Notícias

Atividade física e de meditação são realizadas pela prefeitura na Ponta Negra

Profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) Ivone Lima, da Prefeitura de Manaus, localizada no bairro Coroado, na zona Leste, promoveram na manhã desta quarta-feira, 10/7, atividade física e de meditação no Complexo Turístico da Ponta Negra.

 

 

Como parte das ações de Promoção da Saúde e das Práticas Integrativas e Complementares (PICS), promovidas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a programação teve como público-alvo os integrantes do grupo de atividade física da UBS Ivone Lima.

 

De acordo com a profissional de Educação Física da UBS, Sílvia Borges, a atividade na Ponta Negra é uma das ações programadas durante o ano no atendimento aos usuários dos serviços oferecidos na Unidade de Saúde.

 

“O grupo de atividade física da UBS Ivone Lima já existe há cinco anos, direcionado para a prevenção de doenças e promoção da saúde, e, além do trabalho de rotina dentro da Unidade de Saúde, é importante proporcionar diferentes atividades para motivar o grupo. É uma forma de evitar o afastamento do paciente e estimular o convívio social, que é muito benéfico na prevenção às doenças”, informou Sílvia Borges, explicando que o grupo recebe pacientes encaminhados com indicação médica por questões como depressão, ansiedade, insônia e dores articulares.

 

Meditação

A prática de meditação no Complexo Turístico da Ponta Negra foi coordenada pela fisioterapeuta Joselaine Dantas, que também atua na UBS Ivone Lima, integrando a equipe do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF).

 

Sendo uma das Práticas Integrativas e Complementares do Sistema Único de Saúde (SUS), que incluem 29 procedimentos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais, a meditação é utilizada no atendimento aos pacientes na UBS Ivone Lima, auxiliando no tratamento convencional.

 

“A Unidade de Saúde mantém um grupo com a prática de meditação toda sexta-feira, com 18 a 20 pessoas, ajudando de forma coadjuvante no tratamento dos pacientes. São utilizadas várias técnicas de meditação, mas o foco é a respiração, permitindo que o indivíduo possa utilizar a técnica em casa ou outros locais, de acordo com a rotina de cada um, ajudando a melhorar problemas como ansiedade, insônia e estresse”, ressaltou Joselaine Dantas.

 

A maior procura para participação no grupo de meditação, informa a fisioterapeuta, é de pacientes com indicação de depressão, hipertensão arterial, dores crônicas e mulheres na menopausa. “A meditação não vai trazer a cura e nenhum paciente vai deixar o tratamento ou medicamento. Mas o principal resultado com a meditação é a melhora na qualidade de vida, favorecendo a harmonia do sistema mental, físico e espiritual”, destacou Joselaine Dantas.

 

A comerciante Maria Izete Cardoso, 58 anos, integra o grupo de atividade física da UBS Ivone Lima há quatro anos, duas vezes por semana, e começou este ano a participar do grupo de meditação. “Faço todo o acompanhamento médico e os exames de rotina na UBS, mas também não deixo de fazer a atividade física, mantendo o meu peso, e comecei a fazer meditação por causa de insônia e ansiedade. Tem muitos benefícios, estou dormindo bem, não estou mais com tanta preocupação e ansiedade, melhorou minha autoestima, e também ajudou a reduzir as dores que sentia nas pernas  e as dores de cabeça”, afirmou Izete Cardoso.

 

 Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa

Fotos – José Nildo / Semsa

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHsmEZiap2

Notícias relacionadas