Archive for the ‘noticias’ Category

Grupo de Trabalho Copa Saudável avalia ações de saúde para os jogos

quinta-feira, abril 10th, 2014

O Grupo de Trabalho Copa Saudável realizou nesta quarta-feira, 09, reunião de avaliação das ações para a Copa do Mundo 2014. A reunião aconteceu no auditório Deodato de Miranda Leão, na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), avenida Mário Ypiranga, Adrianópolis, zona Centro-Sul. O evento contou com a presença de representantes dos setores de Vigilância e Assistência em Saúde, de Urgência e Emergência e da área de Comunicação em Saúde.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explicou que uma primeira avaliação foi realizada no ano passado com a presença de representantes do Ministério da Saúde para o acompanhamento de dez componentes de ação e que agora o trabalho está sendo finalizado.

“A primeira reunião de avaliação foi acompanhada pelo Ministério da Saúde e as ações em Manaus estão sendo desenvolvidas de acordo com os prazos previstos e estabelecidos. Por isso, estamos tranquilos quanto às ações que serão executadas durante o período dos jogos”, garantiu Homero de Miranda Leão.

Os dez componentes avaliados são: Vigilância Ambiental; Vigilância Epidemiológica; Vigilância Sanitária; Assistência Pré-Hospitalar e Hospitalar; Urgência e Emergência; Comando, Controle e Comunicação; Laboratórios; Saúde do Trabalhador; Promoção à Saúde; e Portos e Aeroportos.

O coordenador do Grupo de Trabalho Copa Saudável, Bernardino Albuquerque, explica que cada componente tem uma série de ações que devem ser avaliadas de acordo com o check list do Ministério da Saúde. Segundo ele, uma avaliação preliminar já foi realizada durante a 15ª Reunião da Câmara Temática da Saúde para a Copa do Mundo FIFA 2014, que aconteceu no mês de março.

“A reunião de hoje é a segunda que o grupo realiza e tem o objetivo de identificar os avanços e os problemas encontrados. Já avançamos muito em relação ao ano passado e estamos trabalhando de forma integrada para que Manaus tenha uma Copa do Mundo tranquila e sem problemas na área da saúde”, informou Albuquerque.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Unidades Móveis de Saúde oferecem atendimento nos camelódromos até o dia 16

quinta-feira, abril 10th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Programa Saúde Manaus Itinerante, está oferecendo atendimento até o próximo dia 16 nos camelódromos da Floriano Peixoto e Epaminondas, no centro de Manaus, e no Centro de Convivência da Família Padre Pedro Vignola, localizado na Rua Gandú, do núcleo oito, Cidade Nova, até o dia 30 de abril. Nestes locais estão disponíveis serviços direcionados à mulher, odontológicos, além de médico-laboratorial.

Além do atendimento nestas duas áreas da cidade, uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher também está no bairro Educandos até o dia 25 de abril, na Rua Inocêncio de Araújo, esquina com a Avenida Rio Negro, para a realização de exames de mamografia e ultrassonografia de abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, de vias urinárias, tireoide e mama. Outro local onde também há Unidade de Saúde da Mulher é a Policlínica Zeno Lanzino, na Avenida Autaz Mirim, s/nº, bairro Tancredo Neves, também até o dia 25 de abril.

No Conjunto Viver Melhor 2, a Unidade Móvel Odontológica e a Médico-laboratorial estão oferecendo atendimento odontológico, consultas generalistas, pediátricas, exames preventivos, posto de coleta de exames de laboratório, posto de vacinação e farmácia. As unidades estão estacionadas na Avenida Principal, atrás da estação de ônibus.

Para verificar a programação e notícias das unidades móveis, a população pode acessar o site da Semsa (semsa.manaus.am.gov.br) e clicar no ícone da programação, no lado direito superior da página. Para visualizar o mapa, é necessário clicar no link abaixo:

https://mapsengine.google.com/map/edit?mid=zpRKIZvYcgjk.kbhT0PzTErXI

 

 

Texto: Agnaldo Oliveira Júnior/Semsa

Prefeitura promove o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física

terça-feira, abril 8th, 2014

 

Prefeitura promove o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física

A prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), juntamente com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS) e o Serviço Social do Comércio (Sesc) realizou, neste domingo, 06, no Complexo Turístico da Ponta Negra, na zona Oeste, o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física com o tema “Viver com saúde é uma grande vitória”. O evento idealizado pelo Ministério da Saúde ocorreu simultaneamente nas 12 cidades que sediarão os jogos da Copa do Mundo.

Prefeitura promove o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física

Em um palco montado no calçadão da segunda etapa da Ponta Negra, centenas de pessoas participaram das atividades. Todas voltadas para o bem-estar e a prática esportiva. De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, esse é um dia de disseminar a conscientização sobre a importância da prática da atividade física para se manter saudável.

Prefeitura promove o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física

Evandro destacou que a programação deverá ainda se estender para os bairros da capital em breve. “Aqui nós estamos estimulando as pessoas sobre a importância da pratica da atividade física, que não só melhora a qualidade de vida, mas prolonga a vida mantendo a qualidade. Essa é uma ideia que vamos levar para os bairros. Já temos um evento deste tipo previsto para o mês de maio e queremos que todos tenham essa consciência de que quem pratica esporte, vive mais e melhor”, destacou.

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque disse que o evento surtiu o efeito desejado e acredita que o Dia Mundial da Saúde e da Atividade Física será sempre celebrado. “Nós queremos que nossa ideia seja disseminada e que a população manauara não pratique a atividade física só no dia mundial e sim, todos os dias”, pediu.

Quem compartilha da ideia dos secretários é a professora de educação física Leilane Albuquerque. Ela foi uma das profissionais que subiu no palco e movimentou quem passava pelo calçadão da Ponta Negra. Ela apresentou um pouco das aulas ministradas na academia e ressaltou o quanto é importante praticar exercícios físicos regularmente. “Nós recomendamos que a atividade física seja praticada pelo menos quatro vezes por semana. Em alguns casos, uma caminhada e uma corrida sempre ajuda, mas tudo de forma coordenada e com devido acompanhamento”, frisou.

As atividades motivaram até quem não estava passeando no calçadão a sair de casa. A artesã Zelita Torres, 55, disse que estava em casa quando viu a movimentação. “Tudo isso aqui é motivador e nada melhor para manter a saúde do que a prática da atividade física”, afirmou.

 

Texto: Carla Albuquerque

Fotos: Mário Oliveira

Prefeito entrega novos equipamentos de saúde para fortalecer combate a endemias e serviço de urgência

terça-feira, abril 8th, 2014

O prefeito Arthur Virgílio Neto entregou, na sexta-feira, 04, na Maternidade Moura Tapajoz, na Compensa, zona Oeste, 70 novas máquinas de fumacê, que servirão de apoio aos agentes de endemias. Ele também reforçou a frota da Atenção Básica com a entrega de novos veículos. Dentre eles, dez novas ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Prefeito entrega novos equipamentos de saúde

Na passagem das chaves, o prefeito homenageou os profissionais envolvidos no atendimento às vítimas do acidente entre um micro-ônibus e um caminhão tipo caçamba, ocorrido no último dia 28. “O Samu foi vital para salvar a vida das pessoas e, infelizmente, aquelas que se foram têm seus nomes gravados embaixo do viaduto Airton Senna, para que a gente não esqueça esse terrível acidente”, afirmou Arthur, acrescentando sua confiança no Samu. “Não podemos diminuir, jamais, a qualidade do serviço em Manaus e também não podemos deixar de prestar um serviço à altura nos municípios vizinhos. Vamos fazer isso junto aos prefeitos da região metropolitana e a favor da população, mostrando que dá para se trabalhar em conjunto e em parceria de governo para governo”, concluiu o prefeito.

 Prefeito entrega novos equipamentos de saúde

Com as novas unidades móveis, o Samu Manaus atingiu 100% da frota renovada e, em breve, também será ampliado para região metropolitana, graças a uma parceria com o Governo do Estado. Além das ambulâncias do Samu, foram repassados mais 25 carros de suporte à Atenção Básica, direcionados aos Distritos de Saúde, Vigilância Sanitária, Endemias, SOS Vida e a sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Combate a endemias

São 60 novas máquinas de fumacê UBV (Ultra Baixo Volume) portáteis e mais dez veiculadores com pick-ups. A meta é diminuir ainda mais os índices da dengue e malária em Manaus. Segundo o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, somente nos primeiros meses deste ano, os casos de dengue foram reduzidos em 90% e os de malária em 40%, em comparação ao mesmo período do ano passado.

“No começo de 2013, tivemos o início de uma epidemia de dengue na capital. Montamos um plano de ação que garantiu a queda no número de casos e planejamos para este ano o reforço. Com esses novos equipamentos será possível realizar a ação simultânea em todos os bairros que estão em risco”, explicou Melo.

Reforço em estratégias

A Semsa também tem utilizado com sucesso a estratégia de intensificação da busca ativa por casos suspeitos da malária, iniciando o mais rápido possível o tratamento e reduzindo as chances de transmissão da doença. Em relação à dengue, a Semsa reforçou as ações da estratégia “Dez Minutos Contra Dengue”, com a aplicação de um check list de casa em casa, informando a população de que são necessários apenas dez minutos por semana para fazer uma checagem rápida no imóvel, verificando a existência de criadouros do mosquito, já que o ciclo da vida do Aedes Aegypti, do ovo até a fase adulta, leva cerca de sete a dez dias.

REPORTAGEM: Alita Falcão/Assessoria da Semsa

FOTOS: Arlesson Sicsú

Prefeitura de Manaus estende campanha contra o HPV até o dia 10 de abril

sexta-feira, abril 4th, 2014

A Prefeitura de Manaus prorrogou a Campanha de Vacinação contra o HPV até o dia 10 de abril para chegar a 100% da meta de proteger contra o Papiloma Vírus Humano as 49.912 meninas de 11 a 13 anos com a terceira dose da vacina. A campanha é realizada por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e também continuará vacinando as adolescentes com a primeira dose da vacina quadrivalente, oferecida Ministério da Saúde.

A chefe de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes, explicou que a terceira dose do HPV alcançou apenas 45,5%, ou seja, vacinou somente 22.708 da meta de 49.912 adolescentes. Já em relação à primeira dose da vacina do Ministério da Saúde, 7.705 meninas foram protegidas contra o HPV, da meta estimada de 12 mil meninas nascida nos anos de 2000, 2001 e 2002.

“Fomos a todas as escolas, mas não conseguimos proteger contra o HPV todas as meninas nem com a última dose da campanha municipal e nem com a primeira dose oferecida pelo Ministério da Saúde. Devido às fortes chuvas, muitas adolescentes faltaram às aulas. Vamos retornar às escolas onde tivemos baixa cobertura”, afirmou Isabel Hernandes.

Essa terceira etapa e a primeira nacional da campanha começaram no dia 10 de março, em um esforço concentrado da Prefeitura de Manaus, Governo do Estado e Ministério da Saúde. O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explica que o Ministério da Saúde, seguindo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) determinou que não fosse necessária a autorização dos pais para que as meninas sejam vacinadas.

“No ano passado, o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus iniciaram de forma pioneira a vacinação contra o HPV no Amazonas. Na ocasião foi solicitada a autorização por escrito dos pais das meninas de 11, 12 e 13 anos. Com a opção do Ministério da Saúde por não exigir a autorização para a primeira dose da campanha nacional, os pais têm que tomar a iniciativa de procurar as escolas para assinarem o termo de recusa caso não queiram que a filha seja vacinada”, explicou Evandro Melo.

Como o município de Manaus começou o esquema vacinal de 49.912 meninas de 11, 12 e 13 anos ainda em 2013, a campanha nacional teve a proposta de atingir apenas as meninas que no ano passado não estavam dentro da faixa-etária para a campanha promovida pela Prefeitura de Manaus e pelo Governo do Amazonas. A estratégia de vacinação está sendo a mesma do ano passado com a disponibilização da vacina em 695 escolas (estaduais, municipais e particulares) que trabalham com meninas na faixa-etária exigida.

As 49.912 meninas que tomaram a primeira e segunda dose da vacina contra o HPV, na campanha municipal que começou no ano passado, precisam completar o esquema vacinal nesta terceira etapa de vacinação. “Caso a adolescente tenha perdido a vacina no dia em que a equipe de vacinadores da Semsa esteve na escola, precisa se imunizar quando a equipe retornar à escola”, disse Isabel.

A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde, que deveria atingir uma população estimada em torno de 12 mil meninas, também exige a aplicação de três doses, sendo que a segunda dose acontecerá em setembro de 2014 e a terceira dose depois de cinco anos, em março de 2019. “O HPV é responsável por 96% dos casos de câncer de colo de útero, o tipo de câncer que mais mata no Amazonas, estado que registra cerca de 200 óbitos de mulheres por ano devido à doença. Isso mostra a importância da vacina na prevenção à doença e alerta pais e adolescentes para a importância de não perderem nenhuma das doses da vacina”, ressaltou Evandro Melo.

 

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa):  (92) 3236-8315

Fotos : Tácio Melo

Semsa autua motorista de empresa que transportava frango irregularmente

sexta-feira, abril 4th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa), autuou, na tarde desta terça-feira, 1º, o motorista César Alves do Prado, que transportava mais de três toneladas de frango, além de iogurte, margarina, frutas e verduras sem obedecer às normas de conservação que garantem a segurança dos alimentos.

A carga deveria ser transportada em um caminhão frigorífico, em temperatura baixa, e foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) no município de Careiro da Várzea (a 30 quilômetros de Manaus).

“Nós recebemos uma denúncia anônima e partimos para o município para comprovarmos a informação. Assim que o motorista aportou, nós constatamos que se tratava de carga transportada de forma irregular”, afirmou o policial rodoviário federal Eduardo Crivano, responsável pela operação.

O Dvisa foi acionado pela PRF para realizar a inspeção da carga. “Sem a devida refrigeração não há qualidade do produto e o alimento pode causar prejuízos à saúde de quem o consumir”, lembrou o fiscal do Dvisa, Jorge Maia.

O motorista do caminhão recebeu auto de infração e auto de apreensão e inutilização. Segundo o Dvisa, ele deverá ser multado em, no mínimo, 100 Unidades Fiscais do Município (UFMs), o que equivale a R$ 7.819. Na segunda-feira, 31, o Dvisa já havia apreendido outras duas toneladas de frango transportadas para o interior do estado sem as condições sanitárias adequadas.

Produtos regionais

A diretora do Dvisa, Eunice Mascarenhas, explicou que o órgão também continuará com fiscalizações em estabelecimentos comerciais que oferecem alimentos regionais. A determinação acompanha protocolo da FIFA para garantir a segurança alimentar no período da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™.

 

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: Marinho Ramos / Semcom

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Profissionais da Semsa iniciam cursos de especialização pelo Hospital Sírio-Libanês

sexta-feira, abril 4th, 2014

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciaram nesta quarta-feira, 02, três cursos de especialização propostos pelo Hospital Sírio-Libanês, em parceria com o Ministério da Saúde. A aula-inaugural aconteceu na Universidade Nilton Lins, na Avenida Professor Nilton Lins, Flores, com transmissão via videoconferência, envolvendo as 40 regiões de saúde do Brasil que serão beneficiadas com os cursos em 2014, além de representantes do Ministério da Saúde e do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa.

Foram iniciados os cursos de especialização em Gestão Clínica nas Regiões de Saúde, Regulação em Saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) e Educação na Saúde para Preceptores do SUS. Cada curso disponibilizou 36 vagas para profissionais da saúde da Semsa, da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), da Universidade Nilton Lins, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), e de municípios do interior do Amazonas.

Foram selecionados 22 profissionais da Semsa para participação nos cursos. O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explicou que os cursos fazem parte de um projeto de nível nacional de Apoio ao SUS, que tem como objetivo o fortalecimento e a consolidação do Sistema Único de Saúde.

“É um projeto nacional e que está sendo desenvolvido em sua terceira edição, sendo que o município de Manaus participa desde a primeira. O objetivo da participação dos servidores é a capacitação dos profissionais para a construção de um modelo de atendimento que seja adequado às necessidades da população, no que se refere à saúde e à doença na região amazônica”, destaca Evandro Melo.

A gestora de aprendizagem do Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa na Região de Manaus, Juliana Dalalibera Mendes, informa que a terceira edição dos Projetos de Apoio ao SUS está beneficiando 4.320 profissionais da saúde em todo o Brasil. Ela explica que as aulas serão executadas no período de abril a dezembro de 2014, de forma semipresencial, com a utilização de metodologias ativas, com o aprendizado baseado em problemas e no trabalho em equipe.

“Ao final do curso a expectativa é que cada aluno construa um projeto de intervenção de acordo com a realidade em sua área de atuação. Nós incentivamos o protagonismo do aluno, que é quem vai construir os resultados do curso”, explica Juliana Dalalibera.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação – SEMSA

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Semsa apresenta investimentos da saúde em audiência pública na Câmara

sexta-feira, abril 4th, 2014

Os investimentos na área da saúde, como a construção de 40 novas Unidades Básicas; a reforma de 45 Unidades de Saúde; ampliação de 28 Unidades de Saúde, sendo 18 na área rural; a construção de 15 Academias de Saúde pela Prefeitura de Manaus, foram apresentados aos vereadores e comunidade pela subsecretária municipal de Saúde, Lubélia Sá Freire, nesta quarta-feira, 02, durante audiência pública na Câmara Municipal de Manaus.

A audiência foi proposta pelo vereador Waldemir José e foi conduzida pelo presidente da Comissão de Saúde, Marcelo Serafim, com a presença do subsecretário de Governo, Homero de Miranda Leão.

Lubélia explanou os investimentos do prefeito Arthur Neto para a área de saúde, com a inauguração, desde que assumiu o governo municipal, de 13 Unidades Básicas de Saúde, e de avanços como a ampliação de seis para 30 farmácias gratuitas, a ampliação do horário de funcionamento em 10 Unidades de Saúde, além da diminuição da mortalidade infantil.

A subsecretária explicou que a meta da Prefeitura de Manaus é estabelecer uma nova forma de executar as ações de saúde no município de Manaus, buscando a integração dos serviços, fortalecendo a Atenção Primária, onde é realizado o primeiro atendimento à população e que tem capacidade para resolver cerca de 80% das necessidades e problemas de saúde.

“O objetivo central é qualificar o atendimento em saúde, expandir o acesso aos serviços para atender no mínimo 70% da população por meio da Estratégia Saúde da Família, e integrar as ações para oferecer um atendimento integral aos usuários do Sistema Único de Saúde”, explicou.

Segundo Lubélia, a principal estratégia da Semsa é organizar a Atenção em Saúde e expandir a cobertura de atendimento da Estratégia Saúde da Família, saindo dos atuais 40% para o mínimo de 70% da população que depende exclusivamente do Sistema Único de Saúde em Manaus, até 2016. Os outros 30% da população têm plano de saúde ou utilizam o sistema privado de saúde.

“O desafio é fazer com que a população receba atendimento em uma Unidade Básica, localizada próximo da sua casa, vinculada a uma equipe de profissionais qualificados, protegida por uma rede que ofereça serviços de saúde que realmente resolvam os problemas, mas que garanta, quando necessário, o acesso aos outros pontos de atenção para complementar seu atendimento”, informou.

A subsecretária enfatizou que a Prefeitura de Manaus também pretende construir ao menos cinco Centros de Atenção Psicossocial (CAPs) e um Centro de Especialidade Odontológica (CEO), além dos três CEOs já existentes. Também serão construídas duas unidades de Pronto Atendimento do município. As Policlínicas serão formatadas e colocadas em locais de mais fácil acesso. O SAMU será ampliado e melhorado, deixando de ser apenas municipal, para atender toda a região metropolitana.

Departamento de Comunicação – SEMSA /(92) 3236-8315

Prefeito assina Termo de Integração que leva o Samu para seis municípios da Região Metropolitana

sexta-feira, abril 4th, 2014

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, e o governador do Amazonas, Omar Aziz, assinaram nesta quarta-feira, 03, o Termo de Integração do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que levará o serviço de assistência em saúde para seis municípios da Região Metropolitana de Manaus (RMM).

Prefeito assina Termo de Integração que leva o Samu para seis municípios

O primeiro passo para transformar o Samu Manaus em Samu Metropolitano, que irá beneficiar mais 300 mil pessoas, além da população da capital amazonense, foi durante a entrega de 45 ambulâncias e 13 ambulanchas, no Porto do São Raimundo, zona Oeste. O investimento do Governo do Estado vai reforçar o atendimento à saúde no interior.

Prefeito assina Termo de Integração que leva o Samu para seis municípios

“Nós estamos criando uma nova cultura no Amazonas e em Manaus, que incentiva o trabalho conjunto e organizado entre os governos estadual e municipal, visando um único objetivo que é a melhoria dos serviços de saúde prestados à população. Sem entendimento, esse trabalho não seria possível”, declarou Arthur Neto.

Com a implantação do Samu Metropolitano, Manaus receberá um repasse de R$ 10 milhões, por ano, do Governo do Estado e o Governo Federal irá dobrar o valor que já é repassado à Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para ajudar no custeio dos serviços oferecidos pelo Samu.

O secretário da Semsa, Evandro Melo, explicou que o Samu Manaus treinou 120 profissionais dos seis municípios da região metropolitana, entre condutores e técnicos de enfermagem, e ficará responsável pela regulação dos atendimentos através da sua Central de Regulação. Itacoatiara, Manacapuru, Iranduba, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva farão parte do Samu Metropolitano.

“Cada um dos seis municípios vai receber, pelo menos, uma ambulância e uma ambulancha para o atendimento à população. O Samu em Manaus ficará responsável por regular as chamadas pelo 192, definindo as melhores opções de atendimento para cada caso”, explicou Melo.

Das ambulâncias entregues, 13 serão destinadas para Manaus e realizarão o atendimento inter-hospitalar de pacientes, além de cuidar do transporte das pessoas doentes vindas do interior e que necessitam de locomoção adequada até as unidades de saúde.

“Com mais essa parceria, o Samu poderá realizar, por exemplo, o transporte do paciente que foi atendido inicialmente em um SPA, mas que está precisando ser transferido para uma unidade de atendimento de alta complexidade, como o Hospital 28 de Agosto ou o Pronto Socorro João Lúcio”, concluiu Evandro Melo.

 

REPORTAGEM: Alita Falcão (Semcom) e Eurivânia Galúcio (Semsa)

FOTOS: Arlesson Sicsú

Prefeitura de Manaus terá 10 Unidades de Saúde Sentinelas para monitorar casos de diarreia diante da ameaça de Cólera

segunda-feira, março 31st, 2014

A Prefeitura de Manaus colocará, a partir deste sábado (29), as 10 Unidades de Saúde com horário ampliado funcionando como Sentinelas para o monitoramento de casos de diarreia diante da ameaça da entrada do vibrião colérico no Amazonas. Todas as pessoas que apresentarem diarreia terão prioridade no atendimento e os profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) estão sendo orientados a priorizar a detecção da cólera, já que o agente transmissor foi encontrado em águas do Rio Madeira, em Rondônia, que tem dois casos suspeitos da doença em Jacy-Paraná, a 90 quilômetros de Porto Velho.

“Desde as pessoas que trabalham na recepção das unidades de Saúde até os médicos, todos estarão em alerta para apurar se o vibrião colérico está nas fezes dos pacientes com diarreia. Teremos equipes para identificar onde as pessoas estiveram nos últimos sete dias, como em Rondônia. A Semsa não medirá esforços para evitar que a cólera chegue a Manaus. Nosso secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, era secretário municipal de Saúde há 22 anos quando o prefeito Arthur Neto foi prefeito pela primeira vez e a cólera chegou à capital do Amazonas. Eles souberam controlar a doença em Manaus, então têm experiência de como lidar com a possível chegada da cólera na cidade”, disse a diretora do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, Angélica Tavares.

A cólera é uma infecção do intestino delgado que provoca grande quantidade de diarreia aquosa. É causada pela bactéria Vibrião colérico (Vibrio cholerae). A bactéria libera uma toxina que provoca maior liberação de água das células nos intestinos o que produz diarreia grave. A transmissão da doença ocorre em locais com onde há enchentes e aglomeração de pessoas e existe em países como a África, Ásia, Índia, México, América do Sul e Central.

A transmissão da cólera é fecal-oral, ou seja, se dá através da água e de alimentos contaminados pelas fezes ou pela manipulação de alimentos por pessoas infectadas, sejam elas sintomáticas ou não. Já foram registrados casos em que peixes, frutos do mar, como ostras e mexilhões, crus ou mal cozidos, e gelo fabricado com água não tratada foram veículos de transmissão da doença. A enfermidade é de notificação compulsória às autoridades de saúde.

“Entre os fatores de risco estão a exposição à água contaminada ou não tratada, viver ou viajar para áreas em que haja cólera. Por isso, vamos fazer trabalho de educação em Saúde e distribuição de Hipoclorito de Sódio, além da hidratação imediata das pessoas com diarreias que chegarem a nossas unidades de Saúde”, destacou Angélica, acrescentando que quem estiver com diarreia deve procurar a unidade de saúde mais próxima de casa para avaliação.

Prevenção e sintomas

O principal sintoma é a diarreia volumosa, que começa de repente, acompanhada por vômitos, mas raramente por febre e dores abdominais. As fezes são líquidas, acinzentadas, com odor fétido e sem sinais de sangue ou pus. Em questão de poucas horas, a perda excessiva de água e de sais minerais nas evacuações pode resultar em desidratação grave, baixa expressiva da pressão arterial, insuficiência renal e coma, que pode levar à morte.

Diagnóstico

Os sintomas clínicos e exames laboratoriais de cultura de fezes para identificar a presença do vibrião são elementos essenciais para o diagnóstico da cólera, por isso todos os quatro laboratórios da Semsa priorizarão o exame da cólera.  “É sempre importante estabelecer o diagnóstico diferencial com outros tipos de diarreia para identificar e isolar o vibrião colérico”, disse Angélica Tavares.

Tratamento

A reidratação é a medida terapêutica mais importante no tratamento da cólera. Ela pode ser feita por via oral com soro caseiro ou com soluções farmacológicas reidratantes. Medicamentos antidiarreicos, antiespasmódicos e à base de cortisona são contraindicados no tratamento da cólera. Embora o uso de alguns antibióticos possa ser preconizado para o controle da doença, eles só devem ser introduzidos sob orientação médica, a fim de evitar que o vibrião adquira resistência contra eles.

Recomendações

Lavar constantemente as mãos com água e sabão, evitar ingerir alimentos crus ou mal cozidos, se não tiver certeza sobre sua origem e formas de preparo, usar hipoclorito de sódio para purificar a água que não foi devidamente tratada, manter limpos todos os utensílios usados na mesa e na cozinha; mergulhar verduras, legumes e frutas na água com algumas gotas de hipoclorito ou uma colher de água sanitária antes de consumi-los; não consumir alimentos de procedência duvidosa.

Relação das 10 Unidades de Saúde de horário ampliado, que funcionam de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados, das 7h às 13h.

 

DISTRITO DE SAÚDE NORTE

USA Balbina Mestrinho – Rua 17, nº 170, Núcleo II, Cidade Nova I

USA Sálvio Belota – Rua das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina

UBS Áugias Gadelha – Rua A, nº 15, Cidade Nova I

 

DISTRITO DE SAÚDE LESTE

UBS Amazonas Palhano – Rua Antônio Matias, s/nº, São José II.

USA Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi II

UBS Leonor Brilhante – Av. Autaz Mirim, s/nº, Tancredo Neves

 

DISTRITO DE SAÚDE SUL

UBS Dr. José Rayol dos Santos – Av. Constantino Nery, s/n, Chapada

UBS Morro da Liberdade – Rua São Benedito, s/n. Morro da Liberdade

 

DISTRITO DE SAÚDE OESTE

UBS Leonor de Freitas – Avenida Brasil, s/nº, Compensa II.

UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/nº, Glória

 

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Semsa forma multiplicadores para trabalhar a mudança de hábitos junto aos usuários do SUS

segunda-feira, março 31st, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou nesta quinta-feira, dia 27, a segunda oficina para a formação de multiplicadores para a operacionalização de mudança de hábitos dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). A oficina, que será encerrada nesta sexta-feira, dia 28, está sendo realizada na Escola de Serviço Público (Avenida Nilton Lins, 3259, bloco D, Parque das Laranjeiras) e faz parte do processo de Organização das Tecnologias de Cuidado das Condições Crônicas, de acordo com o trabalho de consultoria para a consolidação da Rede Saúde Manauara, que vem sendo conduzida pelo consultor Eugênio Vilaça.

A chefe da Divisão de Educação Permanente da Semsa, Ana Lúcia Raman, explica que a formação dos multiplicadores é essencial para que os profissionais da Atenção Básica possam orientar os usuários de saúde sobre a importância da mudança hábitos em relação à questões como o consumo do álcool, o tabagismo, o excesso de peso e a inatividade física, que contribuem para o desenvolvimento de doenças crônicas como diabetes e hipertensão. “O doutor Eugênio Vilaça coloca que a mudança de comportamento deve ser trabalhada em duas vertentes: mudando o comportamento do trabalhador de saúde através da Educação Permanente e mudança do comportamento do usuário através da Educação em Saúde”, explica Ana Raman.

Ao todo, serão realizadas sete oficinas para multiplicadores e que terão como público alvo 30 profissionais, incluindo representantes da Educação Permanente e Educação em Saúde nos Distritos de Saúde, representantes dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF) e do setor de Mobilização Social. “Nós buscamos incluir pessoas proativas que possam atuar como multiplicadores das informações que serão repassadas nas sete oficinas”, informa Ana Raman.

Oficina – A segunda oficina para a formação de multiplicadores para a operacionalização de mudança de hábitos está sendo conduzida pela médica Ruth Borges Dias, que trabalha com a Estratégia Saúde da Família e é uma das consultoras da Rede Saúde Manauara.

A consultora explica que a primeira oficina aconteceu em fevereiro, quando houve a abordagem da parte teórica de conceitos sobre a mudança de hábito, de grupo operativo, motivação para a mudança e educação popular em saúde.

A partir da segunda oficina, o objetivo é orientar os participantes sobre novos instrumentos que possam ser utilizados junto aos trabalhadores de saúde e usuários na Atenção Básica. “Para fazer a promoção à saúde é preciso dar autonomia e empoderamento para as pessoas, para que se tornem responsáveis pela própria saúde. Existe um passo muito grande entre saber que precisa mudar e realmente tomar a decisão de mudar de hábitos. A pessoa não deve mudar de cardápio só porque o nutricionista recomendou, mas porque sabe o que faz mal ou não e, a partir daí, tomar a decisão de mudar.”, ressalta Ruth Dias.

Os novos instrumentos serão utilizados pelos multiplicadores, inicialmente, nas dez unidades-laboratórios da Rede Saúde Manauara, logo depois da segunda oficina.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente do Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Semsa recebe prêmio por avaliação de desempenho dos servidores

sexta-feira, março 28th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) recebeu, no último dia 26, o certificado de premiação do concurso Inovasus – 2013, promovido pelo Ministério da Saúde. A premiação foi concedida pela iniciativa “Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios (PCCS): A avaliação de desempenho construindo mudanças no ambiente de trabalho”. O valor do prêmio é de R$ 150 mil e será aplicado no desenvolvimento das ações de Gestão do Trabalho na Semsa.

O certificado de premiação foi entregue ao gerente de Gestão do Trabalho da Semsa, Jonis Angelim, durante cerimônia realizada em Brasília. “O Prêmio Inovasus valoriza, reconhece e premia as melhores práticas e inovações relacionadas à gestão do trabalho na saúde, em busca de excelência e inovação, aprimorando a qualidade dos serviços, a melhoria das condições de trabalho e do atendimento no Sistema Único de Saúde (SUS), e a avaliação de desempenho dos servidores da saúde tem se tornado uma referência nacional”, destaca Jonis Angelim.

O prêmio de R$ 150 mil será utilizado nas ações de capacitação dos profissionais da Semsa que trabalham na gestão administrativa e de recursos humanos. Os profissionais serão estimulados a participar de cursos, seminários e treinamentos na área de gestão de pessoas. “A Semsa também vai organizar, no mês de outubro, um Simpósio de Gestão de Trabalho e Educação em Saúde. O objetivo é aprimorar cada vez mais o processo de gestão de trabalho na área da saúde”, destaca Jonis Angelim.De acordo com Jonis Angelim, o trabalho realizado pela Semsa na implantação da Avaliação de Pessoal de Desempenho (APD) dos servidores pode ser considerado um grande avanço, além de ser um processo totalmente automatizado, em tempo real e construído pelos próprios profissionais da Semsa. “O sistema foi idealizado e construído por profissionais do Departamento de Tecnologia da Informação e a Gerência de Gestão do Trabalho da Semsa. Hoje, atinge 100% das Unidades de Saúde e das sedes administrativas, permitindo acompanhar a avaliação de desempenho de todos os 10.017 servidores da secretaria”, explicou Jonis Angelim.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Semsa implanta novo serviço para diagnóstico do câncer de colo de útero

quinta-feira, março 27th, 2014

Para fortalecer as ações de combate ao câncer do colo de útero, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai disponibilizar na Policlínica Comte Telles, localizada na Rua J, Etapa B, São José 3, zona Leste, a partir de abril, a oferta dos exames de colposcopia e de biópsia, recomendados para mulheres que apresentam resultado anormal no exame de papanicolau (preventivo) ou algum tipo de alteração durante o exame ginecológico de rotina.

A gerente da Rede de Atenção Oncológica da Semsa, Francinara Lima, explica que a Prefeitura de Manaus começou em agosto do ano passado, de forma inédita, a oferta de exames de colposcopia e de biópsia na rede municipal de saúde, quando o serviço foi implantado na Policlínica Castelo Branco, localizada na Rua do Comércio, s/n, Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul. “O serviço já é oferecido na rede estadual de saúde e passou a ser oferecido na rede municipal para ampliar as formas de acesso aos exames para mulheres que apresentam lesões precursoras do câncer de colo de útero, permitindo que o tratamento comece o mais rapidamente possível, evitando a progressão da doença”, informa Francinara Lima.

Com a oferta dos exames de colposcopia e de biópsia na rede municipal de saúde, a Semsa busca permitir um acesso mais rápido ao diagnóstico e, consequentemente, ao tratamento.

A colposcopia é um exame complementar para o diagnóstico do exame preventivo e permite visualizar a vagina e o colo do útero por meio de um aparelho chamado colposcópio. As imagens obtidas pelo colposcópio permitem verificar alterações que não podem ser vistas a olho nu. O exame é realizado em ambiente ambulatorial.

A Semsa também firmou parceria com a Fundação Alfredo da Matta que, a partir de abril, irá realizar os exames histopatológicos para leitura do material de biópsia. A Fundação Alfredo da Matta conta com um laboratório considerado de excelência para a realização dos exames histopatológicos e a parceria vai permitir qualificar ainda mais os serviços oferecidos na rede municipal de saúde.

Serviço

O câncer do colo de útero é uma doença que pode ser prevenida e tratada caso seja detectada precocemente no exame preventivo (papanicolau), que pode identificar lesões que são sinais indicativos de que a mulher poderá desenvolver o câncer, processo que pode levar até dez anos. E, mesmo com o câncer já instalado, se for diagnosticado de forma precoce, as chances de cura são maiores.

Na Policlínica Castelo Branco, o serviço é oferecido desde o mês de agosto de 2013, com uma capacidade para a realização de 12 exames por dia, seis no período da manhã e seis no período da tarde.

A diretora da Policlínica Castelo Branco, Sandra Alves Paes Leme, disse que as pacientes são encaminhadas para o exame de colposcopia e de biópsia através das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), por meio do Formulário de Solicitação de Exames, obedecendo aos critérios de encaminhamento preconizados pelo Ministério da Saúde.

“O exame de colposcopia é feito por profissional médico-ginecologista e o agendamento dele pode ser feito por telefone pelos profissionais da UBSs que estão encaminhando a paciente. Essa estratégia evita a necessidade da paciente se deslocar mais de uma vez até a policlínica”, explica Sandra Leme.

A diretora informa ainda que nos últimos seis meses a policlínica realizou 154 colposcopias e 96 biópsias, sendo que 45 pacientes foram encaminhadas à Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon).

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) 92 3236-8315

Semsa adquire embarcação para executar ações do Centro de Zoonoses na área ribeirinha

quarta-feira, março 26th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) adquiriu uma embarcação para o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realizar ações na área fluvial de Manaus. A embarcação, tipo bote de alumínio (voadeira), de seis metros, foi financiada pelo Ministério da Saúde, por meio de portaria que repassou R$ 295 mil ao município de Manaus, para fortalecer as ações de vigilância às zoonoses, de combate às doenças de transmissão vetorial e agravos causados por animais peçonhentos.

O diretor do CCZ, Francisco Zardo, explicou que parte da verba já foi utilizada na compra de um veículo 4X4 para atuação do CCZ na área rural terrestre de Manaus. “A verba também vai financiar a aquisição de uma unidade móvel que possibilitará a descentralização das ações do CCZ de registro e identificação de animais, castração, esterilização, vacinação e educação em saúde”.

A aquisição de uma embarcação exclusiva para as ações de zoonoses na área fluvial, segundo Zardo, vai possibilitar a execução de atividades específicas para o controle de zoonoses, ampliando o acesso às localidades mais distantes. “O CCZ já realizava ações junto às comunidades ribeirinhas, mas dependia de um cronograma elaborado pela Semsa para a utilização de embarcação juntamente com outros programas de saúde. Com uma embarcação específica para as ações de combate às zoonoses será possível elaborar uma programação mais abrangente para atender comunidades ribeirinhas”, destacou o diretor.

O CCZ irá utilizar a embarcação a partir do dia 23 de abril, data marcada para o lançamento da Campanha de Vacinação Antirrábica na zona rural de Manaus. Zardo disse que a Semsa está finalizando a instalação de equipamentos, como acessórios de segurança, e três servidores do CCZ também começaram a fazer um curso de tripulantes do serviço público junto à Capitania dos Portos para a utilização da embarcação.

 

Texto: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) 92  3236-8315

Semsa participa de grupo de trabalho para inovação de softwares públicos

terça-feira, março 25th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) foi convidada para participar do grupo de trabalho que irá propor inovações para o software i3GeoSaúde, uma ferramenta pública que tem como foco principal a disponibilização de dados geográficos que permite, por exemplo, a geração de mapas com todos os postos de saúde de um município.

O convite foi feito pelo Ministério do Planejamento e, além da Semsa, o grupo de trabalho conta com a participação do Ministério da Saúde (MS), Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e Instituto Brasília Ambiental (Ibram).

O chefe do setor de Georreferenciamento em Saúde da Semsa, Marcos Lira, explica que a Secretaria Municipal Saúde já utiliza o software i3GeoSaúde desde setembro de 2013. “A Semsa é a única secretaria de saúde do Brasil que utiliza atualmente esse instrumento, que é fornecido gratuitamente pelo Ministério da Saúde com direcionamento para as secretarias municipais e estaduais de Saúde e aos profissionais da área que utilizam georreferenciamento de dados como instrumento para formulação e implementação de políticas públicas”, explica Marcos Lira, que vai representar a Semsa no grupo de trabalho do Ministério do Planejamento.

Software

O i3GeoSaúde é baseado na solução livre i3Geo e consiste na criação de uma interface que simplifica os procedimentos técnicos para a criação de mapas dinâmicos acessíveis por meio da internet. O grupo de trabalho terá como objetivo propor atualização, evolução e adaptação das funcionalidades das soluções do i3Geo, para melhor atender seus usuários, levando em conta as necessidades de cada órgão participante do GT i3Geo.

De acordo com Marcos Lira, o software vem sendo utilizado pela Semsa para formulação de mapas da espacialização das Unidades de Saúde do município de Manaus, na identificação das UBSs com profissionais do programa federal Mais Médicos e na identificação dos locais com criadouros do mosquito transmissor da malária. O software também será utilizado, por exemplo, para identificar com mais exatidão os chamados “vazios assistenciais”, locais onde não existem estabelecimentos de saúde, e, a partir daí, executar um planejamento para a construção de Unidades de Saúde.

O grupo de trabalho deverá se reunir novamente no dia 16 de abril para definição das datas de treinamento para utilização do software. As próximas reuniões também terão o objetivo de discutir desafios como a melhoria do uso do sistema por meio da capacitação de usuários, desenvolvedores e também a disseminação dos conceitos e funcionalidades do i3Geo. As ações e iniciativas do grupo para a Administração Pública Federal se concentrarão em formação, infraestrutura e desenvolvimento. “Também foi definido na primeira reunião do grupo de trabalho que i3Geo passará a ser a ferramenta oficial do governo brasileiro, via Portal do Software Público Brasileiro, para questões de mapeamento”, informa Marcos Lira.

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Eurivânia Galúcio
Gerente do Jornalismo: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Planos operativos para a Copa serão encaminhados ao Ministério da Saúde

terça-feira, março 25th, 2014

No encerramento da XVI Câmara Temática de Saúde, nesta sexta-feira, 21, representantes do Ministério da Saúde solicitaram o encaminhamento dos Planos Operativos das ações de saúde de cada uma das cidades que serão sedes na Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™. O documento deve ser entregue ao Ministério da Saúde até o dia 31 de março para que os dados possam ser compartilhados entre os representantes dos estados e para a melhoria de cada um dos planos desenvolvidos nas capitais.

Durante a Câmara Temática, a representante da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Denise Resende, alertou para os prazos de credenciamento das equipes que vão atuar dentro dos estádios e também para os processos de atendimento em saúde nos Fan Fest´s, onde milhares de torcedores deverão acompanhar os jogos da Copa. “Nós estamos saindo de Manaus com a certeza de que todos os planos operativos terão uma qualidade maior graças as experiências compartilhadas aqui”, ressaltou Denise.

Outra novidade apresentada no último dia do evento é a intensificação do atendimento do Disque Saúde 136. Do dia 2 de junho ao dia 23 de julho, o serviço de ouvidoria para denúncias e pedido de informações vai funcionar 24 horas, sete dias na semana.

O evento

Durante três dias, Manaus sediou a XIV Reunião da Câmara Temática da Saúde para a Copa do Mundo FIFA 2014. O evento começou na quarta-feira, 19, e encerrou-se nesta sexta-feira, 21, reunindo representantes da área da saúde de todas as cidades e estados que serão sedes dos jogos. Foi a última “Câmara Temática” do ano. O evento vem sendo realizado em cada uma das capitais que vão sediar a Copa.

Os encontros ocorreram com a proposta de reunir as experiências exitosas no processo de planejamento feito por representantes da área da saúde e segurança pública, aperfeiçoando as ações que serão executadas durante a Copa do Mundo. Em Manaus, a programação foi organizada pelo Ministério da Saúde em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam).

O diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), Bernardino Albuquerque, e o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, encerraram a XIV Câmara Temática. “Ficou muito claro para todos nós que o planejamento das ações para a Copa vai muito além da assistência durante o evento. As experiências trocadas durante o encontro nos mostram que avançamos muito e que certamente teremos êxito na execução”, afirmou Evandro Melo.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92  3236-8315

Profissionais de saúde discutem redução de casos de dengue e malária em Manaus

segunda-feira, março 24th, 2014

A redução do número de casos de malária e dengue em Manaus foi destaque no debate promovido nesta quinta-feira, 20, durante a XIV Reunião da Câmara Temática da Saúde para a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014, realizada no Quality Hotel Manaus, na avenida Mário Ypiranga Monteiro, 1090, Adrianópolis.

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, que apresentou a palestra sobre o tema “Epidemiologia e Controle das Doenças de Transmissão Vetorial”, informou que o município de Manaus registrou uma redução de cerca de 95% no número de casos de malária em um período de dez anos e de 90% dos casos de dengue nos primeiros meses de 2014, em comparação com o mesmo período de 2013.

Durante a palestra, Evandro Melo explicou sobre as doenças de transmissão vetorial, como a malária e a dengue, consideradas causas de morbimortalidade (adoecimento e morte) no Brasil e no mundo. “A região amazônica apresenta fatores condicionantes para as doenças de transmissão vetorial, como fatores ambientais, demográficos, econômicos e socioculturais, que contribuem para um maior número de casos. Por isso, o combate a essas doenças é complexo e envolve outros setores, não somente a área saúde”.

A redução do número de casos de malária, segundo Evandro Melo, foi resultado de um planejamento em longo prazo e que envolveu a reestruturação do programa de combate à doença, uma maior integração com a Atenção Primária em Saúde, a ampliação e melhoria da qualidade do diagnóstico, ações de educação em saúde e mobilização social, melhoria nos trabalhos de busca ativa do paciente e na investigação dos casos nas áreas de risco.

Em relação à dengue, uma das ações de controle desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) para o combate à doença é a estratégia 10 Minutos Contra Dengue, iniciada em novembro do ano passado com o objetivo de garantir a redução do número de casos, buscando a participação da população no controle do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da doença. Durante as ações, agentes de endemias visitam os imóveis e orientam os moradores sobre a aplicação de um check list em casa, conferindo os possíveis locais de proliferação dos criadouros dos mosquitos. O direcionamento principal da campanha é informar a população de que são necessários apenas 10 minutos por semana para fazer uma checagem rápida no imóvel, verificando a existência de criadouros do mosquito, já que o ciclo da vida do Aedes Aegypti, do ovo até a fase adulta, leva cerca de sete a dez dias.

Evandro Melo informou ainda que a Prefeitura de Manaus, em parceria com o Governo do Amazonas, tem procurado intensificar as ações de controle da malária, principalmente considerando que o período sazonal de maior transmissão da doença costuma ocorrer nos meses de realização da Copa de Mundo. “Além disso, os turistas que vierem para os jogos provavelmente irão visitar as áreas do entorno de Manaus e por isso é importante ampliar o número de ações nas áreas de maior risco para a doença. Já em relação à dengue não há tanta preocupação para o período dos jogos, que vão acontecer nos meses de baixa transmissão da doença. O mais importante é que a população de Manaus e os turistas saibam que terão uma estrutura de serviços de saúde adequada para oferecer suporte caso haja necessidade”, destacou Melo.

Programação

A XIV Câmara Temática começou na quarta-feira, 19, e será encerrada nesta sexta-feira, 21, no Quality Hotel Manaus. O evento reúne 150 representantes das 12 cidades que são sedes da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 com o objetivo de aperfeiçoar as ações que serão executadas durante o evento esportivo.

A programação de sexta-feira, dia 21, inclui, palestra com apresentação dos temas “Comunicação, comando e controle em eventos de massa”, “Centro Integrado de Comando e Controle (CICC)”, “Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS)”, “Comunicação de risco em eventos de massa”, “Atenção em saúde ao viajante”, “Atenção em saúde ao viajante nacional – Planos de Saúde”, “Atenção em saúde ao viajante internacional”, “Panorama geral das ações de vigilância sanitária”, “Serviços de alimentação”, “Serviços de Saúde”, “Portos, Aeroportos e Fronteiras” e “Linhas de cuidado do trauma e AVC”.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA): 92  3236-8315

Semsa vai capacitar profissionais para testes rápidos em HIV, sífilis e hepatites B e C

segunda-feira, março 24th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai realizar, de 1º a 04 de abril, curso de capacitação em Testes Rápidos e Aconselhamento em HIV, sífilis e hepatites B e C. As aulas vão ocorrer no Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz/ILMD), localizado na rua Terezina, 476, Adrianópolis. O público-alvo são 30 profissionais que atendem em unidades básicas do Distrito de Saúde Oeste (Disa Oeste).

A chefe do Núcleo de Controle de DST/AIDS e Hepatites Virais da Semsa, Adriana de Souza, explica que o curso faz parte do processo de implantação dos testes rápidos para HIV, hepatites e sífilis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) em Manaus, trabalho que já foi concluído em 41 UBSs. “A Semsa pretende finalizar o processo de implantação dos testes rápidos ainda este ano em todas as unidades de saúde da rede municipal. Já temos programados outros cursos nos próximos meses para que possamos concluir todo o processo”, garantiu Adriana Souza, lembrando que somente no ano passado foram capacitados 129 profissionais de saúde.

O processo de capacitação é direcionado para enfermeiros, assistentes sociais, técnicos de enfermagem e técnicos de laboratório, sendo que o próximo curso vai reunir cinco profissionais do sistema prisional e representantes da Organização Não Governamental (ONG) Garotos da Noite.

As aulas vão abordar temas como: Rede Cegonha; Co-infecção TB/HIV; Epidemiologia da infecção pelo HIV/Aids, Sífilis e Hepatites Virais; Normas Técnicas dos Testes Rápidos; e Aconselhamento. Será realizada também aula prática com demonstração dos quatro diferentes tipos de testes rápidos.

Serviço

Atualmente, a rede municipal de saúde oferece os testes rápidos em 41 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), distribuídas nos Distritos de Saúde Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural (área terrestre e fluvial), incluindo a Unidade de Saúde Fluvial Semsa IV (Barco Catuiara). Mensalmente são realizados, em média, 2,5 mil testes rápidos, incluindo sífilis, HIV e hepatites B e C.

A principal vantagem do teste rápido, explica Adriana Souza, é a detecção precoce das doenças, evitando o agravamento da saúde do paciente, possibilitando o início do tratamento e reduzindo os casos de transmissão vertical, que ocorre da mãe para o feto e pode gerar sequelas para a criança.

A lista de UBSs que já oferecem o teste rápido pode ser acessada AQUI.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa):  92  3236-8315

Trabalho de saúde bucal na área ribeirinha é premiado em mostra nacional

quarta-feira, março 19th, 2014

O trabalho realizado por profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) na comunidade rural Nossa Senhora do Livramento, localizada ao longo do rio Negro, foi um dos premiados na IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde da Família, promovida pelo Ministério da Saúde, no período de 12 a 15 de março, em Brasília.

O relato da experiência “Escovação Dental Diária Supervisionada nas Escolas das Comunidades Rurais/Fluviais de Manaus”, executado pela equipe da Estratégia Saúde da Família (ESF) que atua na comunidade de Nossa Senhora do Livramento, de autoria do cirurgião-dentista e sanitarista Elves de Sá Guedes, foi classificada em segundo lugar geral do evento. A mostra reuniu mais de cinco mil trabalhos inscritos em todo o Brasil.

Para Elves Guedes, a premiação representa o reconhecimento do trabalho que vem desenvolvendo desde 2011 na área ribeirinha de Manaus. “A premiação é o resultado do compromisso de toda a equipe de saúde com a comunidade e a qualidade de vida da população”, afirma Elves Guedes.

O trabalho premiado vem sendo executado junto aos alunos da Escola Municipal São José I, buscando sensibilizar os estudantes, professores, gestores e familiares sobre a importância dos cuidados necessários com os dentes e estimulando hábitos saudáveis de limpeza diária. “Em maio de 2011 fiz uma pesquisa com os estudantes e encontrei situações graves de saúde bucal. Um deles foi o fato de que mais de 90% dos escolares entrevistados relataram que compartilhavam escovas com os demais membros da casa e, quando escovavam os dentes, era apenas uma vez ao dia”, explica Elves Guedes.

A partir da pesquisa, a equipe de saúde passou a promover palestras sobre a importância da higienização bucal para saúde geral, sobre a técnica de escovação dental e o uso correto do fio dental, entre outros temas. Durante a execução do trabalho, foram repassadas informações sobre as causas reais dos problemas que afetam a saúde bucal e que interferem no rendimento escolar, estimulando as mudanças de hábitos.

A equipe também passou a realizar escovações coletivas e uma vez por mês é feita a aplicação tópica de flúor e distribuição de creme e fio dental para os estudantes. A cada três meses as escovas dentais são trocadas. As ações de escovação são realizadas sempre após as refeições na escola.  Uma vez por ano é realizada também a Semana de Saúde Bucal, quando os alunos apresentam trabalhos em três categorias (cartaz, teatro e paródia).

De acordo com Elves Guedes, o trabalho trouxe resultados positivos como a adesão da comunidade escolar, sendo que professores e alunos passaram a fazer da escovação uma rotina diária. “Além disso, é possível perceber melhora no rendimento escolar e diminuição no número de faltas por problemas dentários”, afirmou Elves Guedes.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Viver com Saúde de 2014 estimula hábitos saudáveis de vida

segunda-feira, março 17th, 2014

A primeira edição do Viver com Saúde de 2014 aconteceu neste sábado, dia 15, na zona Leste de Manaus, reunindo crianças, jovens, adultos e idosos no Clube do Trabalhador SESI Amazonas, no bairro Coroado II. O programa foi instituído pela Prefeitura de Manaus no ano passado com o objetivo de orientar população sobre a importância da prática de hábitos e comportamentos saudáveis de vida, estimulando a prática de atividades físicas e uma alimentação saudável.

Para o prefeito Arthur Neto, a execução do Viver com Saúde é um exemplo positivo executado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com outras instituições públicas e entidades privadas, para orientar a população sobre como é possível realmente viver com saúde, mobilizando a sociedade para a prevenção às doenças.

“Saber viver com saúde é uma questão de cidadania e a Prefeitura de Manaus, além de estimular hábitos saudáveis de vida, tem investido na melhoria dos serviços de saúde com a disponibilização de medicamentos e com a construção, reforma e ampliação de Unidades de Saúde com estrutura adequada. Também temos o projeto de implantação de Academias de Saúde distribuídas em diferentes pontos da cidade para os próximos anos”, destacou Arthur Neto.

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explicou que o Viver com Saúde é mais uma ação da Prefeitura de Manaus que tem como meta estimular cada pessoa a tomar medidas corretas e eficientes para manter a saúde. “O papel da Secretaria Municipal de Saúde é, além de cuidar da pessoa doente, promover ações de prevenção e promoção à saúde, evitando as doenças. Hábitos saudáveis de vida ajudam a prevenir as chamadas doenças crônicas, incluindo diabetes e hipertensão, que exigem cuidados constantes e permanentes, e que causam impacto negativo na qualidade e expectativa de vida do paciente, podendo levar à morte”, alertou Evandro Melo.

A programação do Viver com Saúde, realizado no Clube do Trabalhador SESI Amazonas, incluiu atividades físicas como aeróbica e macroginástica, orientações sobre alimentação saudável, atividade motora para pessoas com deficiência, jogos lúdicos, atividade educativa abordando questões ambientais, prevenção a acidentes domésticos e prevenção ao câncer e outras doenças. Também houve a disponibilização de serviços das Unidades Móveis Médico-Laboratorial, de Saúde Odontológica e de Saúde da Mulher, e de simulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192), além de serviços de emissão de documentos, quiropraxia, pilates e distribuição de mudas de plantas.

Os serviços oferecidos beneficiaram pessoas como a dona de casa Iracema Viana, moradora da comunidade Grande Vitória, que compareceu ao SESI acompanhada da mãe e duas filhas. “Ouvi o anúncio do Viver com Saúde e aproveitei para trazer minha mãe para receber orientações com a nutricionista e sobre prevenção às quedas em casa, já que ela é idosa e precisa ter cuidados diferenciados. Foi muito positivo porque não foi preciso agendar e o atendimento foi rápido”, destacou Iracema Viana.

O evento foi aberto ao público de forma gratuita e contou com parcerias de instituições de ensino superior, de secretarias estaduais como a de Saúde (Susam/FVS) e de Juventude, Desporto e Lazer (SEJEL), e de instituições públicas municipais como Manaustrans, Sine Manaus e Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), bem como empresas privadas como academias de ginástica, entre outras entidades.

Em 2014, a Semsa pretende realizar uma edição do Viver com Saúde em cada zona da cidade. As próximas vão acontecer nas zonas Norte, Oeste e Sul, sendo que uma edição do evento será promovida na zona Rural de Manaus.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Profissionais que vão atuar no atendimento de urgência e emergência durante a Copa participam de treinamento

quinta-feira, março 13th, 2014

O treinamento conhecido como “QBRNE” – para atendimento de vítimas atingidas por produtos Químicos, Radiológicos, Nucleares e Explosivos, está sendo ministrado durante toda essa semana do dia 10 ao dia 14 de março, no Hotel Da Vinci, em Manaus. Cem profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e da Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam) estão sendo treinados para possíveis acidentes desta natureza, durante a Copa do Mundo, no mês de junho.

O curso de “QBRNE” já passou por outras capitais sedes e faz parte de um protocolo de atendimento oficial para o maior evento esportivo do mundo.

Grande parte dos participantes, em Manaus, é de profissionais que atuam no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Segundo coordenador do Grupo Técnico da Copa na Semsa,  Romeo  Fialho, o SAMU estará com todo o efetivo de profisionais e de equipamentos e ambulâncias prontas para atuar durante, os dias de Copa. São 42 ambulâncias e 984 profissionais médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e condutores-socorristas para atender todas as ocorrências de emergência e urgência da Copa.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, o curso é mais uma forma de a Semsa estar em alerta para qualquer ameaça à saúde pública, o que inclui a libertação deliberada ou acidental de agentes químicos, biológicos e radionucleares (QBRNE). “Estamos com planos de prevenção e de resposta a riscos QBRNE, seja por causas naturais ou provocados pela atividade humana de forma acidental ou deliberada, como, por exemplo, a contaminação voluntária de água potável, a contaminação radionuclear acidental ou o surto de uma nova doença infecciosa”, afirmou.

Entre as medidas de prevenção/resposta a riscos QBRNE tomadas está a parceira da Semsa, Susam e do Ministério da Saúde com especialistas em matéria de  prevenção, tratamento e limitação das consequências; avaliação dos riscos para a saúde; promoção da investigação em domínios relacionados com ameaças QBRNE, entre outros.

Entre os exemplos de incidentes QBRNE mais recentes no mundo está a contaminação de aço inoxidável por cobalto-60; utilização do polónio-210 como veneno; contaminação de leite por melamina e gripe aviária A(H5N1).

“Manaus vai receber quatro jogos da Copa do Mundo e durante todo o evento haverá grande concentração de torcedores em várias zonas da cidade e na Ponta Negra, o fan fast deve reunir milhares de pessoas, durante todos os jogos do evento. O objetivo das Secretarias de Saúde do Município e do Estado é preparar o efetivo profissional para qualquer situação de emergência e garantir a segurança na saúde pública”, garantiu Evandro Melo.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior.

(92) 3236-8315, 8842-8370

decom.semsa@gmail.com

Semsa promove primeira edição do Viver com Saúde de 2014

quinta-feira, março 13th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) promove neste sábado, dia 15, a primeira edição do Viver com Saúde de 2014, das 9h às 15h, no Clube do Trabalhador Sesi Amazonas, localizado na Alameda Cosme Ferreira, 3295, Coroado II, zona Leste. O projeto foi iniciado no ano passado com a realização de três edições. Em 2014, a meta é a realização de cinco edições para atender as zonas Norte, Leste, Oeste, Sul e área rural.

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explica que o Viver com Saúde foi instituído pelo prefeito Arthur Neto com o objetivo de mobilizar e estimular a população para a prática de hábitos e comportamentos saudáveis de vida, buscando a parceria com outras instituições e secretarias.

“Um dos focos da ação é estimular a atividade física e alimentação saudável, sensibilizando a população sobre a importância do combate às doenças crônicas não transmissíveis, como diabetes e hipertensão, contribuindo para a melhoria da qualidade e expectativa de vida da população”, destacou Evandro Melo.

A programação do evento inclui atividades físicas como aeróbica e macroginástica, orientações sobre alimentação saudável, atividade motora para pessoas com deficiência, oficina de decoupage em vidro, jogos lúdicos, atividade educativa abordando questões ambientais, prevenção a acidentes domésticos e prevenção ao câncer. Também haverá serviços das Unidades Móveis Médico-Laboratoriais, de Saúde Odontológica e de Saúde da Mulher.

O público também terá acesso a apresentações culturais e apresentação do grupo Garis da Alegria, dos Doutores da Alegria, de MMA e da banda da Polícia Militar, e de simulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192).

O evento é aberto ao público de forma gratuita e contará com a parceria de instituições públicas municipais e estaduais, bem como instituições privadas como academias de ginástica.

PROGRAMAÇÃO DA 1ª EDIÇÃO DO VIVER COM SAÚDE 2014

Data: 15 de março de 2014 (sábado)

 

9h – Abertura do evento

9h30 às 10h – Atração Cultural: Escola de Samba do Coroado

10h às 10h45 – Aeróbica: Academia Gold Star

11h às 11h30 – MMA: Academia Léo Top Teen

11h30 às 12h – Atração Cultural músico Adriano Lima

12h às 12h30 – Simulação SAMU

12h30 às 13h – Doutores da Alegria

13h às 13h45 – Macroginástica

13h45 às 14h30 – Atividade física Academia Nilton Lins

14h30 – Banda da Polícia Militar (Encerramento)

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Profissionais da Semsa participam de Mostra Nacional

quinta-feira, março 13th, 2014

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciaram na quarta-feira, dia 12, participação na IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde da Família, promovida pelo Ministério da Saúde, no período de 12 a 15 de março, em Brasília. Foram selecionados mais de 50 relatos de experiências na Atenção Básica e na Estratégia Saúde da Família (ESF), executadas no Amazonas.

O evento tem como objetivo abrir espaço para dar visibilidade às experiências de sucesso na área da saúde. De acordo com o diretor do Departamento de Atenção Primária da Semsa, médico Nilson Ando, a Mostra pretende reunir 10 mil pessoas, entre profissionais, gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “A Mostra também objetiva estimular o protagonismo local dos trabalhadores, gestores e usuários da Atenção Primária, proporcionando a troca de experiências e contribuindo para a reflexão sobre os serviços oferecidos para a população”, destaca Nilson Ando.

A organização da IV Mostra buscou selecionar relatos multimídia, contemplando textos, imagens e vídeos, privilegiando não somente a qualificação técnico-científica da vivência, mas também criatividade, o artesanato que “tece as práticas de produção do cuidado em saúde nos diferentes contextos da Atenção Básica brasileira”.

Entre os relatos de profissionais da Semsa, foram selecionadas experiências como o processo de “Implantação dos testes rápidos para HIV e Sífilis na Atenção Básica em Manaus”, tendo como autora a chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Souza, destacando a implantação de testes rápidos em 41 Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Também foram selecionados os relatos “A Importância da saúde bucal nas comunidades Rurais/Fluviais de Manaus”, de autoria do cirurgião dentista Elves de Sá Guedes, que atua em equipe da Estratégia Saúde da família na comunidade Nossa Senhora do Livramento, na área fluvial de Manaus, e “Territorialização: reorganizando as áreas de cobertura das equipes de saúde da família em Manaus”, de autoria do servidor Geraldo Souza Júnior, mestre em Estatística.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Prefeitura de Manaus inicia duas campanhas de Vacinação contra o HPV

terça-feira, março 11th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está trabalhando, desde segunda-feira (10), em duas campanhas de vacinação contra o HPV. A primeira, iniciada em 2013, é de iniciativa da Prefeitura de Manaus e do governo do Estado, para vacinação de adolescentes do sexo feminino, entre 11 e 13 anos, com a aplicação da terceira dose em 695 escolas, com uma meta de vacinação de 49.912 meninas.

A segunda campanha é uma iniciativa do Ministério da Saúde para adolescentes do sexo feminino, que nasceram entre 1/1/2001 a 31/12/2003.

Nesta campanha, a segunda dose acontecerá em setembro de 2014 e a terceira dose depois de cinco anos, em março de 2019. “Importante ressaltar, que adolescentes que iniciaram a vacinação em 2013, não participarão desta campanha do Ministério da Saúde e sim deverão concluir a terceira dose de vacina. Serão vacinadas, aproximadamente, 12 mil adolescentes nas escolas municipais, estaduais e particulares”, explicou o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo.

Segundo a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica da Semsa (DVAE), Angélica Tavares, as duas campanhas têm a finalidade de prevenir o câncer de colo de útero e deverão se estender até o dia 31 de março. “A autorização solicitada dos pais será exclusiva aos casos de recusa, ou seja, apenas pais que não desejam vacinar suas filhas devem comunicar por escrito à escola onde a adolescente estuda”, orientou.

Imunização

A Campanha Municipal de Vacinação contra o HPV, para o Combate ao Câncer de Colo de Útero, teve início no mês de setembro de 2013, quando foi iniciada a aplicação da primeira das três doses necessárias para a imunização, tendo como público alvo meninas de 11, 12 e 13 anos de idade.

A primeira dose alcançou 49.912 meninas. A aplicação da segunda dose foi iniciada no mês de novembro do ano passado e atingiu 46.331 meninas. HPV é a sigla em inglês para Papilomavírus Humano, vírus mais comum no mundo, causando tumores benignos e malignos. Existem mais de 100 tipos de HPV, sendo que 16 têm potencial para causar câncer.  Estima-se que mais de 70% das mulheres entrarão em contato com o HPV ao longo da vida.

Departamento de Comunicação – SEMSA
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Prefeitura de Manaus inicia campanha nacional contra o HPV

terça-feira, março 11th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou nesta segunda-feira, 10, as ações da Campanha Nacional de Vacinação contra HPV, de iniciativa do Ministério da Saúde, e que vai imunizar 12 mil adolescentes do sexo feminino em Manaus. Paralelamente à campanha nacional, a Semsa iniciou também a terceira e última etapa da campanha municipal contra o HPV. Nesta, a meta é imunizar 49.912 meninas.

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explicou que o Ministério da Saúde, seguindo o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), determinou que não será necessária a autorização dos pais para a vacinação das meninas. “No ano passado, o Governo do Estado e a Prefeitura de Manaus iniciaram de forma pioneira a vacinação contra o HPV no Amazonas. Na ocasião foi solicitada a autorização por escrito dos pais das meninas de 11, 12 e 13 anos. Com a opção do Ministério da Saúde por não exigir a autorização para a primeira dose da campanha nacional, os pais terão que tomar a iniciativa de procurar as escolas para assinarem o termo de recusa caso não queiram que a filha seja vacinada”, explicou Evandro Melo.

Como o município de Manaus iniciou o esquema vacinal de 49.912 meninas de 11, 12 e 13 anos ainda em 2013, a campanha nacional vai atingir apenas as meninas que no ano passado não estavam dentro da faixa-etária para a campanha promovida pela Prefeitura de Manaus e pelo Governo do Amazonas. A estratégia de vacinação será a mesma do ano passado com a disponibilização da vacina em 695 escolas (estaduais, municipais e particulares) que trabalham com meninas na faixa-etária exigida.

As 49.912 meninas que tomaram a primeira e segunda dose da vacina contra o HPV na campanha municipal iniciada no ano passado irão completar o esquema vacinal nesta terceira etapa de vacinação. A vacina disponibilizada pelo Ministério da Saúde, que deve atingir 12 mil meninas, também exige a aplicação de três doses, sendo que a segunda acontecerá em setembro de 2014 e a terceira dose depois de cinco anos, em março de 2019. “O HPV é responsável por 96% dos casos de câncer de colo de útero – o câncer que mais mata no Amazonas. O Estado registra cerca de 200 mortes de mulheres por ano devido à doença. Os dados mostram, segundo o secretário, a importância da vacina na prevenção à doença.

Para Vanessa Menezes Grazioli, mãe de uma das meninas vacinadas no primeiro dia da campanha nacional, a vacinação contra o HPV é um mecanismo importante para garantir a prevenção contra o câncer de colo de útero. “Uma das minhas tias morreu vítima de câncer de colo de útero. Ela tinha 40 anos e morreu seis meses após o diagnóstico. É uma doença grave e a campanha vai ajudar a diminuir os riscos para nossas filhas”, afirmou.

A aplicação da terceira dose da vacina da campanha municipal e da primeira dose da campanha nacional seguirá até o dia 31 de março nas escolas. Após esse período, a Semsa avaliará a necessidade de disponibilizar as vacinas nas Unidades de Saúde.

 

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315

Agentes de saúde não encontram larvas de mosquito na Arena da Amazônia

sexta-feira, março 7th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por intermédio do Departamento  de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (DVAE) realizou vistoria técnica na Arena da Amazônia, na tarde desta quinta-feira (6) e não encontrou focos do mosquito causador da dengue. A intenção de avaliar as condições do estádio levou em consideração locais com provável acúmulo de água que podem servir para criadouros do mosquito transmissor da dengue, Aedes Aegypti.

A equipe contou com 12 agentes de saúde da Semsa e dez agentes de saúde da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). Eles  percorreram as áreas externa e interna do estádio em busca dos criadouros do mosquito, já que se trata de um local que passou por um processo de construção e com o período de chuvas poderia possibilitar o surgimento de criadouros e, em nenhum dos locais por onde as equipes passaram, havia sinais da presença de larvas do mosquito.

Apesar disso, os agentes fizeram uma ação de prevenção colocando larvicida em alguns dos locais visitados. No domingo (9), a Arena da Amazônia será inaugurada, com o clássico regional Nacional, de Manaus, e Remo, de Belém, pela Copa Verde.

 

Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom)
(92) 3625-6908 / 3625-6921 / 3625-6844
www.manaus.am.gov.br
twitter.com/cidade_manaus
facebook.com/prefeiturademanaus

Implantação de teste rápido em Manaus é destaque em Brasília na IV Mostra de Experiências na Atenção Básica

sexta-feira, março 7th, 2014

O processo de implantação dos testes rápidos para HIV e sífilis pela Prefeitura de Manaus nas unidades da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) foi um dos trabalhos selecionados para apresentação na IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde da Família, marcada para o período de 12 a 15 de março de 2014, em Brasília.

O evento é organizado pelo Ministério da Saúde e pretende reunir 10 mil pessoas, entre profissionais, gestores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), dando visibilidade às experiências de sucesso executadas na Atenção Básica em todo o Brasil.

A chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Raquel de Souza, explica que a Mostra é um espaço para a troca de experiências entre os profissionais do SUS, permitindo a reflexão sobre o processo de melhoria dos serviços na Atenção Básica.

“Os testes rápidos para HIV e Sífilis estão disponíveis desde 2009 pelo Ministério da Saúde, porém foi a partir de 2013 que as Unidades Básicas de Saúde do município de Manaus passaram a oferecer os exames à população, priorizando grávidas e seus parceiros, bem como pacientes em tratamento para tuberculose”, informa Adriana Souza.

Atualmente, a rede municipal de saúde oferece os testes rápidos para HIV e Sífilis em 41 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), distribuídas nos Distritos de Saúde Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural (área terrestre e fluvial), incluindo a Unidade de Saúde Fluvial Semsa IV (Barco Catuiara). “Mensalmente, são realizados em média 625 testes rápidos para HIV e 610 para sífilis. O principal objetivo é a detecção precoce, evitando o agravamento da doença e reduzindo os casos de transmissão vertical da sífilis e HIV, que ocorre da mãe para o feto”, ressalta Adriana Souza.

Implantação – O município de Manaus, através do Núcleo de Controle de DST/Aids e Hepatites Virais, iniciou as atividades de implantação dos testes nas UBSs no final do ano de 2012, através da capacitação de profissionais de nível superior que atuam na Atenção Básica. Houve a formação de um grupo de multiplicadores, capacitados pelo Ministério da Saúde, e após essa formação foram planejadas as capacitações dos executores. Depois de cada capacitação foram realizadas reuniões locais nas UBSs com o gestor e os profissionais responsáveis pela execução da ação. “A partir daí, é feita a definição de fluxo, dos dias e dos horários de atendimentos nas unidades, marcando a data de início das atividades. O trabalho é realizado com apoio dos técnicos responsáveis pelas ações de DST/Aids e hepatites virais dos Distritos de Saúde”, explica Adriana Souza.

De acordo com Adriana Souza, um dos principais avanços foi a introdução do teste rápido durante a consulta do pré-natal e a maior participação do parceiro da gestante no processo, e a oferta de teste rápido para os pacientes em tratamento de tuberculose. “A tuberculose ainda é a principal causa de morte em pacientes com Aids e por isso é preciso ficar alerta para a detecção precoce do HIV em pacientes com tuberculose”, informa Adriana Souza.

As 41 UBSs que oferecem teste rápido para HIV e sífilis também disponibilizam o teste rápido para hepatite B e C. A meta da Semsa é implantar os três tipos de teste rápido em mais 19 Unidades de Saúde, encerrando o ano de 2014 com 100% das UBSs da rede municipal oferecendo o serviço para a população de Manaus.

UNIDADES DE SAÚDE QUE OFERECEM TESTE RÁPIDO PARA HIV, SÍFILIS E HEPATITES B E C

 

DISA

UBS / POLICLINICA

ENDEREÇO

NORTE

USA SÁLVIO BELOTA

RUA DAS SAMAMBAIAS, 786, SANTA ETELVINA

POL. DR. JOSÉ ANTÔNIO

RUA ARUEIRAS, 55, MONTE DAS OLIVEIRAS

POL. ANNA BARRETO

AV GRANDE CIRCULAR, S/N, MONTE SIÃO

UBS ARMANDO  MENDES

RUA 05, S/N – CJ. MANÔA

UBS/PA FREI VALÉRIO DI CARLO

RUA BOM JESUS, S/N, NOVO ISRAEL

UBS ÁUGIAS GADELHA

RUA A, 15, CIDADE NOVA I

USA BALBINA MESTRINHO

RUA 17, 170, NÚCLEO 03, CIDADE NOVA I

SUL

UBS MEGUMO KADO

RUA INOCÊNCIO DE ARAÚJO, 51, EDUCANDOS

UBS MORRO DA LIBERDADE

RUA SÃO BENEDITO, S/N, MORRO DA LIBERDADE

UBS VICENTE PALLOTI

AV. TARUMÃ , 1011, PÇA 14 DE JANEIRO

UBS SANTA LUZIA

RUA LEOPOLDO NEVES, S/N – SANTA LUZIA

UBS THEOMÁRIO PINTO

TV 02 DE AGOSTO, S/N, BAIRRO DA UNIÃO

UBS JAPIIM

RUA 31 DE MARÇO, 70, CJ.31 DE MARÇO – JAPIIM

UBS PETRÓPOLIS

RUA DELFIM DE SOUZA, S/N, PETRÓPOLIS

UBS THEODOMIRO GARRIDO

RUA SÃO JOSÉ, S/N, COLÔNIA OLIVEIRA MACHADO

POL.DR.ANTÔNIO REIS

RUA SÃO LÁZARO, S/N, SÃO LÁZARO

OESTE

UBS LEONOR DE FREITAS

AVENIDA BRASIL, S/N – COMPENSA II

UBS BAIRRO DA PAZ

AVENIDA ESPERANÇA, 51 – BAIRRO DA PAZ

SAE/POL. JOSÉ RAIMUNDO FRANCO DE SÁ

AVENIDA V,  S/N- NOVA ESPERANÇA I

UBS REDENÇÃO

RUA OLINDA, 22, REDENÇÃO

UBS AJURICABA

RUA GUSMÂNIA, S/N, CJ.AJURICABA, ALVORADA

UBS DOM MILTON

RUA TIRADENTES, S/N, SANTO AGOSTINHO

LESTE

UBS AMAZONAS PALHANO

RUA ANTÔNIO MATIAS, S/N, SÃO JOSÉ II

USA ALFREDO CAMPOS

RUA ANDRÉ ARAÚJO, S/N, ZUMBI II

SAE/POL. ANTÔNIO COMTE TELLES

RUA J, ETAPA B, SÃO JOSÉ III

UBS GERALDO MAGELA

RUA I, S/N, ARMANDO MENDES

UBS JOÃO NOGUEIRA DA MATTA

RUA DR.DANIEL, S/N, LOT.NOVA LUZ, ZUMBI

MSF JOSEPHINA DE MELO

RUA CUPIÚBA, S/N, JORGE TEIXEIRA, 3ª ETAPA

MSF PLATÃO ARAÚJO

RUA BARROSO, S/N, PURAQUEQUARA

UBS DR. JOSÉ AVELINO PEREIRA

RUA CRAVINHO, S/N, JOÃO PAULO

UBS DR. GILSON MOREIRA

RUA NATAL, S/N, ZUMBI

UBS LAGO DO ALEIXO

RUA RAOUL FOULLEREAU, 112 – COL.ANTÔNIO ALEIXO

UBS MARIA LEONOR BRILHANTE

RUA AUTAZ MIRIM, S/N, TANCREDO NEVES

RURAL

P S R N.S. DE FÁTIMA

RIO NEGRO, COMUNIDADE N. SRA. DE FÁTIMA

UNIDADE FLUVIAL

P S R N.S. AUXILIADORA

RIO NEGRO

PSR NOSSA S. LIVRAMENTO

TARUMÃ MIRIM

PSR SÃO PEDRO

AM010-KM35

PSR EPHIGÊNIO SALES

AM010 – KM41

P.S.R PAU ROSA

BR 174 – KM 21

P.S.R ADA VIANA

BR 174 – KM 41

 

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Semsa promove ações de prevenção na zona rural no Carnaval

quinta-feira, março 6th, 2014

Com o objetivo de evitar o aumento no número de casos de doenças sexualmente transmissíveis (DSTs/Aids), além de dengue, leishmaniose e malária na zona rural de Manaus, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Distrito de Saúde Rural (Disa Rural), promoveu na sexta-feira, 28, ações educativas de prevenção na comunidade Nossa Senhora do Livramento, localizada no rio Tarumã-Mirim.

Durante as ações, o Disa Rural promoveu o desfile do bloco “Foliões da Saúde”, abordando o tema “É bom brincar, se divertir e não se esquecer de prevenir”. O bloco contou com a participação das Unidades Básicas de Saúde da zona Rural, incluindo as Unidades de Saúde Nossa Senhora do Livramento, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora Auxiliadora, Pau Rosa, Ada Viana, São Pedro e Ephigênio Salles.

Além da apresentação do bloco, foi realizado um concurso para eleger a Melhor Paródia em Forma de Marchinha de Carnaval, a Melhor Fantasia e o Folião Mais Animado. Todas as categorias do concurso levaram em consideração a abordagem criativa para a prevenção da dengue, leishmaniose, malária ou DSTs/Aids.

A subsecretária de Gestão da Saúde da Semsa, Lubélia Sá Freire, explicou que a organização do bloco de carnaval é uma forma lúdica de chamar a atenção da população para um possível aumento do número de casos de doenças como as sexualmente transmissíveis e as endêmicas, ocasionado pelo aumento no fluxo de pessoas durante o período carnavalesco.

“O bloco carnavalesco é uma das estratégias que está sendo utilizada pela Semsa para reduzir eventuais impactos sobre a saúde da população durante o período de carnaval, e que inclui ainda ações para divulgar informações sobre as formas de transmissão das doenças, os sinais e os sintomas que podem surgir, além das formas de diagnóstico e tratamento”, destacou a subsecretária.

O diretor do Disa Rural, Elson Sabino de Paula, destacou que o evento carnavalesco é realizado todos os anos com o objetivo de prevenir os principais agravos da zona ribeirinha. “Na área rural, durante o período de carnaval é preciso ter atenção especial não somente com os moradores da comunidade, mas também com o deslocamento de grupos para retiros religiosos nas comunidades rurais e pessoas que aproveitam o feriado prolongado para visitar a área rural”, explicou Elson Sabino.

O Disa Rural também realizou a distribuição de preservativos e de folders informativos sobre dengue, leishmaniose, malária e DSTs/Aids.

 

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde – SEMSA:  (92) 3236-8315

Samu dá suporte à Polícia Rodoviária Federal no Carnaval

quinta-feira, março 6th, 2014

A Prefeitura de Manaus colocou as unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) atuando em regime de plantão 24 horas com 42 ambulâncias e 72 médicos, durante todo o Carnaval. Além da capital, o Samu também ficou com uma ambulância no Km 42, no posto da Polícia Rodoviária Federal, devido ao grande fluxo de pessoas e carros  para a festa “Carnachoeira”, de Presidente Figueiredo, no KM 107, e para a cidade de Boa Vista, em Roraima.

O SAMU possui atualmente 984 profissionais. São médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e condutores-socorristas. Para atender a solicitação da Polícia Rodoviária Federal, uma ambulância foi deslocada para o KM 42 da BR-174, que liga Manaus a Cidade de Boa Vista, capital de Roraima, e também ao município Presidente Figueiredo, no KM 107. O fluxo de brincantes é intenso, nesta época do ano. Centenas de motoristas cruzam a BR para a festa do “Carnachoeira”, o carnaval no município famoso pelas cachoeiras.

“Nós apoiamos a Polícia Rodoviária Federal em caso de acidentes durante os dias de carnaval. O Samu está sempre a postos para qualquer eventualidade”, disse Enzio Monteiro, gerente do Samu.

Segundo o gerente, as ambulâncias são deslocadas para acompanharem grandes eventos com a previsão de um público de pelo menos 150 mil pessoas, como os desfiles das Escolas de Samba do grupo especial, no dia 1º. de março e no Carnaboi, nos dias 3 e 4 de março, no Sambódromo.

As equipes do SAMU vão se revezar em plantões de 24 horas, com técnicos de enfermagem e condutores socorristas. O número do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência é o 192.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Departamento de Comunicação-SEMSA/(92)3236-8315/8842-8370

Samu chega ao interior com treinamento realizado pela Prefeitura de Manaus

sexta-feira, fevereiro 28th, 2014

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está sendo implantado no interior do Amazonas e as equipes médicas vêm sendo treinadas por servidores da Prefeitura de Manaus. Nesta quinta-feira, 27, o serviço foi lançado em Tabatinga (a 1.107 quilômetros de Manaus) pelo governador Omar Aziz, com a presença do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto. Além de Tabatinga, as ambulâncias e ambulanchas já estão prontas para serem operadas em Amaturá, Atalaia do Norte, Benjamin Constant, Fonte Boa, Jutaí, Santo Antônio do Iça, São Paulo de Olivença e Tonantins.

O conteúdo abordado repassado aos servidores do interior foi recomendado pela portaria 2048/GM do Governo Federal, que disciplina a Política Nacional de Atenção às Urgências e Emergências. O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explicou que foram ensinadas lições como o uso de desfibrilador automático, atendimento ao trauma grave, hemorragias, queimaduras, atendimento à gestante, criança e idoso. Todos também passaram por  cursos, duas provas teóricas e duas provas práticas, em carga de 40 horas.

“Nós precisamos enviar equipes aos municípios do Alto Solimões. Eles possuem capacitação-modelo e estão preparados para lecionar quem vai trabalhar no interior do Estado. Tivemos que deslocar todo o material, como pranchas rígidas para imobilização, colares cervicais, equipamentos de ventilação e manequins”, assinalou o secretário, que participou da solenidade de lançamento do serviço em Tabatinga.

As próximas equipes a serem treinadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) serão dos municípios localizados na Região Metropolitana de Manaus. Para o prefeito Arthur Virgílio Neto, que esteve em Tabatinga ao lado do governador Omar Aziz e do ministro da saúde Arthur Chioro, a cooperação entre as cidades do Amazonas deve continuar.

“Precisamos unir forças para desenvolver o interior do Estado. O Samu de Manaus é muito bem preparado e está pronto para lecionar as equipes que atuarão nos demais municípios do Amazonas. Foi um trabalho muito difícil, pois precisamos mandar equipes para o Alto Solimões. Mas é gratificante ver que a população terá acesso imediato aos serviços médicos de urgência. Queremos continuar colaborando”, afirmou o prefeito Arthur Virgílio Neto.

A viagem a Tabatinga aconteceu na quinta-feira. O prefeito Arthur Virgílio Neto viajou a convite do Governo do Estado e também esteve em São Paulo de Olivença, onde participou da inauguração de um hospital e maternidade. Em Tabatinga, um hospital do mesmo molde também foi inaugurado.

 

Fotos: Arlesson Sicsú

 

 

Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom)

(92) 3625 6908 / 3625 6921 / 3625 6844

www.manaus.am.gov.br

twitter.com/cidade_manaus

facebook.com/prefeiturademanaus

Prefeitura oferecerá teste rápido para tuberculose em quatro laboratórios

sexta-feira, fevereiro 21st, 2014

Médicos e enfermeiros da rede municipal de Saúde começaram a participar, na quinta-feira (20), do curso de capacitação para a abordagem do Teste Molecular Rápido para Tuberculose (TRM-TB). O treinamento faz parte do processo de implantação de uma rede de testes rápidos para tuberculose que está sendo executado pelo Ministério da Saúde e vai atingir, inicialmente, 125 laboratórios distribuídos nas 90 cidades brasileiras que concentram 55% dos casos de tuberculose no País.

O curso está acontecendo no auditório da Vila Olímpica, localizada na Avenida Pedro Teixeira, nº 400, Dom Pedro, sob coordenação do Ministério da Saúde, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e Secretaria de Estado da Saúde (Susam) e termina nesta sexta-feira  (21).

Foram disponibilizadas 36 vagas para cada Distrito de Saúde (Leste, Norte, Oeste e Sul) e 16 vagas para o Distrito Rural, incluindo profissionais da Estratégia Saúde da Família. De acordo com o chefe do Núcleo de Controle da Tuberculose da Semsa, Jair Pinheiro, o teste rápido já está disponível no laboratório distrital do Disa Leste, substituindo o tradicional exame de baciloscopia de escarro, para a confirmação do diagnóstico de casos novos da doença.

“Com a implantação e ampliação da rede de testes rápidos para tuberculose, o município de Manaus passará a disponibilizar o teste nos laboratórios distritais das zonas Norte, Oeste e Sul”, explicou Jair Pinheiro.

O técnico responsável pela área de Atenção à Saúde para o Controle da Tuberculose do Ministério da Saúde, médico infectologista Josué Lima, ressaltou que o teste rápido vai aumentar consideravelmente a precisão e eficiência no diagnóstico da tuberculose.

“O exame de baciloscopia que identifica a doença por meio da análise do escarro, ainda é muito importante, mas tem uma taxa de precisão de detecção em apenas 60% dos casos. Nessa situação, o tratamento do paciente precisa ser iniciado sem a garantia de que o bacilo transmissor da doença tenha sido identificado no exame, tendo por base sintomas clínicos e exames como o raio-X do tórax. A vantagem do teste rápido molecular para tuberculose é que, além de ser totalmente automatizado, tem capacidade para detectar com exatidão mais de 90% dos casos positivos”, informou Josué Lima.

O resultado do exame fica pronto em duas horas e também tem a vantagem de indicar os casos de pacientes que apresentam resistência a um dos medicamentos utilizados no tratamento da doença. “Além de diminuir os riscos de diagnóstico errado, o profissional de saúde terá acesso ao resultado de um exame que vai indicar os pacientes que precisam de um tratamento mais específico por apresentar resistência a um dos tipos de medicamentos que fazem parte do tratamento”, destacou o médico.

O Ministério da Saúde estima que até abril deste ano sejam concluídos os processos de instalação de equipamentos e de treinamento de profissionais em todos os 125 laboratórios selecionados para a rede de testes rápidos. O exame de baciloscopia será mantido nos laboratórios para o acompanhamento dos pacientes com o diagnóstico já confirmado.

Tuberculose

A tosse por mais de três semanas, com ou sem catarro, é o principal sintoma da tuberculose, bem como febre no final da tarde e emagrecimento. Qualquer pessoa com este sintoma deve procurar uma unidade de saúde para fazer o diagnóstico. Para atingir a cura, o paciente deve realizar o tratamento durante seis meses, sem interrupção, que é oferecido gratuitamente pelo SUS.

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Eurivânia Galúcio
Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Semsa faz alerta sobre falsa carrocinha que tenta capturar animais

sexta-feira, fevereiro 21st, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) registrou, nesta quarta-feira (19), um boletim de ocorrência no 19º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para pedir a investigação de um grupo de pessoas que, pelo menos em uma situação relatada, passou-se por funcionários do Centro de Zoonoses, da Prefeitura de Manaus, para tentar capturar cães em uma residência e que pode estar agindo nas ruas de Manaus.

A denúncia partiu da dona de casa Gilvanete Guimarães que procurou a direção do CCZ para solicitar informações sobre o motivo de homens, que diziam ser funcionários do órgão, tentarem entrar na casa dela, à força, para levar seus cães, no último dia 8 de fevereiro.

Segundo o diretor do CCZ, Francisco Zardo, a dona de casa Gilvanete chegou ao CCZ indignada, sem saber os motivos pelos quais queriam levar seus cachorros. “Explicamos a ela que o CCZ não enviou nenhuma carrocinha na casa dela. Somente vamos às residências quando somos solicitados. Mostramos a nossa carrocinha para ela e a dona Gilvanete não a reconheceu. Então, o carro não era nosso e agora a polícia está investigando, porque essas pessoas estão culpando a prefeitura por levar os animais de forma indiscriminada e nós não fazemos isso”, declarou.

No Boletim de Ocorrência, Gilvanete relata que às 14h do dia 8 de fevereiro, um grupo de pessoas afirmando que seria do CCZ, queria capturar seus cachorros e tentaram entrar, à força, em sua residência no Tarumã, zona Oeste de Manaus. “Eles disseram que iriam retornar a minha casa com um mandado do órgão. Eu me dirigi ao CCZ para perguntar o motivo da captura dos meus animais e fui informada que a ação não procedia, que não tinha sido o CCZ”, afirmou.

Diante da denúncia, o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, solicitou uma investigação rigorosa do caso e disse que nenhuma equipe do CCZ está autorizada a entrar na casa das pessoas sem a permissão dos donos. “Faço um alerta à população de que recebemos essa denúncia de que há pessoas que estão se passando por funcionários do CCZ para capturar os animais de forma indiscriminada. Trabalhamos de forma responsável e nunca vamos às residências sem sermos chamados. Pedimos a parceria da população para denunciar estas pessoas para que possamos identificar e tomar as devidas providências”, solicitou Melo.

Sobre o CCZ

O CCZ é uma unidade de saúde pública que tem como atribuição fundamental prevenir e controlar as zoonoses (como raiva, leptospirose e leshmaniose visceral), desenvolvendo sistemas de vigilância sanitária e epidemiológica, executando suas funções por meio do controle de populações de animais domésticos (cães, gatos e animais de grande porte) e controle de populações de animais sinantrópicos (morcegos, pombos, ratos, mosquitos, abelhas entre outros). Essa ação é baseada em trabalhos educativos, que procuram esclarecer e contar com a colaboração e participação de toda a sociedade, complementada por ações legais e fiscais.

As carrocinhas são utilizadas para a remoção e captura específicas de animais que ofereçam riscos diretos à saúde pública, de forma humanitária e de acordo com regras do Conselho Federal de Medicina Veterinária.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Distrito de Saúde Rural prepara prevenção às doenças endêmicas durante carnaval

quinta-feira, fevereiro 20th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), por meio do Distrito de Saúde (Disa) Rural, abre nesta quinta-feira, dia 20, as inscrições para o concurso de Melhor Paródia em Forma de Marchinha de Carnaval. O concurso faz parte da programação das ações que serão desenvolvidas pelo Disa Rural, marcando o período carnavalesco e que vai abordar a prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DSTs/Aids), dengue, leishmaniose e malária.

O período de inscrição para o concurso de paródia seguirá até dia 28 de fevereiro, quando o Disa Rural promoverá, na comunidade Nossa Senhora do Livramento, localizada as margens do rio Tarumã-Mirim, a partir das 10h, evento carnavalesco com a apresentação do bloco “Foliões da Saúde”, abordando o tema “É bom brincar, se divertir e não se esquecer de prevenir”.

As inscrições para o concurso de paródia podem ser realizadas nas Unidades de Saúde Rural, sendo direcionado para comunitários e profissionais de saúde.

A técnica responsável pela programação, enfermeira Christiane Greyce Mendonça, explica que o evento foi organizado para o período antes do carnaval com o objetivo de alertar não apenas os moradores, mas também os grupos que estarão em deslocamento para retiros religiosos nas comunidades rurais.

“A programação vai levar em consideração as peculiaridades das comunidades rurais. Enquanto na área urbana o foco das ações de saúde no carnaval é a prevenção às DSTs/Aids, acidentes e casos de violência, devido ao grande número de foliões nas festas carnavalescas, na área rural a preocupação maior ocorre em relação ao grande fluxo de pessoas que participam dos retiros, contribuindo para o aumento de casos de doenças endêmicas, como malária e dengue”, destaca Christiane Mendonça.

O bloco contará com a participação das Unidades Básicas de Saúde Rural, incluindo as Unidades de Saúde Nossa Senhora do Livramento, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora Auxiliadora, Pau Rosa, Ada Viana, São Pelo e Ephigênio Salles.

O evento também terá concurso para a Melhor Fantasia e Folião Mais Animado. Todas as categorias do concurso levarão em consideração a abordagem criativa para a prevenção da dengue, leishmaniose, malária ou DSTs/Aids.

“O evento é uma forma lúdica para alertar sobre a ocorrência destes agravos, bem como divulgar as formas de transmissão, sinais e sintomas, diagnóstico, tratamento e a prevenção, em uma estratégia para que não ocorra um aumento do número de casos das doenças endêmicas nesta época do ano”, explica Christiane Mendonça.

O Disa Rural também já realizou ações de prevenção, mapeando as principais áreas de retiro e executando ações de borrifação e educação em saúde.

Durante o evento do dia 28, também haverá a distribuição de preservativos e de folders informativos sobre dengue, leishmaniose, malária e DSTs/Aids. O Disa Rural também vai ofertar testagem rápida para detecção de HIV, sífilis e hepatites virais, em posto montado na Marina do Davi, local de concentração para saída dos participantes até a comunidade de Nossa Senhora do Livramento, marcada para 8h30.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Terceira etapa da campanha de vacinação contra o HPV começa no dia 10 de março

quarta-feira, fevereiro 19th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está preparando a execução da terceira etapa da Campanha Municipal de Vacinação contra o HPV, para o combate ao câncer do colo de útero. A terceira etapa começará no dia 10 de março com a meta de vacinar 49.912 meninas de 11, 12 e 13 anos, que tomaram a primeira dose da vacina ainda no ano passado.

Assim como nas duas primeiras etapas, a Semsa vai disponibilizar a vacinação em 695 escolas municipais, estaduais e particulares, que atendem meninas na faixa-etária específica para a campanha. A previsão é de que a terceira etapa finalize no dia 31 de março, encerrando o esquema vacinal contra o HPV.

A chefe da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandez, informa que as meninas que não tomaram a segunda dose da vacina contra o HPV também poderão dar continuidade à vacinação. “Algumas meninas faltaram à aula no dia programado para a aplicação da segunda dose da vacina. Vamos tentar resgatar esse grupo. Em caso de transferência de escola, solicitamos que os pais procurem a escola anterior para buscar o cartão de vacina das filhas, apresentando o documento para a aplicação da nova dose”, explicou Isabel Hernandez.

A Campanha Municipal de Vacinação contra o HPV teve início no mês de setembro de 2013, quando começou a aplicação da primeira das três doses necessárias para a imunização. A primeira etapa atingiu 49.912 meninas e a aplicação da segunda dose foi em novembro do ano passado, atendendo 46.331 meninas.

Os pais e responsáveis devem ficar atentos à programação de cada escola sobre a data de vacinação, evitando que as alunas percam a oportunidade de imunização contra o HPV, vírus responsável por 90% dos casos de câncer de colo do útero – o tipo de câncer que mais atinge e que mais causa a morte de mulheres em toda a região Norte.

As meninas que não tomaram a primeira dose da vacina contra o HPV, disponibilizada no ano passado pela Prefeitura de Manaus, e que já estão dentro da faixa-etária selecionada, poderão aguardar a campanha nacional que será realizada pelo Ministério da Saúde, também no mês de março.

Sobre o HPV

O HPV é o agente causal de importante e prevalente infecção de transmissão sexual, que pode evoluir para o câncer. É considerado o vírus de transmissão sexual mais comum em função da facilidade de transmissão. Como dado científico, é possível afirmar-se que 60% das pessoas infectadas transmitem o vírus a seus parceiros em um único contato sexual.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio
Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde – Semsa: (92) 3236-8315

Manaus terá mais três locais para Teste de Detecção Rápida da Tuberculose

quarta-feira, fevereiro 19th, 2014

Com 1.841 novos casos de tuberculose, em 2013, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) ampliará o Teste Molecular Rápido para Tuberculose (TRM-TB) para mais três locais, nas zonas Norte, Sul e Oeste. Atualmente, o serviço funciona apenas no laboratório do Distrito Leste, no São José II. O novo teste substituirá a baciloscopia de escarro para o diagnóstico da forma pulmonar da doença e o resultado sai em até duas horas.

O Núcleo de Controle da Tuberculose do Departamento Municipal de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (DVAE), em parceria com os programas estadual e nacional de controle da Tuberculose, está trabalhando na expansão do projeto do Ministério da Saúde. A implantação está prevista para ocorrer, segundo o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, nesta segunda quinzena do mês de fevereiro de 2014.

Para o uso adequado das máquinas de detecção rápida da doença, profissionais da saúde, prioritariamente, médicos e enfermeiros,  participarão de um treinamento com duração de quatro horas no auditório da Vila Olímpica de Manaus, nos dias 20 e 21 de fevereiro de 2014, nos turnos da manhã e da tarde.

O Núcleo de Controle da Tuberculose da Semsa disponibilizará, para capacitação, 36 vagas para cada Distrito da área urbana (Leste, Norte, Oeste e Sul) e 16 vagas para o Distrito Rural. A prioridade de atendimento dos profissionais que atuarão na detecção rápida é para médicos e enfermeiros das Unidades Laboratoriais da Rede Saúde Manauara, como também as unidades que apresentem um maior número de sintomáticos respiratórios identificados em 2013.

O Teste Molecular Rápido (TMR) é um teste biomolecular, automatizado, simples, rápido e de fácil execução por parte dos laboratórios que detecta, simultaneamente, o bacilo causador da doença como também a resistência ao antibiótico rifampicina, com a análise do escarro.

“Com o novo teste vai ser possível aumentar a detecção dos casos de tuberculose pulmonar, em função da maior agilidade no diagnóstico e, também a redução da morbidade, mortalidade, transmissão da doença e do número de casos tratados de forma errada”, afirma a gerente do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica, Andrea Goulart Junho.

O teste foi aprovado pela ANVISA em 2009 e está disponível para uso também na rede privada. Em 2012, as cidades do Rio de Janeiro e Manaus fizeram testes de utilização das máquinas. Foi com este teste, e posterior aprovação, que o Ministério da Saúde resolveu implantar a detecção rápida em unidades de Saúde de algumas cidades brasileiras.

Atualmente, existem quatro máquinas de detecção rápida em Manaus: Duas no Ambulatório “Cardoso Fontes”, no centro de Manaus; uma no Hospital Tropical e uma na Unidade Laboratorial da Semsa do Distrito Leste, a rua J, s/nº, no São José II, ao lado da Policlínica Comte Telles. Outras três máquinas devem chegar à capital, ainda na segunda quinzena de fevereiro e devem ser direcionadas para as unidades laboratoriais dos Distritos Norte, Oeste e Sul.

Casos

No ano passado, o Brasil registrou 70.047 novos casos de tuberculose, sendo que 1.841 em Manaus. A taxa de incidência da doença no mesmo período foi de 36,1 para cada 100 mil habitantes e na capital amazonense é de 92 por cada 100 mil habitantes.

Sintomas

A tosse por mais de três semanas, com ou sem catarro, é o principal sintoma da tuberculose.  Qualquer pessoa com este sintoma deve procurar uma unidade de saúde para fazer o diagnóstico. Para atingir a cura, o paciente deve realizar o tratamento durante seis meses, sem interrupção, que é oferecido gratuitamente pelo SUS.

 

Departamento de Comunicação – Semsa

(92) 3236-8315, 8842-8370

decom.semsa@gmail.com

Semsa promove seminário de integração para novos servidores

segunda-feira, fevereiro 17th, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai realizar, dia 20 de fevereiro, seminário de integração direcionado para novos profissionais aprovados e convocados no concurso realizado em 2012. O seminário vai acontecer no auditório da Semsa (avenida Mário Ypiranga, nº 1695, Adrianópolis), das 09h às 12h, e reunirá especialistas em saúde de nível superior, especialistas em saúde médico e assistentes em saúde (nível médio).

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, informa que a Semsa vem realizando periodicamente o seminário para integrar e acolher os novos servidores. “O objetivo é promover a integração dos novos servidores à estrutura da Rede Municipal de Saúde. É também uma oportunidade dos servidores conhecerem a estrutura organizacional da Semsa, bem como dos direitos e deveres do servidor público”, destaca Evandro Melo.

O seminário deve reunir 190 novos servidores e irá abordar a missão, visão e valores da Semsa, informações sobre a Avaliação Especial de Desempenho (AED), que deve ser realizada durante o estágio probatório para a aquisição da estabilidade no serviço público, e sobre os serviços de assistência ao servidor como o setor de Serviço Social, Manausmed e Manausprev. Também haverá a apresentação da Rede Saúde Manauara, que é o modelo de Atenção à Saúde que investe no fortalecimento da Estratégia Saúde da Família e na consolidação da Atenção Primária.

A Prefeitura de Manaus realizou três convocações para os cargos de assistente e especialista em saúde do concurso realizado em 2012 (Edital Nº 008), totalizando em 1.071 servidores convocados e 886 que tomaram posse do cargo e entraram em exercício. Também foram realizadas duas convocações para o cargo de médico (Edital Nº 007), com 225 profissionais convocados para posse, sendo que 143 entraram em exercício.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa (92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Prefeitura prepara plano para reduzir impacto das cheias e vazantes dos rios

sexta-feira, fevereiro 14th, 2014

A Prefeitura de Manaus começou a desenvolver ações para reduzir o impacto das cheias e vazantes dos rios Negro e Amazonas na saúde da população e, assim, evitar surtos de doenças. Trata-se de um plano de contingência, que começou a ser elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com outras secretarias do município, e com o Governo do Estado. O plano compreende ainda a participação da sociedade civil.

A partir do plano, pretende-se reduzir casos de leptospirose (doença transmitida através do contato com a urina de ratos), de diarreias por consumo de água ou alimentos contaminados e de ataques por animais peçonhentos.

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explica que o plano é uma determinação do prefeito Arthur Neto e inclui a identificação das principais áreas de risco em Manaus e da população considerada em risco especial, como cadeirantes, idosos e pessoas portadoras de doenças crônicas. “Com o período chuvoso, muitas doenças são transmitidas por meio da água, alimentos e utensílios contaminados por micro-organismos presentes nas fezes humanas e urina de roedores. Por isso, estamos reforçando as ações de prevenção contra as doenças, com atividades de orientação junto aos moradores das áreas alagadas. O trabalho inclui orientação sobre o tratamento adequado da água para consumo, a destinação adequada do lixo doméstico, entre outros cuidados”, ressaltou Melo.

A Semsa já identificou áreas consideradas críticas em 16 bairros de Manaus, principalmente nas zonas Sul e Oeste. Segundo o sanitarista da Semsa, Romeo Fialho, atualmente, o rio Amazonas já apresenta um nível acima do registrado no mesmo período do ano passado. “Isso mostra que há risco do nível dos rios atingir a cota considerada de emergência, de 29 metros”, afirmou, lembrando que cerca de 30 mil pessoas vivem em áreas localizadas abaixo da cota de 30 metros e anualmente estão sujeitas às consequências das enchentes do rio Negro.

O plano abrange a distribuição de hipoclorito – trabalho que já foi iniciado – ações de educação em saúde, identificação de locais com infestação de ratos para desratização e orientações aos proprietários de estabelecimentos que comercializam alimentos com risco de contaminação. O trabalho será executado por profissionais do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Vigilância Ambiental e Epidemiológica (DVAE), Vigilância Sanitária (DVISA), da Estratégia Saúde Família e de Promoção à Saúde.

Também será realizado ainda este mês um treinamento com o tema “Abordagem Educativa nas Enchentes”, direcionado a agentes comunitários de saúde e de endemias sobre as ações a serem executadas e os agravos que podem surgir com as cheias.

Já foram identificadas áreas de risco nos bairros Presidente Vargas, São Geraldo, Nossa Senhora Aparecida, Educandos, Betânia, Raiz, São Raimundo, Glória, São Jorge, Santo Antônio, Mauazinho, Colônia Antônio Aleixo, Santa Etelvina, Nova Cidade, Colônia Terra Nova e Puraquequara.

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Eurivânia Galúcio
Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Estratégia da Semsa é selecionada para o Laboratório de Inovações do Ministério da Saúde

quinta-feira, fevereiro 13th, 2014

O “Processo de implantação da caderneta de saúde de adolescentes de Manaus”, pela Prefeitura de Manaus,  foi uma das 32 experiências executadas no Brasil, na área de Saúde do Adolescente, que foi selecionada para a participação da primeira oficina do Laboratório de Inovações sobre Boas Práticas na Atenção de Adolescentes e Jovens, marcada para os dias 25 e 26 de março, em Brasília.

A técnica do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Amandia Lima, explica que o laboratório de inovação é um espaço concebido e desenvolvido pelo Ministério da Saúde (MS), em parceria com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS – Brasil). “O objetivo é reunir, identificar e valorizar as práticas inovadoras na atenção à saúde de adolescentes e jovens. De acordo com a proposta do laboratório, o material reunido no novo espaço deverá ficar à disposição de gestores do Sistema Único de Saúde (SUS) que estejam em busca de respostas para problemas similares. O edital de 2013 recebeu 90 propostas de todas as regiões do País e, nesta primeira etapa, foram contempladas 32 experiências”, destaca Amandia Lima.

Durante a oficina a ser realizada no mês de março, haverá a apresentação de trabalhos de todas as regiões do Brasil para aprofundar e esclarecer pontos mais importantes das propostas selecionadas para o laboratório.

Proposta

A Semsa iniciou a implantação da Caderneta do Adolescente e da Adolescente no ano de 2010. A caderneta é um documento elaborado pelo Ministério da Saúde com orientações diversas sobre essa fase da vida (crescimento e desenvolvimento), abordando questões como a evolução do corpo feminino e masculino da infância à vida adulta. O documento também permite o registro de informações sobre o atendimento médico realizado nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), possibilitando acompanhar, por exemplo, a situação vacinal dos adolescentes.

Em Manaus, a estratégia de implantação da caderneta consistiu em um trabalho contínuo, iniciado com a orientação de gestores e de capacitação de profissionais de saúde em oficinas, trabalho que gradativamente foi descentralizado para os Distritos de Saúde e para as Unidades de Saúde.

Foram priorizadas, inicialmente, as UBSs incluídas no Programa Saúde da Escola (PSE). Os profissionais de saúde também participaram de capacitações onde foram abordados temas como o acesso do adolescente aos serviços de saúde e as questões éticas voltadas ao atendimento do adolescente. “O acompanhamento dos resultados de implantação da caderneta passou a ser realizado de acordo com as consultas de Crescimento e Desenvolvimento oferecidas nas UBSs. A partir daí, foi observado um aumento significativo do número de consultas que relacionamos com todo o processo de implantação da caderneta. As consultas passaram de 9.200, na faixa etária de 10 a 13 anos e 11 meses no ano de 2010, para 19.000 consultas no ano de 2012, ou seja, o número de consultas dobrou nesse período”, informa Amandia Lima.

Além disso, destaca Amandia Lima, a Semsa conta com mais da metade das Unidades de Saúde com a implantação do atendimento com a utilização das cadernetas do adolescente durante as consultas, em um total de 181 UBS’s, incluindo Unidades de Saúde da Família.

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Eurivânia Galúcio
Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Manaus sediará o XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno

quinta-feira, fevereiro 13th, 2014

Manaus foi o município escolhido para sediar o XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno e paralelamente o III Encontro Nacional de Alimentação Complementar Saudável (Enam/Enacs). O evento será no período de 24 a 28 de novembro e deve reunir três mil participantes e 400 trabalhos inscritos de todo o Brasil. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está a frente da organização do Encontro, em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam).

O evento é realizado anualmente por iniciativa da Rede Internacional em Defesa do Direito de Amamentar (Rede IBFAN Brasil), em parceria com o Ministério da Saúde(MS). Para a chefe do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente da Semsa, Ivone Amazonas, a escolha de Manaus para sediar o XIII Encontro Nacional de Aleitamento Materno é uma forma de reconhecer o compromisso do município em fortalecer as ações de promoção ao aleitamento materno e de incentivo à amamentação, bem como da alimentação complementar saudável.

“No município de Manaus, o índice de aleitamento materno tem aumentado nos últimos anos. Em 1999, 24,4% dos bebês até quatro meses encontravam-se em aleitamento materno exclusivo e em 2008 este número aumentou para 41% em crianças de até seis meses. Em 2012, chegamos aos dados relevantes, com 53,14% crianças de 0 a seis meses em aleitamento materno exclusivo”, informa Ivone Amazonas.

Ao longo do ano passado, o trabalho da Semsa de busca pela melhoria das condições para o aleitamento materno obteve reconhecimento com a entrega de certificados da Waba para 57 Unidades Básicas de Saúde do município. A Waba é uma rede mundial de organizações e indivíduos que acreditam que a amamentação é um direito de todas as crianças e mulheres, que se dedicam a proteger, promover e apoiar a causa.

Dezoito Unidades Básicas de Saúde do município também receberam certificação peloMinistério da Saúde (MS), como integrantes da Rede Amamenta Brasil, atualmente denominada Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil.

Segundo Ivone Amazonas, a “Estratégia Nacional para Promoção do Aleitamento Materno e Alimentação Complementar Saudável no SUS – Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil” tem como objetivo qualificar o processo de trabalho dos profissionais da atenção básica para reforçar e incentivar a promoção do aleitamento materno e da alimentação saudável para crianças menores de dois anos no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

Temática

Em 2014, o Enam/Enacs irá abordar o tema “Amamentação e Alimentação Complementar em Redes: qualidade de vida na Amazônia”, com ênfase aos direitos sociais e o direito à saúde, considerando a amamentação e a alimentação complementar como princípios fundamentais para a garantia de uma vida saudável e a redução dos riscos de doenças crônicas. Haverá ainda destaque para a defesa de práticas sustentáveis e de “não desperdício”, além do alerta para os perigos do consumo de alimentos processados.

Público

O evento é dirigido aos profissionais de saúde e grupos comunitários de apoio que trabalham com   a saúde de lactentes, de crianças na primeira fase da infância e de mulheres, incluindo professores, pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, além de fiscais da Vigilância Sanitária, gestores e técnicos municipais de saúde, profissionais de órgãos de Defesa do Consumidor, integrantes dos Conselhos Tutelares e Conselhos de Segurança Alimentar

“O evento é uma oportunidade para que os profissionais possam divulgar o trabalho que realizam e para que conheçam os trabalhos que estão sendo realizados em todo o Brasil na promoção do aleitamento materno. Também será um espaço propício para um amplo debate sobre a amamentação, contribuindo para o fortalecimento das ações das equipes de saúde e para a divulgação das pesquisas recentes sobre aleitamento materno”, explicou Ivone Amazonas. O período de inscrição dos trabalhos ainda será divulgado, mas deve compreender os meses de julho e agosto.

 

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Dvisa interdita e lacra supermercado na Eduardo Ribeiro

quarta-feira, fevereiro 12th, 2014

Fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária do Município (Dvisa) interditaram e lacraram, na tarde desta terça-feira (11), o Supermercado DB da Avenida Eduardo Ribeiro. A equipe chegou ao local após denúncias anônimas.

O supermercado foi interditado por violar vários artigos do Código Sanitário do Município e lacrado por apresentar risco iminente à saúde pública. Nove fiscais da Dvisa estiveram no local e constataram irregularidades, como falta de higiene, mau acondicionamento e manipulação incorreta de alimentos, maquinários enferrujados, produtos vencidos e fora da temperatura adequada, freezers em péssimo estado de conservação, entre outros problemas.

As irregularidades foram encontradas nas diversas seções do supermercado: área de frios, congelados, hortifrutigranjeiro, carnes, bebidas e produtos de limpeza.

No açougue do supermercado estavam produtos processados em bandejas e, de acordo com os fiscais da Dvisa, estes não poderiam estar na vitrine das carnes, apenas processados na frente dos clientes. Além disso, o fatiamento dos queijos não estava adequado, além de estar abaixo da temperatura recomendada.

A consumidora Aliete Abreu assistiu a fiscalização e comentou que a ação da Prefeitura é de grande importância para a saúde. “Não só o DB, mas outros supermercados da cidade apresentam irregularidades diversas. Eu fico feliz por entrar no supermercado e constatar que providências estão sendo tomadas por parte da Prefeitura”.

Produtos congelados como pizza, frango empanado e sobremesas estavam com datas de validade ilegíveis ou prazos vencidos.  De acordo com o fiscal Jorge Henrique, as informações da etiqueta dos produtos estavam em desacordo com os padrões da Dvisa. Nela, devem constar informações do nome do fabricante, nome do produto, peso, data de fabricação, data de validade e nº do registro.

Nas dependências do supermercado, foram encontrados ainda focos de fezes e urina de ratos. “O supermercado estava com equipamentos em péssimo estado de conservação. Encontramos a presença de vetores de baratas, ratos, além de problemas de ventilação. Pelo que vimos, são situações recorrentes neste supermercado. Por isso, tivemos que fazer esta interdição. O próprio artigo 13 do Código Sanitário fala que é proibido vender e armazenar todo e qualquer tipo de alimentos sem capacidade para tal” explicou a fiscal Cristiane Ruwer.

Na área reservada para o descanso dos funcionários, foi constatada iluminação inadequada, piso sujo e quebrado, armários velhos e quebrados, goteiras no teto, duto de ventilação enferrujado, lixo nos corredores, estando o local totalmente insalubre. Os banheiros também estavam sem os dispositivos adequados de higiene, como sabonete líquido, papel toalha e rolo de papel higiênico, além de estarem com o encanamento exposto.

Local foi autuado outras vezes

Segundo o Fiscal da Dvisa, Fabrício Barros, o local já havia sido autuado outras vezes e estava funcionando sem a licença do órgão. “A primeira penalidade já está acontecendo agora, que é a interdição temporária do supermercado e, cumulativamente, a multa que é determinada pela diretoria da Dvisa. A multa tem o teto máximo estabelecido pelo Código Sanitário, que é de 400 UFMs, ou seja aproximadamente R$ 30 mil. É necessário levar em consideração que a rede de supermercado já é reincidente. Ou seja, a multa pode ser aplicada de maneira dobrada: 800 UFMs” destacou.

Reportagem: Roberto Sena
Fotos: Karla Vieira / SEMCOM

Semsa e Susam alinham diretrizes para a melhoria do atendimento nos SPAs e nas UPAs

quarta-feira, fevereiro 12th, 2014

Técnicos da atenção básica da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), diretores dos Serviços de Pronto Atendimento (SPAs) e, ainda, técnicos da área de urgência e emergência da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) estiveram reunidos para trabalhar no processo de modelagem e qualificação dos serviços ofertados nas unidades de saúde. A reunião foi conduzida por consultores especializados na área de pronto-atendimento.

Nesta primeira reunião foram apresentadas as diretrizes de análise dos pontos negativos e positivos dos serviços ofertados nos SPAs e que, posteriormente, vão ser aplicados nas UPAs. Os profissionais vão fazer parte de um grupo de trabalho que vai reunir questões importantes para a melhoria do atendimento, especificamente, destas Unidades de Saúde.

O alinhamento das duas esferas de governo para o atendimento da população vai possibilitar o direcionamento organizado dos pacientes para as unidades corretas, ou seja, casos realmente graves vão ser atendidos nas unidades de urgência e emergência com a reorganização dos atendimentos posteriores, evitando a agudização dos estados dos pacientes. “Com a diminuição da sobrecarga nas unidades vai ser possível realizar um atendimento cada vez melhor dentro dos fluxos indicados pelos consultores que estão em Manaus”, afirma Moíza Carneiro, diretora do Departamento de Urgência e Emergência da secretaria de saúde do município.

Segundo o secretário executivo adjunto de Atenção Especializada da capital, Wagner Willian de Souza, “o grupo irá trabalhar sob a orientação dos especialistas com a intenção de dar maior qualidade aos serviços ofertados nestas unidades de saúde e até mesmo ampliar esses serviços”. Ele ainda ressaltou “nós estamos trabalhando em conjunto, na esfera estadual e municipal, vamos promover a integração nas redes de saúde das duas esferas de governo e consequentemente melhorar os serviços prestados à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas”.

Departamento de Comunicação – Semsa
Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior com apoio da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde – Susam
(92) 3236-8315, 8842-8370
decom.semsa@gmail.com

Professores de Manaus participam de capacitação para implantação do programa Fifa 11 pela Saúde

segunda-feira, fevereiro 10th, 2014

Vinte e dois professores, de 11 escolas da rede municipal de educação, foram selecionados para participar do processo de implantação, no município de Manaus, do Programa FIFA 11 pela Saúde. Para atuar no programa, os profissionais iniciarão na próxima semana um curso de capacitação promovido pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), em Brasília. Nesta sexta-feira (07), os professores estiveram reunidos para uma apresentação inicial do programa, no auditório da Semsa.

O programa foi lançado pela FIFA em 2009 e, no Brasil, tem a meta de atingir todas as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. A execução do programa será realizada em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os Ministérios do Esporte, da Educação e da Saúde, atendendo 11 escolas em cada uma das cidades-sedes.

A técnica responsável da área da Saúde do programa FIFA 11 pela Saúde em Manaus (ponto focal saúde), Aldacy Barroso, explica que o programa vai utilizar 11 mensagens em vídeo, gravadas por grandes ídolos do futebol, como Marta, Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo, para discutir temas direcionados ao esporte, à saúde, à educação e à cidadania.

“Cada uma das 11 escolas irá aplicar como metodologia a realização de 11 sessões de atividades com 90 minutos de duração, com dois tempos distintos de 45 minutos, como em uma partida de futebol. No primeiro tempo, chamado de “Jogue Futebol”, habilidades específicas do esporte são ensinadas às crianças. A segunda etapa, batizada de “Jogue Limpo”, acontecerá a partir da discussão sobre as 11 mensagens em vídeo baseadas em problemas globais de saúde, relacionando cada questão com um dos elementos do futebol, seja o drible, a defesa ou o trabalho em equipe”, descreve Aldacy Barroso.

FIFA 11 pela Saúde é direcionado para estudantes na faixa-etária entre 11 e 12 anos. Foram selecionadas em Manaus as seguintes escolas: Escola Municipal Maria Leide Amorim; Escola Municipal Profª Maria Lira Pereira; Escola Municipal Tereza Rosa Aguiar Abtibol; Escola Municipal Ana Mota Braga; Escola Municipal Vicente de Paula; Escola Municipal Senador Fábio Pereira de L. Bittencourt; Escola Municipal Joaquim Gonzaga Pinheiro; Escola Municipal Jorge Rezende Sobrinho; Escola Municipal Madre Tereza de Calcutá; Escola Municipal Álvaro César De Carvalho; e Escola Municipal Profº Nilton Lins.

Parceria

O programa será executado por meio da parceria entre as secretarias municipais de Saúde, de Educação e Esporte. A previsão é para que o processo de implantação na capital amazonense tenha início no dia 17 de fevereiro. Cada escola contará com dois professores, um do sexo masculino e o outro do sexo feminino, que executarão as atividades em parceria com equipes de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O coordenador local da FIFA para as ações do programa, médico Eduardo Telles de Menezes Stewien, destaca que o objetivo é encorajar a atividade física e promover hábitos saudáveis entre os estudantes, prevenindo ou minimizando fatores de risco para doenças. “Além disso, o programa também tem como foco motivar a permanência e o aprendizado das crianças na escola, abordando questões como a igualdade de gênero e o respeito para com as outras pessoas. A meta não é somente influenciar positivamente a saúde da criança, mas também colaborar na formação da pessoa enquanto cidadão”, afirma Eduardo Stewien.

As 11 sessões do programa abordarão os temas: Jogue Futebol; Beba água potável; Respeite meninas e mulheres; Siga uma dieta balanceada; Proteja-se contra o HIV e DST; Vacine-se; Evite as drogas, álcool e tabaco; Tome os remédios prescritos; Controle seu peso; Jogue limpo; e Lave suas mãos.

Apresentação

Os 22 professores que serão capacitados em Brasília, no período de 10 a 14 de fevereiro, participaram nesta sexta-feira (07), no auditório da Semsa, de uma apresentação inicial do programa, como preparação inicial para o treinamento organizado pela FIFA.

Para o educador físico Ricardo de Oliveira, da Escola Municipal Senador Fábio Pereira de Lucena (bairro Nova Esperança), existe uma grande expectativa para a participação no treinamento organizado pela FIFA e para a execução do programa em Manaus. “Vai ser mais uma ferramenta de trabalho que poderemos utilizar com os alunos, conciliando esporte e saúde. E as mensagens em vídeos de grandes ídolos de futebol serão um atrativo a mais para o envolvimento e o aprendizado das crianças”, afirma o educador físico.

Em cada escola selecionada, o programa deverá atingir um grupo de 35 alunos. Dependendo dos resultados do programa e das avaliações que serão realizadas ao longo das sessões, poderá ocorrer ampliação das ações para escolas inseridas no Programa Saúde na Escola (PSE).

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Eurivânia Galúcio
Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Onze escolas de Manaus são selecionadas para o programa FIFA 11 pela Saúde

sexta-feira, fevereiro 7th, 2014

Como uma das cidades-sede da Copa do Mundo de 2014, Manaus foi selecionada para participar do Programa FIFA 11 pela Saúde. Lançado em 2009 por iniciativa da Federação Internacional de Futebol (FIFA), o programa será executado no Brasil a partir deste ano, em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os Ministérios do Esporte, da Educação e da Saúde, atendendo 11 escolas em cada uma das 12 cidades-sede da Copa.

Em Manaus, uma reunião para apresentação prévia do programa acontecerá nesta sexta-feira (07), no auditório da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), na avenida Mário Ypiranga Monteiro, nº 1695, bairro Adrianópolis, das 8h30 às 11h. A reunião contará com a presença dos professores e gestores das 11 escolas selecionadas para o programa em Manaus.

Apresentação será feita pelo coordenador local da FIFA para as ações do programa, médico Eduardo Telles de Menezes Stewien.

A técnica responsável da área da Saúde do programa em Manaus (ponto focal saúde), Maria Aldacy Barroso Cordeiro, explica que o FIFA 11 pela Saúde tem como objetivo encorajar a atividade física e promover hábitos saudáveis entre os estudantes, prevenindo ou minimizando fatores de risco para doenças. “O programa foi lançado em 2009 e hoje já atinge 19 países em cinco continentes, beneficiando 50 mil crianças. A intenção é implantar o programa em todas as 12 cidades-sedes da Copa do Mundo da FIFA 2014 ainda no início deste ano, dando continuidade à expansão global do programa”, informa Maria Aldacy Cordeiro.

Metodologia

O programa utiliza como metodologia a execução, em cada escola, de 11 sessões de atividades com 90 minutos de duração, com dois tempos distintos de 45 minutos, como em uma partida de futebol. No primeiro tempo, chamado de “Jogue Futebol”, habilidades específicas do esporte são ensinadas às crianças. A segunda etapa, batizada de “Jogue Limpo”, acontecerá a partir da disseminação de 11 mensagens baseadas nos principais problemas globais de saúde, gravadas em vídeos que contam com a participação de 11 celebridades mundiais do futebol, entre eles: Neymar, Messi, Cristiano Ronaldo e Marta.

As sessões abordarão os temas: Jogue Futebol; Beba água potável; Respeite meninas e mulheres; Siga uma dieta balanceada; Proteja-se contra o HIV e DST; Vacine-se; Evite as drogas, álcool e tabaco; Tome os remédios prescritos; Controle seu peso; Jogue limpo; e Lave suas mãos.

O FIFA 11 pela Saúde é direcionado para estudantes na faixa-etária de 11 e 12 anos. Foram selecionadas em Manaus as seguintes escolas: Escola Municipal Maria Leide Amorim; Escola Municipal Profª Maria Lira Pereira; Escola Municipal Tereza Rosa Aguiar Abtibol; Escola Municipal Ana Mota Braga; Escola Municipal Vicente de Paula; Escola Municipal Senador Fábio Pereira de L. Bittencourt; Escola Municipal Joaquim Gonzaga Pinheiro; Escola Municipal Jorge Rezende Sobrinho; Escola Municipal Madre Tereza de Calcutá; Escola Municipal Álvaro César De Carvalho; e Escola Municipal Profº Nilton Lins.

Cada escola deve contar com dois professores, preferencialmente educadores físicos, sendo um do sexo masculino e o outro do sexo feminino, que executarão as atividades. Esses professores participarão de uma capacitação, que ocorrerá em Brasília, de 10 a 14 de fevereiro. As ações do programa passarão a ser executadas em Manaus a partir do dia 17 de fevereiro.

A proposta da FIFA é inserir cinco mil crianças brasileiras no programa antes da Copa do Mundo de 2014. “Dependendo dos resultados do programa, as ações poderão ser ampliadas para as escolas inseridas no Programa Saúde na Escola”, ressalta Maria Aldacy.

 

INFORMAÇÕES À IMPRENSA

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Manaus receberá mais 25 profissionais do “Mais Médicos”

quarta-feira, fevereiro 5th, 2014

Manaus receberá mais 25 profissionais do programa “Mais Médicos”  do governo federal até o fim deste mês. O novo grupo será formado por médicos estrangeiros ou brasileiros com diplomas emitidos em cursos de Medicina de outros países, além de um novo grupo de médicos cubanos inseridos por meio da cooperação técnica com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

A apresentação desse grupo de 25 profissionais faz parte da terceira chamada do programa “Mais Médicos” e que inclui, também, dez médicos brasileiros que já estão em Manaus e que irão iniciar atendimento a partir de quinta-feira (6). Estes dez médicos são profissionais formados nos cursos de Medicina oferecidos em Manaus.

A secretária municipal de Saúde em exercício, Lubélia Sá Freire, explica que os dez médicos brasileiros que estão iniciando atendimento esta semana integrarão o grupo de 33 profissionais do programa, 14 brasileiros e 19 estrangeiros, que já estão atuando em Manaus. “Os 33 médicos compõem 33 equipes da Estratégia Saúde da Família, atuando nos Distritos de Saúde Norte, Leste, Oeste e Rural. Cada equipe de saúde atende cerca de quatro mil pessoas. Com os dez novos médicos que irão iniciar atendimento esta semana, 40 mil pessoas deverão ser beneficiadas”, destaca Lubélia Freire.

Os dez médicos brasileiros que se apresentaram esta semana estão participando de uma capacitação que teve início nesta terça-feira (4) e será encerrada quarta-feira(5), na Escola do Legislativo da Assembleia Legislativa do Amazonas (ALEAM), sala 5, na Avenida Mário Ypiranga, Parque Dez, para apresentação do modelo de organização da Atenção Primária à Saúde e da estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Capacitação

A capacitação também aborda os temas: Atenção Primária em Saúde no contexto do Sistema Único de Saúde (SUS); Redes de Atenção em Saúde; Estratégia de Saúde da Família como ordenadora e coordenadora do novo modelo de atenção; Processo e trabalho da Estratégia de Saúde da Família: demanda programada, demanda espontânea, cuidado continuado; Vigilância em Saúde (dados epidemiológicos e sanitários); Planejamento em Saúde e Gestão por Resultados; Ciclos de Vida (Programas); Sistemas de Informação; Apoio Diagnóstico; Assistência Farmacêutica; Gestão do Trabalho; e Humanização.

Uma das participantes da capacitação é a médica Lindete Souza Oliveira, formada na segunda turma de Medicina da Universidade Federal do Amazonas, em 1972, com 41 anos de experiência médica. Ela viu na chamada do “Mais Médicos” uma oportunidade de voltar a atuar em Manaus depois de 30 anos trabalhando em Rondônia. “Eu fiz a inscrição no programa porque acho que posso ser útil para a população com a minha experiência, podendo ficar perto da minha família e também como forma de complementar a renda da aposentadoria”, destacou Lindete Oliveira.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Alunas que deixaram de tomar segunda dose contra o HPV poderão tomar vacina até sábado (08)

terça-feira, fevereiro 4th, 2014

Meninas que faltaram à escola no dia da segunda dose da vacinação programada contra o HPV terão uma nova oportunidade para tomarem a vacina. A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), está disponibilizando a dose até o próximo sábado (08), em dez unidades de saúde que funcionam em horário ampliado.

As unidades que estão disponibilizando a vacina funcionam de segunda a sexta-feira, de 7h às 21h, e aos sábados, das 8h às 13h. A meta é alcançar a vacinação de 3.581 meninas que ainda não tomaram a segunda dose.

A Campanha Municipal de Vacinação contra o HPV, para o Combate ao Câncer de Colo de Útero, teve início no mês de setembro de 2013, quando foi iniciada a aplicação da primeira das três doses necessárias para a imunização, tendo como público-alvo meninas de 11, 12 e 13 anos de idade. A primeira dose atingiu 49.912 meninas.

A aplicação da segunda dose foi iniciada no mês de novembro do ano passado e atingiu 46.331 meninas. “Com a retomada do período letivo, estamos disponibilizando novamente a vacina para as meninas que perderam a segunda dose na escola. Elas devem procurar uma das dez unidades de saúde com horário ampliado, apresentando o cartão de vacina que comprova a primeira dose. Essa é a última oportunidade para serem vacinadas com a segunda dose”, explica a subsecretária de Gestão da Saúde da Semsa, Lubélia Sá Freire.

A aplicação da terceira dose da vacina está programada para ter início no dia 10 de março, também nas escolas, tanto públicas quanto particulares, em um total de 695 instituições de ensino.

Confira quais unidades de saúde estão com horário ampliado:

DISTRITO DE SAÚDE NORTE

USA Balbina Mestrinho – Rua 17, nº 170, Núcleo II, Cidade Nova I. USA Sálvio Belota – Rua das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina.

UBS Áugias Gadelha – Rua A, nº 15, Cidade Nova I.

DISTRITO DE SAÚDE LESTE

UBS Amazonas Palhano – Rua Antônio Matias, s/nº, São José II.

USA Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi II

UBS Leonor Brilhante – Av. Autaz Mirim, s/nº, Tancredo Neves

DISTRITO DE SAÚDE SUL

UBS Dr. José Rayol dos Santos – Av. Constantino Nery, s/n, Chapada UBS Morro da Liberdade – Rua São Benedito, s/n. Morro da Liberdade

DISTRITO DE SAÚDE OESTE

UBS Leonor de Freitas – Avenida Brasil, s/nº, Compensa II.

UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/nº, Glória

Departamento de Comunicação – SEMSA
Reportagem: Eurivânia Galúcio
Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa
(92) 3236-8315
decom.semsa@gmail.com

Semsa intensifica vacinação contra sarampo

terça-feira, fevereiro 4th, 2014

Devido ao surto de sarampo em Fortaleza e em Pernambuco, a Prefeitura de Manaus está em alerta e iniciou nesta segunda-feira (3), a intensificação das ações de imunização contra a doença em Manaus. O objetivo é evitar que o sarampo chegue à capital amazonense, já que não são registrados casos há 14 anos.  “Considerando a notificação de 132 casos confirmados no Brasil em 2013, sendo 114 em Pernambuco, e de 20 casos suspeitos no Ceará em janeiro deste ano, a meta da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é evitar a reintrodução da doença no município e criar uma barreira contra a doença”, ressaltou a secretária municipal de Saúde, em exercício, Lubélia de Sá Freire.

A vacina está disponível em todas as 213 unidades de saúde da rede municipal, e a ação pretende proteger contra o sarampo as pessoas que não têm o esquema completo de vacinação da tríplice viral (sarampo, rubéola e caxumba), com público alvo nas crianças com idade a partir de 12 meses até 10 anos, adolescentes de 11 a 19 anos, e adultos (mulheres até 49 anos e homens até 39 anos. “O adulto que não tem a carteira de vacinação e está na dúvida se tomou a vacina ou não, deve ser vacinado”, orientou Lubélia.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, podendo se propagar rapidamente em ambientes fechados como escola e locais de trabalho. É ocasionada por vírus e transmitida de pessoa para pessoa por secreções das vias respiratórias como gotículas eliminadas ao tossir, espirrar e falar. Considerado uma doença potencialmente grave, pode acarretar sequelas como cegueira e surdez. Em gestantes, pode provocar aborto ou parto prematuro.

A secretária municipal de Saúde, em exercício, Lubélia de Sá Freire, explica que a intensificação da vacinação contra sarampo é uma medida preventiva. Segundo ela, o Estado do Ceará não registrava nenhum caso de sarampo há 15 anos, o que mostra a necessidade de manter a população alerta para a prevenção. “Manaus não registra nenhum caso de sarampo desde 2000, mas isso não significa que não há risco. Além disso, temos que considerar o tráfego intenso de pessoas entre o Estado do Amazonas e o Nordeste, principalmente no período de férias escolares”, alerta Lubélia Freire.

A vacina está disponível nas Unidades de Saúde que funcionam no horário das 8h às 17h, e nas 10 Unidades de Saúde com horário ampliado, de segunda a sexta, das 7h às 21h, e aos sábados das 8h às 13h. A recomendação é que a população procure a unidade de saúde mais próxima para a aplicação da vacina, apresentando, se houver, o cartão de vacina. “Para cada faixa etária há uma recomendação específica para a aplicação da vacina e os profissionais estão capacitados para orientar a população”, afirmou Lubélia Freire.

Sintomas

Além das manchas avermelhadas na pele, que começam no rosto e progridem em direção aos pés, podem aparecer os seguintes sintomas: febre, tosse, mal-estar, conjuntivite, coriza, perda do apetite e manchas brancas na parte interna das bochechas (exantema de Koplik).

Unidades de Saúde com horário ampliado:

DISTRITO DE SAÚDE NORTE

USA Balbina Mestrinho – Rua 17, nº 170, Núcleo II, Cidade Nova I
USA Sálvio Belota – Rua das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina
UBS Áugias Gadelha – Rua A, nº 15, Cidade Nova I

DISTRITO DE SAÚDE LESTE

UBS Amazonas Palhano – Rua Antônio Matias, s/nº, São José II.
USA Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi II
UBS Leonor Brilhante – Av. Autaz Mirim, s/nº, Tancredo Neves

DISTRITO DE SAÚDE SUL

UBS Dr. José Rayol dos Santos – Av. Constantino Nery, s/n, Chapada
UBS Morro da Liberdade – Rua São Benedito, s/n. Morro da Liberdade

DISTRITO DE SAÚDE OESTE

UBS Leonor de Freitas – Avenida Brasil, s/nº, Compensa II.
UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/nº, Glória

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Semsa avalia ações de combate às endemias

segunda-feira, fevereiro 3rd, 2014

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizou na sexta-feira, dia 31, a avaliação das ações de combate às endemias no ano de 2013. A programação aconteceu no auditório da Semsa, na Avenida Mário Ypiranga Monteiro, nº 1695, bairro Adrianópolis, das 8h às 17h, onde o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, se reuniu com os profissionais que atuam nos Distritos de Saúde Norte, Leste, Oeste, Sul e Rural.

Para o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, a avaliação das ações é uma atividade necessária para identificar as estratégias que tiveram êxito no combate às doenças endêmicas e as principais dificuldades encontradas na execução do trabalho. “A partir dessa avaliação, é possível avançar no combate às doenças, garantir um melhor atendimento para a população e elaborar estratégias mais eficientes para garantir a redução dos casos das doenças”, explicou Melo.

As doenças endêmicas de maior impacto sobre a população de Manaus são a malária, a dengue e a leishmaniose, transmitidas por insetos. Como cada uma dessas doenças apresenta especificidade própria, exigem estratégias diferentes para o controle da transmissão, dependendo também de questões ambientais. Em 2013, foram 5.264 casos de malária, 16.129 casos de dengue e 571 casos de leishmaniose.

No caso da malária, o município de Manaus registrou em 2013 uma redução de 45,7% no número de casos em relação a 2012, passando de 9.695 para 5.264 casos. “Lembrando que Manaus liderou por muitos anos a lista de municípios brasileiros com maior número de casos e hoje é o quarto município com mais casos no Amazonas e o oitavo em relação ao restante do Brasil, podemos considerar que há um avanço. Porém, é preciso que os profissionais de saúde e a população em geral estejam sempre atentos”, afirmou Evandro Melo.

A gerente de Vigilância Ambiental da Semsa, Márcia Larissa Menezes, ressaltou que uma das estratégias utilizada na redução da malária foi a intensificação da busca ativa dos casos suspeitos, iniciando o mais rapidamente possível o tratamento e reduzindo as chances de transmissão da doença. “Em 2013, em 31% dos casos conseguimos iniciar o tratamento dos pacientes em até 48h do início do surgimento dos primeiros sintomas. A meta é atingir um índice de pelo menos 70% dos casoscom início de tratamento em até 48h após os primeiros sintomas”, explicou a gerente.

Em relação à dengue, Manaus encerrou o ano de 2013 com 16.129 casos, sendo que em 2012 o número foi de 5.469 e em 2011 foram registrados 55.337 casos. Para garantir a redução da dengue em 2014, a Semsa iniciou em novembro do ano passado a estratégia “Dez Minutos Contra Dengue” com a aplicação de um check list de casa em casa, informando a população de que são necessários apenas dezminutos por semana para fazer uma checagem rápida no imóvel, verificando a existência de criadouros do mosquito, já que o ciclo da vida do Aedes Aegypti, do ovo até a fase adulta, leva cerca de sete a dez dias.

O check list já foi implantado em 93.495 imóveis e foram notificados 170 casos de dengue em janeiro. “Esse número representa uma redução em relação a janeiro de 2013, quando o número de notificações ficou em cerca de três mil. Apesar da redução significativa, a Semsa ainda está alerta na avaliação desses dados e mantendo as ações de prevenção”, destacou Márcia Larissa.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com

Prefeitura lança o programa Saúde Em Forma para pacientes com diabetes e hipertensão

segunda-feira, fevereiro 3rd, 2014

A Prefeitura de Manaus, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), começa a implantar, a partir de março deste ano, o Projeto “Saúde em Forma” nas dez unidades laboratoriais instaladas em todas as zonas geográficas da capital. De forma experimental, o projeto já está em prática na Unidade Básica de Saúde O-18, que fica na Vila Marinho, bairro Compensa, na zona Oeste da cidade.

“O projeto tem o objetivo de prevenir que pacientes diagnosticados com diabetes e hipertensão nas unidades laboratoriais tenham problemas de saúde mais graves”, afirma o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo.

Os pacientes serão encaminhados a pátios de igrejas, quadras e escolas onde serão acompanhados por educadores físicos em atividades que promovam a melhoria da qualidade de vida e a redução das taxas consideradas ruins e detectadas em exames de sangue.

Os educadores físicos estão sendo recrutados em universidades públicas e faculdades particulares para atuarem como estagiários. Cada um deles vai ter a possibilidade de incluir no currículo acadêmico a experiência dentro do projeto “Saúde em Forma”.  As orientações serão repassadas aos pacientes durante quatro dias na semana, três deles dedicados à atividade física e um com dicas e palestras sobre alimentação saudável.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) a prática de atividade física regular reduz mortes prematuras, doenças do coração, acidente vascular cerebral, câncer de colo de útero e mama e diabetes tipo 2, e, ainda, atua na prevenção e redução da hipertensão arterial e obesidade. O sedentarismo é considerado pela OMS o inimigo número 1 da saúde pública.

Seguem abaixo as unidades para implantação do projeto “Saúde em Forma”, em cada uma das zonas geográficas:

SUL

- UBS Morro da Liberdade;

- UBS-53;

NORTE

- UBS N – 30;

- UBS N – 34;

- UBS Armando Mendes ;

LESTE

- UBS Avelino Pereira;

- UBS Lago do Aleixo;

- UBS Ivone Lima;

- UBS Geraldo Magela;

OESTE

- UBS O -19;

- UBSF O -18;

RURAL

- UBS – Livramento;

- UBSF – 42 Enfermeira Isolda Maria Fonseca.

 

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

(92) 3236-8315, 8842-8370

decom.semsa@gmail.com

CCZ realiza até 15 atendimentos de pragas urbanas por mês

quinta-feira, janeiro 30th, 2014

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) realiza entre 12 e 15 atendimentos mensais para o combate de pragas urbanas. As principais demandas estão relacionadas à infestação de ratos, insetos e pombos. Para cada tipo de praga, o CCZ realiza procedimentos diferenciados. O chefe do setor de Remoção e Captura do CCZ, biólogo Felipe de Souza Pinheiro, explica que o CCZ, a partir de cada demanda, realiza uma avaliação técnica do local para iniciar os procedimentos necessários.

“O CCZ avalia e, conforme o caso, inicia o combate àquilo que chamamos de “quatro As”: acesso, abrigo, água e alimentação, quatro fatores determinantes que podem facilitar o surgimento das pragas urbanas”, explicou Felipe Souza.

De acordo com o biólogo, quando a demanda é referente à presença de roedores, o CCZ executa uma avaliação do local para verificar a necessidade de eliminação de possíveis “atrativos” para os animais, como é o caso de lixeiras, seguida de avaliação do produto químico adequado para a desratização e a aplicação do veneno.

No caso de infestação de pombos, o CCZ realiza uma visita técnica para verificar os fatores que propiciam o aparecimento dos animais. “Como são animais protegidos por legislação ambiental, o CCZ elabora um relatório orientando sobre a eliminação dos fatores ambientais que permitem o surgimento da infestação de pombos”, explicou Felipe Pinheiro.

Quando se trata de infestação por insetos, o CCZ também executa trabalho de orientação e recomenda a contratação de empresas de desinsetização, lembrando que o Departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa) exige que as empresas apresentem certificado de Controle de Pragas Urbanas para a liberação de licença de funcionamento.

O CCZ também é notificado pelo Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Dveam) quando há notificação de casos suspeitos de leptospirose, doença transmitida pelo contato com a urina do rato. “Nesses casos, o CCZ faz uma investigação ambiental no local de residência do paciente ou local de trabalho para verificar os fatores de risco e, se for o caso, realizar a desratização”, ressalta Felipe Pinheiro.

As demandas da população podem ser encaminhadas pelo telefone 3625-2655 ou na sede do próprio CCZ, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h, localizada na avenida Brasil s/n, Compensa I, próximo à sede da Secretaria Municipal de Limpeza e Serviços Públicos (Semulsp).

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315 – (92) 8842-8370

decom.semsa@gmail.com

Semsa recebe mais 10 profissionais do programa “Mais Médicos”

quinta-feira, janeiro 30th, 2014

O município de Manaus irá receber na próxima segunda-feira, dia 03, mais dez profissionais do programa federal “Mais Médicos”. Os médicos vão integrar o grupo de 33 profissionais do programa, 14 brasileiros e 19 estrangeiros, que já está atuando em Manaus.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, esse novo grupo de profissionais é formado por médicos brasileiros com
registro no Conselho Regional de Medicina (CRM). “A maior parte desse grupo de médicos é composta de profissionais amazonenses que se formaram recentemente na Universidade Federal do Amazonas ou na Universidade do Estado do Amazonas”, informa Evandro Melo.

Os dez médicos devem apresentar a documentação oficial na segunda-feira, dia 03, na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), e nos dias 04 e 05 de fevereiro irão participar de capacitação abordando a Atenção Primária em Saúde, com informações sobre a Rede de Atenção em Saúde; Estratégia Saúde da Família como reordenadora do modelo de atenção; Processo de trabalho; Estratégia Saúde da Família: demanda programada e demanda espontânea; Cuidado Continuado e Vigilância em Saúde (dados epidemiológicos e sanitários). A partir do dia 06, médicos já deverão estar atuando nas Unidades de Saúde.

Ainda no mês de fevereiro, o município de Manaus receberá mais dois grupos de profissionais do “Mais Médicos”. O primeiro irá se apresentar no dia 20, sendo formado por médicos estrangeiros ou brasileiros com diplomas emitidos em cursos de medicina de outros países. No dia 26, a previsão é para que haja a apresentação de um novo grupo de médicos cubanos.

“A Semsa solicitou nesta terceira chamada do programa um total de 35 profissionais. Porém, como a Prefeitura de Manaus pretende inaugurar 17 novas Unidades de Saúde ainda neste semestre, sendo duas delas com duas equipes da Estratégia Saúde da Família, provavelmente faremos uma nova chamada ainda em abril para mais 20 médicos. Assim, será possível atingir a  meta de aumentar em 10%, ainda este ano, a cobertura de atendimento da população que ainda não tem acesso ao modelo de atenção da Estratégia Saúde da Família”, explica Melo.

Juntamente com a ampliação do número de médicos nas áreas onde não há cobertura da Estratégia Saúde da Família, a Semsa tem ampliado o acesso a medicamentos e estabelecendo ações para acelerar a realização e a emissão dos resultados dos exames laboratoriais. O objetivo é aumentar o nível de resolutividade dos serviços na Atenção Primária.

Atuação – O município de Manaus conta hoje com 33 profissionais do “Mais Médicos”, que atuam exclusivamente nas Unidades Básicas de Saúde da Família, atendendo, cada um, cerca de quatro mil pessoas. É o caso do médico cubano Yunio Yero, formado em medicina há 10 anos e que atua na Unidade Básica de Saúde da Família – Norte 56, localizada no bairro Lago Azul, KM 02 da AM – 010 (Manaus-Itacoatiara).

Atuando há dois meses em Manaus, Yunio Yero assumiu o cargo na UBS – N 56 porque o médico anterior morava muito longe da comunidade e queria ser transferido para outra UBS mais próxima da residência.

O atendimento à população é realizado atendendo às diretrizes da Estratégia Saúde da Família, que foca na saúde integral das famílias, sendo responsável pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma área geográfica delimitada, com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e agravos mais frequentes, e na manutenção da saúde desta comunidade.

Na UBS – N 56, Yunio Yero tem atendido principalmente pacientes portadores de doenças crônicas, como diabetes, hipertensão, e pacientes que sofrem com o alcoolismo e o tabagismo. No caso das crianças, os principais problemas são as doenças respiratórias e parasitárias.

“A receptividade da população, da equipe da UBS e das instituições de saúde têm sido muito boa. A população é humilde, mas muito disciplinada e educada, e não temos tido dificuldade de comunicação nas consultas médicas. No final, sempre gosto de perguntar de entenderam tudo e, se for o caso, explico novamente. Algumas pessoas reclamam que o tempo de duração da consulta médica é um pouco longo, mas eu gosto de avaliar o paciente de forma mais completa possível”, revela Yunio Yero.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Cláudia Barbosa

(92) 3236-8315

decom.semsa@gmail.com