Notícias

Ministério da Saúde realiza pesquisa de prevalência da Covid-19 em Manaus

Gestores da Prefeitura de Manaus, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), participaram nesta quinta-feira, 2/9, na sede da Fundação de Vigilância e Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), bairro Colônia Santo Antônio, zona Norte, de reunião para alinhamento de informações sobre a Pesquisa de Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil (PrevCOV), organizada pelo Ministério da Saúde.

 

 

 

 

A pesquisa PrevCOV, com a primeira etapa tendo iniciado em maio, será realizada em 274 municípios brasileiros, pretendendo atingir 62.097 domicílios e 211.129 indivíduos, selecionadas por amostragem, com entrevista e coleta de amostras de material biológico (sangue) para o exame sorológico e identificação de anticorpos para o novo coronavírus.

 

No Amazonas, a meta é abranger os municípios de Manaus, Careiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva.

 

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, explica que a pesquisa deve atingir cerca de oito mil moradores de diferentes bairros da capital, que irão receber a visita em domicílio de profissionais de saúde contratados pelo Ministério da Saúde.

 

“A pesquisa é um estudo soroepidemiológico, que vai fornecer informações para se estimar a prevalência da infecção causada pelo novo coronavírus entre a população brasileira, permitindo também estabelecer estimativas específicas sobre a pandemia em Manaus e outras cidades e Estados. É um trabalho que representa um novo momento das ações de controle da pandemia da Covid-19, já que vai contribuir para que os gestores de saúde possam tomar decisões baseadas em evidências mais concretas sobre a distribuição dos casos da doença e da dinâmica de transmissão”, informou Shádia Fraxe.

 

A reunião na FVS foi conduzida pela coordenadora-geral das Emergências em Saúde Pública do Ministério da Saúde, Janaína Sallas, que destacou que a participação na pesquisa é voluntária, a partir de um convite para adesão na coleta de informações e da amostra de sangue.

 

“É muito importante que a população participe, já que a pesquisa vai poder trazer para o gestor uma melhor fotografia da carga de incidência da doença nesse momento e vai ser uma oportunidade para a população saber realmente o quanto ela já foi exposta à doença, tendo em vista que temos um grande número de pessoas que não apresenta sintomas”, destacou Janaína Sallas.

 

A coordenadora informou ainda que as entrevistas e coleta de amostras em domicílio no Amazonas serão realizadas por profissionais de um laboratório local contratado, que também fará o transporte das amostras para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz/Ceará), instituição responsável pelo processamento do material coletado.

 

“Todos os profissionais que farão a coleta de amostras de sangue em domicílio estarão identificados, uniformizados, seguindo todos os protocolos de segurança para a comunidade ao receber o entrevistador”, garantiu Janaína Sallas.

 

Nos oito municípios que irão participar da pesquisa no Amazonas, devem ser coletadas amostras de 9.774 moradores, com maior predominância no município de Manaus, e a intenção é que o trabalho seja finalizado até o final do mês de outubro.

 

Imunização

A análise sorológica das amostras de sangue na pesquisa PrevCOV também vai permitir a detecção da resposta vacinal da população à infecção da Covid-19.

 

“O município de Manaus atingiu uma fase avançada na campanha de vacinação contra Covid-19, com 34% da população com ciclo vacinal completo e 83% com a primeira dose. Com isso, a pesquisa vai ajudar a avaliar a situação em Manaus e fornecer informações, para que os gestores da saúde possam tomar decisões mais adequadas ao controle da pandemia”, afirmou a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae/Semsa), enfermeira Marinélia Ferreira.

 

Para mais informações sobre a PrevCOV, a população pode ligar no 136, canal de comunicação disponibilizado pelo Ministério da Saúde.

 

 

Texto – Eurivânia Galúcio /Semsa

Fotos – Divulgação / Semsa

Notícias relacionadas