Ações

Controle da Tuberculose

Área responsável

Núcleo de Controle da Tuberculose

Contato: 3214-7760

Objetivos

Área responsável pela implementação das recomendações nacionais para o controle da tuberculose, assim como qualificação dos profissionais para prevenção, diagnóstico, vigilância e acompanhamento de casos de tuberculose, visando o controle da doença.

 

Doença e tratamento

O que é tuberculose?

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível que afeta prioritariamente os pulmões (tuberculose pulmonar), embora possa acometer outros órgãos e sistemas (tuberculose extrapulmonar). É causada por bactérias que integram o complexo Mycobacterium tuberculosis.

Como se pega a doença?

A transmissão é por via respiratória (aérea). A pessoa com tuberculose no pulmão pode passar o germe/bacilo para outras pessoas pela tosse, fala ou pelo espirro. O contato direto com o paciente em ambiente fechado, com pouca ventilação e ausência de luz solar, representa maior chance de outra pessoa ser infectada com a bactéria causadora da doença. IMPORTANTE: A tuberculose não se transmite pelo compartilhamento de roupas, lençóis, copos e outros objetos.

O que você pode sentir?

Em adolescentes e adultos jovens, o principal sintoma da tuberculose pulmonar é a tosse (por três semanas ou mais), associada ou não a febre (especialmente à tarde), suor intenso à noite, falta de apetite e emagrecimento. Em crianças menores de 10 anos de idade, a febre moderada e persistente é a principal manifestação clínica. Também são comuns irritabilidade, tosse, falta de apetite, perda de peso e suor intenso à noite. Nas formas extrapulmonares de tuberculose, que são menos frequentes, os sinais e sintomas variam de acordo com o órgão ou sistema acometido.

O que fazer se você estiver com os sintomas?

Para diagnosticar a tuberculose é necessário realizar o exame de escarro (baciloscopia, cultura ou teste molecular rápido para tuberculose). Outros exames também podem ser solicitados (como radiografias, tomografias, biópsias, etc).

A Secretaria Municipal de Saúde de Manaus conta com quatro Laboratórios Distritais interligados por uma rede de 96 postos de coleta distribuídos nos cinco Distritos Sanitários, onde o usuário da rede pública ou privada pode, durante todo o horário de funcionamento da Unidade, pode entregar sua amostra de escarro para o diagnóstico da TB.

tratamento é gratuito, oferecido apenas na rede SUS, tendo duração de no mínimo seis meses, com tomada diária de medicamento. Há casos em que o tratamento precisa ser estendido por mais tempo, a depender da avaliação clínica e de resultados de exames laboratoriais. É comum que após as primeiras semanas de tratamento, o paciente observe melhora total dos sinais e sintomas. No entanto, isto não quer dizer que a doença está curada. Para obter a cura é necessário completar todo o tratamento.

Atualmente a maior parte dos casos de tuberculose é tratada na Unidade Básica de Saúde mais próxima a sua casa. Considerando o longo tempo de tratamento, recomenda-se que os casos recebam o tratamento diretamente observado (TDO), ou seja, que a tomada de medicamentos seja observada diariamente por um profissional da equipe de saúde capacitado, na sua residência ou na unidade de saúde mais próxima.

Para a cura da Tuberculose é necessário completar todo o tratamento!

 

Onde fazer o teste?

Acesse aqui as Unidades de Saúde com posto de coleta para exame de escarro. 

 

Materiais informativos

http://blogdatuberculose.blogspot.com/

http://www.blog.saude.gov.br/index.php/tags/204-tuberculose

http://portalms.saude.gov.br/

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_recomendacoes_controle_tuberculose_brasil.pdf

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/tecnicas_aplicacao_leitura_prova_tuberculinica.pdf