Ações

Controle da Malária

 

Área Responsável

Núcleo de Controle da Malária

Contato:3228-5025

E-mail: ncmmalaria.manaus@gmail.com

Objetivos

Coordenar, supervisionar e avaliar as ações do Programa Municipal de Controle da Malária

 

Doença e tratamento

O que é malária?

A malária é uma doença infecciosa febril aguda, causada por protozoários transmitidos pela fêmea infectada do mosquito Anopheles.

 

Como se pega?

A malária é transmitida por meio da picada da fêmea do mosquito Anopheles, infectada por Plasmodium, um tipo de protozoário. Estes mosquitos são mais abundantes ao entardecer e ao amanhecer. Todavia, são encontrados picando durante todo o período noturno, em menor quantidade.

A malária não é uma doença contagiosa. Ou seja, uma pessoa doente não é capaz de transmitir a doença diretamente a outra pessoa. É necessário o vetor para realizar a transmissão.

 

O que você pode sentir?

Febre, que pode surgir e desaparecer em ciclos; Suores e calafrios;Dor de cabeça forte;Náuseas e vômitos;

Dor muscular em todo o corpo; Fraqueza e cansaço constante;

Pele e olhos amarelados.

 

O que fazer se estiver com os sintomas?

Procurar a unidade de saúde ou laboratório de malária mais próximo de sua casa ou um agente de endemias.

 

Tratamento

Após a confirmação da doença, o paciente recebe o tratamento administrados em comprimidos que são fornecidos gratuitamente em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). Somente os casos graves deverão ser hospitalizados de imediato a critério e acompanhamento médico.

O tratamento indicado depende de alguns fatores, como a espécie do protozoário infectante; a idade do paciente; condições associadas, tais como gravidez e outros problemas de saúde; além da gravidade da doença.

Quando realizado de maneira correta, o tratamento da malária garante a cura da doença.

 

Serviços

Diagnóstico precoce e tratamento oportuno em 69 pontos do município de Manaus.

Busca Ativa de casos em domicílio para diagnóstico precoce da Malária;

Educação em Saúde nas localidades com maior vulnerabilidade para transmissão da doença e para população exposta;

Controle Vetorial com tratamento químico de criadouros, aspersão espacial com utilização de inseticidas visando a eliminação do vetor infectado, distribuição de mosquiteiros impregnados com substancia específica de longa duração em localidades da área rural com maior transmissão da doença.

 

Unidades de atendimento

Acesse aqui

 

Material Educativo

Flyer

 

Links úteis

http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/malaria