13/09/18 | 11:40
Direito à Alimentação Saudável é tema de workshop realizado em escola municipal

Um workshop com o tema “Direito à Alimentação Saudável e Nutricional” fez parte da programação do Programa Saúde na Escola (PSE) na Escola Municipal Senador Fábio Pereira Lucena Bittencourt, no bairro Nova Esperança, zona Oeste. Realizado pela Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), em parceria com Secretaria Municipal de Educação (Semed) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o evento foi realizado nesta quarta-feira, 12/9.

A palestra marcou o encerramento das atividades na escola, que começou com uma oficina, em agosto, sobre a alimentação saudável, em que participaram 20 alunos, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental, que vão atuar como agentes multiplicadores e promotores da saúde.

Durante o workshop foi apresentado o trabalho dos alunos sobre peixes regionais e suas receitas; alimentos processados e orgânicos; culinária regional; frutas com poder nutricional como castanha, cupuaçu, tucumã, pupunha, entre outras. A programação contou, ainda, com apresentações culturais dos estudantes.

Conforme o assessor pedagógico de Educação Física da Semed, Zacarias Lopes, o programa é desenvolvido em 120 unidades de ensino, atendendo, aproximadamente, 50 mil alunos, entre Educação Infantil e do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental. Para ele, o trabalho na escola foi muito satisfatório.

“Queremos aproveitar esse conhecimento das crianças, que já tem um entendimento sobre uma busca por alimentos melhores. Por meio de nossas aulas de Educação Física, começamos a trabalhar esse assunto e mostrar o que é preciso fazer para melhorar a alimentação e saúde dos alunos”, observou.

A representante do Unicef, Joana Fontoura, destacou o resultado do aprendizado dos alunos no workshop. “O envolvimento na escola não foi só entre os estudantes, mas com os professores de diferentes disciplinas, que pode ser tratado por diversas óticas. A ideia é continuar com o PSE, para trazer essa reflexão”, enfatizou.

Segundo a coordenadora municipal do PSE da Semsa, Giane Duarte de Sena, o trabalho realizado ajuda a conscientizar os alunos, que são a partir de agora multiplicadores da temática. “A escola é um espaço de diálogo democrático social, na qual os alunos e a comunidade escolar participam e tratam a questão da alimentação saudável com o cuidado que merece, por ser um assunto importante no crescimento e desenvolvimento de nossas crianças e adolescentes”, salientou.

De acordo com a diretora da escola, Nadir Gonçalves, os alunos serão os agentes multiplicadores e promotores da saúde com amigos, família e comunidade. “Foi de muita valia, porque foi passada aos alunos a maneira correta de comer, além da importância de manter a saúde em dia e deles estarem saudáveis para vir para a escola e participar das atividades”, comentou.

Para quem não tinha uma alimentação saudável, a aluna do 8º ano, Emelly da Costa Valente, 14, decidiu mudar totalmente a forma de se alimentar. “Eu aprendi que devemos nos alimentar melhor, às vezes os alimentos industrializados não são tão bons para nossa saúde e pode nos prejudicar. Antes eu comia muita besteira, agora vou comer frutas e comida de verdade”, concluiu.

Texto: Paulo Rogério Veiga  / Semed

Fotos: Cleomir Santos / Semed