31/03/10 | 9:16
Projetos voltados para saúde do idoso são destaques na I Expo Saúde Manaus

Manaus vem se consolidando como uma referência, na região Norte, em ações voltadas para a melhoria da saúde do idoso, na opinião da coordenadora de Acompanhamento e Avaliação da Atenção Básica do Ministério da Saúde (MS), Elizabeth Susana Wartchow. Uma demonstração disto, segundo a representante do MS, são os trabalhos apresentados na I Expo Saúde Manaus, evento promovido pela Prefeitura de Manaus e que reúne experiências bem sucedidas e propostas inovadoras, desenvolvidas pelos servidores da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), com o objetivo de aprimorar o atendimento prestado na rede municipal.

Aberta na terça-feira (3), a Expo Saúde está acontecendo no Centro de Convenções do Studio 5 e se estende por toda esta quarta-feira (31), com uma extensa programação de debates e a premiação dos trabalhos que mais se destacarem durante a mostra. Dos 50 trabalhos selecionados para participar da exposição, 20 referem-se a ações destinadas à promoção e melhoria da saúde na terceira idade. “A diversidade e a quantidade das atividades para os idosos, retratadas nesses trabalhos, apontam que as ações desenvolvidas pela rede básica de saúde de Manaus estão conectadas à realidade do Brasil. Somos um País cuja população está envelhecendo e as ações públicas para a saúde na terceira idade são essenciais”, disse Elizabeth Wartchow.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que a população idosa do Brasil é 21 milhões de pessoas, das quais 94 mil residem em Manaus. “É muito bom constatar o aumento de projetos e as ações que têm o foco voltado para a saúde dos idosos”, disse Elizabeth que ontem participou da Expo Saúde Manaus onde ministrou a palestra “Cenário do Programa Estratégia Saúde da Família no Brasil”.

O secretário municipal de Saúde, Francisco Deodato, que também participou da abertura da exposição, afirmou que os profissionais de saúde têm um papel fundamental na valorização do idoso na sociedade e na promoção da vida saudável. “Projetos como esses que estão sendo mostrados na Expo Saúde precisam ser estimulados cada vez mais”, ressaltou Deodato. O titular da Semsa fez uma exposição sobre o tema “11 anos do Estratégia Saúde da Família em Manaus – avanços e desafios”.

Pioneirismo – Elizabeth Wartchow destacou ainda o pioneirismo de Manaus por ser a primeira cidade da região Norte a realizar um evento como a Expo Saúde, nos moldes propostos pelo Ministério da Saúde.

A expectativa do secretário Francisco Deodato é que a primeira edição do evento colabore para o aumento da participação dos profissionais de saúde na gestão de projetos integrados ligados ao setor. “A premiação é uma forma de demonstrar o reconhecimento da atuação dos profissionais que atuam diretamente com a comunidade e, quando ele se sente estimulado, trabalha com mais eficiência”, disse.

Conforme o secretário, a Expo Saúde faz parte da estratégia de atendimento humanizado, que a Semsa vem desenvolvendo com a realização de capacitações, cursos e prêmios para os servidores. “Não basta apenas se preocupar em melhorar a infraestrutura das unidades, é de fundamental importância reciclar e estimular o servidor, pois 90% do bom atendimento à população depende dele”, ressaltou.

O primeiro dia da Expo Saúde também foi marcado pela Conferência Magna sobre “Práticas Educativas no SUS”, proferida pelo professor do Departamento de Promoção da Saúde da Universidade Federal da Paraíba, Eymard Vasconcelos, que também é especialista em Clínica Médica e Saúde Pública, mestre em Educação, doutor em Medicina Tropical e pós-doutor em Saúde Pública.

Premiação – Nesta primeira edição da Expo Saúde Manaus, 50 trabalhos estão concorrendo e 10 deles serão premiados, em duas categorias: “Experiências Bem Sucedidas”, cujo enfoque são ações que já tenham sido desenvolvidas ou estejam em desenvolvimento na área de saúde; e “Propostas Inovadoras”, que consiste em novos projetos ou iniciativas em fase de implantação.

Na primeira categoria concorrem 15 trabalhos na modalidade oral e outros 30 apresentados no formato pôster. Na categoria “Propostas Inovadoras”, há cinco trabalhos disputando a premiação, por meio da modalidade de apresentação oral.

Os três melhores trabalhos de cada categoria, observada a modalidade de apresentação, serão apontados por uma Comissão Julgadora, formada por representantes de entidades ligadas à saúde, como o Conselho Municipal de Saúde, Comitê de Ética da Semsa, Fiocruz. O público também participará da escolha, dando o voto somente na categoria “Experiências Bem Sucedidas”, apresentação em pôster.

O primeiro lugar de cada categoria receberá uma passagem para participar de um evento científico em qualquer lugar do Brasil, com as despesas referentes à estada pagas. Segundo e terceiro lugares levam uma caixa amplificadora e um microfone para a unidade de saúde da qual fazem parte.

Entre os trabalhos que estão participando da I Expo Saúde estão “Programa de Educação Nutricional para Idosos”, “Promoção e Educação em Saúde e Cuidado entre Idosos Amazônia.

Reportagem – Lidia Ferreira.