Archive for the ‘noticias’ Category

Diagnóstico precoce é estratégia para combater a tuberculose

quinta-feira, março 26th, 2015

comtuberc (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) realizou no ano passado 18.246 exames para o diagnóstico e controle da tuberculose, 1.459 exames a mais que em 2013. O aumento do número de exames faz parte do esforço realizado pela rede municipal de saúde para detectar de forma precoce os casos de tuberculose e manter o controle do desenvolvimento da doença entre os pacientes que já foram diagnosticados. Em 2014, Manaus registrou 1.937 casos novos de tuberculose, representando uma taxa de incidência de 107,5 casos por 100 mil habitantes.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explicou que o diagnóstico precoce da tuberculose é essencial para que o tratamento do paciente seja bem sucedido e para interromper o ciclo de transmissão da doença. “A tuberculose é uma doença infectocontagiosa transmitida através do contato com o chamado bacilo de Koch. A transmissão é direta, de pessoa para pessoa, e acontece quando alguém com tuberculose expele, ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotas de saliva que contêm o bacilo. O diagnóstico precoce é essencial porque o risco de transmissão é reduzido depois do início do tratamento com os medicamentos adequados”, reforça Homero de Miranda Leão.

Com parte das ações que marcam o Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, 24 de março, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) estão reforçando durante toda a semana a busca ativa de casos suspeitos de tuberculose. Qualquer pessoa que apresente os sintomas da doença, principalmente tosse por mais de três semanas, com ou sem catarro, deve procurar uma UBS para realizar o exame.

A gerente de Apoio e Diagnóstico da Semsa, farmacêutica-bioquímica Helaine Virgolino, ressalta que durante todo o ano as UBSs realizam de forma rotineira a coleta de material de exame para a realização do teste. “São 53 postos fixos e 36 postos itinerantes de coleta, além dos quatro laboratórios distritais localizados nas zonas Norte, Leste, Oeste e Sul”, informa Helaine Virgolino.

Os quatro laboratórios distritais também foram capacitados para a realização do Teste Rápido Molecular para Tuberculose (TRM-TB), que substituiu a Baciloscopia Direta do Escarro, utilizada há mais de 100 anos como principal método para o diagnóstico da tuberculose.

O teste é automatizado, simples, de rápida e fácil execução por parte dos laboratórios e detecta simultaneamente o Mycobacterium tuberculosis e a resistência à rifampicina (uma das medicações utilizadas no tratamento da doença), diretamente no escarro, em menos de duas horas, com resultado em tempo hábil e com risco mínimo de contaminação para o profissional de laboratório.

A implantação do teste aconteceu em agosto de 2014 e até fevereiro de 2015 já foram realizados aproximadamente 2.700 testes rápidos, dos quais 262 foram positivos para a tuberculose (9,7%) e 29 apresentaram resistência à Rifampicina (1,07%).

Sintomas

Além da tosse, a tuberculose apresenta sintomas como febre, sudorese, cansaço, dor no peito, falta de apetite e emagrecimento. Nos casos mais avançados, pode aparecer escarro com sangue. O tratamento nas UBSs é gratuito e deve ser iniciado imediatamente após o diagnóstico.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: José Nildo

Japiim recebe Unidade Móvel de Saúde da Mulher

quinta-feira, março 26th, 2015

unidmoveissaude (2)

A partir desta quinta-feira, 26, uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher passará a atender no bairro Japiim, zona Sul, oferecendo exames de mamografia e ultrassonografia (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mamas). A Unidade Móvel ficará estacionada no bairro até o dia 1º de abril, na rua 31 de Março, 70, conjunto 31 de Março, no estacionamento da Unidade Básica de Saúde (UBS) Japiim.

Diariamente, a Unidade Móvel oferecerá 40 vagas para exames de mamografia e 50 para ultrassonografia. Para realizar a mamografia, mulheres com até 39 anos de idade devem apresentar requisição médica, documento de identidade e CPF. Mulheres com 40 anos ou mais não precisam da requisição médica e devem apresentar somente os documentos pessoais.

Na realização do exame de ultrassonografia, a paciente necessita apresentar requisição médica, RG e CPF. No caso da ultrassonografia das mamas, ainda é necessário levar o último exame de mamografia.

Atendimento prorrogado

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) oferece atendimento à população em outras três Unidade Móveis de Saúde da Mulher, que atualmente estão localizadas no bairro Puraquequara, na comunidade Campos Sales (bairro Tarumã) e na comunidade Buritis (bairro Nova Cidade).

Na comunidade Buritis, o serviço foi prorrogado até o dia 8 de abril, para garantir atendimento à grande demanda identificada. Uma Unidade Móvel de Saúde Odontológica e outra de Médico-Laboratorial também estão realizando atendimento no local.

Um módulo completo de Unidades Móveis de Saúde (Mulher, Odontológica e Médico-Laboratorial) também estão atendendo na comunidade Campos Sales, na rua Jacamim, ao lado da igreja Batista Bíblica, onde a oferta do serviço  foi prorrogada até o dia 15 de abril. A demanda para atendimento nas Unidades Móveis Médico-Laboratorial e Odontológica no Campos Sales está em 100% da capacidade dos serviços oferecidos. Já na Unidade Móvel de Saúde da Mulher, a demanda está ocupando, em média, apenas 35% das vagas oferecidas diariamente para exames de mamografia e 74% das vagas para ultrassonografias.

O bairro Puraquequara também está recebendo um módulo completo com as Unidades Móveis estacionadas na rua Barroso, em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) Dr. Platão Araújo. O atendimento no bairro acontecerá até o dia 1º de abril.

A lista com a programação completa das Unidades Móveis, com locais e serviços, pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br.

 

Fotos:Assessoria de comunicação

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Dia Internacional de Combate ao Racismo é comemorado com ações de Saúde em Manaus

terça-feira, março 24th, 2015

A Prefeitura de Manaus, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), promoveu no sábado, 21, um ciclo de atividades nas Unidades Básicas de Saúde de Horário Ampliado do Distrito de Saúde (Disa) Norte em comemoração ao Dia Internacional de Combate ao Racismo. A programação incluiu palestras, distribuição de folderes, apresentação de vídeos, grupos de capoeira, além de oferta de serviços e rodas de conversa.

As UBS Sálvio Belota, localizada na rua das Samambaias, 786, Santa Etelvina; Balbina Mestrinho, rua 17, 170, Núcleo 3, Cidade Nova I; Armando Mendes, rua 5, s/n, Conjunto Manôa, Cidade Nova funcionaram das 8h às 13h, oferecendo ainda aferição de pressão arterial, glicemia capilar e testes rápidos para HIV.

“Não existe e nunca existirá qualquer diferença no tratamento entre nossos usuários e essas atividades alertam para essa questão. Qualquer discriminação é uma agressão à vida humana. Não devemos discriminar ninguém por conta das diferenças”, disse o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A estimativa preliminar é de que as unidades tenham recebido a média de 900 usuários no período de atendimento e a ação comemorativa envolveu aproximadamente 90 servidores da Semsa entre médicos, cirurgião dentista, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Luta contra a discriminação - O dia 21 de março foi instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) como o Dia Internacional de Luta pela Eliminação da Discriminação Racial em memória do Massacre de Shaperville, quando 20 mil negros protestavam em Jhoanesburgo, na África do Sul, contra a lei do passe, que os obrigava a portar cartões de identificação, especificando os locais por onde eles podiam circular. Mesmo sendo uma manifestação pacífica, o exército atirou sobre a multidão e o saldo da violência foi de 69 mortos e 186 feridos. A partir do episódio de Shaperville, ocorreram avanços rumo às conquistas da população negra pelo mundo.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

FOTOS – MARINHO RAMOS/SEMCOM

Gerente de Jornalismo: Lívia Nadjanara

decom.semsa@gmail.com

Profissionais de saúde de todo o Estado discutem, em Manaus, o controle da tuberculose

terça-feira, março 24th, 2015

Profissionais de saúde dos municípios amazonenses estão reunidos em Manaus participando do II Simpósio Estadual de Tuberculose. O evento teve início na manhã da segunda-feira, 23, no auditório Berlamino Lins, da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas, e segue até quarta-feira, 25, e faz parte da programação pelo Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, em 24 de março.

Para discutir as estratégias de combate à doença e às dificuldades encontradas nos serviços de saúde para a redução do número de casos no Amazonas, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) participa do simpósio, organizado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), por meio da coordenação municipal do Programa de Controle da Tuberculose.

Para o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, o município de Manaus e o Estado do Amazonas devem buscar priorizar cada vez mais as ações de combate à tuberculose. “O trabalho dos gestores da saúde é elaborar os instrumentos necessários para facilitar a ação dos profissionais que atuam diretamente nos serviços de saúde, simplificando as ações para que sejam mais rápidas e eficientes”, afirmou Homero de Miranda Leão.

O diretor presidente da FVS, Bernadino Albuquerque, explicou que o simpósio também é uma oportunidade para avaliar as ações desenvolvidas nos municípios do interior e atualizar as equipes sobre os novos direcionamentos do Ministério da Saúde no combate à doença. “A tuberculose é um dos principais problemas de saúde pública no estado do Amazonas e que precisa ser discutida para se atingir uma redução significativa no número de casos”, destacou Bernadino.

Casos – O município de Manaus registrou no ano passado 1.937 casos novos de tuberculose, representando um taxa de incidência de 107,5 casos por 100 mil habitantes. De acordo com a chefe do Núcleo de Controle da Tuberculose, Lucianne Maria Aguiar de Almeida, a tuberculose é uma doença com estreita relação com questões de vulnerabilidade socioeconômica.

“Cada vez mais vem sendo observado que os pacientes atendidos apresentam situações como ausência de moradia adequada, de emprego e de renda, assim como déficit nutricional e abuso de álcool e outras drogas. São situações que representam desafio para o alcance das metas de cura, já que os serviços de saúde não possuem governabilidade para o enfrentamento desses fatores”, explicou Lucianne.

A Semsa vem desenvolvendo estratégias para fortalecer a estrutura da rede de Apoio e Diagnóstico, uma vez que o diagnóstico da doença permite o início do tratamento e, consequentemente, a redução no risco de transmissão.

Uma dessas estratégias foi a implantação do Teste Rápido Molecular para Tuberculose (TRM-TB) nos quatro laboratórios distritais da rede municipal de saúde, realizada no ano passado. É um teste automatizado, simples, de rápida e fácil execução por parte dos laboratórios e detecta simultaneamente o Mycobacterium tuberculosis, bacilo transmissor da doença, e a resistência à rifampicina (uma das medicações utilizadas no seu tratamento), diretamente no escarro, em menos de 2 horas.

“A implantação do teste contribuiu para a maior agilidade no diagnóstico e para o início mais precoce do tratamento recomendado para cada caso. Essa estratégia, caso seja aliada à redução do percentual de abandono ao tratamento, trará como benefício a redução da morbimortalidade por tuberculose e do número de casos tratados erroneamente”, reforça Lucianne Almeida.

Programação – Para marcar o Dia Mundial de Luta contra a Tuberculose, a Semsa também intensificou as ações de comunicação, mobilização social e educação em saúde durante esta semana nas unidades de saúde, para ampliar o conhecimento da população sobre os sinais, sintomas e impactos socioeconômicos da doença.

A meta, para 2015, é manter a ações de educação em saúde para a comunidade em geral, trabalhadores, usuários dos serviços públicos de saúde e escolares, e intensificar as atividades de busca ativa de casos suspeitos da doença (Sintomáticos Respiratórios), dos pacientes que estejam faltosos ao tratamento, evitando um futuro abandono, e dos contatos domiciliares dos casos de tuberculose para descobrir precocemente novos casos.

A Semsa também pretende instituir ainda nesse primeiro semestre de 2015, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência Social, uma rede de apoio social para prestar atendimento mais adequado aos pacientes sem emprego e renda, buscando melhores condições para o tratamento e a cura da tuberculose.

 

Foto:Assessoria de comunicação

Ações de prevenção, com mobilização das comunidades, mantêm redução nos casos de dengue

segunda-feira, março 23rd, 2015

mobildengue (2)

Com 449 casos de dengue notificados nos meses de janeiro e fevereiro deste ano em Manaus, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) registra uma redução de 45% no número de casos da doença em relação ao mesmo período de 2014. Para o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, a manutenção na queda do número de casos da doença é um reflexo das ações de prevenção que a Prefeitura de Manaus, por meio de parceria entre instituições públicas e privadas, vem executando durante todos os meses do ano.

“O trabalho de prevenção à dengue faz parte da rotina diária dos serviços de saúde e é feito de forma intersetorial envolvendo empresas, escolas, associações de bairros, igrejas e secretarias municipais, entre outras instituições. O mais importante é que a população esteja sempre alerta para colaborar no controle do mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya”, ressaltou Homero de Miranda Leão.

De acordo com Homero de Miranda Leão, além de ações educativas junto à sociedade, a Semsa realiza atividades de monitoramento e controle dos criadouros do mosquito Aedes Aegypti e o controle químico com aplicação de larvicidas.

Passeata – Uma das ações educativas de combate à dengue promovida pelo órgão municipal aconteceu na manhã desta sexta-feira, 20, com uma mobilização e passeata no bairro Vila da Prata, zona Oeste de Manaus. O evento reuniu moradores da comunidade, alunos da Escola Eliana Lúcia e representantes do grupo de idosos do bairro. A programação foi iniciada na quadra do Complexo Esportivo do Bairro Vila da Prata, com apresentação sobre as formas de prevenção, seguido de passeata e distribuição de panfletos informativos com orientações sobre a utilização do checklist 10 Minutos contra a Dengue.

A gerente do Distrito de Saúde Oeste (Disa Oeste), Altemira Diniz de Lima, explicou que o Vila da Prata é um dos quatro bairros da zona Oeste que apresentaram no último Levantamento de Índice Rápido para Aedes Aegypti (LIRAa), realizado em janeiro de 2015, um maior risco para a proliferação do mosquito transmissor da dengue e a febre chikungunya. As outras localidades foram os bairros Santo Antônio e Nova Esperança, e o conjunto Ajuricaba (Alvorada).

“A zona Oeste registrou nestes primeiros meses de 2015 uma redução de 40% no número de casos de dengue em comparação com o mesmo período do ano passado, mas é importante manter o trabalho de sensibilização para que os moradores continuem mobilizados verificando a própria residência, evitando locais que acumulam água e podem permitir a proliferação do mosquito”, alertou Altemira Lima.

Para a comerciante Elizete Chaves, que mora há 30 anos no bairro Vila da Prata, o trabalho de mobilização precisa ser contínuo e cada morador deve fazer a sua parte no controle da doença. “Quase toda a minha família já contraiu dengue, mas há quatro anos não temos a doença. E estou sempre atenta verificando os locais que possam ter água empossada e eliminando os objetos que acumulam água”, relatou Elizete Chaves.

A recomendação é para que a população verifique a própria casa e quintal pelo menos uma vez por semana, já que o ciclo da vida do mosquito Aedes aegypti, do ovo até a fase adulta, leva cerca de 7 a 10 dias. Seguindo o chek list distribuído pelos profissionais de saúde, em apenas 10 minutos é possível verificar toda a residência, principalmente calhas, lajes, caixas-d’água, prato de plantas, garrafas, vasilhas guardadas no quintal e outros recipientes que possam servir como criadouros do mosquito.

Chikungunya - Quanto à febre chikungunya, a Semsa registrou, no ano passado, 23 casos suspeitos da doença e este ano foram notificados 18 casos. Desse total, apenas sete casos foram confirmados até o momento em laboratório, todos importados de países vizinhos. Nos casos suspeitos, os profissionais da área de endemias realizam ações de bloqueio da doença na localidade onde ocorre a notificação para garantir que o vírus não se propague. No Brasil, apenas o Amapá e algumas cidades da Bahia apresentam epidemia de chikungunya. Nos outros estados, ainda que tenha ocorrido registro de casos importados, não foi observada transmissão local.

Fotos:Assessoria de comunicação

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: José Nildo

Gerente de Jornalismo: Lívia Nadjanara

decom.semsa@gmail.com

Médicos convocados de concurso devem se apresentar na Semsa até dia 22 de abril

sexta-feira, março 20th, 2015

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) inicia na próxima segunda-feira, 23, o prazo para apresentação dos 24 médicos aprovados no concurso realizado em 2012 e que foram convocados para atuação na Maternidade Moura Tapajóz. O grupo de médicos foi nomeado por meio de decreto no Diário Oficial do Município (DOM) no dia 13 de março. A data para apresentação dos profissionais foi publicada no DOM na terça-feira, 17, em edital de convocação.

Foram nomeados cinco médicos ginecologistas-obstetras, nove neonatologistas e dez pediatras. Os médicos têm até o dia 22 de abril para se apresentar na sede da Semsa, avenida Mário Ypiranga Monteiro, 1695, Adrianópolis, das 8h às 12h, onde receberão as orientações necessárias quanto aos procedimentos pré-admissionais e checagem de pré-requisitos para a posse. Mais informações podem ser obtidas no telefone 98842-8251.

Essa é a sétima convocação de médicos aprovados no concurso da Semsa, do Edital nº 007/2012, realizado em 2012 e que ofereceu 520 vagas para profissionais médicos em diversas especialidades. “Com essa nova convocação, a Semsa completa a nomeação de 384 médicos. Cada convocação ocorre de acordo com a necessidade dos serviços de saúde e considerando de forma responsável as condições orçamentárias do município de Manaus”, explicou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

O concurso realizado em 2012 para cargos da Semsa foi prorrogado por mais dois anos, até julho de 2016, por meio dos Decretos de Nº 2.782, de 14 de maio de 2014, e de Nº 2.783, de 14 de maio de 2014. Além de vagas para profissionais médicos, foram ofertadas 1.390 vagas para cargos de Especialista em Saúde (nível superior) e de Assistente em Saúde (níveis médio, médio técnico e fundamental).

 

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Parceria entre Semsa e Vemepa é renovada para a inclusão de mais de 150 cumpridores de pena

quarta-feira, março 18th, 2015

parceriavemepa (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Vara de Execuções de Medidas e Penas Alternativas (Vemepa), do Tribunal de Justiça do Amazonas, renovaram termo de cooperação técnico-institucional para o acompanhamento e execução de medidas e penas alternativas. De acordo com o termo de cooperação, a Vemepa encaminha pessoas que precisam cumprir medidas e penas alternativas para a prestação de serviços em uma Unidade de Saúde da rede municipal. O termo foi assinado na manhã da terça-feira, 17, pelo secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, e a juíza da Vemepa, Telma de Verçosa Roessing.

Desde 2004, a Semsa é uma das entidades parceiras da Vemepa, recebendo cumpridores de penas que prestam serviços nas UBSs atuando em atividades como auxiliar de serviços gerais ou auxiliar administrativo, de acordo com a necessidade dos serviços. Atualmente, 100 UBSs participam da parceria recebendo aproximadamente 150 cumpridores de medidas e penas alternativas.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que a parceria traz benefícios tanto para o serviço público como para a sociedade. “A pessoa que cumpre a medida alternativa contribui para o funcionamento do serviço e a Semsa, por meio das Unidades de Saúde, tem a oportunidade de contribuir para a reintegração social. Os diretores são orientados para o acolhimento dessas pessoas, que terminam as penas tendo uma nova visão do serviço público e com mais conhecimento na saúde pública, podendo continuar a contribuindo para a sociedade”, destaca Homero de Miranda Leão.

O termo de cooperação também permite que a Semsa possa utilizar os recursos financeiros que são arrecadados por meio das medidas e penas de prestação pecuniária. A juíza Telma Roessing explica que anteriormente a prestação pecuniária era feita diretamente à Unidade de Saúde, de acordo com a necessidade identificada em cada local, mas que a partir da Resolução 154 do Conselho Nacional de Justiça/2012, os valores decorrentes da pena devem ser depositados em um fundo vinculado à Vemepa. “Com isso, as entidades parceiras poderão utilizar os fundos mediante apresentação de projetos que tenham finalidade social e que atendam os critérios estabelecidos pela resolução do CNJ”, explicou a juíza.

Os projetos poderão ter um valor mínimo de R$ 5 mil e máximo de R$ 10 mil. No dia 15 de abril a Vemepa planeja realizar uma reunião com gestores das UBSs para informar sobre os critérios para os projetos. A Semsa pretende garantir que os recursos da prestação pecuniária sejam aplicados em projetos executados especificamente nas UBSs, onde ocorre o primeiro atendimento à população.

Fotos: Assessoria de comunicação

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Lívia Nadjanara

decom.semsa@gmail.com

Unidade Móvel de Saúde da Mulher inicia atendimento no Puraquequara

quarta-feira, março 18th, 2015

unidmoveissaude (2)

Uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher iniciou atendimento no bairro Puraquequara, zona Leste, na segunda-feira, 16. Com a oferta de exames de mamografia e ultrassonografia, a Unidade Móvel ficará estacionada na rua Barroso, em frente à Unidade Básica de Saúde Dr. Platão Araújo, até o dia 1º de abril.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) disponibiliza para a população quatro Unidades Móveis de Saúde da Mulher e cada uma oferece, semanalmente, 200 vagas para exames de mamografias e 250 para ultrassonografias (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mamas).

Para realizar o exame de mamografia, mulheres com até 39 anos de idade devem apresentar requisição médica, documento de identidade e CPF.

Para mulheres com 40 anos ou mais, é necessário apresentar somente os documentos pessoais. No caso do exame de ultrassonografia, a paciente deve apresentar requisição médica, RG e CPF. Para realizar a ultrassonografia das mamas, a mulher precisa apresentar o último exame de mamografia.

Além da Unidade Móvel de Saúde da Mulher, a Semsa também está mantendo no Puraquequara, desde o dia 4 de março, uma Unidade Móvel Odontológica e outra Médico-Laboratorial, oferecendo atendimento odontológico ambulatorial e acesso a consultas com médico clínico geral e pediatra, exames preventivos (papanicolau), serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia.

A lista com a programação completa das Unidades Móveis pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br.

Fotos: José Nildo

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Gestores e técnicos de 246 UBS recebem capacitação visando metas para 2015

terça-feira, março 17th, 2015

Gestores e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) participaram de atividades de capacitação oferecidos pelo órgão numa iniciativa de que visa o alcance de metas de atuação de cada um dos cinco Distritos de Saúde (Disa) de Manaus. A programação foi realizada durante as últimas três semanas, com os cursos de “Monitoramento e Avaliação de Indicadores Prioritários de Saúde” e “Implantação de Equipes de Saúde”, para atualizar as informações sobre os processos de cumprimento das metas para 2015, treinamento com atuação prática dos gestores e a apresentação dos trabalhos e das metas de atuação dos Disas.

O curso foi realizado na Escola de Serviço Público Municipal (ESPI), envolvendo profissionais de 246 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital, em que ficaram estabelecidas ainda metas para o desenvolvimento de ações de prevenção a doenças como tuberculose, hanseníase, malária e dengue. “As outras ações prioritárias de saúde estão relacionadas à cobertura vacinal, realização de exames, consultas médicas, implementação de programas de combate à hipertensão e ao diabetes e, ainda, a visita dos Agentes Comunitários de Saúde que vão criar a atmosfera perfeita para a concretização das estratégias de saúde”, disse o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Todas as ações foram discutidas para a definição de estratégias e a criação das metas que possam atender a realidade local de cada unidade. Os Disas e os Departamentos serão responsáveis pelo acompanhamento técnico e avaliação da implementação das ações. “Aqui nosso objetivo é levantar as prioridades de atuação, dentro dos 147 indicadores que já existem. Para o nosso sistema de saúde municipal, 23 são os mais importantes para a nossa estratégia de atuação”, disse a enfermeira Nayara Maksoud.

Implementação dos Indicadores

Os indicadores prioritários em nível de Gestão serão implantados por 28 Apoiadores Institucionais. Eles também recebem orientação, em outro curso realizado na Escola de Serviço Público Municipal (ESPI). Depois da definição das ações prioritárias, os profissionais da Semsa vão para as Unidades promover a implementação das ações.

“Esses técnicos estarão prontos para aplicar as metas das ações prioritárias, criadas em nível de gerência. Eles vão estar na ponta do serviço municipal de saúde, do atendimento em todas as unidades. Nós queremos que os resultados deste trabalho seja a melhoria no atendimento da população em nossas unidades de saúde”, disse a coordenadora da Estratégia Saúde da Família da Semsa, Núbya Rodrigues.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Prefeitura nomeia 24 médicos aprovados em concurso para atuação na Maternidade Moura Tapajóz

terça-feira, março 17th, 2015

A Prefeitura de Manaus publicou na última sexta-feira, 13, decreto no Diário Oficial do Município (DOM) nomeando 24 médicos aprovados no concurso realizado em 2012 para o quadro de pessoal da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Foram nomeados cinco médicos ginecologistas-obstetras, nove médicos neonatologistas e dez médicos pediatras. O decreto de nomeação pode ser acessado por meio do site http://dom.manaus.am.gov.br.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, informa que todos os 24 médicos irão compor o quadro de pessoal da Maternidade Moura Tapajóz, localizada na Compensa, que oferece atendimento hospitalar à mulher no período da gravidez, parto e puerpério, bem como assistência ao recém-nascido. No ano passado a maternidade realizou aproximadamente 3 mil partos.

“O reforço do quadro de pessoal da maternidade faz parte do trabalho que vem sendo realizado pela Semsa para qualificar cada vez mais o atendimento às mulheres grávidas e aos recém-nascidos, além de fortalecer o combate à mortalidade materna e infantil”, destacou Homero de Miranda Leão Neto.

Os novos servidores nomeados terão um prazo para comparecer na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) a partir de segunda-feira, dia 23, para orientação quanto aos procedimentos pré-admissionais e checagem de pré-requisitos. As informações definitivas sobre o período de apresentação, datas, horário e local serão publicadas no DOM ainda esta semana por meio de edital de convocação.

O concurso realizado em 2012 ofereceu 1.390 vagas para cargos de Especialista em Saúde (nível superior) e de Assistente em Saúde (níveis médio, médio técnico e fundamental), e 520 vagas para profissionais médicos em diversas especialidades. Já foram nomeados 384 médicos. Nos cargos de Especialista em Saúde e de Assistente em Saúde, a Semsa convocou 1.685 candidatos aprovados, inclusive do cadastro de reserva.

O prazo de validade do concurso da Semsa realizado em 2012 foi prorrogado por mais dois anos, até julho de 2016, por meio dos Decretos de Nº 2.782, de 14 de maio de 2014, e de Nº 2.783, de 14 de maio de 2014.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Livia Nadjanara

decom.semsa@gmail.com

Gestores e técnicos de 246 UBS recebem capacitação visando metas para 2015

segunda-feira, março 16th, 2015

Gestores e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) participaram de atividades de capacitação oferecidos pelo órgão numa iniciativa de que visa o alcance de metas de atuação de cada um dos cinco Distritos de Saúde (Disa) de Manaus. A programação foi realizada durante as últimas três semanas, com os cursos de “Monitoramento e Avaliação de Indicadores Prioritários de Saúde” e “Implantação de Equipes de Saúde”, para atualizar as informações sobre os processos de cumprimento das metas para 2015, treinamento com atuação prática dos gestores e a apresentação dos trabalhos e das metas de atuação dos Disas.

O curso foi realizado na Escola de Serviço Público Municipal (ESPI), envolvendo profissionais de 246 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital, em que ficaram estabelecidas ainda metas para o desenvolvimento de ações de prevenção a doenças como tuberculose, hanseníase, malária e dengue. “As outras ações prioritárias de saúde estão relacionadas à cobertura vacinal, realização de exames, consultas médicas, implementação de programas de combate à hipertensão e ao diabetes e, ainda, a visita dos Agentes Comunitários de Saúde que vão criar a atmosfera perfeita para a concretização das estratégias de saúde”, disse o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Todas as ações foram discutidas para a definição de estratégias e a criação das metas que possam atender a realidade local de cada unidade. Os Disas e os Departamentos serão responsáveis pelo acompanhamento técnico e avaliação da implementação das ações. “Aqui nosso objetivo é levantar as prioridades de atuação, dentro dos 147 indicadores que já existem. Para o nosso sistema de saúde municipal, 23 são os mais importantes para a nossa estratégia de atuação”, disse a enfermeira Nayara Maksoud.

Implementação dos Indicadores

Os indicadores prioritários em nível de Gestão serão implantados por 28 Apoiadores Institucionais. Eles também recebem orientação, em outro curso realizado na Escola de Serviço Público Municipal (ESPI). Depois da definição das ações prioritárias, os profissionais da Semsa vão para as Unidades promover a implementação das ações.

“Esses técnicos estarão prontos para aplicar as metas das ações prioritárias, criadas em nível de gerência. Eles vão estar na ponta do serviço municipal de saúde, do atendimento em todas as unidades. Nós queremos que os resultados deste trabalho seja a melhoria no atendimento da população em nossas unidades de saúde”, disse a coordenadora da Estratégia Saúde da Família da Semsa, Núbya Rodrigues.

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Semsa participa de ações de prevenção às doenças renais crônicas

sexta-feira, março 13th, 2015

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) participou, na quinta-feira, dia 12, da mobilização sobre a prevenção e a importância do diagnóstico precoce da Doença Renal Crônica. A ação marca o Dia Mundial do Rim, e é realizada em todo o mundo sempre na segunda quinta-feira do mês de março, todos os anos. Em Manaus, a programação ficou sob a coordenação da Regional Amazonas da Sociedade Brasileira de Nefrologia.

A programação acontecerá no Centro Social Urbano do Parque 10, das 17h às 21h, quando a população terá acesso a informações sobre as doenças renais crônicas, com distribuição de material educativo, e poderá ter contato com profissionais de saúde especializados para tirar dúvidas.

“A Doença Renal Crônica consiste em lesão renal e geralmente perda progressiva e irreversível da função dos rins. O diabetes, a pressão alta e as doenças do coração são fatores de risco. Caso não haja o diagnóstico precoce e o tratamento na sua fase inicial, a doença renal crônica pode ocasionar a necessidade de tratamento com hemodiálise ou mesmo transplante de rim”, explica o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

A presidente da Regional Amazonas da Sociedade Brasileira de Nefrologia, Karla Petruccelli, ressalta que a edição 2015 do Dia Mundial do Rim irá focar no tema “Rins Saudáveis para todos”, estimulando a prevenção por meio da prática de hábitos de vida saudáveis e do diagnóstico precoce.

“O mundo vem assistindo, ao longo das duas últimas décadas, a um crescimento exponencial da incidência da Doença Renal Crônica. Hábitos alimentares inadequados como o consumo excessivo de sal, o envelhecimento da população e o descontrole dos fatores de risco têm implicado no surgimento de novos casos, resultando em uma epidemia silenciosa que cada vez mais preocupa as autoridades de saúde pública”, reforça Karla Petruccelli.

De acordo com Petruccelli, existem hoje, no Brasil, mais de 100 mil pessoas dependentes de diálise, mais que o dobro do registrado no ano de 2000, quando havia aproximadamente 40 mil pessoas precisando de hemodiálise. A hipertensão (35%) e diabetes (30%) representam as principais causas da Doença Renal Crônica.

“Esses números estão relacionados apenas às fases mais adiantadas e tardias da doença. A estimativa é que para cada paciente em diálise existam entre 20 e 25 pessoas com algum grau de doença renal crônica ainda sem sintomas. Por isso, é essencial reforçar as informações sobre a doença junto à população para que as pessoas possam entender a importância da prevenção”, destaca.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Livia Nadjanara

decom.semsa@gmail.com

Semsa promove oficina para turma de Residência Multiprofissional

sexta-feira, março 13th, 2015

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) promoveram na quinta-feira, 12, uma oficina com o tema “Cuidando do Cuidador”, encerrando as atividades da turma de Residência Multiprofissional em Saúde na Unidade Básica de Saúde (UBS) Josephina de Mello, na zona Leste.

A Residência Multiprofissional é resultado de uma parceria entre a Semsa e a Ufam iniciada em 2010, envolvendo profissionais da equipe do Hospital Universitário Getúlio Vargas (HUGV) que prestam serviço em Unidades de Saúde da rede municipal. A Semsa recebe uma turma de residentes a cada ano.

A assistente social da Gerência de Educação na Saúde (Gesau/Semsa), Elizabeth Ferreira Bezerra, explicou que a residência é uma forma de qualificar esses profissionais, integrando o ensino, os serviços de saúde e a comunidade. “É um instrumento que vem contribuindo para a construção de um trabalho coletivo na melhoria da qualidade dos serviços de saúde oferecidos à população. Na UBS Josephina de Mello, a turma da residência atuou durante quatro meses e envolveu profissionais das áreas de farmácia, fisioterapia, nutrição, psicologia, educação física e enfermagem”, destacou Elizabeth Bezerra.

A oficina “Cuidando do Cuidador” aconteceu na UBS Josephina de Mello e reuniu 20 representantes da comunidade que de alguma forma atendem pessoas da própria família que precisam de cuidados especiais, como é o caso de pessoas acamadas. “A atividade foi realizada com o objetivo de oferecer suporte e apoio aos comunitários que são cuidadores”, explicou a assistente social.

Durante a cerimônia de encerramento, representantes da Ufam também realizaram a entrega de certificados aos profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) que trabalham na UBS e desempenharam o papel de preceptores durante a residência multiprofissional.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Meta da Prefeitura de Manaus é vacinar 45 mil meninas contra o HPV

quarta-feira, março 11th, 2015

Como parte das ações de combate ao câncer de colo de útero, a Prefeitura de Manaus, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), pretende vacinar 45.757 meninas de 9 a 11 anos de idade contra Papiloma Vírus Humano, o HPV. A meta representa 80% do total da população estimada de meninas na faixa etária indicada para a vacinação em Manaus. A partir desta terça-feira, 10, a vacina já pode ser encontrada em 171 Unidades de Saúde, como parte da lista de rotina de vacinas oferecidas à população.

Tomar a vacina contra o HPV na adolescência é uma das ações de prevenção ao câncer de colo de útero, doença que tem alta incidência na região Norte. “Os pais e responsáveis devem orientar as meninas na faixa etária de 09 a 11 anos a procurar uma Unidade de Saúde e tomar a vacina. É preciso apresentar apenas a Caderneta da Adolescente ou o cartão de vacina”, informou a subsecretária de Gestão da Saúde da Semsa, Lubélia de Sá Freire.

Para garantir a eficácia da vacina quadrivalente contra HPV é necessário que a menina tome as três doses programadas, sendo que a segunda deve ser aplicada depois de seis meses da primeira e a terceira após cinco anos. A Semsa também estará vacinando as meninas que iniciaram a vacinação nas campanhas de 2013 e 2014, mas que ainda não completaram o esquema vacinal com todas as doses da vacina.

Uma nova forma de oferta da vacina será para mulheres com idade entre 9 a 26 anos vivendo com HIV, que poderão ser imunizadas contra o HPV nos Serviços de Acompanhamento Especializado em HIV/Aids (SAEs), mediante apresentação da prescrição médica.

Lubélia Freire lembra ainda que o câncer de colo de útero pode ser prevenido com as consultas e exames como o papanicolau (preventivo), disponíveis nas UBSs e nas Unidades Móveis de Saúde. “Fazendo isso, de forma periódica, de acordo com a recomendação médicas, as mulheres têm chances de evitar completamente o câncer ou de detectar a doença logo no início, aumentando as possibilidades de cura”, reforçou a subsecretária.

Para a costureira Marise da Silva Santos, que levou a neta de 11 anos para ser vacinada contra o HPV na UBS Leonor Brilhante, no bairro Tancredo Neves, a imunização é uma forma de ficar mais tranquila quanto à prevenção do câncer. “Eu me preocupo muito com a minha neta porque aos 37 anos fui diagnosticada com o início dessa doença. Como o diagnóstico foi precoce, fiz o tratamento, a doença não se desenvolveu e fiquei curada. Agora temos a vacina disponível e fico mais segura quanto à saúde da minha neta”, destacou Marise.

A população pode encaminhar suas dúvidas para o e-mail imunização.semsa@pmm.am.gov.br, canal criado pela Semsa para atender diretamente aos interessados.

 

Departamento de Comunicação – SEMSA

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Gerente de Jornalismo: Livia Nadjanara

Fotos:Assessoria de comunicação

Prefeitura vai disponibilizar vacina contra o HPV em 171 Unidades de Saúde

sexta-feira, março 6th, 2015

A partir da próxima terça-feira, 10, a vacina quadrivalente contra o HPV, que previne a ocorrência do câncer do colo de útero, estará disponível na rotina de serviço das 171 Unidades de Saúde da rede municipal que possuem sala de vacina. O público-alvo são meninas de 9 a 11 anos e o serviço faz parte do Calendário Nacional de Vacinação.

No momento da vacina não é obrigatório o acompanhamento de pais ou responsáveis, nem assinatura de termos de autorização ou recusa. A menina deverá apresentar apenas a sua Caderneta da Adolescente ou o próprio cartão de vacina. O esquema da aplicação quadrivalente inclui três doses, sendo que a segunda dose deve ser aplicada depois de seis meses e a terceira após 60 meses da primeira dose.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explica que a estimativa é de que Manaus tenha atualmente uma população de 57.196 meninas com idade entre 9 e 11 anos e a meta é vacinar, no mínimo, 80% desse público-alvo. “As meninas que participaram das campanhas em 2013 e 2014 e não receberam todas as doses da vacina também poderão procurar as Unidades de Saúde, mas devem comprovar a vacinação anterior apresentando o cartão de vacina”, informa Homero de Miranda Leão.

A Prefeitura de Manaus e o Governo do Estado iniciaram a oferta da vacina contra o HPV em 2013, considerando a alta incidência e mortalidade por câncer de colo de útero na região Norte.  Mesmo com alta incidência, é um tipo de câncer que apresenta forte potencial de prevenção e cura quando diagnosticado precocemente por meio de consultas regulares ao ginecologista e pela realização regular dos exames recomendados. “A vacinação para a prevenção do HPV é mais uma das estratégias que está sendo disponibilizada para a população na prevenção da doença e é importante que todas as meninas completem o esquema vacinal para que a imunização seja garantida”, destaca o secretário.

Em 2013, na vacinação contra o HPV, 9,6 mil meninas não completaram o esquema vacinal. Em 2014, um total de 6,7 mil meninas não receberam a segunda dose da vacina.

Novidade

Este ano, a imunização contra o HPV também estará disponível nos Serviços de Acompanhamento Especializado em HIV/Aids (SAEs) para beneficiar mulheres com idade entre 9 e 26 anos vivendo com HIV, mediante apresentação da prescrição médica.

O esclarecimento de dúvidas pode ser feito pelo e-mail imunização.semsa@pmm.am.gov.br.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Rede municipal de saúde ganha 17 novos profissionais do “Mais Médicos”

sexta-feira, março 6th, 2015

Os 17 profissionais aprovados no último edital do programa “Mais Médicos”, do Ministério da Saúde, foram recebidos em uma atividade de acolhimento promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), nesta quinta-feira, 5. Os médicos selecionados são do Amazonas, Amapá, Pará, Bahia e do Peru –naturalizados brasileiros – e atenderão a todos os Distritos de Saúde (Disas) de Manaus.

Os médicos brasileiros e naturalizados contemplados no edital iniciam suas atividades nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da Estratégia Saúde da Família a partir de segunda-feira, 9.  Serão dois para o Disa Sul, cinco para o Disa Oeste, um para o Disa Norte, oito para o Disa Leste e um para o Disa Rural. “O reforço médico é sempre muito bem-vindo em nossas unidades de saúde. Na medida em que eles são integrados, aumentamos o número de atendimentos e estamos garantindo a saúde da população que procura nossos serviços nas Unidades Básicas”, avaliou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Com a chegada dos médicos, a rede municipal de saúde passa a dispor de 105 profissionais oriundos do “Mais Médicos”. Eles terão carga horária de 40 horas semanais, sendo 32 horas nas UBSs e oito horas na especialização em Saúde da Família. A remuneração dos profissionais será de R$ 10,5 mil/mês, contrapartida efetuada pelo Ministério da Saúde. “Os profissionais vão nos ajudar a suprir cem por cento das necessidades da Estratégia Saúde da Família, o que nos dá a certeza de resultados diretos na qualidade do atendimento em nossas unidades”, ressaltou a subsecretária de gestão em saúde, Lubélia Sá Freire.

Para o médico Humberto Daza, a oportunidade de prestar serviços à comunidade é ímpar. “Estar próximo aos pacientes, trabalhando na Estratégia Saúde da Família é uma experiência que vou levar para o resto da minha vida e, quem sabe, para o meu país também”, disse o médico peruano naturalizado brasileiro. A experiência no serviço público também foi ponto de convergência entre os novos integrantes da rede municipal de saúde, tendo na atenção básica a formação de um legado profissional rico. “Tenho certeza de que vai ser uma experiência única, pois, para atuar na medicina precisamos encontrar com os casos que surgem nas comunidades”, afirmou Célia.

 

O programa

O “Mais Médicos” faz parte de um planejamento que prevê melhoria do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde, por intermédio de investimentos em infraestrutura de hospitais e unidades básicas de saúde, além de proporcionar maior número de profissionais médicos para regiões onde há déficit. As vagas são oferecidas prioritariamente a médicos brasileiros interessados em atuar nas regiões onde faltam profissionais. Em casos de não preenchimento de todas as vagas, o Brasil aceitará candidaturas de estrangeiros, com a intenção de resolver esse problema, que é emergencial para o país.

A primeira turma de médicos do programa chegou à Manaus em março de 2013 e a segunda em junho de 2014. Atualmente, o Brasil possui 1,8 médicos a cada mil habitantes e esse índice é menor que em outros países, como a Argentina (3,2), Uruguai (3,7), Portugal (3,9) e Espanha (4). O programa visa diminuir essa carência que também reflete na distribuição desigual de médicos nas regiões, em que 22 estados possuem número de médicos abaixo da média nacional.

 

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: José Nildo

Comunitários das zonas Norte e Leste destacam propostas para a saúde em seus bairros

sexta-feira, março 6th, 2015

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, reuniu-se com mais de 30 comunitários de bairros das zonas Norte e Leste para ouvir demandas relacionadas a estas áreas da cidade. Entre as solicitações, estavam a construção de novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), a disponibilização de unidades móveis (carretas) e o reforço de Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) para visita domiciliar.

Durante a reunião, o secretário agradeceu ao convite dos comunitários e ressaltou a importância do diálogo com os usuários, como orienta o prefeito Arthur Virgílio Neto. “É essencial atualizarmos rotineiramente as necessidades da saúde da população e nosso compromisso é dispor de todos os recursos possíveis para resolvermos as demandas que surgem”, explicou o secretário.

A representante comunitária Marilene de Souza Ferreira, do Santa Inês, bairro da zona Norte de Manaus, declarou que a presença da estrutura municipal em encontros como esse reforça o laço entre a comunidade e o poder público em busca de melhoria no atendimento. “Reconhecer que existem coisas a melhorar é o primeiro passo. É a primeira vez que um secretário de saúde vem até aqui para saber o que precisamos. Tenho certeza que ele vai conversar com o prefeito Arthur Neto para mostrar o que é necessário fazer e isso mostra que nossas demandas estão próximas de serem atendidas”, disse.

Todas as comunidades representadas no encontro entraram em uma programação de visitas técnicas de equipes da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) a fim de reunir informações mais precisas sobre equipamentos urbanos de saúde nas proximidades e, a partir dessa coleta de dados, apresentar um plano de ações para atender as necessidades apontadas.

 

Nova UBS na zona Centro-Oeste

Na zona Centro-Oeste, no bairro Alvorada 3, a Semsa planeja a instalação de uma nova UBS, no local onde hoje funciona o Centro de Endemias da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS). A estrutura prevista para o espaço é de duas equipes multidisciplinares, com estimativa de capacidade de atendimento para oito mil usuários da área.

 

Foto: José Nildo

LOCALIZAÇÃO DAS UNIDADES MÓVEIS DE SAÚDE

sexta-feira, março 6th, 2015

Campos Sales recebe serviços de três Unidades Móveis de Saúde até o dia 8 de abril

quarta-feira, março 4th, 2015

Desde esta quarta-feira, 4, moradores do loteamento Campos Sales, no Tarumã, zona Oeste, começaram a contar com os serviços de três Unidades Móveis de Saúde da Prefeitura de Manaus preparadas para oferecer serviços odontológicos, médico-laboratoriais e de atendimento à mulher até o dia 8 de abril. As unidades estão localizadas na rua Jacamim, esquina com a Aracuã, s/n, com funcionamento diário de 8h às 17h.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, a ação planejada para atender o bairro por mais de 30 dias visa oferecer aos usuários dessa área atendimentos odontológicos ambulatoriais, além de acesso às consultas com médicos (clínico geral e pediatra), realização de exames preventivos (papanicolau), serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia. As unidades estão preparadas para oferecer os serviços diariamente, com a distribuição de senhas para aqueles que buscam atendimento pela primeira vez ou mesmo aqueles que vêm encaminhados pelas Unidades Básicas de Saúde mais próximas para a realização de exames.

“A missão do Programa Saúde Manaus Itinerante é atender aqueles que mais precisam e, para isso, buscamos identificar aqueles locais de maior dificuldade de acesso aos equipamentos de saúde para ir até lá levar os serviços”, explicou William Terra, gerente do programa. A expectativa para as atividades no bairro Campos Sales é de que apenas a Unidade Móvel de Saúde da Mulher tenha a capacidade total para oferecer 800 mamografias e mil ultrassonografias no período em que permanecer no bairro, sempre pela manhã e à tarde, de segunda a sábado.

Em meio a dezenas de pessoas que aguardavam atendimento nas primeiras horas da manhã, a dona de casa Ana Cristina Gonçalves, 40, moradora do Campos Sales há 14 anos, revelou a sua satisfação com a oferta dos serviços. “Estou muito satisfeita, pois só nessa manhã eu já fiz mamografia e o preventivo, e já volto à tarde para a consulta com o clínico geral. As carretas vieram em boa hora. Quando eu soube que iam oferecer esses serviços aqui no bairro eu tratei de vir e trouxe minhas vizinhas e amigas da igreja”, comemorou.

Para o membro da Associação dos Moradores do Campos Sales, Francisco Eli Fernandes, a atenção para as necessidades da comunidade na área da saúde é um avanço significativo diante das dificuldades enfrentadas. “Com as carretas aqui, está tudo caminhando certo. Estamos fazendo nossa parte também de convidar todos os que precisam para aproveitarem a oportunidade de fazer suas consultas e seus exames”, ressaltou.

A programação de atendimento das Unidades Móveis de Saúde no Campos Sales e em outros endereços na capital pode ser acessada no semsa.manaus.am.gov.br.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: Assessoria de comunicação

Residentes começam a atuar em UBS na zona Leste para compartilhar experiências com a comunidade

quarta-feira, março 4th, 2015

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) firmaram parceria para o treinamento em serviço de 15 profissionais formados nas áreas de Enfermaria, Farmácia, Psicologia, Educação Física e Odontologia, para atuação na Unidade Básica de Saúde Ivone Lima, na zona Leste, pelo período mínimo de seis meses.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, ressaltou que a residência é coordenada pela UEA com a supervisão de preceptores, profissionais que prestam serviços na unidade. Eles vão acompanhar os profissionais em experiência diariamente e realizarão a análise de competência individual a cada três meses. Entre os itens avaliados há a interação com a equipe, conhecimentos teórico e prático, ética profissional e o desenvolvimento de pesquisas.

“Nós queremos criar a possibilidade de uma vivência dos profissionais com a realidade que eles vão encontrar quando a especialidade for a Saúde da Família e a comunidade. Daqui, certamente, todos vão sair preparados para atuar com competência no mercado de trabalho e, quem sabe, podem retornar ao serviço público para dar sua contrapartida”, avaliou o secretário.

A coordenadora da residência da UEA, enfermeira Isabela Gonçalves, explicou que o treinamento terá carga horária de 60 horas semanais, sendo 45 horas para as atividades práticas e 15 horas para as atividades teóricas. “Ao final, o residente precisa somar 5.760 horas, atuando de segunda à quinta-feira na Unidade Básica e aos sábados e domingos no Campus da Universidade”, disse. Cada residente recebe uma bolsa de estudos do Ministério da Educação, no valor equivalente a R$ 2,9 mil.

UBS Ivone Lima

A Unidade Básica de Saúde (UBS) Ivone Lima está localizada na Rua 8, s/n, bairro Ouro Verde, zona Leste e, atualmente, conta com equipe de 96 profissionais, entre médicos, enfermeiros, cirurgiões-dentistas, técnicos em enfermagem, auxiliares de saúde bucal e agentes comunitários de saúde. Na UBS funciona um Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) com pediatra, assistente social, psicólogo, nutricionista, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta e educador físico. A unidade realiza aproximadamente 1,2 mil atendimentos ao mês, além de 600 exames de ultrassonografia e eletrocardiograma.

“A chegada dos residentes é um reforço para a equipe da UBS, mas é também a oportunidade de compartilhar conceitos importantes sobre Saúde da Família e sobre a atuação médica nas comunidades”, destacou a diretora da UBS Ivone Lima, Francicleia Azevedo.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: José Nildo

Unidades Móveis de Saúde integram programação especial em homenagem às mulheres

quarta-feira, março 4th, 2015

Na semana que antecede às comemorações ao Dia Internacional da Mulher, duas Unidades Móveis de Saúde da Mulher da Prefeitura de Manaus vão oferecer exames de mamografia e de ultrassonografia (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mamas) para as usuárias da rede municipal de saúde.

A partir desta segunda-feira, 2, uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher vai estar na Delegacia da Mulher, localizada na Avenida Mário Ypiranga; e, na quarta-feira, 4, a outra unidade vai estar estacionada na Rua Jacamim, s/n, no Campos Sales, ao lado da Igreja Batista Bíblica.

A unidade que ficará na Delegacia da Mulher faz parte da programação especial desenvolvida em parceria com a Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher (DECCM) durante o evento “O primeiro Amor é o Amor próprio. Cuide-se”. Os atendimentos serão realizados até sexta-feira, 6, com eventos especiais na quinta e na sexta-feira, com a realização de consultas médicas, coletas laboratoriais, vacinação e coleta de exames preventivos.

Unidades Móveis de Saúde em outros endereços

Os bairros do Puraquequara e Campos Sales são os próximos a receber os serviços das Unidades Móveis de Saúde Odontológica e Médico-Laboratorial. A partir desta quarta-feira, 4, na Rua Barroso, s/n, no bairro Puraquequara, em frente à Unidade Básica de Saúde (UBS) Platão Araújo, duas unidades ficarão estacionadas para oferecer atendimentos aos usuários das proximidades até o dia 27 de março. Já na Rua Jacamim, no bairro Campos Sales, as unidades de serviços odontológicos e médico-laboratoriais se juntam à unidade voltada para o atendimento da mulher para oferecer atendimento odontológico ambulatorial e acesso a consultas com médicos clínico geral e pediatra, além de exames preventivos (papanicolau), serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia.

A programação completa com o período de oferta dos serviços e endereços com a localização das unidades móveis pode ser acessada no site: semsa.manaus.am.gov.br

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

 

Fotos:Assessoria de comunicação

Combate à febre chikungunya reúne Arquidiocese e Prefeitura de Manaus em parceria

quarta-feira, março 4th, 2015

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), e a Arquidiocese de Manaus estabeleceram uma parceria para a execução de um plano de mobilização social contra a febre chikungunya. O plano consiste em informar a população e garantir o controle da doença que, desde outubro de 2014, já teve seis casos confirmados, porém todos de pessoas provenientes de outros países, a maioria da Venezuela.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, ressalta que a parceria com a Arquidiocese de Manaus se soma a diversos esforços da Prefeitura de Manaus para combater a febre chikungunya, doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti, o mesmo que transmite a dengue. “O controle da chikungunya, assim como no caso da dengue, só pode ter resultados positivos com a mobilização de toda a sociedade e com ações intersetoriais, incluindo o poder público, as empresas, escolas e igrejas”, destacou.

Na terça-feira, 3, aconteceu uma mobilização na Igreja Nossa Senhora de Aparecida, no bairro Aparecida, das 8h às 20h, para sensibilizar os fiéis que participam da novena. Durante a ação, profissionais dos Distritos de Saúde Sul, Oeste e Rural realizaram ações educativas apresentando o ciclo evolutivo do mosquito, com jogos educativos e distribuição de folderes informativos. No dia 19 de março, também haverá uma grande mobilização no Centro Cultural Povos da Amazônia para marcar o Dia de São José.

Ainda como parte da programação, a Semsa promoveu, no último sábado, 28 de fevereiro, um simpósio para multiplicadores de informações sobre a prevenção e combate ao Aedes aegypti, reunindo 150 agentes da Pastoral da Saúde.

Doença

A diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), Angélica Tavares, explica que a febre chikungunya é uma doença causada por um vírus do gênero Alphavirus transmitida por mosquitos do gênero Aedes, sendo o Aedes aegypti e o Aedes albopictus os principais vetores.

 

“A população deve ficar alerta aos sinais e sintomas, que são parecidos com os da dengue: febre alta de início repentino (acima de 38,5 graus), dores intensas nas articulações e inchaço, dores de cabeça, dores nos músculos, manchas vermelhas na pele. A maior diferença dos casos de dengue é que nos casos de chikungunya o paciente pode continuar com alguns sintomas durante meses ou até anos”, alertou Angélica Tavares.

Desde o início do alerta para a doença no Brasil, a Semsa vem realizando ações para conter a propagação da chikungunya, com a investigação epidemiológica dos casos suspeitos, realizando os bloqueios mecânicos e químicos do mosquito e ações de educação em saúde. O trabalho é reforçado nas áreas da cidade onde há o registro de casos suspeitos, reduzindo as chances de transmissão da doença.

No Brasil, o Ministério da Saúde já registrou 3.867 casos suspeitos, 2.776 confirmados, sendo 100 casos importados, todos provenientes do exterior. Em Manaus, apenas seis casos foram identificados e a Semsa ainda aguarda o resultado laboratorial de 18 casos suspeitos.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Novos servidores recebem informações sobre estrutura organizacional da Semsa

segunda-feira, março 2nd, 2015

Mais de 500 profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) participaram nesta sexta-feira, 27, de um Seminário de Integração direcionado para os servidores convocados do concurso público realizado em 2012. O seminário aconteceu no auditório Belarmino Lins, na Assembleia Legislativa do Amazonas do Estado do Amazonas (Aleam), com a presença do secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Para o secretário, o seminário é um momento de oferecer as boas vindas aos servidores que estão ingressando no serviço público municipal e de abertura para novas ideias. “São pessoas que estão chegando à Semsa com ideias novas e que podem contribuir de forma efetiva na oferta de serviços de maior qualidade para a população”, destacou.

Periodicamente, a rede municipal de saúde realiza o seminário como uma forma de acolher os novos servidores e esclarecer questões sobre a estrutura organizacional da secretaria e os direitos e deveres do servidor, além de abordar temas como o Estatuto do Servidor Público Municipal, o Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios da Semsa (PCCS), o processo de Avaliação de Desempenho dos Servidores; o Manual de Conduta do Servidor; o Plano de Saúde da ManausMed; e os benefícios previdenciários dos trabalhadores.

Para a assistente administrativa Jucinara Machado, que tomou posse do cargo em novembro de 2014 na Unidade Básica de Saúde (UBS) José Figliuolo, localizada no Conjunto Viver Melhor, zona Norte, o seminário também é uma forma de conhecer melhor a estrutura administrativa da Semsa, permitindo esclarecimentos que serão definitivos para o melhor atendimento à população. “A acolhida na UBS foi ótima e nossa equipe já formou uma família, mas o seminário é importante porque não tivemos informações mais específicas logo que tomamos posse”, informou Jucinara Machado.

O concurso realizado em 2012 ofereceu 1.390 vagas para cargos de Especialista em Saúde (nível superior) e de Assistente em Saúde (níveis médio, médio técnico e fundamental), e 520 vagas para profissionais médicos – em diversas especialidades. Já foram convocados 360 médicos. Nos cargos de Especialista em Saúde e de Assistente em Saúde, a Semsa convocou 1.679 candidatos aprovados, entrando inclusive no cadastro de reserva.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: José Nildo

Prevenção às LER/DORTs é reforçada na rede municipal de saúde

segunda-feira, março 2nd, 2015

No sábado, 28, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e o Centro de Referência Municipal em Saúde do Trabalhador (Cerest/Manaus) comemoraram o Dia de Conscientização sobre as Lesões por Esforços Repetitivos e de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER / DORT), reforçando a importância das ações preventivas junto aos trabalhadores.

No ano passado, o município de Manaus notificou 222 casos de Lesões por Esforços Repetitivos e de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (LER / DORT). O número representa o dobro do registrado no ano de 2013, quando houve a notificação de 110 casos no Sistema Único de Saúde (SUS). A informação é do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan/SUS), do Ministério da Saúde.

A diretora do Cerest/Manaus, Verônica Souza, explicou que o aumento no número de registro de lesões por LER/DORT também é resultado do esforço realizado pela Semsa para garantir que os profissionais de saúde notifiquem os casos que são atendidos na rede pública de saúde. “A notificação é um instrumento essencial na elaboração de medidas de saúde pública porque permite contabilizar o número de pessoas que estão adoecendo. A partir daí, é possível iniciar ações mais efetivas de vigilância e promoção à saúde do trabalhador, evitando que mais trabalhadores adoeçam”, informou Verônica Souza.

Lesões

A fisioterapeuta do Cerest/Manaus, Flávia Palhares, explicou que as LER/DORTs representam um conjunto de doenças desencadeadas pelo trabalho e que incluem bursite, tendinite, tenossinovite, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico, síndrome do pronador redondo, mialgias, entre outras doenças que afetam músculos, nervos e tendões.

Os danos surgem a partir da utilização excessiva do corpo e da falta de tempo para recuperação. A parte do corpo mais afetada são os membros superiores, provocando sintomas como dor, cansaço, dormência e sensação de peso, atingindo principalmente pessoas do sexo feminino.

“São lesões que devem preocupar toda a sociedade por alterar a capacidade funcional da região comprometida pela doença e, consequentemente, prejudicar o desempenho do trabalhador. Resultam na perda da produtividade e em prejuízos sociais e financeiros para o paciente e a empresa”, alertou Flávia Palhares.

As LER/DORTs acometem trabalhadores de diferentes áreas, principalmente aqueles que desenvolvem atividades como o teleatendimento, caixa, digitação, escrituração, montagem de pequenas peças e componentes, manufaturados (calçados), costura, embalagem, telefonistas, passadeiras, cozinheiras, trabalhadores de limpeza, auxiliares de odontologia, cortadores de cana, controle de qualidade, montador de chicote, montador de tubos de imagem, operação de máquinas, operação de terminais de computador, auxiliar de administração, entre outros. “São ramos de atividades onde os trabalhadores estão mais expostos a condições de trabalho que propiciam o surgimento e/ou agravamento de quadros relacionados às LER/DORTs”, explicou a fisioterapeuta.

O trabalhador que apresentar sintomas das lesões deve procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência. Para tratar os pacientes portadores de LER/DORT, a rede municipal de saúde oferece atendimento com profissionais ortopedistas, fisioterapeutas e psicólogos, com acesso por meio do Sistema de Regulação (Sisreg).

O Cerest também disponibiliza para trabalhadores e empresas material educativo com orientações sobre como evitar o surgimento ou agravamento das doenças, além de manter profissionais capacitados para realizar palestras e outras atividades educativas. O telefone de contato é o 3654-1868.

Notificação

As LER/DORTs são um dos 11 agravos relacionados ao trabalho que são de notificação compulsória, ou seja, os profissionais de saúde são obrigados a realizar a notificação junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). Os outros dez agravos são: Acidente com exposição a material biológico relacionado ao trabalho; Acidente de trabalho com mutilações; Acidente de trabalho em crianças e adolescentes; Acidente de trabalho fatal; Câncer Relacionado ao Trabalho; Dermatoses ocupacionais; Perda Auditiva Induzida por Ruído relacionada ao trabalho; Pneumoconioses relacionadas ao trabalho; Intoxicações Exógenas (por subst. químicas, incluindo agrotóxicos, gases tóxicos e metais pesados); e Transtornos Mentais Relacionados ao Trabalho.

Diagnóstico das LER/DORTs

O diagnóstico é basicamente clínico. O mais importante é determinar a causa dos sintomas para eleger o tratamento adequado. Para tanto, muitas vezes, é preciso recorrer a uma avaliação multidisciplinar.

Sintomas

Os principais sintomas são dor nos membros superiores e nos dedos, dificuldade para movimentá-los, formigamento, fadiga muscular, alteração da temperatura e da sensibilidade, redução na amplitude do movimento, inflamação.

É importante destacar que na maioria das vezes, esses sintomas estão relacionados com uma atividade inadequada, não só dos membros superiores, mas sim de todo o corpo.

Tratamento

Nas crises agudas de dor, o tratamento inclui o uso de anti-inflamatórios e repouso das estruturas musculoesqueléticas comprometidas. Nas fases mais avançadas da síndrome, a aplicação de corticoides na área da lesão ou por via oral, fisioterapia e intervenção cirúrgica são recursos terapêuticos que devem ser considerados.

Os conhecimentos da ergonomia, ciência que estuda a melhor forma de atingir e preservar o equilíbrio entre o homem, a máquina, as condições de trabalho e o ambiente com o objetivo de assegurar eficiência e bem-estar do trabalhador, têm sido úteis no tratamento e prevenção.

Recomendações

—   Procure manter as costas eretas, apoiadas num encosto confortável e os ombros relaxados enquanto estiver trabalhando sentado. Cuide também para que os punhos não estejam dobrados. A cada hora, pelo menos, levante-se, ande um pouco e faça alongamentos;

—   Certifique-se de que a cadeira e/ou banco em que se senta para trabalhar sejam adequados ao tipo de atividade que você exerce;

—   Não imagine que LER é uma síndrome que acomete apenas as pessoas que trabalham em determinadas funções. Quem usa o computador, por exemplo, para o lazer durante horas a fio, também está sujeito a desenvolver o distúrbio;

—   Atenção: qualquer região do corpo pode ser afetada por LER/DORT, desde que seja exposta a mecanismos de traumas contínuos. Portanto, a síndrome pode manifestar-se em regiões do corpo como a coluna lombar, se a sobrecarga ocorrer na coluna lombar ou no tendão do calcâneo (tendão de Aquiles), e se a pessoa caminha ou corre longas distâncias.

 

Foto: Departamento de Comunicação

Reivindicação de usuários para reativar UBS em prédio anterior deve ser atendida em 60 dias

sexta-feira, fevereiro 27th, 2015

reinvidicUBS (2)

Em atenção à reivindicação de moradores do bairro São Francisco, zona Sul, para retomar o funcionamento da Unidade Básica de Saúde da Família – Sul 48 em um imóvel que havia sido desativado há seis anos por problemas estruturais, o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, visitou a UBS localizada na rua Pimenta Bueno, na manhã desta quinta-feira, 26, com a intenção de identificar a possibilidade de retomar o atendimento no local, após reformas.

“A previsão é de que no máximo em 60 dias possamos concluir toda a reforma da UBSF e retomar o atendimento no prédio, atendendo a reivindicação da população”, disse o secretário. Mesmo com a desativação do prédio há seis anos, a equipe da UBSF, formada por médico, enfermeiro, técnicos de enfermagem e agentes comunitários de saúde, foi deslocada para a UBS São Francisco, realizando o atendimento dos moradores da área de abrangência do prédio da Unidade de Saúde, conforme determina a Estratégia Saúde da Família (ESF).

No final de 2014, a equipe passou a atender na Escola Municipal Tereza Abtibol, localizada em uma área mais próxima ao prédio da UBSF. Para o empilhador Luiz França, que mora no bairro há 30 anos, a presença da equipe no prédio da UBSF – S 48, mais próxima da comunidade, vai garantir um acesso mais fácil aos serviços de saúde, como era realizado antes da desativação do prédio. “Eu tenho carro e posso fazer o deslocamento de forma facilitada, mas os demais moradores, que precisam descer e subir ladeira para chegar a outro local de atendimento, têm muita dificuldade e por isso mobilizamos a comunidade para retomar o funcionamento do prédio”, destacou o morador.

A equipe da UBSF – S 48, com estrutura física construída de 32 metros quadrados, é responsável pelo atendimento de 4,5 mil pessoas. Cada UBSF oferece serviços como administração de medicamentos, aferição de pressão arterial, atividades de promoção e prevenção à saúde, acompanhamento de programas sociais como o Bolsa Família, consulta de enfermagem e médica em atenção primária à saúde, curativo, dispensação de medicamentos, imunização e nebulização.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: José Nildo

Semsa promove integração de novos servidores

sexta-feira, fevereiro 27th, 2015

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) vai promover nesta sexta-feira, 27, um seminário para a integração de 563 novos servidores. A integração vai reunir profissionais que iniciaram a atuação na Semsa, após aprovação e chamada do concurso público realizado em 2012 e, ainda, aqueles que foram convocados nas últimas chamadas, mas ainda não participaram do evento.

“O seminário é realizado periodicamente para que todos os novos servidores tenham a oportunidade de participar da integração, quando podem ter acesso a uma série de informações que vai permitir uma melhor atuação profissional de cada um deles”, informa o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto. O seminário vai acontecer no auditório Berlamino Lins, na Assembleia Legislativa do Amazonas, Av. Mário Ypiranga Monteiro, 3950 – Parque Dez, a partir das 8h.

O evento será coordenado pela Gerência de Gestão da Educação na Saúde (Gesau) da Semsa e contará com a participação de representantes do Serviço de Assistência à Saúde dos Servidores Públicos do Município de Manaus (ManausMed).

Durante o seminário, haverá a apresentação de temas, como: a estrutura organizacional da Semsa; as ações de fortalecimento da Atenção Primária à Saúde; o Estatuto do Servidor Público Municipal; o Plano de Cargos, Carreiras e Subsídios da Semsa (PCCS); a Avaliação de Desempenho dos Servidores; o Manual de Conduta do Servidor; o Plano de Saúde da ManausMed; e os benefícios previdenciários dos trabalhadores.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Ambulatório para Tratamento de fumantes inicia atividades no Novo Israel

quinta-feira, fevereiro 26th, 2015

Moradores do bairro Novo Israel, na zona Norte, podem contar a partir de agora com atendimento especializado para o tratamento de quem deseja parar de fumar. O serviço começou a ser oferecido na Unidade Básica de Saúde (UBS) Frei Valério Di Carlo, localizada na rua Bom Jesus, s/nº – Novo Israel. A primeira turma a receber orientação e acompanhamento na unidade contou com oito pacientes e foi acolhida na última terça-feira, 24.

A Prefeitura de Manaus, por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), disponibiliza atendimento multidisciplinar nos Ambulatórios para Tratamento de Fumantes localizados em 21 Unidades Básicas de Saúde (UBS) espalhadas pela capital. O acompanhamento é destinado às pessoas que querem abandonar a prática com o auxílio clínico. Em 2015, a previsão é que outras 15 UBSs recebam estrutura para o serviço.

Os ambulatórios oferecem tratamento e acompanhamento multiprofissional com médico, psicólogo, fisioterapeuta, enfermeiro, nutricionista, odontólogo e assistente social, entre outros profissionais. “O tratamento é realizado em grupo, por meio da terapia cognitivo-comportamental. Dependendo do quadro clínico, o paciente recebe, inclusive, medicação de suporte”, informou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Atualmente, todas as zonas da cidade contam com o serviço, sendo seis ambulatórios na zona Norte; dois ambulatórios na zona Sul; quatro ambulatórios na zona Leste; seis ambulatórios na zona Oeste; e três ambulatórios na zona Rural. Outros dois ambulatórios estão instalados no Centro de Internação Provisória Dagmar Feitosa e no Centro de Reabilitação em Dependência Química Ismael Abdel Aziz para atender a demanda interna das duas instituições.

Cada UBS tem uma programação específica para o desenvolvimento das atividades e os interessados no tratamento devem procurar a unidade mais próxima para fazer a inscrição. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 280 8280.

Prejuízos à Saúde

O fumo causa muitos prejuízos à saúde e, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem mais de 60 mil pesquisas publicadas comprovando a relação direta entre o uso do cigarro e doenças graves, como câncer de pulmão (90%), enfisema pulmonar e bronquite crônica (80%), derrame cerebral (40%) e infarto do miocárdio (25%). A cada ano, 80 mil pessoas morrem no Brasil precocemente em decorrência de doenças agravadas pelo tabagismo. As pessoas que fumam a vida toda perdem, em média, 22 anos de vida, segundo cálculos da OMS.

Durante o consumo do cigarro, um fumante introduz no organismo inúmeras substâncias tóxicas, entre elas nicotina, monóxido de carbono, alcatrão, agrotóxicos e substâncias radioativas, todas causadores de diferentes tipos de câncer. A nicotina causa dependência da mesma forma que a cocaína, a heroína e o álcool, sendo considerada também uma droga. Os cientistas relacionam o desenvolvimento de tumores malignos a alterações no DNA, que podem ser provocadas por substâncias tóxicas contidas no cigarro, especialmente em crianças e jovens.

De cada três casos de câncer em geral, um está relacionado ao tabagismo. Os perigos do cigarro começaram a ser descobertos somente a partir da década de 50. Em 1954, o Surgeons General, órgão dos Estados Unidos que trata da regulamentação do cigarro, publicou a primeira pesquisa relacionando o fumo ao câncer de pulmão. Era apenas o começo de uma longa batalha contra a indústria tabagista.

Ambulatórios para Tratamento de Fumantes por zona:

Zona Norte

1 – UBS Frei Valério – rua Bom Jesus, s/nº – Novo Israel;

2 – UBS Sálvio Belota – rua das Samambaias, nº 786 – Santa Etelvina;

3 – UBS Armando Mendes – rua 05, S/N, Conj. Manôa;

4 – UBS Dr. Áugias Gadelha – rua A, nº 15 – Cidade Nova I;

5 – Policlínica Dr. José Antônio da Silva – rua Arueiras, nº 55 – Monte das Oliveiras;

6 – Policlínica Anna Barreto – av. Grande Circular, S/N – Monte Sião;

Zona Sul

7 – Policlínica Castelo Branco  - rua do Comércio, s/n, Parque 10;

8 – Policlínica Antônio Reis – rua São Luiz, s/n, São Lázaro;

Zona Leste

9 – Policlínica Ivone Lima dos Santos –  rua 08, s/n Coroado III;

10 – Policlínica Comte Telles – rua J, s/n, Etapa B do bairro São José III;

11 – UBS Dr. Alfredo Campos – rua André Araújo, s/n, Zumbi II;

12- UBS Amazonas Palhano  - rua Antonio Matias, s/n, São José II;

Zona Oeste

13 – Módulo de Saúde da Família Vila da Prata – rua Ademar de Barros, s/n, Vila da Prata;

14 – Policlínica Franco de Sá – rua V, nº 150, no bairro Nova Esperança I;

15 – Policlínica Djalma Batista – rua 23 de Dezembro, s/n, Compensa II;

16 – UBS Deodato de Miranda Leão – rua Presidente Dutra, s/n, Glória;

17 – UBS Dom Milton – rua Tiradentes, s/n, Santo Agostinho;

18 – Centro de Internação Provisória Dagmar Feitosa – rua Vivaldo Lima, no 371 – Alvorada;

Distrito Rural

19 – Posto de Saúde Rural São Pedro, localizado no Km 35 da rodovia AM-010;

20 – Posto de Saúde Rural Pau Rosa, Km 21 da BR 174, ramal do Pau Rosa;

21 – Centro de Reabilitação em Dependência Química Ismael Abdel Aziz – Km 53, Rodovia AM-010.

 

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Homenagens marcam comemoração de nove anos do Samu

quarta-feira, fevereiro 25th, 2015

samunoveanos (2)

A comemoração de aniversário de nove anos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192) foi marcada por homenagens a servidores, profissionais de saúde e gestores públicos que têm contribuído, direta ou indiretamente, para a melhoria do atendimento de urgência e emergência no município de Manaus.

A cerimônia de homenagem aconteceu na terça-feira, 24, no auditório do Parque Municipal do Idoso, bairro Nossa Senhora das Graças. O prefeito Arthur Virgílio Neto, um dos homenageados pela direção do Samu, ressaltou a importância do trabalho dos profissionais que atuam diretamente salvando a vida de pessoas e que deve ser valorizado por toda a sociedade.

“A Prefeitura de Manaus investe na ampliação do serviço com a aquisição de ambulâncias, na construção de novas estruturas como o Posto Médico Avançado na Ponta Negra e qualificação de profissionais. Além disso, já demos início ao processo de um Samu Metropolitano, que vai beneficiar municípios vizinhos, e estamos preparando a instalação de uma nova base no bairro Puraquequara e de uma nova sede”, destacou o prefeito.

Atualmente, o Samu conta com nove bases terrestres, uma base fluvial e uma Central de Atendimento, onde concentra a regulação médica e o setor administrativo. O município de Manaus conta com 56 Unidades Móveis para atendimento da população, sendo 34 ambulâncias do tipo Unidades de Suporte Básico (USBs), oito do tipo Unidades de Suporte Avançado (USAs), 12 motolâncias e duas ambulanchas. Em noves anos de existência, o Samu recebeu mais de 2,9 milhões de ligações.

Durante a cerimônia de homenagem, o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, destacou que é determinação do prefeito fazer com que o Samu seja uma das prioridades da área da saúde, considerando o trabalho essencial para a vida das pessoas. “Nessa data festiva, quero agradecer a todos os 959 servidores do Samu e lembrar as vidas que foram salvas nesses nove anos. É nossa meta fazer com que o Samu continue um serviço de excelência”, reforçou.

O Samu conta com profissionais médicos socorristas, enfermeiros socorristas, técnicos de enfermagem socorristas, condutor de motolância socorrista, condutor de ambulância socorrista, psicólogo, assistente social, auxiliar de serviços gerais, operadores de rádio, telefonista, farmacêutico, Arrais (prático de lancha), copeiro, lavadeiro e administrativos. Entre os 959 servidores, 98% são concursados.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: Alex Pazuello

Prefeitura lança estratégia de combate à anemia em creches municipais

terça-feira, fevereiro 24th, 2015

combateanemia (2)

A Prefeitura de Manaus iniciou na manhã da segunda, 23, a implantação do NutriSUS, uma estratégia de fortificação da alimentação infantil com micronutrientes em pó, coordenada pelo Ministério da Saúde, e que vai beneficiar, inicialmente, 463 crianças atendidas em quatro creches municipais. A ação consiste na adição de um sachê contendo uma mistura de vitaminas e minerais em pó em uma das refeições oferecidas diariamente às crianças nas creches. O público-alvo são crianças com idade de seis a 48 meses.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explicou que o foco principal da fortificação com micronutrientes é a prevenção à anemia, doença que pode prejudicar o crescimento e desenvolvimento de crianças. “O objetivo do NutriSUS é potencializar o pleno desenvolvimento infantil, a prevenção e o controle das deficiências nutricionais das crianças na primeira infância, que é uma fase intensa de crescimento. E, nessa fase, a criança dificilmente ingere alimentos na quantidade ideal para suprir a necessidade do organismo”, destacou Homero de Miranda Leão.

A coordenadora das ações de Saúde Nutricional da Semsa, Tânia Batista, informou que a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) já trabalha com programas que focam no combate à anemia na primeira infância e durante o pré-natal, considerando que crianças na faixa etária de seis a 48 meses e mulheres grávidas são mais vulneráveis à doença.

Os programas municipais incluem a suplementação de ferro durante todo o pré-natal e até três meses depois do parto, quando as mulheres recebem ácido fólico e sulfato ferroso para prevenir a anemia. Também é realizado o incentivo ao aleitamento materno exclusivo até os seis meses de idade, já que o leite materno é uma fonte de ferro. “A anemia é um problema de saúde pública e que deixa a criança mais predisposta a contrair infecções, com menor resistência imunológica e compromete o crescimento. Além disso, a doença também dificulta o aprendizado da criança, que tem maior dificuldade de concentração e fica cansada facilmente”, destacou Tânia Batista.

Antes de iniciar a estratégia nas creches, os profissionais de saúde realizaram um trabalho de sensibilização junto aos pais para a inclusão do sachê na merenda escolar. A pedagoga Maria Frazão, mãe de uma das crianças atendidas na creche, diz que ficou mais tranquila após saber do uso dos micronutrientes na alimentação da filha. “A minha filha come muito bem frutas, legumes e verduras, mas com um ano e três meses ela teve anemia detectada, inclusive precisou de medicamentos. Então, acredito que a nova estratégia vai beneficiar a saúde dela e de todas as crianças”, comemorou Maria Frazão.

A subsecretária de Gestão Educacional da Semed, Ana Falcão, acompanhou esse primeiro dia do NutriSus nas creches. “Essa é uma estratégia de fortificação alimentar das nossas crianças. Queremos melhorar as condições de saúde delas e favorecer o aprendizado. Nós da área da educação nos beneficiamos com esse projeto no sentido de que as crianças terão condições de aprender mais”, observou.

A gerente de Creches da Semed, Wissilene Brandão, lembrou que “as crianças das creches aprendem por estímulos. Os professores estimulam o desenvolvimento cognitivo e motor por meio de brincadeiras e se essa criança não tiver uma boa nutrição, provavelmente, ela será suscetível ao cansaço e à falta de vontade de interagir com os colegas. Acredito que combater isso é a principal função do NutriSus no ponto de vista pedagógico”.

Distribuição

O reforço nutricional será distribuído em sachês contendo 15 micronutrientes, entre eles Vitaminas A, D, E, B1, B2, B6, B12, Niacina, Ácido Fólico, Zinco, Ferro, Cobre, Selênio e Iodo. Os sachês já estão sendo utilizados nas creches Professora Eliana de Freitas Moraes (Rua 16 de Agosto, s/n. Riacho Doce III – Bairro Cidade Nova); Escritor Manuel Octávio Rodrigues de Souza (Avenida Solimões, c/ rua 17, s/n, Loteamento Jardim Mauá – Distrito Industrial); Maria Ferreira Bernardes (Rua Fazendinha, s/n, Comunidade Fazendinha – Cidade Nova); e Magdalena  Arce Daou (Rua Professor Carlos Mesquita, s/n, Santa Luzia).

O NutriSUS está sendo implementado como uma das estratégias do Programa Saúde na Escola (PSE), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semed). A implantação será gradativa e a meta é atender 1.200 crianças em creches e Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis).

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio  e Thiago Botelho

Fotos: José Nildo

Samu completa nove anos de atividades com alerta aos trotes que prejudicam os atendimentos

terça-feira, fevereiro 24th, 2015

samunoveanos (2)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-192), administrado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), completa nove anos de atuação em Manaus com alerta às centenas de trotes recebidos diariamente pelo serviço, um vilão que atrapalha o atendimento de pessoas que realmente precisam. Atualmente, o principal meio de combate aos trotes é a triagem feita por profissionais que avaliam o conteúdo do chamado e a veracidade das informações.

Em números, durante nove anos de existência, o Samu-192 recebeu mais de 2,9 milhões ligações, em que mais de 750 mil foram trotes. “Essa é uma prática criminosa e que precisamos combater com firmeza. Existem formas de detectar um trote. O melhor é ter a população ao nosso lado, consciente de que a prática é criminosa”, declarou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

Atualmente, o Samu-192 funciona com nove bases terrestres, uma base fluvial e uma Central de Atendimento, onde concentra a regulação médica e o setor administrativo. O serviço também conta com um posto de atendimento no Complexo Turístico Ponta Negra e com a Central de Remoção – onde existem três ambulâncias de Suporte Avançado (USAs), com médicos anestesistas. São 56 Unidades Móveis para atendimento da população, sendo 34 USBs, oito USAs, 12 motolâncias e duas ambulanchas. Os números atendem às recomendações do Ministério da Saúde que estima uma USA para cada grupo de 450 mil habitantes e uma USB para cada grupo de 250 mil habitantes.

O serviço funciona 24 horas por dia, sete dias na semana, com atendimento pré-hospitalar em casos de urgência e emergência, remoções inter-hospitalares, apoio de saúde a grandes eventos públicos, apoio de saúde a atividades das Polícias Militar e Civil, além de ser responsável pela coordenação das remoções com anestesistas que realizam exames de alta complexidade mediante agendamento prévio. O Samu também realiza cursos de primeiros-socorros para diversas entidades.

São mais de 950 servidores atuando no serviço, entre eles médicos socorristas, enfermeiros socorristas, técnicos de enfermagem socorristas, condutor de motolância socorrista, condutor de ambulância socorrista, psicólogo, assistente social, auxiliar de serviços gerais, operadores de rádio, telefonista, farmacêutico, arrais (prático de lancha), copeiro, lavadeiro e administrativos. Dentro do serviço, 98% dos profissionais são concursados.

Para os pacientes crônicos, o serviço conta com o apoio do SOS Vida, com agendamento prévio e transporte realizado por vans adaptadas e ambulâncias. São oito mil remoções por mês.

 

Reportagem e foto: Agnaldo Oliveira Júnior

Unidades Móveis de Saúde oferecem atendimento na comunidade Buritis, na zona Norte

terça-feira, fevereiro 24th, 2015

saudeintinerante (2)

Três Unidades Móveis de Saúde da Prefeitura de Manaus começaram a oferecer serviços à comunidade Buritis, no bairro Nova Cidade, zona Norte, nesta segunda-feira, 23. Os usuários dessa área já podem procurar os serviços da Unidade Móvel de Saúde da Mulher (UMSM), Unidade Móvel de Saúde Odontológica (UMSO) e Unidade Móvel de Saúde Médico-Laboratórial (UMSML), que ficarão disponíveis na Rua 24, da comunidade Buritis, próximo à Unidade Básica de Saúde N-55, até o dia 13 março.

Para cada Unidade Móvel, os usuários podem encontrar tipos diferentes de serviços. A da Mulher oferece exames de mamografias e de ultrassonografia (abdominal total; abdominal superior; transvaginal; pélvica; obstétrica; vias urinárias; tireoide; e mamas). A Odontológica disponibiliza serviços de saúde bucal ambulatoriais e nas Unidades Médico-Laboratoriais a população tem acesso a consultas com médico clínico geral e pediatra, além de exames preventivos (papanicolau), serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia.

Para o atendimento, é necessário apresentar RG e CPF. Mulheres de até 39 anos devem estar também com a requisição médica dos exames. A partir de 40 anos, não é necessária a apresentação de requisição médica.

A lista com a programação completa das Unidades Móveis pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br.

Foto: Altemar Alcântara – Semcom

Prefeitura inicia distribuição de reforço nutricional em creches

segunda-feira, fevereiro 23rd, 2015

refornutri (2)

Profissionais da rede municipal de Saúde começam nesta segunda-feira, 23, a distribuir o reforço nutricional do Programa Saúde na Escola em quatro creches da Rede Municipal, uma espécie de mistura de vitaminas e minerais em pó que será adicionada à merenda escolar. O objetivo é a redução de carências nutricionais para crianças de seis a 48 meses, com a fortificação de micronutrientes que ajudam na redução de anemia e outras carências nutricionais para evitar doenças.

A primeira unidade a receber o produto será a Creche Municipal Professora Eliana de Freitas Moraes, localizada à Rua 16 de Agosto, s/n, Riacho Doce III, na Cidade Nova, às 9h30. O programa é executado pelas secretarias municipais e estaduais de Saúde e Educação, e faz parte da Estratégia de Fortificação de Micronutrientes em pó, do Ministério da Saúde, o chamado NutriSUS.

O reforço nutricional será distribuído em sachês NutriSUS, cada um contendo um grama, composto por 15 micronutrientes, entre eles Vitaminas A, D, E, B1, B2, B6, B12, Niacina, Ácido Fólico, Zinco, Ferro, Cobre, Selênio e Iodo. “Trata-se de uma ação de saúde pública de caráter universal e preventiva que deve promover a fortificação da alimentação da criança e que, por isso, só vai ser aplicada quando autorizada pelo responsável legal”, explicou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão.

A chefe do setor do programa na Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Maria Aldacy Barroso Cordeiro, disse que o esquema de administração dos micronutrientes em pó consiste em dois ciclos de intervenção: A administração de um sachê ao dia, de segunda a sexta feira, durante 12 semanas e pausa da administração por quatro meses. “A criança que faltar à creche deve continuar a receber o sachê continuamente, seguindo o ciclo de intervenção. Para contabilização do ciclo completo, a criança precisa receber pelo menos 36 sachês durante o ciclo de 12 semanas”, ressaltou.

Administração dos sachês

De acordo com a coordenadora das ações de Saúde Nutricional da Semsa, Tânia Batista, o produto é administrado por via oral e não há necessidade de adicionar mais de um sachê por dia. O conteúdo do sachê deve ser colocado na alimentação pronta servida à criança, em alimentos como arroz, feijão, papas, purês e cremes. Não precisa ser aquecido e não deve ser misturado em líquidos e nem em alimentos duros. Após a mistura ser adicionada à refeição deve ser oferecida à criança no prazo máximo de uma hora.

A criança que recebe a megadose de vitamina A do Programa Nacional de Suplementação também pode receber o sachê de micronutrientes. A criança que recebe o sachê de micronutrientes na creche não precisa receber os suplementos de ferro, para fins preventivos, distribuídos nas Unidades Básicas de Saúde. A fortificação com o sachê de micronutrientes tem boa aceitação, não altera o sabor, cor e textura dos alimentos.

A equipe de saúde vinculada à creche do PSE supervisionará de forma compartilhada a administração dos sachês na creche, além de registrar a suplementação com sachês na caderneta da criança.

Inicialmente, a estratégia será implantada nas creches municipais Professora Eliana de Freitas Moraes (Rua 16 de Agosto, s/n. Riacho Doce III – Bairro Cidade Nova); Escritor Manuel Octávio Rodrigues de Souza (Avenida Solimões, c/ rua 17, s/n, Loteamento Jardim Mauá – Distrito Industrial); Maria Ferreira Bernardes (Rua Fazendinha, s/n, Comunidade Fazendinha – Cidade Nova); e Magdalena  Arce Daou (Rua Professor Carlos Mesquita, s/n, Santa Luzia).

Distribuição, armazenamento e descarte

A distribuição dos sachês de micronutrientes e embalagens de descarte será realizada pelo Departamento de Logística (Delog), sob a coordenação da Gerência de Assistência Farmacêutica diretamente para as creches.

Nas creches, as caixas com os sachês deverão ser armazenadas em área específica, com restrição de acesso de crianças e sob a supervisão da coordenação do estabelecimento de ensino. O produto não precisa ser refrigerado. O descarte das embalagens dos sachês será realizado em parceria com as Unidades de Saúde vinculadas às creches pelo Programa Saúde na Escola – PSE e serão identificados como “resíduo de serviço de saúde”. Apesar da denominação, as embalagens não oferecem nenhum risco de contaminação ou outro problema à saúde, desde que descartadas adequadamente. As equipes de saúde providenciarão o recolhimento das embalagens de descarte, garantindo que as mesmas entrem no fluxo da rotina de coleta de resíduo do serviço de saúde. As equipes distritais que respondem pelo PSE/NutriSUS devem participar ativamente de todo o processo de implantação, monitoramento e avaliação da estratégia.

O principal indicador de monitoramento a ser analisado é o número de crianças suplementadas a cada 12 semanas/ciclo completos da ação. As informações serão inseridas no Simec, no momento da avaliação anual do PSE.

Reportagem: Agnaldo Oliveira Júnior

Fotos: Cleomir Santos

Consulta pública indicará metas de combate à mortalidade materno-infantil

sexta-feira, fevereiro 20th, 2015

mortalinfant (2)

A população de Manaus terá a oportunidade de contribuir para a construção das estratégias de atuação da rede municipal de saúde no combate à mortalidade materno-infantil. Para isso, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) está apresentando uma consulta pública para que a sociedade civil possa contribuir na validação da Linha Guia Materno Infantil, um instrumento utilizado para alinhar as ações e estratégias que serão utilizadas pelos profissionais de saúde nos cuidados com as mães e os bebês.

A linha guia para consulta pública está disponível no site semsa.manaus.am.gov.br e as contribuições poderão ser enviadas até o dia 4 de março para o endereço eletrônico linhaguia.semsa@pmm.am.gov.br.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explicou que a linha guia é um dos instrumentos que estão sendo elaborados para o fortalecimento das ações de combate à mortalidade materno-infantil. “Reduzir o índice de mortalidade materno-infantil é uma das prioridades da Prefeitura de Manaus e, para isso, a Semsa está buscando reorganizar os serviços de forma a beneficiar cada vez mais as mães e os bebês”.

Quando concluída, a Linha Guia estabelecerá diretrizes para o reordenamento do processo de trabalho e para o fluxo de atendimento nos serviços de saúde, com implementação das atividades desenvolvidas pelas equipes de saúde.

A chefe do Núcleo de Saúde da Mulher, Rita de Cássia Castro de Jesus, salientou que a linha guia foi coordenada por meio da consultoria do sanitarista Eugênio Vilaça, iniciada em 2013, e elaborada por uma equipe multiprofissional incluindo profissionais dos três níveis da Atenção à Saúde, além de gestores e representantes de instituições de ensino superior e das sociedades de classe. “O documento elaborado envolve o atendimento integral com ações de acolhimento, acompanhamento, acesso aos exames e medicamentos, vinculação a maternidade de referência, parto seguro, retorno garantido no puerpério, planejamento reprodutivo efetivo, fluxos, entre outras ações”, explicou Rita de Cássia.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Rodemarques Abreu/Semsa

Prefeitura promove ações em comunidades rurais para prevenir a população sobre doenças

quinta-feira, fevereiro 19th, 2015

disarural (2)

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), intensificou as ações de educação em saúde nas comunidades rurais durante o período que antecede o Carnaval. As ações visam prevenir a população quanto a ocorrência de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids (DSTs/Aids), malária e dengue, principalmente nos balneários e locais de retiros religiosos.

A atividade é realizada todos os anos e tem mostrado resultados positivos, como a redução de 21% dos casos de malária registrados pelo Distrito de Saúde Rural (Disa Rural) no ano passado, em comparação com o número de casos de 2013.

Para encerrar o trabalho pré-carnaval de Educação em Saúde, o Disa Rural promoveu na sexta-feira, 13, uma mobilização na comunidade Nossa Senhora do Livramento, na margem esquerda do rio Negro, com a apresentação do bloco de Carnaval “Foliões da Saúde Rural”, onde houve a distribuição de preservativos, de folders informativos e oferta de testes rápidos para a detecção de HIV. Foi realizado ainda um concurso para premiar a melhor marcha de Carnaval, a melhor fantasia e o folião mais animado.

A chefe da Divisão de Vigilância em Saúde do Disa Rural, Christiane Mendonça, explicou que os profissionais de saúde também realizam o monitoramento dos balneários e retiros com orientações aos proprietários sobre as ações de prevenção, a importância da colocação das telas de proteção e do uso de  mosquiteiros. “A maior preocupação na área rural, fluvial e terrestre, ainda é com a transmissão da malária, já que, no monitoramento que realizamos, há pouco registro do agente transmissor da dengue”, ressalta Christiane Mendonça.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, o trabalho de Educação em Saúde é permanente, dentro da rotina de trabalho dos profissionais que atuam nas Unidades de Saúde da área rural, e realizado em todas as comunidades.

Para a dona de casa Vani Silva de Almeida, moradora da comunidade Nossa Senhora do Livramento, a ação tem colaborado na redução das doenças com a divulgação de informações e de conscientização de todos os moradores. “Moro há 35 anos nessa comunidade e conheço pessoas que tiveram malária 12 vezes, mas hoje em dia isso é um problema que acontece mais com quem não toma os cuidados necessários, como tomar banho de igarapé no horário em que o mosquito costuma transmitir a doença”, destaca a moradora.

Mobilização

A Semsa também reforçou as ações de prevenção até o final das festas de Carnaval. Na área urbana de Manaus, o foco principal é a prevenção aos acidentes de trânsito pelo uso abusivo de álcool e outras drogas, a prevenção às DST’s/Aids e o combate à dengue e à febre chikungunya.

O plano de mobilização foi executado no período de 13 a 17 de fevereiro, quando foram distribuídos 140 mil preservativos, com maior concentração de ações nos desfiles das escolas de samba (dias 13,14 e 15) e no Carnaboi (dia 16).

As equipes de saúde atuaram nos principais pontos de entrada e saída como a rodoviária, barreira da Polícia Militar na AM – 010, o Porto da Ceasa, o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, a Marina do Davi e o Porto de Manaus.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: Assessoria de comunicação

Comunidade rural recebe bloco “Foliões da Saúde”

quinta-feira, fevereiro 19th, 2015

caradisarural (2)

A comunidade Nossa Senhora do Livramento, localizada na margem esquerda do Rio Negro, recebeu na sexta-feira, 13 de fevereiro, o bloco de carnaval “Foliões da Saúde Rural”. A atividade educativa é organizada pelos profissionais do Distrito de Saúde Rural (Disa Rural) para alertar a população sobre a prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs/Aids), além da dengue e malária durante o Carnaval.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, informou que a ação de Educação em Saúde vem atender a uma demanda específica dos moradores das áreas rurais de Manaus (fluvial e terrestre) no feriado prolongado das festas carnavalescas. “Nesse período do ano, a área rural recebe um grande fluxo de pessoas, seja para retiro espiritual ou para lazer, o que pode contribuir para o aumento de endemias como dengue e malária. Já na área urbana, o foco maior das ações educativas é a prevenção às DSTs/Aids, aos acidentes e aos diversos tipos de violência”, explicou Homero de Miranda Leão.

A programação na comunidade Nossa Senhora do Livramento foi iniciada às 9h com o tema “Não tem moleza não, prevenir é a solução!”. Além de alertar sobre a prevenção, os profissionais de saúde divulgaram junto à comunidade as formas de transmissão, sinais e sintomas, diagnósticos e tratamentos das doenças.

“Toda a estratégia foi montada para evitar que haja um aumento de casos de DSTs/Aids, dengue e malária, mantendo as pessoas alertas para o perigo dessas doenças e evitando que fiquem mais vulneráveis aos agravos no feriado”, alertou o diretor do Disa Rural, Elson de Paula.

Os profissionais de saúde também distribuiram 2,8 mil preservativos e folders informativos, bem como disponibilizaram 100 testes rápidos para detecção de HIV. Na programação cultural, houve a realização de um concurso de paródias e fantasias sobre as temáticas do bloco direcionado para os comunitários e funcionários das Unidades Básicas de Saúde do Disa Rural.

A ação planejada para o momento carnavalesco foi idealizada após um levantamento de locais escolhidos para retiros religiosos e balneários mais frequentados onde, em período anterior, foi executado o serviço de termonebulização (fumacê) para o controle da proliferação dos mosquitos transmissores de doenças.

Fotos: Assessoria de comunicação

Samu reforça atendimento para o Carnaval

sexta-feira, fevereiro 13th, 2015

simucopa (2)

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192) montou esquema especial para garantir o atendimento de ocorrências em Manaus durante o período carnavalesco, de 12 a 16 de fevereiro, com atividades programadas tanto para os desfiles das Escolas de Samba quanto para o Carnaboi, disponibilizando os serviços de remoção em diversas zonas da cidade.

No Sambódromo, seja durante os desfiles das Escolas do Grupo de Acesso, no Bloco da Melhor Idade e Escolas do Grupo Especial serão disponibilizadas unidades do SOS Vida e Samu.  No dia 12 de fevereiro, serão duas ambulâncias, sendo uma do SOS Vida e uma do Samu – 192, das 21h às 0h40. No dia 13 de fevereiro, as duas ambulâncias permanecem, dessa vez com horário estendido até as 5h. No dia 14 de fevereiro, duas ambulâncias do SOS Vida vão estar prontas para atendimento das 17h às 17h45 para atender o Bloco da Melhor Idade e, para o desfile das Escolas do Grupo Especial serão quatro ambulâncias, sendo três do Samu – incluindo uma Unidade de Suporte Avançado com UTI – e uma unidade do SOS Vida, a postos das 19h às 5h30.

Já o atendimento para o Carnaboi, que este ano acontece em diferentes zonas da cidade, será realizado a partir das bases descentralizadas do Samu-192, nas zonas Leste, Oeste, Centro-Oeste e Norte, próximo aos locais onde os eventos serão promovidos. As equipes e ambulâncias estarão de plantão no dia 16 de fevereiro, das 17h30 às 23h, com atenção direcionada para as ocorrências durante a festa de Carnaval comemorado ao ritmo de boi-bumbá.

mapasamb

FOTOS: Assessoria de comunicação

Unidades Móveis de Saúde da Mulher oferecem serviços em dois novos endereços

quarta-feira, fevereiro 11th, 2015

carreta2

A partir desta semana, duas Unidades Móveis de Saúde da Mulher da Prefeitura de Manaus vão oferecer exames de mamografia e de ultrassonografia (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mamas) em novos endereços. Uma unidade estará funcionando a partir desta quarta-feira, 11 de fevereiro, na Praça do Areal, localizada na Rua do Areal com Júlio Verna, no bairro do Aleixo, zona Centro-Sul. A outra unidade está no Conjunto Cidadão VI, na Rua 111, casa 107, quadra 205, bairro Nova Cidade, zona Norte, realizando atendimentos desde a último segunda-feira, 9. As duas unidades permanecerão até o dia 21 de fevereiro nestes locais.

Seguindo o cronograma de atividades, uma Unidade Móvel de Saúde Odontológica e outra de Saúde Médico-Laboratorial continuam estacionadas também na Praça do Areal, oferecendo atendimento odontológico ambulatorial e acesso a consultas com médico clínico geral e pediatra, além de exames preventivos (papanicolau), serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia. As duas Unidades Móveis mantém o atendimento na Praça do Areal até o dia 13 de fevereiro.

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) também continua até o dia 13 de fevereiro com a oferta de atendimento por meio das Unidades Móveis no Alvorada I, no pátio da igreja católica Nossa Senhora Auxiliadora, na Avenida C, esquina com a Rua 8, próximo à Agência dos Correios, e na Escola Estadual Ana Lúcia de Morais, localizada na Rua Parintins, s/n, comunidade América do Sul, no bairro Terra Nova. As Unidades Móveis estão atendendo nos dois locais desde o último dia 14 de janeiro.

A lista com a programação completa das Unidades Móveis pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br.

 

Foto: Rodemarques Abreu

Profissionais são capacitados para a realização do teste do pezinho

terça-feira, fevereiro 10th, 2015

testepezinho (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) começou na terça-feira, 10, o processo de capacitação de 235 profissionais em Triagem Neonatal (Teste do Pezinho), o que vai permitir a ampliação da oferta do exame na cidade de Manaus. O treinamento é direcionado aos profissionais de 21 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), que devem passar a oferecer o exame ainda em 2015. Atualmente, o teste do pezinho pode ser realizado em 46 UBSs na rede municipal de saúde.

A primeira etapa do treinamento teve como público-alvo 45 profissionais do Distrito de Saúde Norte (Disa Norte), entre enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, no Centro de Convivência do Idoso Armando Mendes, no Manôa, zona Norte. A primeira parte do treinamento, com aulas teóricas, foi conduzida por especialistas da Fundação Hemoam. A atividade prática será desenvolvida nas maternidades do sistema público de saúde.

A chefe do Núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente da Semsa, enfermeira Ivone Amazonas, explicou que o treinamento será dividido em outras quatro etapas, atendendo todos os Distritos de Saúde (Disas). “O trabalho será direcionado também aos Distritos Sul, Leste, Oeste e Rural, beneficiando toda a população de Manaus”.

Para a bioquímica Lilian Moreira, representante do Laboratório de Triagem Neonatal do Hemoam, a ampliação da oferta do teste do pezinho, não somente em Manaus, mas também nos municípios do interior do Amazonas, é essencial na divulgação da importância do exame para a saúde das crianças. “O teste é importante por detectar, de forma precoce, doenças genéticas que podem resultar em retardo mental ou até na morte do recém-nascido. Com o exame, o paciente pode receber o tratamento no tempo adequado, antes da apresentação dos sintomas, evitando complicações para a saúde”, explicou Lilian Moreira.

O Teste do Pezinho pode detectar de forma precoce doenças metabólicas, congênitas e infecciosas, transmitidas hereditariamente, como a anemia falciforme e hipotireoidismo congênito. O exame precisa ser realizado 48 horas após o nascimento do bebê.

O Hemoam registra no estado do Amazonas cinco mil testes do pezinho realizados mensalmente por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: José Nildo / Semsa

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Oferta de mamografia nas Unidades Móveis é 50% maior que a demanda

segunda-feira, fevereiro 9th, 2015

m2

Durante o Dia Nacional da Mamografia, 5 de fevereiro, a Prefeitura de Manaus comemora uma capacidade de oferta de exames que supera, em média, 50% a procura pelo serviço nas quatro Unidades Móveis de Saúde da Mulher. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), que realizou, de janeiro a novembro de 2014, 24.963 exames de mamografia na rede municipal de saúde.

O gerente do Programa Saúde Manaus Itinerante, William Terra, explicou que no mês de janeiro deste ano, por exemplo, foram oferecidos 1,8 mil exames para mamografia nas Unidades Móveis, mas apenas 794 vagas foram preenchidas. “Uma demanda por mamografia menor do que a capacidade de oferta do serviço tem sido uma tendência observada nas Unidades Móveis. Um dos motivos é por se tratar de um exame que, normalmente, deve ser feito a cada dois anos, ou seja, muitas mulheres que realizam o exame não precisam procurar o serviço no ano seguinte. Além disso, a mamografia é recomendada, prioritariamente, para mulheres com 40 anos ou mais, a não ser quando há indicação médica específica para o caso”, destacou.

As Unidades Móveis de Saúde da Mulher oferecem, diariamente, 40 vagas para mamografia. O agendamento das vagas ocorre de acordo com a localidade onde está sendo realizado o atendimento.

A Semsa procura observar a real necessidade dos moradores de cada comunidade onde há o atendimento com uma Unidade Móvel de Saúde da Mulher. “Alguns bairros já contam com uma demanda existente identificada pelas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) na comunidade e, por isso, o agendamento ocorre exclusivamente pelo Sistema de Regulação (Sisreg). Mesmo assim, sobram vagas para o exame de mamografia no sistema. Em alguns locais, considerados como vazios assistenciais por contar com um menor número de UBSs, o agendamento não precisa ser feito pelo Sisreg e o atendimento ocorre por demanda livre”, disse Terra.

Para realizar o exame de mamografia, mulheres com até 39 anos de idade devem apresentar requisição médica, documento de identidade e CPF. Para mulheres com 40 anos ou mais, é necessário apresentar somente os documentos pessoais.

Além das quatro Unidades Móveis, a rede municipal de saúde também oferece o exame de mamografia em cinco Unidades de Saúde sendo elas a Policlínica Alfredo Campos e Policlínica Dr. Antônio Comte Telles (na zona Leste); Unidade Básica de Saúde Sálvio Belota (na zona Norte), Policlínica Djalma Batista (na zona Oeste) e Policlínica Dr. Antônio Reis (na zona Sul).

Ultrassonografias

As quatro Unidades Móveis de Saúde da Mulher também disponibilizam exames de ultrassonografias (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mamas). Cada uma das Unidades Móveis oferece 50 vagas para as ultrassonografias diariamente, de acordo com a demanda para o tipo de exame. Há limitação de vagas somente no caso dos procedimentos mais complexos e demorados, como a ultrassonografia de mama e tireoide, com a oferta de seis vagas diárias para cada uma.

Mesmo para a ultrassonografia, informou William Terra, a demanda pelo exame é em média 15% menor do que a capacidade de oferta do serviço. “Esse número pode ser bem maior em alguns meses. No último mês de janeiro, das 2.250 vagas ofertadas, apenas 1.437 foram preenchidas. Nesse caso, percebemos que a menor demanda ocorre porque o paciente não comparece ao exame marcado”.

Para realizar o exame de ultrassonografia, o paciente deve apresentar requisição médica, RG e CPF. No caso da ultrassonografia das mamas, mulher precisa apresentar o último exame de mamografia. As Unidades Móveis funcionam das 8h às 17h e a programação, com local de atendimento, serviços disponibilizados e requisitos, pode ser consultada no site www.semsa.manaus.am.gov.br.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Assessoria/Semsa e Tácio Melo/Semcom

Carnaval terá mais de 300 ações para a prevenção às DSTs/Aids

sexta-feira, fevereiro 6th, 2015

d2

A Prefeitura de Manaus iniciou uma série de ações educativas que serão executadas no mês de fevereiro para a prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids (DSTs/Aids). As ações têm como foco o período carnavalesco e serão promovidas por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). Profissionais da área vão atuar em aproximadamente 330 atividades, percorrendo ensaios de escolas de samba, bandas, bailes e blocos carnavalescos, sítios e balneários, unidades de saúde, escolas e associações.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explicou que a conscientização dos foliões sobre o contágio das DSTs/Aids e a utilização do preservativo como mecanismo de prevenção às doenças que podem ser transmitidas durante a relação sexual são mais que necessárias. “Os profissionais de saúde irão enfatizar junto à população a importância do uso preservativo, principalmente para o combate a doenças como Aids, sífilis e hepatite”, explicou Homero de Miranda Leão.

As ações envolvem diversos setores da saúde municipal, com os Distritos de Saúde Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural, com a participação de Unidades Básicas de Saúde (UBSs), Policlínicas e Unidades de Saúde da Família (UBSFs). Os profissionais de saúde já começaram a trabalhar na distribuição de preservativos e panfletos educativos, além da promoção de palestras com o tema “Vamos brincar, mas também se cuidar”.

Especialmente para o período de 13 a 17 de fevereiro, a Semsa montou um plano intensivo de atividades, programando a distribuição de 140 mil preservativos durante os desfiles das escolas de samba (dias 13,14 e 15) e no Carnaboi (dias 16 e 17), ambos realizados no Centro de Convenções de Manaus, o Sambódromo.

Além do estímulo ao uso do preservativo, a Semsa também alerta para a necessidade da realização de testes para a detecção precoce das doenças sexualmente transmissíveis. “A Semsa disponibiliza o teste rápido para HIV, sífilis e hepatites B e C em 60 Unidades de Saúde e qualquer pessoa pode ter acesso ao exame de forma rápida, segura e sigilosa. A detecção precoce da doença permite que o tratamento seja iniciado de forma imediata e isso contribui para quebrar o ciclo de transmissão das doenças”, destacou a chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, enfermeira Adriana Raquel de Souza.

Pontos de concentração

Também neste período de mobilização, haverá atuação dos profissionais de saúde nos principais pontos de circulação de pessoas com ações voltadas para a prevenção de acidentes de trânsito pelo uso abusivo de álcool e outras drogas, e de combate à dengue e à febre chikungunya. Haverá ainda concentração em pontos estratégicos de entrada e saída da cidade como a rodoviária, a barreira da Polícia Militar na AM – 010, (Manaus – Itacoatiara) o Porto da Ceasa, o Aeroporto Eduardo Gomes, a Marina do Davi e o Porto de Manaus.

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Ações educativas e de prevenção marcam o Dia Mundial do Câncer

quinta-feira, fevereiro 5th, 2015

2

Para marcar o Dia Mundial do Câncer, 4 de fevereiro, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) promoveu ação educativa voltada para o combate ao uso do tabaco e à promoção da alimentação saudável e da atividade física. A atividade aconteceu na manhã desta quarta-feira, na Unidade Básica de Saúde (UBS) Ivone Lima, no Coroado 3, zona Leste.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, explicou que a programação foi realizada para destacar três das principais práticas de prevenção ao câncer: controle do tabagismo; promoção de alimentação saudável e combate à inatividade física. “São atitudes que, muitas vezes, requerem mudança de vida e da rotina das pessoas, substituindo práticas que podem desencadear doenças como o câncer. O cigarro, por exemplo, tem 4.700 substâncias tóxicas que podem prejudicar a saúde de qualquer pessoa”, alertou o secretário.

A ação na UBS Ivone Lima foi direcionada para a comunidade do entorno da unidade com orientação nutricional, avaliação do Índice de Massa Corporal (IMC), atividade física e orientação de prevenção e controle do tabaco.

“São ações de Educação em Saúde que focam na prevenção, ou seja, têm o objetivo de evitar que a pessoa adoeça. E é importante que a população entenda que o câncer é uma das doenças que vêm aumentando de proporção ao longo dos anos. Além disso, hábitos como a inatividade física, a alimentação inadequada e o uso do cigarro deixam as pessoas mais vulneráveis e expostas às doenças crônicas não transmissíveis, como o câncer, a pressão alta e o diabetes”, informou a chefe do Núcleo de Promoção a Hábitos de Vida Saudável, Fernanda Gabriela Araújo.

Beneficiária dos serviços de Promoção à Saúde na rede municipal, a aposentada Maria das Graças Pinto Furtado, 58 anos, moradora do Coroado 3, participa diariamente das práticas de atividade física oferecidas na UBS Ivone Lima. “Participo com caminhadas e outros exercícios, já perdi peso e também melhorei a minha disposição para fazer algumas atividades que já não fazia antes”, destaca a aposentada.

As unidades de saúde da rede municipal promovem ações de prevenção ao câncer de forma rotineira para a comunidade, com Educação em Saúde e a oferta de serviços com nutricionistas, fisioterapeutas e educadores físicos. Há também 20 Ambulatórios para o Tratamento de Fumantes.

A atividade física na UBS Ivone Lima é realizada de segunda a sexta-feira, beneficiando 102 pacientes cadastrados. Os trabalhos são coordenados pela educadora física Silvia Borges. Ela explicou que as atividades envolvem caminhadas, ginástica localizada e circuito funcional. “Atualmente, atendemos a crianças, adolescentes, adultos e idosos de até 78 anos. Depois de aplicar um questionário, observamos que, em um período de quatro meses, a atividade física já resultou principalmente na redução de peso dos pacientes, mas também melhorou a disposição e o sono das pessoas e diminuiu as dores articulares dos pacientes. Isso tudo contribui para a melhora integral da saúde do paciente”, reforçou Silvia Borges.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: Rodemarques Abreu

Unidades Móveis de Saúde iniciam atendimento no Aleixo

quarta-feira, fevereiro 4th, 2015

carreta2

O bairro do Aleixo, na zona Centro-Sul, recebeu, desde terça-feira, 3, Unidades Móveis de Saúde. A oferta dos serviços da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) faz parte da programação para este ano e já começa com uma Unidade da Mulher, na Praça Tiradentes – rua 10, conjunto Ica Paraíba, comunidade São Benedito – disponibilizando exames de mamografia e de ultrassonografia (abdominal total, abdominal superior, transvaginal, pélvica, obstétrica, vias urinárias, tireoide e mamas). A Unidade Móvel ficará no local até o próximo sábado, 7 de fevereiro.

A partir desta quarta-feira, 4, uma Unidade Móvel de Saúde Odontológica e outra de Saúde Médico-Laboratorial estarão estacionadas na praça do Areal, localizada na rua do Areal, esquina com a rua Júlio Verna, também no Aleixo, oferecendo atendimento odontológico ambulatorial e acesso a consultas com médico clínico geral e pediatra, além de exames preventivos (papanicolau), serviços de coleta de material de exames laboratoriais, de imunização e de farmácia. As duas Unidades Móveis mantêm o atendimento na praça do Areal até o dia 13 de fevereiro.

A Semsa também continua, até o dia 13 de fevereiro, com a oferta de atendimento com Unidades Móveis nos bairros Alvorada 1, no pátio da igreja católica Nossa Senhora Auxiliadora, na Avenida C, esquina com a rua 8, próximo à agência dos Correios, e na Escola Estadual Ana Lúcia de Morais, localizada na rua Parintins, s/n, comunidade América do Sul, bairro Terra Nova, zona Norte. As Unidades Móveis estão atendendo nos dois locais desde o último dia 14 de janeiro.

A lista com a programação completa das Unidades Móveis pode ser acessada no site semsa.manaus.am.gov.br.

 

Texto: Eurivânia Galúcio

Fotos: Rodemarques Abreu

Departamento de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): 92 3236-8315 / 98842-8370

Em ação noturna, comunidade LGBT e profissionais do sexo recebem orientação sobre DSTs/Aids

segunda-feira, fevereiro 2nd, 2015

pu2

Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, celebrado em 29 de janeiro, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), realizou na quinta-feira (29), uma abordagem noturna com foco na população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros (LGBT), além de profissionais do sexo com orientações de prevenção e sobre o diagnóstico precoce das Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids (DSTs/Aids)

A ação se concentrou na zona Leste de Manaus, onde os agentes da rede municipal de saúde ofereceram o teste rápido para HIV, distribuíram insumos de prevenção como preservativos femininos e masculinos, além de repassarem orientações sobre as formas de prevenção às DST’s. A chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, Adriana Raquel de Souza, explicou que o teste de HIV oferecido nesta abordagem é um processo seguro, sigiloso e acessível, salientando que as unidades básicas de saúde da capital também oferecem este serviço durante o ano todo.

“A Semsa mantém a oferta de testes rápidos em 60 Unidades Básicas de Saúde e a população tem acesso aos serviços de forma ampla. A preocupação com relação aos casos de DST/Aids é muito grande, pois em 2014 foram registrados 1190 novos casos das doenças, um resultado justificado pelo acréscimo no diagnóstico, porém o trabalho de prevenção e alerta é essencial para esclarecer a importância do teste”, disse Adriana Souza.

Além de atividades de prevenção, a Semsa também promoveu ações de combate ao preconceito contra pessoas que vivem com HIV e à discriminação contra a comunidade LGBT, em conversas e orientações sobre os direitos dessas pessoas.

Jaqueline Maldonado, diretora do Núcleo Trans da Associação Garotos da Noite (AGN), ressaltou que a parceria com o órgão para promover a abordagem desses públicos específicos cumpre importante papel no incentivo ao diagnóstico precoce para o HIV, assim como na otimização do tratamento e prevenção de infecções. “A Semsa vem nos dando apoio e oferecendo parceria há bastante tempo, disponibilizando os testes rápidos e fazendo conosco as ações educativas, pois sabemos que esse é um problema mundial, especialmente em relação à Aids que não tem cura. Fazemos a nossa parte também com prevenção e orientação aos transexuais e travestis, além de conscientização da população”.

A ação contou ainda com a participação da Ouvidoria do Sistema de Segurança Publica do Amazonas, que na ocasião realizou a distribuição de material de divulgação sobre abordagem policial e os números de contato para denúncias de agressões e abuso.

Fotos: Rodemarques Abreu

Profissionais de UBS são capacitados em atendimento de Suporte Básico à Vida

segunda-feira, fevereiro 2nd, 2015

ubs2

Profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) José Figliuolo, no conjunto Viver Melhor, bairro Santa Etelvina, zona Norte, participaram na sexta-feira, 30, de uma capacitação em Ações de Suporte à Vida, oferecida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192). A programação foi no Laboratório de Habilidades do Samu, instalado na Bola da Suframa, com orientações teóricas e práticas.

O Suporte Básico à Vida é o atendimento prestado a uma vítima de mal súbito ou trauma, na tentativa de manter os sinais vitais e preservar a vida da pessoa, além de evitar o agravamento das lesões existentes, até que a equipe especializada possa transportá-la ao hospital e oferecer um tratamento definitivo.

“O objetivo da capacitação é melhorar a habilidade dos profissionais de saúde da Atenção Básica no atendimento em situações de emergência que podem ocorrer, eventualmente, em uma UBS, melhorando as chances de sobrevivência e de garantia de uma melhor qualidade de vida do paciente após o tratamento hospitalar”, explicou a chefe do Núcleo de Educação Permanente de Urgência do Samu, Lêda Lima Sobral.

A capacitação foi direcionada a profissionais médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, abordando questões como o protocolo de atendimento à parada cardiorrespiratória, ressucitação cardiopulmonar, indicação e uso do aparelho desfibrilador, medicações usadas na reanimação cardiopulmonar e manobras de desobstrução de vias aéreas por corpo estranho, que precisam ser realizadas no caso de engasgo.

A diretora da UBS José Figliuolo, enfermeira Sonaira Castro, informou que a unidade de saúde realiza cerca de 18 mil atendimentos por mês, oferecendo em sua rotina diária serviços específicos da Atenção Básica, porém ocasionalmente há usuários que precisam de cuidados imediatos de urgência. “São pessoas que no momento da consulta médica apresentam algum tipo de alteração nos exames realizados no primeiro atendimento e que podem evoluir para uma situação mais grave. Então, mesmo os profissionais que atuam na Atenção Básica precisam receber treinamentos para a atualização dos conhecimentos de primeiros-socorros”, destacou.

Para o médico venezuelano William Jesus, que atua na UBS José Figliuolo, por meio do programa Mais Médicos, a atualização é importante por atender uma demanda mais específica dos moradores do conjunto Viver Melhor. “É uma comunidade localizada em uma área distante do centro de Manaus e por isso é essencial qualificar o conhecimento de toda a equipe no atendimento a uma vítima de mal súbito ou trauma, já que é a unidade de saúde mais próxima dos moradores”, disse.

A UBS José Figliuolo tem capacidade para atender até 18 mil pessoas/mês, contando com equipe de três médicos, três enfermeiros, dois cirurgiões-dentistas, dois assistentes sociais, farmacêutico, assistente em Saúde Bucal, técnico de enfermagem, técnico de patologia e assistente administrativo.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: Rodemarques Abreu

Prefeitura fará abordagem noturna aos profissionais do sexo e população LGBT

quinta-feira, janeiro 29th, 2015

Lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais, transgêneros (LGBT) e profissionais do sexo formam o público-alvo de uma ação educativa da Prefeitura de Manaus, nesta quinta-feira, 29, a partir das 22h, no Centro. A ação será promovida por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a data foi escolhida para marcar o Dia da Visibilidade Trans, fazendo parte da estratégia municipal de prevenção às Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids (DSTs/Aids).

Durante a ação haverá oferta de teste rápido para HIV, distribuição de insumos de prevenção como preservativos femininos e masculinos, além de orientações sobre as formas de prevenção às DST’s. A programação será desenvolvida em parceria com a Associação Garotos da Noite (AGN) e será executada por profissionais de saúde e militantes associados, com estimativa de abrangência de 100 pessoas.

A chefe do Núcleo de Controle de Doenças Sexualmente Transmissíveis/Aids e Hepatites Virais da Semsa, enfermeira Adriana Raquel de Souza, explica que a Prefeitura de Manaus realiza a ação educativa direcionada aos profissionais do sexo e população LGBT periodicamente de acordo com a demanda. “No ano passado realizamos três abordagens noturnas direcionadas para profissionais do sexo e travestis”.

Além de atividades de prevenção, a Semsa também promove ações de combate ao preconceito contra pessoas que vivem com HIV e à discriminação contra a comunidade LGBT. Atualmente, a principal categoria de exposição ao HIV é formada por heterossexuais, porém a enfermeira ressaltou a tendência de aumento de registro da doença na população homossexual e, por isso, a necessidade de ações de prevenção a todos os públicos. “É necessário que a população entenda que a Aids é uma doença que pode atingir qualquer pessoa, dependendo do comportamento de risco assumido”, alertou Adriana Souza.

 

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Nova Caderneta da Gestante começa a ser distribuída na rede municipal de saúde

quinta-feira, janeiro 29th, 2015

cader2

A Prefeitura de Manaus iniciou a distribuição de 32 mil unidades da Caderneta da Gestante na rede municipal de saúde. As novas cadernetas, elaboradas pelo Ministério da Saúde, irão substituir o antigo Cartão da Gestante e têm como principal foco o estímulo ao protagonismo da gestante durante o pré-natal, o parto e o pós-parto, além de servir como instrumento mais completo de avaliação para os profissionais no acompanhamento da saúde da mãe e do bebê.

Na última terça-feira, 27, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) começou a apresentação da caderneta para profissionais das 245 Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) que oferecem o pré-natal em Manaus. Os Distritos de Saúde (Disa) Sul, Leste e Oeste foram os primeiros a receber o novo instrumento e as equipes de cada distrito também devem participar de reuniões para conhecer o novo formato. O destaque da caderneta são os espaços ampliados para inclusão de dados sobre saúde da gestante e do bebê, além de informações de serviços adicionais para a mulher e a criança nas diversas fases da gestação.

“A caderneta, ao contrário do cartão da gestante, tem espaço para informações sobre os direitos civis e trabalhistas da mulher antes e depois do parto, dicas para uma gravidez saudável e sinais de alerta, informações sobre amamentação e os benefícios do parto normal. Inclui também um espaço específico sobre o atendimento odontológico, que é realizado durante o pré-natal nas UBS’s e para que mães e pais possam escrever sobre suas impressões e sentimentos durante a gravidez”, informou Rita de Cássia Castro de Jesus, chefe do Núcleo de Saúde da Mulher da Semsa.

Com a implantação da Caderneta da Gestante em todas das UBS’s, a expectativa é de que ocorra maior adesão das mulheres gestantes ao pré-natal, instrumento essencial para que mãe e bebê alcancem o momento do parto com saúde e segurança. O Ministério da Saúde recomenda um mínimo de sete consultas de pré-natal, além da participação em ações educativas, avaliações físicas, exames laboratoriais e de imagem de forma periódica, atualização vacinal, entre outros atendimentos.

Treinamento

Durante o lançamento da Caderneta da Gestante nos Distritos de Saúde, a Semsa também está orientando os profissionais de saúde, médicos, enfermeiros e diretores das UBS´s, sobre o uso adequado do novo documento, que deve ser distribuído às gestantes na consulta de pré-natal.

“São os profissionais de saúde que irão fazer a entrega da caderneta à gestante e esse trabalho precisa ser feito de forma qualificada para que a mulher possa entender a importância do documento para a própria saúde”, alertou a assistente social Neide Negreiros, uma das coordenadoras do trabalho de apresentação da caderneta para os profissionais de saúde.

O Ministério da Saúde também está disponibilizando um espaço no endereço eletrônicowww.saude.gov.br/mulher para que os profissionais da área apresentem sugestões ou dúvidas sobre a Caderneta da Gestante.

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Fotos: Rodemarques Abreu

Semsa e CMS começam os preparativos para a VII Conferência Municipal de Saúde

quarta-feira, janeiro 28th, 2015

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e o Conselho Municipal de Saúde (CMS) começaram os preparativos para a realização da VII Conferência Municipal de Saúde de Manaus (VII Comus), programada para o mês de julho. O evento vai abordar o tema “Saúde Pública de Qualidade para Cuidar do Bem das Pessoas” e faz parte da mobilização dos municípios brasileiros para a 15ª Conferência Nacional de Saúde, no mês de novembro, em Brasília.

As conferências de saúde acontecem a cada quatro anos e abrangem as esferas municipal, estadual e federal, servindo como um fórum para a representação de vários segmentos da sociedade e que garante a participação social na formulação das políticas de saúde, na avaliação dos serviços e na definição de diretrizes e prioridades para as políticas públicas.

“Durante as conferências, cada cidadão tem a oportunidade de apresentar e defender propostas para a melhoria da saúde pública. É um dos instrumentos do Sistema Único de Saúde (SUS) para auxiliar os gestores públicos na preparação de uma política que venha atender as reais necessidades da população em diferentes regiões do país”, destacou o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto.

A VII Comus vai reunir 400 participantes com vagas distribuídas entre usuários (50%), profissionais (25%) e gestores/prestadores de serviços de saúde (25%). Antes da Conferência Municipal serão realizadas as pré-conferências nas zonas Norte, Sul, Leste, Oeste e Rural. “É uma forma de garantir que representantes de todas as zonas geográficas de Manaus participem da definição de diretrizes que serão seguidas nos próximos quatros anos na área de saúde”, informou o secretário.

Cada pré-conferência vai reunir também representantes de usuários, trabalhadores e gestores da saúde, que irão participar de debates, trabalhos em grupo para elaboração de propostas e eleição de delegados para a Conferência Municipal de Saúde. As propostas aprovadas também serão apresentadas na VII Comus.

 

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Visa Manaus apreende e suspende venda de tucumãs em feira do Parque Dez

terça-feira, janeiro 27th, 2015

vendatucumaapreens (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) apreendeu 8,3 quilos de polpa de tucumã sem rótulo para a identificação de origem e três amostras de sanduíches de queijo com a polpa da fruta para a verificação em laboratório de indícios do uso de substâncias químicas, em atenção à lei municipal nº 1.945, de dezembro de 2014, que proíbe uso de determinados elementos como o carbureto de cálcio, utilizado para amadurecimento precoce de tucumã, o que pode provocar a intoxicação alimentar.

A ação foi realizada por fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária (Visa Manaus), na manhã da sexta-feira, dia 23, na Feira Municipal do Parque Dez, rua do Comércio, s/nº, no conjunto Castelo Branco, zona Centro-Sul, onde o consumo de tucumã foi suspenso até a conclusão dos exames laboratoriais, com resultado final previsto para ser emitido em até sete dias úteis. O descumprimento da lei municipal prevê a aplicação da multa no valor de 15 Unidades Fiscais do Município (UFMs), o equivalente a R$ 1,2 mil.

O fiscal Wallace Benjamim, um dos responsáveis pela ação, informou que a inspeção na feira foi organizada depois de uma denúncia junto à Visa Manaus sobre o manuseio incorreto da polpa do tucumã nos boxes da feira e devido à proibição do uso do carbureto para a aceleração do amadurecimento do tucumã. “A Visa Manaus também irá realizar a inspeção junto aos fornecedores do produto na feira com o objetivo de identificar o foco de uma possível contaminação. Além disso, vai manter a fiscalização quanto ao uso do carbureto”, explicou o fiscal.

Os fiscais da Visa Manaus também realizaram orientação educativa para os manipuladores de alimentos na feira e sobre a importância do uso de equipamentos como luvas, toucas e calçado adequado, além da utilização de alimentos que apresentem rótulos trazendo informações como origem do produto, data de fabricação e de validade. O departamento mantém uma programação de inspeções que incluem feiras, estabelecimentos de venda de alimentos e fornecedores de tucumãs.

A Visa Manaus recebe denúncias por meio do telefone 0800 – 092 – 0123.

Reportagem: Eurivânia Galúcio
Fotos: Karla Vieria/Rodemarques Abreu

Samu oferece instruções em primeiros socorros

sexta-feira, janeiro 23rd, 2015

primeirosocorros (2)

A Prefeitura de Manaus disponibiliza o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu – 192) para oferecer instrução em primeiros socorros para grupos de profissionais que buscam qualificação na área, sejam de instituições públicas ou privadas. Em 2014, 328 pessoas passaram pelo treinamento, que é coordenado pelo Núcleo de Educação Permanente de Urgência do Samu. Entre elas, membros da Guarda Civil Metropolitana, Polícia Rodoviária Federal, Exército, Marinha, escolas e creches.

A primeira atividade de instrução oferecida em 2015, realizada durante esta semana, foi para uma turma de 28 alunos da Escola da Polícia Militar em que especialistas do Samu abordaram temas como desmaio, convulsão, asfixia por engasgo, parada cardiorrespiratória, ferimentos, hemorragias, queimaduras, entorses, distensão, luxações, fraturas e imobilizações, além de procedimentos corretos a serem adotados em acidentes com vítimas e que podem ser aplicados por qualquer cidadão treinado adequadamente.

“As instruções não são somente sobre como socorrer a vítima, mas como agir para evitar agravamento da situação, já que muitas vezes uma pessoa quer ajudar, mas acaba prejudicando o atendimento”, alertou o gerente do Samu, o médico Ruy Jorge Abrahim Lima. Os alunos também receberam informações sobre a atuação do Samu, de conscientização das pessoas para o correto uso do serviço e de combate aos trotes.

O gerente explicou ainda que o serviço é ofertado para atender a demanda de diferentes instituições como parte da rotina do Núcleo de Educação Permanente de Urgência do Samu, ressaltando que a capacitação também é realizada para profissionais da própria Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

O serviço de instrução em primeiros socorros pode ser solicitado junto à Semsa, por intermédio da direção do Samu, com a especificação de público-alvo e quantidade de participantes. As atividades são agendadas de acordo com a disponibilidade do serviço.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Assessoria de comunicação

Estudantes de medicina exploram cotidiano de UBSs em busca de aprimoramento na formação acadêmica

quinta-feira, janeiro 22nd, 2015

intprofsemsa (2)

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) ampliaram cooperação técnica para proporcionar aos estudantes de medicina uma experiência mais próxima da realidade da atuação profissional nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs). A parceria também se firma como uma preparação dos alunos para o estágio de Internato Rural, a ser desenvolvido nos municípios do interior do Estado do Amazonas, em que o contato com os usuários permite a observação do atendimento humanizado oferecido nas unidades.

O secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, explica que a parceria foi estabelecida para atender uma demanda da Coordenação do Internato do Curso de Medicina da Ufam. As ações começaram no segundo semestre do ano passado, para a inserção de 46 alunos do módulo de Medicina Preventiva e Social/Internato Rural nas UBSs da rede municipal.

“Esse é um momento de preparação dos alunos de medicina para o estágio a ser desenvolvido nos municípios do interior do Estado. Além disso, é uma forma da Semsa contribuir para a formação de profissionais de forma adequada às necessidades sociais e sanitárias da população de Manaus”, destacou Homero de Miranda Leão.

A primeira turma formada por 46 estudantes foi inserida durante 45 dias na rotina diária de atendimento das Unidades Básicas de Saúde da Família. O trabalho foi coordenado pela Gerência de Gestão da Educação na Saúde (Gesau), que promoveu a integração entre os estudantes e profissionais das UBSs.

Nas Unidades de Saúde, os estudantes de medicina tiveram a oportunidade de manter o contato direto com as ações desenvolvidas na Atenção Primária à Saúde, acompanhando médicos e enfermeiros nas visitas domiciliares, conhecendo as diretrizes da Estratégia Saúde da Família e os serviços disponibilizados para a população. “Muitos desses alunos, depois de formados, poderão atuar na rede municipal de saúde e é importante que a Semsa exerça o seu papel na formação de um profissional médico que possa atender às reais demandas na área da saúde, compreendendo a importância da Atenção Primária, que tem a capacidade de resolver até 80% dos problemas de saúde da população”, destacou a gerente de Gestão da Educação na Saúde da Semsa, Ademarina Cardoso.

A gerente explica ainda que a cooperação técnica entre a Semsa e a Ufam estabelece um regime de colaboração para a realização de atividades práticas e estágio curricular dos cursos de graduação e pós-graduação.

A Semsa vai dar continuidade à parceria com a Ufam com duas novas turmas de alunos, que serão inseridos nas UBSs a partir dos dias 26 de janeiro e 09 de março.

 

Reportagem: Eurivânia Galúcio

Foto: Assessoria/ Semsa