e 24 de junho. No total, serão 190 servidores treinados.

Fiscal de Contratos

As normas para licitações e contratos da Administração Pública estão regulamentadas pela Lei 8.666/1993. O Artigo 67 prevê que a execução do contrato deverá ser acompanhada e fiscalizada por um representante da Administração especialmente designado, permitida a contratação de terceiros para assisti-lo e subsidiá-lo de informações pertinentes a essa atribuição.

Fotos: Assessoria/ Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Semsa inaugura novo Ambulatório de Tratamento e Controle do Tabagismo

terça-feira, maio 31st, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) inaugura nesta terça-feira, 31, às 14h, mais um novo Ambulatório de Tratamento e Controle do Tabagismo, com capacidade de atendimento para grupos formados por até 15 pessoas. A unidade de promoção à saúde está localizada na Policlínica Anna Barreto Pereira, situada na avenida Grande Circular, s/n – Monte Sião, zona Norte. A inauguração faz parte das atividades da Campanha Municipal Sem Tabaco 2016, promovidas pela Prefeitura de Manaus.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, destaca que o novo ambulatório reforça o incentivo, tratamento e acompanhamento dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) interessados em deixar de fazer uso do tabaco. “Sabemos que o fumo traz inúmeros males à saúde e que a descontinuação do uso é um grande desafio para os fumantes, por isso, é importante que profissionais qualificados orientem e acompanhem este processo que agora passa a ser oferecido em 19 unidades”.

De acordo com Esterfânia Freitas, chefe do Núcleo de Promoção a Hábitos de Vida Saudável, da Gerência de Promoção à Saúde da Semsa, o tratamento realizado pelos ambulatórios às pessoas interessadas em parar de fazer uso do tabaco levam, em média, três meses.

No primeiro mês são realizados os encontros e palestras pelos profissionais da equipe multidisciplinar, composta por psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, médicos, enfermeiros e fisioterapeutas. “Realizamos as rodas de conversa e, em seguida, a terapia também vai se utilizar do uso de medicação própria aos fumantes”, explica Freitas.

No segundo mês de tratamento, os encontros com os profissionais da equipe ocorrem a cada quinze dias, mantendo o acompanhamento da situação de cada paciente. Esse procedimento, baseado na realização de palestras de orientação ou rodas de conversas mediadas pelos profissionais, segue até o terceiro mês.

Após os três meses de terapia, os contatos com os pacientes são mantidos até um ano, de forma pontual, para evitar a recaída e o retorno ao uso do tabaco. As pessoas interessadas podem obter outras informações por meio da central 0800 280 8280. A ligação é gratuita.

Texto: Wilson Reis

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Alcance da meta de vacinação protege população contra H1N1, mas cuidados devem ser permanentes, conforme alerta da Semsa

sexta-feira, maio 27th, 2016

Manaus foi mais uma vez campeã de vacinação em nível nacional, com 100,79% por cento da população do grupo alvo protegida contra os vírus da gripe, principalmente o H1N1, que já causou três mortes na capital. Mesmo com o sucesso da imunização, os cuidados com a higiene e locais com grande aglomeração de pessoas devem ser permanentes, conforme alerta a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), devido ao grande número de casos da doença ainda registrado no País.

No Brasil, segundo o Boletim Epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado no ultimo dia 25, já foram registrados 588 mortes pelo H1N1. O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, ressalta que não há motivo para pânico pela doença em Manaus, onde os números de óbito estão dentro da margem estimada pela vigilância epidemiológica. “Os cuidados para evitar qualquer tipo de doença devem ser diários. Em relação ao H1N1, a grande participação da população, principalmente das grávidas, idosos e crianças na vacinação, faz com que Manaus esteja bem em relação a outras capitais”, assegura.

Segundo Homero, a Organização Mundial de Saúde afirma que a pandemia da gripe H1N1 está controlada. No entanto, o aumento de casos em São Paulo tem tornado a doença um motivo de preocupação.

O secretário enfatiza os cuidados básicos que a população deve ter como lavar as mãos com água e sabão e evitar passá-las no rosto, principalmente na boca; evitar manter contato muito próximo com pessoa gripada; não compartilhar objetos pessoais como toalha, copo, talheres ou travesseiros e evitar locais fechados e com muitas pessoas. “São cuidados que protegem até mesmo contra outras doenças respiratórias, principalmente agora que estão chegando as férias de julho, quando muitas pessoas viajam. Por isso, todos devemos estar atentos aos cuidados”, ressalta.

Dados da campanha

No último dia 24, a Semsa divulgou os números da 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza. As unidades de saúde vacinaram 400.092 pessoas dos grupos alvo da campanha, atingindo 100,79% da meta, superando os 80% de cobertura exigida pelo Ministério da Saúde (MS). O resultado final será divulgado após o dia 31 deste mês, quando serão inclusos os registros do grupo de acamados e da zona Rural de Manaus.

Com os bons índices de cobertura vacinal alcançado pela rede de saúde nesta campanha de 2016, Homero de Miranda Leão, destacou a importância das ações e parabenizou às equipes de trabalho e a resposta positiva dada pela população à convocação feita pela Secretaria de Saúde. “Estão de parabéns às equipes de saúde da rede municipal, o prefeito Arthur Neto que abriu a Campanha de Vacinação, dando exemplo e tomando a primeira dose; a imprensa que nos ajudou a divulgar a campanha e em especial à população de Manaus que atendeu nosso chamado mostrando o quanto é importante a vacinação para garantia da saúde de todos”, afirmou.

De acordo com resultado do levantamento realizado, 147.271 crianças menores de cinco anos tomaram a vacina (90,15%), 50.374 trabalhadores da Saúde (107,80%), 27.593 gestantes (85,88%), 6.079 puérperas (115,09%), 489 indígenas (91,74%), 126.405 idosos (113,20%), e 41.881 pessoas com comorbidades (112,38%).

Além das unidades básicas, que funcionam das 8h às 17h, doses da vacina também foram oferecidas em dez unidades de horário estendido, onde postos de vacinação funcionaram até as 21h da última sexta-feira, 20. As pessoas vacinadas estarão protegidas contra os vírus H1N1, H3N2 (da Influenza A) e Influenza B, até o próximo ano.

Segundo o secretário, a Semsa agora se prepara para as campanhas de Multivacinação a ser realizada de 11 a 17 de junho, e contra à Poliomielite, com início previsto para o dia 22 de agosto e encerramento em 2 de setembro deste ano.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Manaus tem 1,3 mil casos confirmados de zika vírus

quinta-feira, maio 26th, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou nesta quarta-feira, 25, o 43º Informe Epidemiológico da Febre do Zika Vírus. Manaus continua com apenas um caso confirmado de microcefalia relacionado ao vírus (adquirido em Boa Vista) e 1.300 casos confirmados de infecção pelo zika vírus, sendo 212 grávidas.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, informou que a Semsa está com 1.684 brigadas de combate ao Aedes egypti implantadas na cidade, com 8.782 pessoas capacitadas para combater o mosquito, que transmite, além do zika, os vírus da dengue e chikungunya. “Além de mais de mil agentes que temos diariamente nas ruas para eliminar os criadouros, nossas equipes estão em alerta para evitar uma epidemia de zika, onde a maior preocupação é a transmissão para os bebês, pelo risco de microcefalia. Até o momento, descartamos mais quatro casos com a doença, e sete permanecem em investigação. A luta é diária”, afirmou.

Homero voltou a alertar a população para não baixar a guarda contra o mosquito Aedes aegypti e pediu que todos, pelo menos uma vez por semana, durante dez minutos, façam uma inspeção dentro de casa e no quintal, para eliminar qualquer depósito de água acumulada e evitar que as fêmeas depositem seus ovos. “Todo cuidado é pouco. As pessoas têm que checar, além de pneus, vasos de plantas e garrafas, também depósito de geladeira, bebedouro, vasilhas de animais e devem fechar caixas d’água, tambores e também não deixar lixo acumulado em quintais”, orientou.

O secretário enfatizou que no Informe Epidemiológico do Zika Vírus em Manaus, até o dia 25 de maio, a capital registrou 4.356 casos suspeitos de zika vírus, sendo que 1.300 foram confirmados por laboratório, 1.667 foram descartados e 1.389 ainda se encontram em investigação. Entre mulheres grávidas, o número de casos de zika suspeitos chega a 836, com 212 confirmações, 362 casos descartados e 262 ainda em investigação.

O secretário disse ainda que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) já recebeu 4.791 denúncias de focos do mosquito por meio do Disque Saúde (0800-280-8280) e que 4.370 locais já foram vistoriados pelos agentes de endemias e pelos drones (equipamento de sobrevoo usado para identificar remotamente locais considerados de risco). “Nossas equipes estão todos os dias eliminando focos do mosquito, com motofog, carros fazendo o fumacê, ações para evitar a proliferação e a transmissão de doenças. A população é nossa grande parceira e não pode baixar à guarda contra o Aedes”, declarou.

Outro dado citado pelo secretário são as fiscalizações da Vigilância Sanitária (Visa Manaus) em locais de alto risco de transmissão do mosquito, que já realizaram 1.218 inspeções, com 110 autuações.

Texto: Wilson Reis

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa):92 3236-8315

Campanha de combate ao tabagismo conscientiza sobre os riscos à saúde

quarta-feira, maio 25th, 2016

A Campanha Municipal Sem Tabaco, prevista para os dias 30 e 31 de maio, tem como objetivo sensibilizar e mobilizar a população sobre os riscos à saúde decorrentes do uso do tabaco. A Gerência de Promoção da Saúde da Secretaria de Saúde de Manaus (Semsa) desenvolverá várias ações nos ambulatórios da rede de saúde do município, promovendo o início do tratamento ao fumante e atividades de conscientização a serem desenvolvidas por especialistas e técnicos em diferentes locais da cidade como o PAC da Compensa, Shopping Grande Circular, Feira do Bairro Santa Etelvina, Centros de Convivência do Idoso e escolas.

Nas atividades programadas estão previstas a realização de palestras, apresentações de vídeos, avaliação do dióxido de carbono, Teste de Fagerstron, rodas de conversa para gestantes, puérperas e nutrizes fumantes, além da entrega de material informativo e inscrição no Programa Municipal de Controle do Tabaco para usuários que desejam parar de fumar.

De acordo com a chefe do Núcleo de Promoção a Hábitos de Vida Saudável, Estefânia Freitas, é muito importante que a decisão de parar de fumar seja uma decisão do próprio fumante. “Muitas pessoas iniciam o tratamento em nossos ambulatórios por pressão de membros da família ou de amigos. Como não se determinaram em assumir a postura de parar de fazer uso do tabaco, desistem no meio do tratamento”, explicou.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, o tratamento aos fumantes é oferecido gratuitamente pela rede municipal de saúde, por meio dos 19 ambulatórios inaugurados na gestão do prefeito Artur Neto. “Eles foram implantados nas Unidades Básicas de Saúde da Semsa e contam com equipes multidisciplinares composta de psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, médicos, enfermeiros e fisioterapeutas”, destacou.

Novo laboratório

A Gerência de Promoção à Saúde da Semsa, anunciou que, dentre as atividades programadas na Campanha Municipal Sem Tabaco 2016, está prevista a inauguração, com data a ser confirmada, de mais um Ambulatório de Tratamento e Controle do Tabagismo, desta vez na Policlínica Anna Barreto Pereira, situada na avenida Grande Circular, s/n – Monte Sião.

Tabagismo no Brasil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o tabagismo como a principal causa de morte evitável. O hábito de fumar mata mais de seis milhões de pessoas por ano em todo o mundo. No Brasil, segundo o Ministério da Saúde, o número de fumantes com mais de 18 anos alcança 11,3% da população total.

São mais de 40 doenças relacionadas ao tabagismo, que diminuem o tempo de vida dos homens em dez anos e, para as mulheres, esse número aumenta para 14 anos.

Texto: Wilson Reis

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Campanha contra Gripe em Manaus alcança 100,79% de cobertura vacinal

quarta-feira, maio 25th, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou nesta terça-feira, 24, os números da 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza. As unidades de saúde vacinaram 400.092 pessoas dos grupos alvo da campanha, atingindo 100,79% da meta, superando os 80% de cobertura exigidos pelo Ministério da Saúde (MS). O resultado final será divulgado após o dia 31 de maio, quando serão inclusos os registros do grupo de acamados e da zona Rural de Manaus.

Com os bons índices de cobertura vacinal alcançado pela rede de saúde nesta campanha de 2016, o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, destacou a importância das ações e parabenizou as equipes de trabalho e a resposta positiva dada pela população à convocação feita pela Secretaria de Saúde.

“Atingimos com 85,88% de cobertura, a meta de vacinação das gestantes, um dos grupos prioritários da campanha contra a Influenza. Estão de parabéns as equipes de saúde da rede municipal, a imprensa que nos ajudou a divulgar a campanha e em especial à população de Manaus que atendeu nosso chamado mostrando o quanto é importante a vacinação para garantia da saúde de todos”, enfatizou Homero.

De acordo com resultado do levantamento realizado, 147.271 crianças menores de 5 anos tomaram a vacina (90,15%), 50.374 trabalhadores da Saúde (107,80%), 27.593 gestantes (85,88%), 6.079 puérperas (115,09%), 489 indígenas (91,74%), 126.405 idosos (113,20%), e 41.881 pessoas com comorbidades (112,38%).

Além das unidades básicas, que funcionam das 8h às 17 horas, as doses também foram oferecidas em dez unidades de horário estendido, onde postos de vacinação funcionaram até às 21h da última sexta-feira, 20. As pessoas vacinadas estarão protegidas contra os vírus H1N1, H3N2 (da Influenza A) e Influenza B, até o próximo ano.

Segundo o secretário, a Semsa agora se prepara para a  Campanha de Multivacinação, a ser realizada de 11 a 17 de junho e a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, com início previsto para o dia 22 de agosto e encerramento em 2 de setembro.

Texto: Wilson Reis

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Prefeitura mantém serviços essenciais de saúde no feriado de Corpus Christi

terça-feira, maio 24th, 2016

A Prefeitura de Manaus informa que durante o feriado de Corpus Christi e ponto facultativo, dias 26 e 27 de maio, respectivamente,  serão mantidos os serviços essenciais de saúde por meio da Maternidade Moura Tapajóz (MMT) e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU-192).

A maternidade, localizada na Avenida Brasil, n°1335, bairro Compensa I, zona Oeste, funciona 24h. O SAMU também irá manter o plantão 24h, atendendo as chamadas telefônicas de urgência pelo número 192.

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Policlínicas, Centros de Especialidades Odontológicas, Laboratórios, Farmácias Gratuitas e Centros de Atenção Psicossocial interrompem atendimentos nesta quinta-feira, 26, retomando as atividades na próxima segunda-feira, 30 de maio.

 

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa):92 3236-8315

Semsa realiza ação contra tuberculose em população indígena

terça-feira, maio 24th, 2016

Detectar precocemente os casos de tuberculose ativa e infecção latente pelo bacilo de Koch. Este é o objetivo do inquérito iniciado na última segunda-feira, 23, pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em indígenas residentes nas comunidades Boa Esperança e Nova Esperança, localizadas no rio Cuieiras (afluente do rio Negro), na zona Rural de Manaus. A ação, que faz parte do Plano Nacional para a Redução e Controle da Tuberculose em Populações Vulneráveis, segue até a próxima sexta-feira (27).

A chefe da Divisão de Vigilância em Saúde do Distrito de Saúde (Disa) Rural, Cristiane Mendonça, esclarece que o inquérito é uma ação que visa a cobertura de 100% da população de determinadas localidades. Em Boa Esperança e Nova Esperança foram detectados 17 casos em fase latente (quando ainda não há a presença de sintomas) em 2014, quando foi realizada uma ação como essa pela primeira vez.

“No ano passado, tivemos um caso confirmado e neste já temos dois em tratamento. Ali, temos indígenas de várias etnias como Tikuna e Kambeba. São 50 pessoas no total. A meta é realizar o exame de Proteína Purificada Derivada (PPD) em todos e o teste rápido Gene Xpert naqueles que estejam apresentando sintomas como tosse, pois é necessário coletar o material por meio de escarro”, explicou.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, destaca que a tuberculose é um dos principais problemas de saúde pública no Brasil e que Manaus vem realizando todos os esforços para reduzir a incidência da doença, intensificando ações para o diagnóstico precoce e para a redução da taxa de abandono do tratamento. “Esta é uma doença fortemente ligada a fatores sociais. Por esta razão, dirigimos nossas atividades de prevenção e controle para os grupos mais vulneráveis”.

A ação conta com a parceria da Secretaria Especial de Saúde Indígena, por meio do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI-Manaus), e do Laboratório Central (Lacen). No total, 12 profissionais participam da abordagem, entre médico, enfermeiro, agente de saúde indígena, bioquímico e técnico de laboratório, para realizar o atendimento e processar os exames.

A base da equipe é a aldeia Três Unidos, no Polo Nossa Senhora da Saúde, onde já existe um espaço para alojamento do DSEI-Manaus. O acesso é por meio fluvial, em uma viagem que dura 2h30 em lancha rápida. Diariamente, as equipes se deslocam para as duas comunidades programadas.

“Esta ação estava prevista na Programação Anual de Saúde (PAS). É difícil de ser executada, pois envolve diversos gastos como, por exemplo, barco e alimentação, mas é muito importante de ser realizada visto que se trata de uma população que tem pouco acesso aos exames”, avaliou a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae), Angélica Tavares.

Programação

Na abertura da ação, dia 23 à tarde, foi apresentado um Panorama/ Abordagem da doença e estratégias adotadas para o Inquérito em Tuberculose. Até esta quinta, 25, será realizada a busca de pacientes sintomáticos respiratórios, coleta de exame de escarro e aplicação do PPD. No dia 26, os profissionais realizam a leitura do PPD, processam os exames de escarro e entregam os resultados. Também atendem os possíveis casos positivos, incluindo a realização do teste rápido para HIV. No dia 27 pela manhã, concluem a leitura do PPD, apresentam e avaliam o resultado da ação. À tarde, a equipe retorna a Manaus.

Sobre a doença

A tuberculose é uma doença infectocontagiosa causada pelo bacilo de Koch, cujo nome científico é Mycobacterium tuberculosis. A versão pulmonar é a mais comum, porém a doença pode ocorrer em outros órgãos como as meninges, rins e ossos.

Tosse seca ou com secreção, por duas a três semanas, falta de apetite, febre discreta, dor no peito, suor noturno e fraqueza são sintomas da doença, mas nem sempre se manifestam em todos os pacientes. Em estágio avançado, porém, o paciente pode sentir todos esses sintomas juntos.

Em 2014, um milhão de crianças no mundo foram vítimas da doença, ano em que o Brasil apresentou 81 mil casos novos, configurando-se como um dos 22 países que concentram as mais altas taxas da tuberculose. O Estado do Amazonas apresentou, em 2015, a maior taxa de incidência em nível nacional, com 73,8% dos casos concentrados em Manaus.

 

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

UBS Leonor de Freitas realiza ação de Saúde Bucal

terça-feira, maio 24th, 2016

Unidade Básica de Saúde Leonor de Freitas, na Compensa, realizou, no dia 20 de maio, ação de Saúde Bucal com peça teatral, palestras e brindes aos usuários, alunos e estagiários do curso de Odontologia do Instituto Amazônia de Ensino Superior (IAES). A atividade foi coordenada pela cirurgiã dentista da UBS, Kátia Vasconcelos.

Balanço parcial mostra que Manaus ultrapassa meta de vacinação e imuniza mais de 377 mil pessoas

sexta-feira, maio 20th, 2016

vaicanacaometa (2)

A 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe encerrou nesta sexta-feira, 20, em Manaus. Segundo balanço parcial da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), até às 15h, as unidades de Saúde já tinham imunizados 377.027 pessoas, 94,98% da meta, ultrapassando os 80% exigidos pelo Ministério da Saúde. Somente no final do mês, a Semsa vai divulgar o resultado geral, quando encerra a vacinação dos acamados e da zona rural, dia 30.

Até à tarde, o grupo que ainda não tinha atingido a meta era das grávidas, com 78,31%. Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, o número de grávidas estimado em Manaus pode ser até menor devido ao fato de que muitas mulheres evitaram engravidar por causa do zika vírus, que pode causar microcefalia nos bebês. “Talvez não tenhamos o número de gestantes que estimamos, mas acredito também que muitas devem ter procurado a vacina no último dia, porque é muito importante que elas se protejam da gripe durante a gravidez. Mas, faltava pouco para atingir a meta e creio que conseguiremos”, afirmou.

Segundo balanço da Semsa, 136.508 crianças menores de 5 anos tomaram a vacina (83,56%), 47.585 trabalhadores da Saúde (101,83%), 25.160 gestantes (78,31%), 5.571 puérperas (105,47%), 480 indígenas (90,06%), 120.654 idosos (108,05%) e 41.069 pessoas com comorbidades (110,20%).

Além das unidades básicas, que funcionam das 8h às 17 horas, as doses também foram oferecidas em dez unidades de horário estendido, onde postos de vacinação funcionaram até às 21h desta sexta-feira. A vacina protege contra H1N1, H2N2 (ambos vírus da Influenza A) e Influenza B.

Segundo o secretário, a Semsa agora irá se preparar para a Campanha de Multivacinação, que será realizada de 11 a 17 de junho, e a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, no período de 22 de agosto a 2 de setembro.

Texto: Cláudia Barbosa

Fotos: Altemar Alcântara e Karla Vieira

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Zona rural recebe Unidade Móvel para diagnóstico da malária

sexta-feira, maio 20th, 2016

unidmoveldiagmal (2)

A Unidade Móvel para o diagnóstico da malária e leishmaniose iniciou atendimento na comunidade Nossa Senhora de Fátima, na zona rural de Manaus, nesta sexta-feira (20). A estrutura, que faz parte das estratégias de controle de endemias da Prefeitura de Manaus desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), ficará na localidade até a conclusão das obras no Posto de Endemias, que está em reforma após sofrer danos com erosão. O local apresenta o segundo maior número de casos na capital.

De janeiro até a última quinta-feira, 19, já foram feitas 189 notificações de malária naquela comunidade. Isto representa 4,9% do total dos 3.821 casos registrados em toda a capital. Um acréscimo de 88% em relação ao mesmo período de 2015 em Manaus.

O secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que novas estratégias foram tomadas para conter o aumento da doença, além do reforço em antigas ações. “Estamos implementando mais ações de campo para que a malária seja vencida. Temos agora mais 40 veículos, reforçamos quantidade de profissionais, entregamos duas unidades móveis para o diagnóstico, já que isso permite o início imediato do tratamento e impede que a pessoa infectada transmita a outras a doença”, informou o secretário.

O assessor técnico da Semsa, Romeo Fialho, acrescenta, ainda, que na localidade já foram distribuídos mosquiteiros impregnados com inseticida, realizada a borrifação intradomiciliar, aplicação espacial de inseticida (termonebulização). Também foi intensificada a realização de inquéritos hemoscópicos e busca ativa de casos suspeitos em toda a comunidade.

Na Unidade Móvel de Diagnóstico da Malária o atendimento será realizado por um notificador, três microscopistas e dois revisores. Está equipada com microscópios, refrigerador, frigobar e micro-ondas. A comunidade Nossa Senhora de Fátima irá contar com o auxílio do gerador de energia, já previsto para situações em que a rede elétrica não garante que o serviço sem interrupções, como é o caso da localidade.

Estrutura

A comunidade Nossa Senhora de Fátima conta com uma Unidade de Saúde Rural que atende também áreas próximas como Abelha, São Sebastião e Ebenezer. São 477 famílias cadastradas, totalizando 1.555 pessoas.

No espaço, atendem duas equipes da Semsa: uma da Estratégia de Saúde da Família, que conta com um médico, um enfermeiro, um cirurgião-dentista, um auxiliar de cirurgião-dentista, dois técnicos em enfermagem e oito agentes comunitários de saúde; a outra, de Atenção Básica, conta com dois médicos, dois enfermeiros, um técnico em enfermagem e um auxiliar de serviços gerais.

Fotos: Assessoria/ Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Manaus tem 902 casos confirmados de zika vírus

quinta-feira, maio 19th, 2016

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou nesta quinta-feira, 19, o Informe Epidemiológico de casos de zika. Manaus continua com apenas um caso confirmado de microcefalia relacionado ao vírus (adquirido em Boa Vista) e 902 casos confirmados de infecção pelo zika vírus, sendo 199 grávidas.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, informou que a Semsa está com 1.682 Brigadas de Combate ao Aedes implantadas na cidade, com 8.769 pessoas capacitadas para combater o mosquito, que transmite, além do zika, os vírus da dengue e chikungunya. “Além de mais de mil agentes que temos diariamente nas ruas para eliminar os criadouros, nossas equipes estão em alerta para evitar uma epidemia de zika, onde a maior preocupação é a transmissão para os bebês, pelo risco de microcefalia. Até o momento, descartamos mais quatro casos com a doença, e sete permanecem em investigação. A luta é diária”, afirmou.

Homero voltou a alertar a população para não baixar a guarda contra o mosquito Aedes aegypti e pediu que todos, pelo menos uma vez por semana, durante dez minutos, façam uma inspeção dentro de casa e no quintal, para eliminar qualquer depósito de água acumulada e evitar que as fêmeas depositem seus ovos. “Todo cuidado é pouco. As pessoas têm que checar, além de pneus, vasos de plantas e garrafas, também depósito de geladeira, bebedouro, vasilhas de animais, e devem fechar caixas d´água, tambores e também não deixar lixo acumulado em quintais”, orientou.

O secretário enfatizou que no Informe Epidemiológico do zika vírus em Manaus, até o dia 17 de maio, a capital registrou 4.123 casos suspeitos de zika vírus, sendo que 902 foram confirmados por laboratório, 1.812 foram descartados e 1.409 ainda estão em investigação. Entre mulheres grávidas, o número de casos de zika suspeitos chega a 800, com 199 confirmações, 335 casos descartados e 266 ainda em investigação.

O secretário disse, ainda, que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) já recebeu 4.713 denúncias de focos do mosquito por meio do Disque Saúde (0800-280-8280) e que 4.360 locais já foram vistoriados pelos agentes de endemias e pelos drones (equipamento de sobrevoo usado pela secretaria para identificar remotamente locais considerados de risco). “Nossas equipes estão todos os dias eliminando focos de mosquito, com motofog, carros fazendo o fumacê, tudo para evitar a proliferação e a transmissão de doenças. A população é nossa grande parceira e não pode baixar a guarda contra o Aedes”, declarou.

Outro dado citado pelo secretário são as fiscalizações da Vigilância Sanitária (Visa Manaus) em locais de alto risco de transmissão do mosquito, que já realizaram 1.119 inspeções, com 109 autuações.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Crianças e gestantes têm até às 21 horas desta sexta para tomar vacina contra gripe

quinta-feira, maio 19th, 2016

Crianças menores de cinco anos e mulheres grávidas que ainda não receberam vacina contra a Influenza (gripe) devem procurar uma das unidades básicas da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesta sexta-feira, 20, último dia de realização da 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o País. Além das unidades básicas, que funcionam das 8h às 17h, as doses estão sendo oferecidas em dez unidades de horário estendido, onde postos de vacinação estarão em funcionamento até as 21 horas. A vacina protege contra H1N1, H2N2 (ambos vírus da Influenza A) e Influenza B.

Pessoas pertencentes a outros grupos da população alvo que ainda não tomaram a vacina também devem se vacinar. Além de crianças (entre seis meses e cinco anos incompletos) e gestantes, a vacina está sendo oferecida para trabalhadores da saúde, mulheres no período do puerpério (até 45 dias após o parto), idosos, indígenas, pessoas com comorbidades (portadores de mais de uma doença), população privada de liberdade, trabalhadores do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, a escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e a meta nacional é alcançar 80% da população alvo. “Manaus já ultrapassou a meta global, mas ainda não alcançamos os 80% nos grupos específicos de crianças e grávidas, por isso estamos fazendo esta convocação, lembrando que a principal forma de prevenir a gripe e suas complicações é por meio da vacina”, destaca Homero.

De acordo com o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. A vacina contra a gripe é constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contém vírus vivos e não causa a doença. A vacina não é indicada apenas para pessoas que têm alergia a ovo de galinha e para quem apresentou reação anafilática a doses anteriores”, explicou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes.

De acordo com o Ministério da Saúde, a influenza é um problema de saúde pública no Brasil e a principal forma de prevenção ainda é a vacina. A infecção pode levar a complicações graves e oferecer risco de morte, especialmente entre os que fazem parte dos grupos de alto risco, ou seja, crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Unidades de Saúde onde a vacina será oferecida até as 21h desta sexta:

1 – UBS Balbina Mestrinho – Rua 17, nº 170, Núcleo II, Cidade Nova I;

2 – UBS Sálvio Belota – Rua das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina;

3 – UBS Áugias Gadelha – Rua A, nº 15, Cidade Nova I;

4 – UBS Amazonas Palhano – Rua Antônio Matias, s/nº, São José II;

5 – UBS Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi II;

6 – UBS Leonor Brilhante – Av. Autaz Mirim, s/nº, Tancredo Neves;

7 – UBS Dr. José Rayol dos Santos – Av. Constantino Nery, s/n, Chapada;

8 – UBS Morro da Liberdade – Rua São Benedito, s/n. Morro da Liberdade;

9 – UBS Leonor de Freitas – Avenida Brasil, s/nº, Compensa II;

10 – UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/nº, Glória.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Unidades móveis para diagnóstico da malária fazem atendimento na zona rural

quinta-feira, maio 19th, 2016

As unidades móveis para o diagnóstico da malária e leishmaniose prestarão atendimentos na comunidade Nossa Senhora de Fátima, na zona Rural de Manaus, a partir desta sexta-feira, 20. As unidades são integradas ao conjunto de estratégias de controle de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e permitem a ampliação do acesso da população aos exames para tornar mais precoce o início do tratamento, beneficiando principalmente os moradores de comunidades mais distantes, onde ainda não há laboratórios específicos para a investigação das duas doenças.

Os laboratórios itinerantes estão equipados com microscópios para a coleta de lâmina e realização do diagnóstico tanto para malária quanto para leishmaniose, doenças que podem ser identificadas com o uso da mesma metodologia de investigação, além de serem refrigeradas e contar com o auxílio de um gerador de energia para possibilitar a oferta do serviço, inclusive em locais em que não há abastecimento de energia.

O incremento das capacidades técnicas do programa municipal de controle tem importância estratégica para Manaus, uma vez que a cidade tem áreas endêmicas, naturalmente favoráveis à presença do mosquito transmissor, que tem como habitat áreas com floresta, rios, altas temperaturas e umidade, o que, aliado à conjuntura socioeconômica de grande parte da população e às expansões e ocupações desordenadas de moradia, propicia maiores riscos de transmissão e aumento na ocorrência de casos da doença.

Em 2015, a capital amazonense notificou 8.503 casos de malária, fechando o ano com 54% de aumento de notificações em relação ao ano de 2014, que obteve registro de 5.515 novos casos. Observando esse acréscimo, desde outubro de 2015 a Secretaria Municipal de Saúde tem se empenhado nas metas do Plano de Intensificação das Ações de Prevenção e Controle da Malária em áreas prioritárias por meio do planejamento, monitoramento e avaliação nas zonas Leste, Oeste e Rural do município, a fim de reduzir a incidência de casos de malária em Manaus.

Manaus conta com a maior rede de diagnóstico de malária do Brasil, com 62 unidades preparadas para a realização do exame, incluindo as unidades móveis de diagnóstico. O tratamento é oferecido gratuitamente e entregue ao paciente imediatamente após a confirmação.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Campanha contra Gripe termina nesta sexta-feira

quinta-feira, maio 19th, 2016

vacontgripe (2)

A Campanha de Vacinação contra a Influenza (Gripe) encerra-se nesta sexta-feira, 20. Por isso, os grupos prioritários, em especial, os formados por crianças e gestantes, continuam sendo convocados para que se vacinem na unidade de saúde mais próxima de suas casas, pois não haverá prorrogação do prazo da campanha.

“Nosso chamado está voltado às crianças e gestantes, dois grupos alvos da campanha e que precisam de cuidados especiais para evitar os problemas causados pelo vírus”, reforçou o secretário Municipal de Saúde (Semsa), Homero de Miranda Leão Neto.

De acordo com a Divisão de Imunização da Semsa, até o início desta semana 344.837 pessoas foram vacinadas na capital, atingindo o percentual de 86,87%, no total geral da somatória dos grupos prioritários, ultrapassando a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS) que é de 80% de cobertura da população alvo.

Já foram vacinadas 124.479 crianças, que representa 76,20% dos 163.359 menores de 5 anos. “Estamos otimista que, até o dia 20, data de encerramento da campanha, conseguiremos alcançar a nossa meta”, acredita Homero. Na vacinação de gestantes, Manaus atingiu 65,81% da meta de imunizar 32.130. “Ainda faltam 10.984 grávidas procurarem as nossas unidades de saúde, porque 21.146 já estão protegidas com a vacinação”, salientou.

As metas já foram atingidas com os 42.149 trabalhadores da Saúde (90,20%), 4.847 puérperas (91,76%), 450 indígenas (84,43), 112.254 idosos (100,52%), e 39.512 pessoas com comorbidades (106,02).

“A vacina não é indicada apenas para pessoas que tem alergia ao ovo de galinha e para aqueles que já apresentaram reação anafilática a doses anteriores”, informou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes, alertando também que pessoas que apresentaram quadro febril recentemente, devem se restabelecer antes de receber a dose. “A recomendação é esperar 15 dias após a cessão da febre”, frisou.

De acordo com o Ministério da Saúde, a influenza é um problema de saúde pública no Brasil e a principal forma de prevenção ainda é a vacina. A infecção pode levar a complicações graves e oferecer risco de morte, especialmente entre os que fazem parte dos grupos de alto risco, ou seja, crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Fotos: José Nildo

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Unidades móveis de saúde atendem em três bairros da cidade

quarta-feira, maio 18th, 2016

As unidades móveis de saúde da Prefeitura de Manaus estão em três bairros para prestar atendimentos à população até o dia 10 de junho. Os serviços, oferecidos pela Secretaria Municipal da Saúde (Semsa), reforçam a assistência médica, laboratorial e odontológica, por meio da descentralização e do atendimento itinerante na capital.

Nova Esperança, zona Oeste, e Alfredo Nascimento, zona Leste, recebem as unidades móveis de Saúde da Mulher. No Nova Esperança, a unidade ficará na avenida Canados, na praça do conjunto Cophasa, oferecendo atendimento até o dia 20 de maio. No Alfredo Nascimento, outra unidade estará na rua Marcos Cavalcante, no estacionamento da Igreja Mundial do Poder de Deus, onde os serviços serão oferecidos até o dia 27. Mamografia e ultrassonografia (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, das vias urinárias, de tireoide e mama) podem ser realizadas nessas unidades.

O bairro Crespo, zona Sul, irá receber as unidades móveis de saúde Odontológica e a Médico-Laboratorial, no estacionamento da Escola Estadual José Carlos Mestrinho (rua da Paz, nº 31), até 10 de junho. Procedimentos odontológicos ambulatoriais, consultas médicas pediátricas, exames preventivos (Papanicolau), coleta de exames de laboratório, vacinação, orientação farmacêutica e dispensação de medicamentos são os serviços oferecidos nessas unidades.

Documentos necessários

Para as consultas com o clínico geral ou com o pediatra é necessário que o usuário apresente documento de identidade e CPF ou a certidão de nascimento, no caso dos menores de idade. Para os exames laboratoriais deve ser apresentada a requisição médica. No caso de exame preventivo (Papanicolau), as mulheres devem apresentar apenas a carteira de identidade e o CPF.

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

NOTA DE PESAR – Falecimento do psiquiatra Rogélio Casado

terça-feira, maio 17th, 2016

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, manifesta profundo pesar pelo falecimento do médico psiquiatra Rogélio Casado Marinho Filho, ocorrido nesta terça-feira, 17.

Profissional renomado, Rogélio era conhecido e reconhecido por suas muitas lutas em defesa dos direitos de cidadania dos portadores de doenças mentais.

Grande ativista da Luta Antimanicomial, denunciou, ainda na década de 80, a violência com que eram tratados os usuários do Hospital Colônia Eduardo Ribeiro.

Em sua luta, ajudou a implementar a Reforma Psiquiátrica no Amazonas.

Na coordenação de Saúde Mental do Estado, escreveu um projeto de reforma psiquiátrica que colocaria o Amazonas na dianteira do atendimento em saúde mental no Brasil.

Atualmente, dirigia a Associação Chico Inácio, que oferece cursos, lazer e atendimento a pacientes e à comunidade do São Geraldo.

O prefeito se solidariza com os filhos e demais familiares, e na oportunidade presta as sinceras condolências por tão grande perda na véspera do Dia Nacional da Luta Antimanicomial.

Prefeitura de Manaus

Prefeitura de Manaus e servidores da Saúde comemoram 10 anos da implantação do SAMU 192

terça-feira, maio 17th, 2016

samudezanos (2)

Os 10 anos de implantação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) em Manaus foram comemorados nesta segunda-feira, 16, pela Prefeitura de Manaus juntamente com os servidores, no auditório Belarmino Lins, da Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM). Na comemoração, foram destacados os números positivos na prestação dos serviços de emergência à população. Foram 438 mil atendimentos, mais de 3,5 milhões de ligações telefônicas, 16 mil treinamentos com servidores e milhares de vidas salvas por meio das 10 bases existentes em seis zonas da capital do Amazonas.

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, apresentou os números, classificando o trabalho das equipes como eficaz. “A palavra eficaz é muito mais forte e está um degrau acima da eficiência”, lembrou o prefeito, ao destacar o empenho e a dedicação dos servidores do SAMU 192, os “anjos”, como são conhecidos pela população, que atuam todos os dias e o dia todo atendendo os cidadãos que precisam do serviço, independentemente de classe social.

O secretário de Saúde, Homero de Miranda Leão, avalia que no período de 10 anos houve uma evolução nos serviços prestados pelo SAMU 192. “O núcleo técnico do programa tem permanente preocupação com o capital humano, estimulando a participação dos servidores nos cursos de capacitação profissional. Portanto, não tenho dúvidas de que o maior patrimônio construído nesse período são os servidores”, disse o secretário.

Coordenador geral do SAMU 192, o médico Ruy Jorge Abrahim, também reconheceu os avanços obtidos pelo programa em Manaus, embora considere que ainda há “muito a ser melhorado”. Para ele, o SAMU 192 conseguiu alcançar bons resultados com o empenho das equipes de saúde, com capacidade de responder às tarefas e os desafios diários na prestação do serviço à população.

Além do prefeito e do secretário de Saúde, o evento contou também com a participação do presidente da Câmara Municipal de Manaus, vereador Wilker Barreto, da subsecretária de Gestão Administrativa e Planejamento da Semsa, Lucilene Vasconcelos, e do presidente da Manausprev.

Certificados

Os servidores presentes ao evento de comemoração dos 10 anos do SAMU 192 tiveram a oportunidade de presenciar a entrega dos certificados aos participantes do Curso de Capacitação de Multiplicadores de Simulação Realística para Profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS).

O curso com carga horária de 175 horas para suporte básico e 200 horas para o SAV, foi dividido em 17 módulos, compreendendo temas diversos, tais como: Princípio do SUS, Biossegurança, Emergências Pediátricas, Obstétricas, neurológicas, Respiratória, Metabólicas, Cardiológicas, Psiquiátricas, Cirúrgicas e Traumáticas, entre outras.

De acordo com o coordenador, Ruy Abrahim, os conteúdos foram reforçados por meio de simulações, aproximando o profissional da realidade a fim de proporcionar maior competência técnica e melhor qualidade no atendimento prestado aos usuários do Sistema de Saúde. Ao final, foram capacitados mais de 104 Técnicos em Enfermagem, 88 Condutores Socorristas, 9 Enfermeiros e 7 Médicos.

Central de Regulação

Ao discar 192, a ligação será atendida pela Central de Regulação Médica de Urgência. Em um primeiro momento, a telefonista vai fazer algumas perguntas: motivo da ligação, endereço, município, ponto de referência e, em caso de acidentes, o número de vítimas. Alguns telefonistas do SAMU 192 já utilizam protocolos de triagem para encaminhamento mais rápido do chamado ao médico regulador. Neste caso, outras duas perguntas são realizadas: A vítima está acordada? A vítima está respirando? Posteriormente, a ligação é transferida para um médico regulador, que faz o provável diagnóstico, orienta sobre as primeiras ações e avalia a necessidade de envio de uma ambulância.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu/192) é um programa que tem como finalidade prestar o socorro à população em casos de emergência e está reduzindo o número de óbitos, o tempo de internação em hospitais e as sequelas decorrentes da falta de socorro precoce.

O serviço funciona 24 horas por dia com equipes de profissionais de saúde, como médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e socorristas que atendem às urgências de natureza diversas.

Texto: Wilson Reis

Fotos: Marinho Ramos e Mario Oliveira/ Semcom

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Vacinação antirrábica na área rural entra na última etapa da campanha

segunda-feira, maio 16th, 2016

vacinantirrrur (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) já iniciou a etapa rural da Campanha Anual de Vacinação Antirrábica deste ano. A meta é imunizar aproximadamente dez mil animais nesta etapa, que foi iniciada no dia 25 de abril e segue até 28 de julho.

O diretor do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), José Horácio, informa que a campanha na zona rural está dividida em quatro localidades. Já foram visitadas as comunidades ribeirinhas localizadas no rio Amazonas, entre 29 de abril e 05 de maio. Desde 25 de abril está acontecendo nos ramais e vicinais da rodovia AM-010, com previsão de término até o dia 10 de junho.

As próximas a serem visitadas pelos vacinadores serão as situadas às margens do rio Negro, de 18 a 24 de maio, seguida das localizadas nos ramais e vicinais da BR-174, entre 13 de junho e 28 de julho. Os animais não precisam ter cartão de vacinação. Um certificado é entregue no momento da aplicação da dose. “Até agora foram vacinados 833 cães e gatos”, informou o diretor.

Sobre a raiva

A raiva é uma doença causada por vírus do gênero Lyssavirus que ataca o sistema nervoso (cérebro, medula espinhal e nervos) dos mamíferos. O vírus é temporariamente eliminado principalmente pela saliva do animal doente e, geralmente, é transmitido quando um infectado morde, arranha profundamente ou lambe a pele lesionada de outro animal ou pessoa.

Os sintomas da raiva podem demorar a aparecer, mas quando o vírus atinge o sistema nervoso do animal, este pode apresentar sinais, de forma progressiva e rápida, como mudança brusca de comportamento (inquietação, andar sem rumo, agressividade e isolamento); “tiques” como se estivessem mordendo o ar; salivação abundante; dificuldades para engolir; fotofobia (aversão à luz); mudanças nos hábitos alimentares; e paralisia das patas traseiras.

Foto: Márcio James

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Operação desmonta quadrilha que roubava medicamentos da Semsa

sexta-feira, maio 13th, 2016

roubomedicamentos (2)

Uma operação coordenada pela 31ª Delegacia Interativa de Iranduba, município vizinho de Manaus, desarticulou uma associação criminosa responsável pelo desvio de medicamentos da Secretaria Municipal de Saúde de Manaus (Semsa). Na madrugada desta sexta-feira, 13, foram apreendidos medicamentos e 15 pessoas foram detidas entre funcionários terceirizados do Departamento de Logística (Delog) do órgão, receptadores e proprietários de drogarias de Iranduba, de Cacau Pirera e da capital.

Os resultados da operação, batizada de ‘Esculápio’, em referência ao deus da medicina e da cura na mitologia grega, foram apresentados à imprensa pelo secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes, e o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, na Delegacia Geral da Polícia Civil do Amazonas, na Avenida Pedro Teixeira.

A operação de busca e apreensão contou, também, com Fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus) e outros profissionais da Semsa Manaus. Os fiscais fizeram a conferência dos lotes de medicamentos, além da verificação de irregularidades, como prazo de validade vencido, em Iranduba e Cacau Pirera e no bairro Compensa, zona Oeste.

O secretário Homero de Miranda Leão Neto tomou conhecimento da irregularidade, por meio de denúncia anônima, e comunicou o problema à Polícia Civil oficialmente em março deste ano. De acordo com ele, funcionários terceirizados que trabalhavam no Delog, nas atividades de separação, transporte e entrega, furtavam diariamente poucas quantidades de medicamento, abrindo as caixas por baixo, sem danificar o lacre. Ao chegar ao destino, as falhas nas quantidades do produto não eram percebidas, uma vez que a conferência era feita somente pelas caixas.

“É uma tristeza para a saúde pública e o prefeito Arthur Neto disse para não medirmos esforços na investigação desta situação, porque estes medicamentos deveriam ser entregues à população e não vendidos por pessoas inescrupulosas. Isto é um crime hediondo”, lamentou o secretário, informando que a empresa da qual os criminosos eram funcionários, será responsabilizada e terá que arcar com os prejuízos. Homero adiantou, ainda, que até junho deste ano a Semsa irá contar com um software do Ministério da Saúde, o Hórus, desenvolvido para gestão dos medicamentos e insumos, que também dará mais segurança a esse processo.

Segundo o delegado responsável pela ação, Paulo Mavignier, além do ofício da Semsa solicitando investigações, a Polícia Civil recebeu também uma denúncia anônima sobre o desvio no Delog para abastecer drogarias em Iranduba. As investigações duraram dois meses.

“Conseguimos identificar um quadrilha infiltrada dentro do Departamento. Ali tinham sete terceirizados que agiam com funções predeterminadas e repartiam o lucro de forma igualitária, sendo que as esposas faziam o contato com os receptadores. Para estes foram expedidos mandado de busca e apreensão pela juíza Melissa Sanches, da segunda Vara Criminal de Iranduba. Eles vão responder pelos crimes de peculato, associação criminosa, furto qualificado e recepção”, explicou.

Fotos: Divulgação / Assessoria Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Unidade de saúde apresenta técnica de cura não convencional

sexta-feira, maio 13th, 2016

curanaoconvenc (2)

Exercícios de cura não convencionais, baseados na expressão das emoções, foram apresentados nesta quinta-feira, 12, por profissionais da Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF-S07) aos frequentadores do Centro Estadual de Convivência do Idoso, no bairro Aparecida, zona Sul. Trata-se da técnica ‘Caretas Articuladas com Movimentos das Mãos’ (CAMM), desenvolvida, há quatro anos, junto a usuários daquela Unidade Básica.

O secretário municipal de saúde, Homero de Miranda Leão Neto, foi conhecer mais sobre o projeto e ficou surpreso com os resultados. “Estamos diante de uma solução e não um problema. Não é algo pra ser melhorado, ao contrário, é pra ser copiado. Viemos prestigiar esse evento, trazendo o nosso apoio e agradecimento pelo o que é realizado aqui”, comentou.

O projeto é executado pela médica Tatiana Arruda e a terapeuta Elvira França, e atende a um público diversificado como crianças e adolescentes com dificuldade de aprendizagem e de comportamento social, pessoas com transtornos mentais como depressão e ansiedade, hipertensos, diabéticos, jovens e adultos com problemas de alcoolismo e dependência química.

“Essa é uma técnica de controle das emoções. É de fácil assimilação por parte do paciente e tem resultados extraordinários. Atendemos um caso de uma criança de 11 anos que não conseguia ler e escrever e, depois de dois meses praticando os exercícios, passou a dominar algumas palavras”, exemplificou Tatiana ao relatar que pacientes psiquiátricos podem adotar esta terapia em apoio aos medicamentos, pois contribui para o controle do estresse.

A terapeuta Elvira França, que é especialista em neurolinguística, explica que deu início ao desenvolvimento da técnica em 1998. Ela desenvolveu uma pesquisa, com entrevista nos bairros, na periferia e no centro de Manaus, observando como as pessoas se comportavam, gesticulavam e usavam as mãos quando invocavam a memória nos momentos em que se curaram de doenças.

A partir disso, estudou esses movimentos das mãos e da face e criou a técnica, que possui uma sequência para que outras pessoas possam, por meio de exercícios, atingir o mesmo estado de espírito e consciência em relação à cura, obtendo bons resultados para si.

“Esta técnica foi desenvolvida a partir da metodologia da Programação Neurolinguista. É recomendada para qualquer pessoa que deseja manter o sistema nervoso funcionando de forma harmoniosa.”, explicou.

Elvira conta, ainda, que o método das já foi usado mais de 230 pacientes da Unidade Básica. Em geral, o atendimento é semanal, incluindo visita domiciliar no caso de idosos. Após avaliação são dadas as orientações e o paciente desenvolve a terapia. Depois, volta para ser reavaliado.

Fotos: Assessoria/ Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Semsa confirma 844 casos de zika vírus em Manaus

sexta-feira, maio 13th, 2016

zikamanaus (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) divulgou, nesta quinta-feira, 12, o Informe Epidemiológico do zika vírus em Manaus. Até a data, a capital registrou 3.789 casos suspeitos de zika vírus, sendo que 844 foram confirmados por laboratório, 1.627 foram descartados e 1.318 ainda estão em investigação. Entre mulheres grávidas, o número de casos de zika suspeitos chega a 755, com 180 confirmações, 301 casos descartados e 274 ainda em investigação.

“Temos 16 casos suspeitos de microcefalia na cidade, com apenas um bebê confirmado por transmissão por zika, mas a mãe relatou que adquiriu a doença em Boa Vista durante a gestação e veio grávida para Manaus. Temos quatro casos de microcefalia não relacionada com o zika, quatro casos descartados e sete em investigação”, ressaltou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Durante a divulgação dos dados, o secretário voltou a alertar a população para não baixar a guarda contra o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, chikungunya e zika. Ele enfatizou que o período de chuva tem um efeito redutor para algumas situações de criadouros, mas para os mais tradicionais não, pois continua enchendo de água os pneus, as garrafas e caixas d’águas que não têm tampa e isso tem que ser permanentemente combatido.

O secretário enfatizou que a Semsa já recebeu 4.648 denúncias de focos do mosquito por meio do Disque Saúde (0800-280-8280) e que 4.245 locais já foram vistoriados pelos agentes de endemias e pelos drones (equipamento de sobrevoo usado pela Secretaria para identificar remotamente locais considerados de risco). “Nossas equipes estão todos os dias eliminando focos de mosquito, com motofog, carros fazendo o fumacê, tudo para evitar a proliferação e a transmissão de doenças. A população é nossa grande parceira e não pode baixar a guarda contra o Aedes”, declarou.

Outro dado citado pelo secretário são as 1.676 brigadas de combate ao Aedes, que já formaram 8.737 voluntários contra o mosquito. “Quem quiser participar de formação de brigadas, para nos ajudar a eliminar os focos, pode ligar para o Disque Saúde”, salientou Homero, acrescentando que a Vigilância Sanitária (Visa Manaus) também está em alerta e já inspecionou 1.030 locais e autuou 109 imóveis e terrenos com alto risco de criadouros.

 

Fotos: Assessoria/ Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Subsecretária da Semsa é homenageada na Assembleia pelo Dia do Enfermeiro

sexta-feira, maio 13th, 2016

subsemsahom (2)

A subsecretária Municipal de Gestão da Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), enfermeira sanitarista Lubélia Sá Freire da Silva, participou nesta quinta-feira, 12, da sessão especial promovida pela Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE/AM) em homenagem ao Dia do Enfermeiro.

“Sinto-me confortável na função que ocupo, pois a Semsa tem valorizado o enfermeiro na rede de saúde, que hoje dispõe de mais de 700 profissionais concursados em atividade”, disse Lubélia, que estendeu a homenagem recebida a todos os enfermeiros, em especial aqueles que atuam na rede municipal de saúde.

De acordo com a subsecretária, os profissionais de Enfermagem encontram-se lotados nas coordenações de programas de saúde, nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Policlínicas, setores de atendimento responsáveis pela promoção, proteção e recuperação da saúde da população manauara.

A sessão especial realizada na Casa Legislativa do Estado foi presidida pelo deputado Belarmino Lins, em atenção ao requerimento de autoria do deputado Sinésio Campos, com o objetivo de celebrar a passagem do Dia Nacional e Internacional do Enfermeiro e homenagear os profissionais no Amazonas, neste dia 12.

Lubélia Sá Freire da Silva também foi indicada ao evento comemorativo da categoria pela Associação Brasileira de Enfermagem, seção Amazonas (Aben/AM) como representante da entidade, na qual foi presidente no período de 1988 a 1992.

A subsecretária municipal de Gestão da Saúde é enfermeira, formada em 1980 pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), recebendo o título de sanitarista em 1983 pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Há 35 anos desenvolve diversas atividades no campo da saúde pública, onde já ocupou diversos cargos como a de coordenadora Estadual do Programa Nacional de Imunização (PNI) no Amazonas, coordenadora Municipal do Programa de Agente Comunitário de Saúde em Manaus (PACS), diretora da Maternidade das Quintas em Natal (RN), secretária-executiva da Comissão Nacional de Cólera, entre outros.

Participou também da Coordenação Nacional de Malária na Fundação Nacional de Saúde (FNS) do Ministério da Saúde (MS), em Brasília, e foi Diretora Técnica da Fundação de Vigilância Sanitária no Amazonas (FVS/AM).

Texto: Wilson Reis

Fotos: Assessoria/Semsa

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315