Notícias

Segundo mutirão de inserção de DIU da maternidade Moura Tapajóz atendeu a mais de 70 mulheres neste sábado

A maternidade Moura Tapajóz, da Prefeitura de Manaus, realizou neste sábado, 19/3, mais de 70 procedimentos no segundo mutirão para a inserção do Dispositivo Intrauterino (DIU). Considerado um dos mais seguros métodos contraceptivos, tem 99,3% de eficácia comprovada. A colocação do dispositivo faz parte do programa de planejamento familiar oferecido gratuitamente pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

 

 


 

Na rede municipal de saúde, além da Moura Tapajóz, outras oito unidades da Semsa, distribuídas em todas as zonas da cidade, fazem a inserção do DIU. Os outros, que são métodos cirúrgicos para evitar a gravidez, são a laqueadura tubária, popularmente conhecida como ligação das trompas, e a vasectomia, procedimentos para o público masculino, são realizados apenas na maternidade municipal.

 

A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, acompanhou o mutirão na manhã deste sábado, na Moura Tapajóz. “No primeiro mutirão, há 15 dias, foram atendidas 50 mulheres. Hoje, com ajustes no planejamento, conseguimos atender a mais de 70 pacientes que optaram por este método de contracepção. É com muita satisfação que a gente recebe essas pacientes aqui, para mais um serviço ofertado pela Prefeitura de Manaus”, disse.

 

A diretora da maternidade Moura Tapajóz, enfermeira Núbia Cruz, explicou que o acesso ao programa é fácil. “Nosso programa de planejamento reprodutivo funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, e é de livre demanda, não sendo necessário agendamento. Basta vir à maternidade e pedir para ser atendida pela equipe do programa”, orientou.

 

A industriária Cleisiane Martins passou pelo procedimento no mutirão deste sábado. Ela contou que esta foi a segunda vez que optou pelo dispositivo. “Coloquei o DIU e só tirei três anos depois porque queria engravidar. Tive a minha filha, que está com três meses. Fiz o procedimento e aqui na Moura te dão toda assistência, fiz os exames, tudo certinho, foi super tranquilo. Com certeza, é o melhor método”, afirmou.

 

DIU

O ginecologista Pablo Túlio, da equipe do programa de Planejamento Familiar da maternidade Moura Tapajóz, participou do mutirão, destacando que o DIU pode ser considerado o melhor método, porque após a inserção, a preocupação é fazer o controle semestral. Mas lembrou que os cuidados com as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) devem ser mantidos. “O DIU não vai impedir que a mulher contraia essas doenças. É preciso não deixar de usar os preservativos, seja masculino ou feminino”, alertou.

 

O médico assegurou que o programa de planejamento familiar da prefeitura é o melhor programa do Estado. Segundo ele, na Moura Tapajóz são realizadas em torno de 30 inserções de DIU por semana, além de seis laqueaduras no mesmo período, o que representa cerca de 120 por mês. Além disso, em média 30 laqueaduras e 16 vasectomias por mês. “Eu sempre digo, o programa de planejamento familiar da Moura é o melhor e mais completo do Amazonas, isso eu posso afirmar”, finalizou Pablo Túlio.

 

 

Texto – Sandra Monteiro / Semsa

Fotos – Camila Batista / Semsa

Disponíveis em – https://flic.kr/s/aHBqjzGnaT

Notícias relacionadas