09/08/17 | 10:35
Semsa participa de Tribuna Popular sobre Aleitamento Materno na Câmara Municipal de Manaus

Mais um estímulo à amamentação foi realizado como parte das ações do Agosto Dourado da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), mês que marca a campanha do aleitamento materno. A enfermeira Ivone Amazonas, chefe do núcleo de Saúde da Criança e do Adolescente, representou a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) na Tribuna Popular, promovida pelo vereador Everton Assis, na Câmara Municipal de Manaus, nesta terça-feira, 9/8.

De acordo com o secretário municipal de saúde, Marcelo Magaldi Alves, o Agosto Dourado tem o objetivo de chamar a atenção para os benefícios da amamentação e promover os estímulos e apoios necessários para que as mães possam amamentar sem qualquer dificuldade.

“O Ministério da Saúde preconiza que as mães devam amamentar seus filhos, exclusivamente, com leite materno até os seis meses de vida e até os dois anos com a inserção alimentar saudável com sucos e outras alternativas”, ressaltou Magaldi.

Segundo Ivone Amazonas, a Tribuna Popular faz parte do movimento de conscientização dos profissionais da Câmara Municipal de Manaus para a Implantação da Sala de Apoio à Amamentação.

“Nós fomos convidados a falar sobre a importância do aleitamento materno e explicar o processo de criação da sala de apoio, dentro do parlamento municipal. Como prerrogativa para a criação do espaço é necessário que as funcionárias grávidas disponham de seis meses de licença maternidade e que os filhos tenham creche garantida. O estímulo à amamentação é garantia de redução da mortalidade infantil, por isso tão importante”, destacou Ivone.

Sala de Apoio à Amamentação

Ivone explica que a Sala de Apoio à Amamentação é destinada às  mulheres trabalhadoras que retornam da licença-maternidade e desejam continuar amamentando seus filhos. Nessa sala, a mulher pode retirar e armazenar o seu leite em condições higiênico-sanitárias adequadas durante a jornada de trabalho.

A construção ou adaptação da SAA está embasado pela RDC/Anvisa nº 171,  de  4  de  setembro  de  2006,  que  dispõe  sobre  o  Regulamento Técnico para o funcionamento de Bancos de Leite Humano e na publicação Banco de Leite Humano – Funcionamento, Prevenção e Controle de Riscos e  tem  por  objetivo orientar a instalação de salas de apoio à amamentação nos locais de trabalho em parceria com as vigilâncias sanitárias locais.

Segundo o vereador Everton Assis, autor da propositura, a legislação brasileira ampara a mulher trabalhadora contemplando a garantia de  emprego  desde  a  gestação,  a  licença-maternidade remunerada  e  o  apoio  à  prática  do  aleitamento  materno.  Com isso, há garantia  para  as  mulheres  com  vínculos  empregatícios  formais  de benefícios  trabalhistas  de  apoio  à  maternidade  e  à  amamentação.

“As mulheres que amamentam e que se afastam de seus filhos em virtude do trabalho precisam esvaziar as mamas durante a sua jornada diária, para o alívio do desconforto e para manter a produção de leite. Na maioria das vezes não há nos ambientes de trabalho um lugar apropriado para isso, o que impede que a mulher aproveite o leite retirado para oferecer ao seu filho posteriormente. Diante dessa demanda, alguns empregadores  estão  investindo  em salas de apoio à amamentação, destinadas à retirada e à estocagem de leite materno durante a jornada de trabalho”, declarou o parlamentar.

Texto/Reportagem e Fotos: Agnaldo Oliveira Júnior (Semsa)

Disponíveis em: https://www.flickr.com/photos/prefeiturademanaus/36469349945/

Assessoria de Comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa): (92) 3236-8315