Controle da Tuberculose

Contato: 3214-7718

Programa Municipal de Controle da Tuberculose

 

Informações sobre a doença

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões (tuberculose pulmonar), embora possa acometer outros órgãos e sistemas (tuberculose extrapulmonar). É causada por bactérias que integram o complexo Mycobacterium tuberculosis.

A transmissão é por via respiratória (aérea). A pessoa com tuberculose no pulmão pode passar o germe/bacilo para outras pessoas pela tosse, fala ou pelo espirro. O contato direto com o paciente em ambiente fechado, com pouca ventilação e ausência de luz solar, representa maior chance de outra pessoa ser infectada com a bactéria causadora da doença. IMPORTANTE: A tuberculose não se transmite pelo compartilhamento de roupas, lençóis, copos e outros objetos.

Em adolescentes e adultos jovens, o principal sintoma da tuberculose pulmonar é a tosse (por três semanas ou mais), associada ou não a febre (especialmente à tarde), suor intenso à noite, falta de apetite e emagrecimento. Em crianças menores de 10 anos de idade, a febre moderada e persistente é a principal manifestação clínica. Também são comuns irritabilidade, tosse, falta de apetite, perda de peso e suor intenso à noite. Nas formas extrapulmonares de tuberculose, que são menos frequentes, os sinais e sintomas variam de acordo com o órgão ou sistema acometido.

 

Diagnóstico da Tuberculose

Para diagnosticar a tuberculose é necessário realizar o exame de escarro (baciloscopia, cultura ou teste molecular rápido para tuberculose). São necessárias duas amostras de escarro: uma colhida no momento da 1ª consulta e outra colhida na manhã do dia seguinte, ainda em jejum. Link: Orientações sobre a coleta de escarro (Anexo). Outros exames também podem ser solicitados (como radiografias, tomografias, biópsias, etc).

A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus conta com quatro Laboratórios Distritais interligados por uma rede de 96 postos de coleta distribuídos nos cinco Distritos Sanitários, onde o usuário da rede pública ou privada pode, durante todo o horário de funcionamento da Unidade, pode entregar sua amostra de escarro para o diagnóstico da TB. Link: Postos de coleta para realização do exame de escarro (Anexo).

 

Tratamento da Tuberculose

Oferecido apenas na rede SUS, o tratamento é gratuito, tendo duração de no mínimo seis meses, com tomada diária de medicamento. Há casos em que o tratamento precisa ser estendido por mais tempo, a depender da avaliação clínica e de resultados de exames laboratoriais. É comum que após as primeiras semanas de tratamento, o paciente observe melhora total dos sinais e sintomas. No entanto, isto não quer dizer que a doença está curada. Para obter a cura é necessário completar todo o tratamento.

Atualmente a maior parte dos casos de tuberculose é tratada na unidade de saúde básica mais próxima a sua casa. Considerando o longo tempo de tratamento, recomenda-se que os casos recebam o tratamento diretamente observado (TDO), ou seja, que a tomada de medicamentos seja observada diariamente por um profissional da equipe de saúde capacitado, na sua residência ou na unidade de saúde mais próxima. Link: Unidades Básicas de Saúde com o Programa de Controle da Tuberculose implantado.

 

Prevenção da Tuberculose

A prevenção da tuberculose consiste em vacinar com BCG as crianças menores de quatro anos de idade, tratar preventivamente pessoas infectadas com maior risco de adoecimento e implementar medidas de controle de infecção.

Todas as pessoas que moram na mesma casa do doente com tuberculose, contatos próximos de trabalho próximo ou outros com convivência próxima e contínua precisam ser examinadas. Isto significa que todos deverão fazer exames e após avaliação, se identificado outra pessoa doente, inicia-se o tratamento da tuberculose, se infectado com a bactéria da tuberculose, em alguns casos recomenda-se a o tratamento preventivo da infecção latente da tuberculose, ou seja, uma profilaxia para diminuir o risco apresentar tuberculose ativa.

Um dos exames importantes na avaliação de contatos de pessoas com tuberculose e como método auxiliar para diagnóstico da tuberculose na criança é a prova tuberculínica. Esse exame consiste na aplicação de uma injeção intradérmica de um derivado proteico purificado do M. tuberculosis (PPD) para medir a resposta imunológica local. Link: Unidades Básicas de Saúde que realizam Prova tuberculínica.

 

Para a cura da Tuberculose é necessário completar todo o tratamento!

 

 

 

Referências bibliográficas

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância Epidemiológica. Manual de recomendações para controle da tuberculose no Brasil. Brasília, DF, 2011.

Tuberculose. Disponível em 2015http://blogdatuberculose.blogspot.com.br/p/conhecendo-tuberculose.html. Acesso em: 18 de abril de 2016.