SAMU

As ambulâncias são classificadas em:

Tipo A — Ambulância de Suporte Básico (USB): veículo destinado ao transporte inter-hospitalar de pacientes com risco de vida conhecido e ao atendimento pré-hospitalar de pacientes com risco de vida desconhecido, não classificado com potencial de necessitar de intervenção médica no local e/ou durante transporte até o serviço de destino. Tripulada por dois profissionais, sendo um o motorista e um técnico ou auxiliar de enfermagem.

Tipo B — Ambulância de Suporte Avançado (USA): veículo destinado ao atendimento e transporte de pacientes de alto risco em emergências pré-hospitalares e/ou de transporte inter-hospitalar, que necessitam de cuidados médicos intensivos.

Deve contar com os equipamentos médicos necessários para esta função. Tripulada por três profissionais, sendo um motorista, um enfermeiro e um médico.

Tipo C — Embarcação de Transporte Médico: veículo motorizado aquaviário, destinado ao transporte por via marítima ou fluvial. Deve possuir os equipamentos médicos necessários ao atendimento de pacientes conforme sua gravidade.

Tripulada por dois ou três profissionais, de acordo com o tipo de atendimento a ser realizado, contando com o condutor da embarcação e um auxiliar/técnico de enfermagem em casos de suporte básico de vida, e um médico e um enfermeiro, em casos de suporte avançado de vida.

Quando chamar o SAMU?

Na ocorrência de problemas cardíacos e ou respiratórios.

Em casos de Intoxicação, traumatismo ou queimadura.

Na ocorrência de quadros infecciosos.

Na ocorrência de maus tratos.

Em trabalhos de parto.

Em casos de tentativas de suicídio.

Em crises hipertensivas.

Quando houver acidentes com vítimas.

Em casos de choque elétrico.

Em acidentes com produtos perigosos.

Na transferência de doentes de uma unidade hospitalar para outra.

Páginas: 1 2 3

Páginas 1 2 3

1 2 3