Notícias

‘Municípios devem ser autônomos para pronta-resposta’, diz Arthur em teleconferência com ministro da Saúde

Em teleconferência com o prefeito Arthur Virgílio Neto, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, elogiou a estratégia da Prefeitura de Manaus de levar a vacinação contra a gripe nas casas dos idosos, evitando que fiquem expostos à contaminação do novo coronavírus, uma vez que é o grupo mais vulnerável à doença. A conversa entre os dois aconteceu na manhã deste domingo, 22/3, a partir de uma reunião por mídia virtual entre a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o próprio ministro Mandetta. Na ocasião, Arthur disse que é hora de reconhecer a autonomia dos municípios, conforme a constituição.

 

 

“Nós optamos em não vacinar idosos nas Unidades Básicas de Saúde, porque vai contra tudo que acertamos e concentramos nessa reunião. Nós faremos com muita garra a vacinação de casa em casa. E estamos divulgando por todos os meios que os idosos não busquem as UBSs”, reforçou o prefeito, em sua participação no encontro online, apresentando as medidas já adotadas em Manaus.

 

Arthur Neto citou o entendimento com o governo estadual no combate à crise e sugeriu ao ministro que se leve à última consequência o respeito à autonomia dos municípios. “Os municípios devem ser autônomos como determina a constituição de 1988, conforme é da necessidade deles para serem, efetivamente, urgentes e prontos nas suas respostas”, declarou Arthur, solicitando, ainda, que possa haver a possibilidade da contratação de médicos sem o Revalida para reforçar o corpo técnico da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

 

O ministro disse que irá estudar as demandas e elogiou Manaus pela atitude de levar a vacina contra gripe na casa dos idosos. Ele também sugeriu que durante a ação seja feito um cadastro digital de todos os idosos atendidos. “Decisões locais são totalmente estratégicas. Manaus fazer a vacinação casa a casa é uma ótima estratégia. Seria a hora de aproveitar e fazer um levantamento de quantos idosos há em cada casa e passar todas as orientações. Dessa forma, se cria um cadastro digital bem elaborado sobre todos os idosos da cidade”, elogiou Mandetta.

 

Durante sua curta participação na teleconferência, o presidente Bolsonaro reafirmou a confiança no ministro Mandetta para comandar o enfrentamento a pandemia e confirmou que o país não deixará faltar recursos para o combate ao novo coronavírus. “Obviamente, me aconselho com o Mandetta, pois minha formação não é essa para tratar desse assunto, mas como chefe do executivo, tenho que dar os meios para que os ministros possam trabalhar e colocá-los com os senhores na ponta da linha. Como disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, não faltará recursos para a saúde, bem como a manutenção de empregos”, disse o presidente.

 

Também foram apresentadas ao presidente e ao ministro as pautas de demanda coletiva da FPN relacionadas com a criação do Comitê Interfederativo de Gestão de Crise, liberação de recursos, pactuação do critério de distribuição e cronogramas de entrega de equipamentos de proteção individual e a garantia de testes para os profissionais de saúde.

 

Medidas

Ainda durante a teleconferência, o prefeito Arthur Virgílio Neto falou sobre as medidas tomadas na capital do Amazonas, ressaltando que antes mesmo das confirmações de casos em Manaus, a prefeitura vem adotando medidas para evitar o agravamento da crise social e econômica causada pela pandemia.

 

“Estamos, diariamente, tomando atitudes contra o novo coronavírus, dentro das possibilidades que pode ter uma prefeitura, como a de Manaus. Foi assim que decretamos a antecipação do recesso escolar e depois várias atitudes para proteger o povo de Manaus, como – em boa hora – vamos começar, de casa em casa, a vacinar os idosos para manter a proteção imunológica deles”, destacou Arthur, elogiando o trabalho das equipes de saúde e dos parlamentares que estão destinando valores de emendas para o combate ao novo vírus e reforçando a necessidade de se ficar em casa.

 

Atuante em suas redes sociais, o prefeito tem atualizado a população sobre todas as medidas tomadas para se conter o avanço da Covid-19 e pediu, em tom de alerta, que os manauaras atendam à orientação de se manterem em casa, em isolamento social, como não frequentar espaços públicos e se evitar aglomerações.

 

“Estamos pedindo àqueles que estão utilizando nossos espaços públicos, onde se praticam esportes, caminhadas, o que for, que parem imediatamente. Não quero criar um quadro de apavoramento, mas não podemos considerar isso uma gripe qualquer. É algo grave, sério, uma guerra. Na guerra não tem empate, se vence ou vence, no nosso caso”, finalizou o prefeito.

 

Fotos – Alex Pazuello / Semcom

Notícias relacionadas