Saúde para Você

Cultura da Paz

 

 

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), cultura de paz é um conjunto de valores, atitudes, modos de comportamento e de vida que rejeitam a violência, e que apostam no diálogo e na negociação para prevenir e solucionar conflitos, agindo sobre suas causas.

Portanto, Cultura da Paz significa:

  1. 1RESPEITAR A VIDA

Respeitar a vida e a dignidade de qualquer pessoa sem discriminar ou prejudicar.

  1. REJEITAR A VIOLÊNCIA

Praticar a não violência ativa, repelindo a violência em todas as suas formas: física, social, psicológica, econômica, particularmente diante das pessoas mais vulneráveis, como as crianças e adolescentes.

  1. SER GENEROSO (A)

Compartilhar tempo e recursos materiais cultivando a generosidade, para acabar com a exclusão, a injustiça e a opressão política e econômica.

  1. OUVIR PARA COMPREENDER

Defender a liberdade de expressão e a diversidade cultural, privilegiando sempre a escuta e o diálogo, sem ceder ao fanatismo, nem a maledicência e ao rechaço ao próximo.

  1. PRESERVAR O PLANETA

Promover o consumo responsável e um modelo de desenvolvimento que tenha em conta a importância de todas as formas de vida e o equilíbrio dos recursos naturais do planeta.

  1. REDESCOBRIR A SOLIDARIEDADE

Contribuir para o desenvolvimento da comunidade, propiciando a plena participação das mulheres e o respeito aos princípios democráticos, para criar novas formas de solidariedade.

 

POLÍTICAS PÚBLICAS E CULTURA DA PAZ

Um exemplo de iniciativa relacionada à Cultura de Paz é o Pacto Nacional pela Redução dos Acidentes no Trânsito, assinado em 2011 por órgãos do governo federal, cujo objetivo é mobilizar a sociedade em benefício da vida com ações que diminuam os altos índices de acidentes de trânsito, tanto nas cidades quanto nas rodovias e estradas brasileiras.

Em todas as etapas das nossas vidas devemos prezar pela Comunicação não Violenta -CNV que é uma forma de utilização da Cultura da Paz.

Segundo Marshal B. Rosemberg existem quatro componentes para a realização da Comunicação não Violenta:

  1. Observação; 2. Sentimento; 3. Necessidades; 4. Pedido. Então para usarmos a CNV com as pessoas com quem estamos nos comunicando, não precisamos conhecê-las, ou mesmo estarem motivadas a se comunicar compassivamente conosco. Se nos ativermos aos princípios da CNV, motivados somente a dar e a receber com compaixão, e fizermos tudo que pudermos para que os outros saibam que esse é nosso único interesse, eles se unirão a nós no processo, e acabaremos conseguindo nos relacionar com compaixão uns com os outros.

A CNV pode nos ajudar a evitar conflitos, bem como a resolvê-los pacificamente. Ajuda a nos concentrarmos nos sentimentos e necessidades que todos temos, em vez de pensarmos e falarmos segundo rótulos desumanizadores ou outros padrões habituais que contribuem para a violência contra nós mesmos, os outros e o mundo à nossa volta. A CNV capacita as pessoas a se envolverem num diálogo criativo, de modo que elaborem suas próprias soluções plenamente satisfatórias

Seja um defensor da paz, seja o elo que fortifica a construção de um mundo de amoroso e pacífico. “Seja você a mudança que você quer ver no mundo”Mahatma Gandhi.

 

Sejamos Luz, Amor, Esperança, Vida, Saúde, Justiça Social. Sejamos CULTURA DA PAZ!